Midianitas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde Fevereiro de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Segundo o Antigo Testamento, midianitas (ou madianitas) são descendentes de Abraão e sua esposa Quetura, desposada após a morte de Sara. Os filhos deste novo segundo casamento, entre eles Midiã, foram enviados para uma terra distante, longe de Isaque, dito filho da promessa.

Tais descendentes de Abraão, então, deram origem à tribo dos midianitas, que mais tarde são mencionados em conjunto com os ismaelitas — também descendentes de Abraão, porém através de sua escrava egípcia, Hagar, que lhe deu um filho a quem deu o nome de Ismael,Ismael porque Deus ouviu a aflição de Agar,e que ele foi enviado ao deserto com uma promessa de Deus de que também seria uma grande nação, a qual considera-se tradicionalmente ser a árabe.


Midiã, midianitas [De (Pertencentes a) Midiã].

1. Um dos filhos de Abraão com sua concubina Quetura; pai de Efá, Efer, Anoque, Abida e Elda. (Gên 25:1, 2, 4; 1Cr 1:32, 33) Antes de morrer, Abraão deu dádivas a Midiã e aos outros filhos das suas concubinas, e depois os mandou para a terra do Oriente. — Gên 25:5, 6.

2. Os descendentes de Midiã, filho de Abraão, são coletivamente chamados de “Midiã” ou “midianitas”. (Núm 31:2, 3) Às vezes, a Bíblia parece referir-se a eles como ismaelitas. (Veja Gên 37:25, 27, 28, 36; 39:1; Jz 8:22, 24.) Isto talvez dê a entender que os descendentes de Abraão através dos seus filhos Ismael e Midiã eram bem semelhantes no seu modo de vida, e pode ter havido maior fusão entre eles por casamentos mistos entre os dois povos. Parece também que pelo menos alguns dos queneus eram conhecidos como midianitas. Visto que os queneus já são mencionados como povo antes do nascimento de Midiã, isto talvez signifique que o cunhado queneu de Moisés, Hobabe, era midianita apenas dum ponto de vista geográfico. — Gên 15:18, 19; Núm 10:29; Jz 1:16; 4:11; veja ISMAELITA; QUENEU.

Os midianitas, como descendentes de Abraão, provavelmente falavam uma língua bem parecida ao hebraico. Gideão, por exemplo, parece não ter tido nenhuma dificuldade em entender os midianitas. (Jz 7:13-15; 8:18, 19) No entanto, há também a possibilidade de Gideão ter aprendido a língua dos midianitas, por Israel ter estado sete anos sob o domínio deles. — Jz 6:1.

Os midianitas eram primariamente nômades que moravam em tendas. (Jz 6:5, 6; Hab 3:7) Mas, nos dias de Moisés, relata-se também que moravam em cidades. (Núm 31:9, 10) Naquele tempo eram bastante prósperos, possuindo jumentos e animais do rebanho e da manada, que ascendiam a dezenas de milhares. (Núm 31:32-34) Suas riquezas incluíam enfeites de ouro com o peso total de mais de 191 kg (agora com o valor de mais de US$2.150.000). — Núm 31:50-52.

Parece que tanto os homens como as mulheres se adornavam com enfeites de ouro, inclusive com argolas para as narinas e arrecadas. Os reis midianitas trajavam-se com “roupas de lã tingida de roxo”, e até seus camelos tinham colares ao pescoço, evidentemente com ornamentos em forma de lua. — Núm 31:50; Jz 8:21, 26.

Sem dúvida, os midianitas obtiveram grande parte da sua riqueza por meio de comércio e de saque. (Veja Gên 37:28; Jz 6:5, 6.) Já no tempo de José, caravanas de mercadores midianitas viajavam para o Egito. Foi a tal caravana indo ao Egito e levando resinas aromáticas que José foi vendido pelos seus meios-irmãos. — Gên 37:25, 28.

