Miguel Hernández

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura a estação do Metrô de Madrid, veja Estação Miguel Hernández.
Miguel Hernández
Nome completo Miguel Hernández Gilabert
Nascimento 30 de outubro de 1910
Orihuela, Espanha
Morte 28 de março de 1942 (31 anos)
Alicante, Espanha
Nacionalidade Espanha Espanhol
Cônjuge Josefina Manresa (2 filhos)
Ocupação Poeta e dramaturgo
Magnum opus Obra escogida

Miguel Hernández Gilabert (Orihuela, Alicante, Espanha, 30 de outubro de 1910 - Alicante, 28 de março de 1942) foi um poeta e dramaturgo espanhol. Apesar de vir de uma família pobre e ter tido pouca educação formal, publicou seu primeiro livro de poesias aos vinte e três anos de idade e obteve considerável fama antes de sua morte.

A Diputación de Jaén é proprietária do legado de Miguel Hernández.

Obras[editar | editar código-fonte]

Poesia[editar | editar código-fonte]

  • Perito en lunas, Murcia, La Verdad, 1933 (Prólogo de Ramón Sijé).
  • El rayo que no cesa, Madrid, Héroe, 1936.
  • Viento del pueblo, Valencia, Socorro Rojo Internacional, 1937 (Prólogo de Tomás Navarro Tomás).
  • Cancionero y romancero de ausencias (1938–1941), Buenos Aires, Lautaro, 1958 (Prólogo de [[Elvio Romero]

Teatro[editar | editar código-fonte]

  • Quien te ha visto y quien te ve y sombra de lo que eras, 1933.
  • El torero más valiente, 1934
  • Los hijos de la piedra, 1935
  • El labrador de más aire, Madrid - Valencia, Nuestro Pueblo, 1937.
  • Teatro en la guerra, 1937.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.