Microssociologia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Microssociologia é um dos principais ramos de estudos da sociologia, que possui como tema a natureza das interações sociais humanas cotidianas[1] . É baseada em análises interpretativas ao invés de observações empíricas e/ou estatísticas[2] , e possui grande proximidade com escola de fenomenologia da filosofia. O principal precursor da microssociologia é o sociólogo alemão Max Weber (1864-1920) e seu conceito de ação social. Seus principais representantes no século XX são George Herbert Mead, Erving Goffman, Harold Garfinkel (Etnometodologia), Alfred Schutz (Fenomenologia Social) e Herbert Blumer (Interacionismo simbólico).

Ícone de esboço Este artigo sobre sociologia ou um sociólogo é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Referências

  1. Neil J. Smelzer, Problematics of Sociology (1997) p. 5
  2. Erving Goffman, Relations in Public (1972) p. 18-21