Mixotrofismo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Mixotrofismo ou mixotrofia, em biologia, é a qualidade do ser vivo com caractéristicas autótrofas e heterótrofas. Ou seja, é capaz de produzir seu próprio alimento a partir da fixação de dióxido de carbono (através de fotossíntese ou quimiossíntese), mas pode também alimentar-se de outros compostos inorgânicos ou orgânicos. Mixotróficos podem ser tanto eucariotas quanto procariotas.[1]

As algas, como as Euglenófitas (Euglenophyta), e protozoários são exemplos de seres mixotróficos.

As plantas carnívoras, por poderem tanto fixar o dióxido de carbono quanto absorver nutrientes inorgânicos e orgânicos de suas presas capturadas, também podem ser consideradas mixotróficas.[2]

Referências

  1. Eiler A (2006). «Evidence for the Ubiquity of Mixotrophic Bacteria in the Upper Ocean: Implications and Consequences». Appl Environ Microbiol. 72 (12). pp. 7431–7. PMC 1694265Acessível livremente. PMID 17028233. doi:10.1128/AEM.01559-06 
  2. Mithöfer, Axel (27 de fevereiro de 2022). «Carnivorous plants and their biotic interactions». Journal of Plant Interactions (1): 333–343. ISSN 1742-9145. doi:10.1080/17429145.2022.2038710. Consultado em 14 de março de 2022 
Ícone de esboço Este artigo sobre Ecologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.