Fosfato

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde maio de 2017).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde fevereiro de 2014). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Fosfato
Alerta sobre risco à saúde
140
Phosphate-3D-balls.png Phosphate-3D-vdW.png
Nome sistemático Fosfato[1]
Identificadores
Número CAS 14265-44-2
PubChem 1061
ChemSpider 1032
MeSH Phosphates
ChEBI 18367
SMILES
Referência Beilstein 3903772
Referência Gmelin 1997
Propriedades
Fórmula molecular PO3−
4
Massa molar 94.9714 g mol−1
Exceto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições normais de temperatura e pressão

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.

Na química, um fosfato é um íon poliatômico ou um radical consistindo de um átomo de fósforo e quatro de oxigênio. Na forma iônica, tem a carga formal de -3, sendo denotado como PO43-.

No campo bioquímico, um íon de fosfato livre em solução é chamado de fosfato inorgânico, para distinguí-lo dos fosfatos existentes nas moléculas de trifosfato de adenosina (ATP), DNA ou mesmo RNA. Fosfato inorgânico é denotado geralmente como Pi. Fosfato inorgânico pode ser formado pelas reações de ATP ou adenosina difosfato (ADP), com a formação do ADP ou AMP correspondente e a liberação de um íon de fosfato. Reações similares existem para outros nucleosídeos difosfatos e trifosfatos.

Em sistemas vivos, íons de fosfato podem ser criados pela hidrólise de um íon maior chamado pirofosfato, o qual tem a estrutura P2O74 -, sendo denotado PPi.

  • P2O74 - + H2O → 2HPO42-

Energia é armazenada pelas ligações do fosfato na forma de ADP ou ATP, ou outro nucleosideo difosfato ou trifosfato no tecido muscular. Esse fosfato é referido como fosfato de alta energia.

Em mineralogia e geologia, refere-se a uma rocha ou pepita contendo íons de fosfato.

Na agricultura, fosfato se refere a um dos três nutrientes primários das plantas, e é um componente dos fertilizantes. O fosfato é extraído de depósitos de rocha sedimentária e tratado quimicamente para aumentar a sua concentração e torná-lo mais solúvel, o que facilita sua absorção pelas plantas. O fosfato sem tratamento, apenas pulverizado, é normalmente utilizado em cultivo orgânico.

Os maiores depósitos de fosfato na América do Norte ficam na Carolina do Norte e na Flórida. O maior depósito do mundo fica em Nauru, que costumava ter o fosfato de melhor qualidade.

O fosfato também pode ser utilizado como agente de redução de dureza da água em detergentes. Esse uso é restrito devido à possibilidade de poluição de rios e mananciais.

Em termos ecológicos, o fosfato é muitas vezes o reagente limitante de muitos ambientes: a disponibilidade de fosfato governa a taxa de crescimento de muitos organismos. A introdução artificial de fosfato nestes ambientes pode causar um desequilíbrio ecológico, resultando na superpopulação de alguns organismos, os quais consomem também outros nutrientes e elementos essenciais. Desta forma organismos que não são diretamente favorecidos pela maior disponibilidade de fosfato sofrerão uma drástica redução em sua população, devido à falta de nutrientes e elementos essenciais.

Como exemplo, podemos citar que o fosfato utilizado em cultivos fertilizados e em produtos detergentes pode causar a poluição de rios e mananciais, resultando na superpopulação de algas de superfície, os quais diminuem o teor de oxigênio dissolvido na água. Sem oxigênio, a fauna aquática sofre consequências diretas, podendo resultar até na morte de peixes em massa.

Fosfato e flúor[editar | editar código-fonte]

Emblem-scales.svg
A neutralidade desta seção foi questionada, conforme razões apontadas na página de discussão. (desde outubro de 2017)
Rocha de fosfato, junto com um penny americano para demonstrar seu tamanho.

No processo de refinamento das rochas de fosfato, se obtêm o ácido fosfórico usado em bebidas gaseificadas como refrigerante.[carece de fontes?]

O problema é que a maioria das rochas de fosfato vêm contaminadas com fluoreto formando aproximadamente 4% do minério bruto, e para remove-lo, utiliza-se ácido sulfúrico e uma lama composta por água e fosfato, criando compostos gasosos altamente tóxicos como o fluoreto de hidrogênio e o tetrafluoreto de silício, causando uma grande devastação para fazendas próximas, como poluição da água, morte de plantas e animais. Obrigadas por lei, as companhias mineradoras de fosfato conseguiram um meio de capturar esse gás, para que ele não fosse mais lançado ao ar, evitando a matança de criações e vegetação das vizinhanças. Isso foi resolvido com a instalação de purificadores úmidos que capturavam os fluoretos tóxicos, impedindo que eles fossem liberados no meio ambiente, e a consequente devastação ambiental das proximidades. Agora, esses fluoretos tóxicos, são capturados dos purificadores, embalados e despachados para as cidades e, finalmente, despejados no sistema de abastecimento de água. Ao invés desses fluoretos tóxicos serem liberados pelas chaminés das mineradoras de fosfato, são coletados e despejados nos sistemas públicos de abastecimento de água, contaminando a água que é consumida por milhões de pessoas. O processo é chamado de fluoretação da água. Se esses fluoretos não fossem jogados na água, deveriam ser descartados como lixo altamente tóxico, obedecendo uma a rigorosa regulamentação de procedimentos. Curiosamente, despejar ácido hexafluorossilícico ou silicofluoreto de sódio consiste em uma gravíssima violação da lei federal, e pode ser considerado um ato de terrorismo.[carece de fontes?]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Phosphates – PubChem Public Chemical Database». The PubChem Project. USA: National Center of Biotechnology Information 
Ícone de esboço Este artigo sobre Química é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.