Provavelmente, algum tempo antes da entrada de Israel na Terra da Promessa, o rei edomita Hadade (filho de Bedade) obteve a vitória sobre os midianitas no campo de Moabe. — Gên 36:35; 1Cr 1:46.

Induzem Israel ao Pecado. Mais tarde, os midianitas mostraram-se hostis aos israelitas. Cooperaram com os moabitas em contratar o profeta Balaão para amaldiçoar Israel. (Núm 22:4-7) Quando isso falhou, os midianitas e os moabitas, seguindo o conselho de Balaão, astutamente usaram suas mulheres para induzir milhares de varões israelitas a se envolverem em imoralidade sexual e em idolatria relacionada com Baal de Peor. (Núm 25:1-9, 14-18; 31:15, 16; 1Co 10:8; Re 2:14) Depois disso, os israelitas, em obediência à ordem divina, vingaram-se de Midiã. As cidades midianitas e os acampamentos murados na região foram entregues ao fogo. Milhares de animais domésticos e muitos objetos de ouro foram tomados como despojo. Com exceção das virgens, todos, inclusive os cinco reis de Midiã — Evi, Requém, Zur, Hur e Reba — foram mortos. — Núm 31.

Menos de três séculos depois, os midianitas se haviam restabelecido suficientemente deste golpe para poder oprimir os israelitas por sete anos. (Veja Jz 6:1; 11:25, 26.) Ao lado dos amalequitas e dos “orientais”, estes nômades, que moravam em tendas, junto com seu gado e seus inúmeros camelos, penetraram na terra de Israel até Gaza, saqueando os animais domésticos dos israelitas e também consumindo suas safras. — Jz 6:2-6.

Derrota Esmagadora Infligida por Gideão. Por fim, quando Israel clamou a Jeová por ajuda, ele suscitou Gideão para libertá-los. (Jz 6:7-16) A derrota infligida por Jeová por meio dele foi tão completa, que não há mais registro duma hostilização adicional por parte dos midianitas. (Jz 8:28) Seus príncipes Orebe e Zeebe foram mortos, assim como foram seus reis Zeba e Zalmuna. (Jz 7:25; 8:5, 21; veja GIDEÃO.) Séculos mais tarde, ainda se aludia à vitória sobre Midiã, ao ilustrar o esmagamento do poderio inimigo. — Is 9:4; 10:24-26; veja também Sal 83:9-11.

Em contraste com a anterior inimizade dos midianitas, uma profecia de restauração apontava para o tempo em que “os machos novos dos camelos de Midiã e de Efá” trariam presentes a Sião. — Is 60:5, 6, 11-14.

3. O território ocupado pelos midianitas era conhecido como “Midiã” ou a “terra de Midiã”. (1Rs 11:18; Hab 3:7) Em geral se concorda que os descendentes de Midiã se fixaram principalmente na parte NO da Arábia, um pouco ao L do golfo de ʽAqaba. Mas, desconhece-se a extensão das suas terras, e ela deve ter variado no decorrer da sua história. Durante a vida de Moisés, parece que muitos midianitas viviam perto do território moabita e na vizinhança da região controlada pelo rei amorreu, Síon. — Núm 22:4; 31:8-12; Jos 13:21.

O próprio Moisés passou cerca de 40 anos na terra de Midiã. Casou-se ali com Zípora, uma das sete filhas de Jetro, sacerdote de Midiã. (Veja JETRO.) Com ela teve dois filhos, Gersom e Eliézer. O trabalho de Moisés como pastor para o seu sogro levou-o à região montanhosa em torno de Horebe, o que sugere que morava na vizinhança do golfo de ʽAqaba. Todavia, não se pode determinar se a região em torno do Horebe era então parte da “terra de Midiã”. (Êx 2:15-22; 3:1; 4:18-20; 18:1-4; At 7:29, 30) Parece que, numa época posterior, falava-se de Edom pelo menos parcialmente como Midiã. — 1Rs 11:14-18.