Composto inorgânico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Um composto inorgânico é a substância na qual os átomos de dois ou mais elementos são combinados. Alguns compostos são chamados de inorgânicos porque vêm de minerais e não de coisas vivas ou orgânicas.[1]

Compostos que contém carbono quase sempre são compostos orgânicos, mas exceções como o dióxido de carbono são inorgânicos.

Compostos inorgânicos contêm metais ou hidrogênio combinado com um não-metal ou um grupo de não metais.

Podem ser compostos iônicos (ex. NaCl) ou ainda covalentes (ex. silicatos), mas não é raro observar mais de um tipo de ligação em compostos inorgânicos. Os compostos de coordenação também pertencem a esta categoria de compostos e formam ligações de coordenação que tem caráter iônico ou covalente.

Os compostos inorgânicos são constituintes químicos de uma célula, e são constituidos basicamente por água e sais minerais.

Ar[editar | editar código-fonte]

  • É a substância que está presente em toda atmosfera terrestre.
  • Participando na respiração dos seres vivos.
  • Cuja temperatura, peso, e pressão são variáveis.
  • É composto principalmente por 70% de nitrogênio e 21% de oxigênio e entre outros gases.

Água[editar | editar código-fonte]

Sais Minerais[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Sais Minerais
  • São substâncias importantes para os seres vivos, podendo aparecer no organismo dissociados no protoplasma, regulando a pressão osmótica e atuando na manutenção do PH das células. Os iões, provenientes dos sais minerais, possuem várias funções no organismo vivo: formam o esqueleto de muitos animais.
  • Atuam no equilíbrio da água no organismo, na transmissão do impulso nervoso, no transporte de gases (oxigênio e dióxido de carbono), na fotossíntese, no funcionamento de enzimas, etc.[1]
  • Tem função plástica e reguladora, os sais minerais mais importantes são:
  • Sódio → Atua junto com o Potássio na condução nervosa, na contração muscular e equilíbrio de fluidos no organismo
  • Potássio → Atua junto com o Sódio na condução nervosa, na contração muscular e equilíbrio de fluidos no organismo
  • Cloro → Junto com o Sódio e o Potássio mantém o controle osmótico (de água)
  • Cálcio → Composição de ossos e dentes, contração muscular e coagulação sanguínea
  • FerroHemoglobina e Mioglobina (transporte de oxigênio pelo sistema circulatório)
  • Magnésio → Participa da composição da clorofila e da estrutura de ribossomos e ossos
  • Fosfato → Composição óssea (Fosfato de Cálcio e Magnésio) e molécula de ATP (Adenosina trifosfato) / Fosfolipídio→ Participa da estrutura da membrana celular, do DNA e RNA
  • Iodo → Participa da estrutura dos homônios T3 (Triodotironina) e T4 (tetraiodotironina) da Glândula Tireóide que estimula o metabolismo basal (quantidade total de energia gasta para a manutenção da atvidade vital)
  • Flúor → Estimula a mineralização do esmalte dentário (flúor e fluoreto), previne dilatação das veias, causa problemas na vesícula além de paralisia.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Peter W. Atkins, Loretta Jones. Principios de Química : Questionando a Vida Moderna e o Meio Ambiente Bookman. ISBN 8-540-70054-9

Referências

Química A Wikipédia possui o:
Portal de Química
Ícone de esboço Este artigo sobre Química é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.