Mirabilis Liber

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde abril de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Mirabilis Liber (também conhecido como Liber Mirabilis ou Livro das Maravilhas) é um livro parcialmente escrito no final da Idade Média com profecias medievais e impresso originariamente em latim em 1522 na França. Posteriormente, foi publicada uma única tradução francesa em 1831.

O autor usou o pseudônimo de João Vatiguerro (Jean Vatiguerre, ou seja, João que Anuncia a Guerra).

A obra foi a primeira ou uma das primeiras compilações impressas de profecias que se tem notícia do planeta e fez grande sucesso no século XVI.

O livro possui profecias diversas, supostamente encontradas em diversos locais e escritas em diversas épocas por diversas pessoas.

Algumas das profecias foram atribuídas à sibila Tiburtina, a São Severo, a Lichtenberger, a Telesforo de Consenza, a Santa Brígida, Joaquim de Fiore, etc.

Uma outra foi encontrada em um cemitério na tumba de um religioso desconhecido, diz o texto.

Outra anuncia que o sul da França será inundado e as águas cobrirão as montanhas.

Outra anuncia a invasão dos muçulmanos na Europa. Como praticamente todos os textos medievais de profecias, tratava de catástrofes, anticristos, papas, reis e messias.

Alguns especialistas em Nostradamus acreditam que ele foi influenciado por ela.

O Mirabilis Liber foi colocado no Índice de Livros Proibidos de Portugal, no ano de 1581.

No século XVIII, durante a Revolução Francesa, a população correu em massa para as bibliotecas porque se divulgou que a revolução tinha sido profetizada por este livro e o governo francês, para controlar a confusão, impediu a população de ir às bibliotecas para acessá-lo. Logo depois, o governo decidiu remover as folhas dos livros com as profecias procuradas relativas à revolução. Por isso, ainda hoje, em várias bibliotecas em Paris, vários exemplares não possuem as mesmas folhas, que foram arrancadas com esse propósito.

Este livro foi, por um tempo, aceito também pelo clero.

Atualmente existe uma revista na França homônima.


Ícone de esboço Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.