Metaplasia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Termos com o sufixo -plasia
(Ana)plasia - desdiferenciação
(Hiper)plasia - proliferação fisiológica
(Neo)plasia - proliferação anormal
(Dis)plasia - maturação anormal
(Meta)plasia - conversão de tipo celular
Metaplasia
Barretts esophagus alcian blue high mag.jpg
Classificação e recursos externos
MeSH D008679
A Wikipédia não é um consultório médico. Leia o aviso médico 

Metaplasia é uma alteração reversível quando uma célula adulta, seja epitelial ou mesenquimal, é substituída por outra de outro tipo celular.[1]

Pode ser interpretado como uma tentativa do organismo de substituir um tipo celular exposto a um estresse a um tipo celular mais apto a suportá-lo. Por exemplo, uma forma comum de metaplasia, o epitélio pseudoestratificado colunar ciliar, com células caliciformes, do trato respiratório, submetido cronicamente a irritação pela fumaça do cigarro, passa a ser do estratificado pavimentoso. Deficiência de vitamina A, doença do refluxo gastroesofágico, litíases, entre outros fatores, também podem levar à metaplasia.

Embora a metaplasia leve ao surgimento de um epitélio mais apto ao ambiente hostil geralmente isto se dá às custas de perdas. No caso do trato respiratório, o epitélio substituto (metaplásico) é desprovido da capacidade de secreção de muco e da ação ciliar. Portanto, a metaplasia representa geralmente uma mudança indesejada.

Além disso, o mesmo estímulo, hostil, que gerou a metaplasia, se persistir, pode induzir a transformação neoplásica. Dessa forma, temos o carcinoma de células escamosas no trato respiratório e o adenocarcinoma no esôfago de Barrett.[2]

A metaplasia também ocorre em células do tecido conjuntivo com a formação de cartilagem, tecido adiposo ou osso (tecidos mesenquimais) em tecidos que originalmente não possuem esses elementos.

Exemplos[editar | editar código-fonte]

Uma lâmina histológica de um esôfago de Barrett.

Esôfago de Barrett é uma mudança anormal nas células do esôfago inferior, que acredita-se que seja causada pelo dano da exposição crônica ao ácido estomacal.

A tabela seguinte lista alguns tecidos comumente suscetíveis à metaplasia e os estímulos que podem causar a mudança:

Tecido Normal Metaplasia Estímulo
Vias aéreas Epitélio colunar Epitélio escamoso Tabagismo
Bexiga urinária Epitélio de transição Epitélio escamoso Litíase urinária
Esôfago Epitélio escamoso Epitélio colunar Refluxo gastroesofágico

Referências

  1. Raquel Camara Rivero (14 de abril de 2015). «Metaplasia». UFRGS. Consultado em 3 de junho de 2018 
  2. Alexandre Mello de Azevedo. «O que é a metaplasia?». Doctoralia. Consultado em 3 de junho de 2018