Molniya (foguete espacial)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Molniya (8K74)[1]
Motor do bloco principal dos foguetes Molniya
Motor do bloco principal dos foguetes Molniya
Função Veículo de lançamento orbital
Fabricante TsSKB-Progress
País de origem União Soviética/Rússia
Tamanho
Altura 40 m
Diâmetro 2,99 m
Massa 305 460 kg
Estágios 4
Estado Aposentado
Locais de lançamento Cosmódromos de Baikonur e Plesetsk
Lançamentos totais 295[2]
Sucessos 275
Falhas 20
Vôo inaugural 19 de fevereiro de 1964
Último vôo 30 de setembro de 2010
Primeiro estágio - Molniya 8K78M-0
Altura 19,2 m
Diâmetro 2,68 m
Massa (abastecido) 43,3 t
Motores 4x RD-107-8D728
Empuxo 995 300 kN
Impulso específico 314 s
Tempo de combustão 119 s
Combustível LOX/RP-1
Segundo estágio - Molniya 8K78M-1
Altura 28 m
Diâmetro 2,99 m
Massa à seco 6,798 t
Massa (abastecido) 100 600 t
Motores 1 RD-108-8D727
Empuxo 976 700 kN
Impulso específico 315 s
Tempo de combustão 291 s
Combustível LOX/RP-1
Terceiro estágio - Molniya 8K78M-2
Altura 2,84 m
Diâmetro 2,56 m
Massa (abastecido) 24,8 t
Motores 1 RD-0110
Empuxo 298 100 kN (vácuo)
Impulso específico 330 s
Tempo de combustão 241 s
Combustível LOX/RP-1
Quarto estágio - Molnija 8K78M-3
Altura 3,2 m
Diâmetro 2,4 m
Massa à seco 1,160 t
Massa (abastecido) 6,660 t
Motores 1 S1.5400A
Empuxo 66 600 kN
Impulso específico 340 s
Tempo de combustão 250 s
Combustível LOX/RP-1

Molniya (transliteração do russo Молния Loudspeaker.svg? [pronúncia] - relâmpago) é um foguete de quatro estágios soviético, atualmente russo.

Trata-se de uma modificação do míssil balístico intercontinental R-7 Semyorka, melhor conhecido no ocidente através da designação da OTAN, SS-6 Sapwood, projetada para o lançamento de satélites em órbitas de grande altitude e de sondas espaciais. Este foguete existiu em duas versões principais, a Molniya, e a Molniya-M.[3][4]

Versões[editar | editar código-fonte]

O foguete Molniya-8K78M.

As versões principais deste foguete eram essencialmente duas. A primeira, Molnyia, foi utilizada no lançamento da maioria das sondas espaciais soviéticas destinadas à exploração da Lua, de Marte e de Vênus de 1960 a 1965. A segunda, Molniya-M, foi lançada pela primeira vez em 1964, tendo sido utilizada até 2010, quando os foguetes espaciais Molniya foram definitivamente aposentados.

Molniya[editar | editar código-fonte]

Trata-se da primeira versão, construída de acordo com o projeto original de quatro estágios, bem como na "variante Soyuz", de apenas três estágios.

  • Molniya 8K74 - versão de quatro estágios, cujos dados técnicos correspondem aos da tabela ao lado, foi projetada para lançar as sondas espaciais dos programas Luna, Marte e Vênera, além dos satélites de comunicacão militares Molnyia. Eram foguetes de 40 m de altura e 305 t de peso. A capacidade de carga era de 900 kg. O primeiro lançamento foi realizado em 10 de outubro de 1960, e o último em 3 de dezembro de 1965, dos quais 11, de um total de 20, falharam (taxa de sucesso: 45%). O custo estimado de um único lançamento, em 1985, girava em torno de 35 milhões de dólares.
  • Molniya 8K78/E6 – versão modifcada para o lançamento das sondas lunares E-6. Tratava-se de um foguete de três estágios com 44,4 m de altura e 306 t de peso. O primeiro lançamento ocorreu em 4 de janeiro de 1963, e o último, em 12 de março de 1965. De um total de 4 lançamentos, apenas um sucedeu (taxa de sucesso: 25%).
  • Molniya 8K78L – versão cujo desenvolvimento foi levado adiante com o objetivo de permitir missões tripuladas de ida e volta à Lua. O projeto preliminar foi completado em 8 de julho de 1962, mas nunca foi terminado, por que excedia os recursos disponíveis aos soviéticos na época. A capacidade de carga prevista era de 5 t.

Molniya-M[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Molniya-M

Esta é a versão dos foguetes Molnyia que foi empregada mais vezes. A versão básica '8K78M foi modificada em três variantes, que diferenciam-se de acordo com a carga a ser transportada.

  • Molniya 8K78M - primeira variante da Molniya-M. O primeiro lançamento ocorreu em 19 de fevereiro de 1964 e o último, em 30 de setembro de 2010.[3] De um total de 295 voos, apenas 20 falharam, o que equivale à uma taxa de sucesso de 93,5%.[2] O custo estimado de um lançamento, em 1994, era de US$ 25 milhões;[1]
  • Molniya 8K78M 2BL – esta variante utilizava um estágio superior do tipo Block-2BL e destinava-se ao lançamento de satélites militares Oko.[5] Era um foguete de três estágios, com 43,3 m de altura, capaz de inserir uma carga de até 2 000 kg em uma órbita com um apogeu de 38 000 km;
  • Molniya 8K78M ML – equipada com um estágio superior do tipo Block-2ML, destinava-se ao lançamento de satélites de comunicação de até 2 000 kg em uma órbita com um apogeu de 38 500 km;
  • Molniya 8K78M SOL – esta variante, equipada com um estágio superior do tipo Block SO-L era capaz de inserir satélites do tipo Prognoz em uma órbita com um apogeu de 200 000 km. A capacidade de carga desta variante era de 2 000 kg e o apogeu máximo de 400 000 km.

Referências

  1. a b «Molniya 8K78» (em inglês). Encyclopedia Astronautica. 2012. Consultado em 30 de dezembro de 2012 
  2. a b Pillet, Nicolas (2012). «Les lancements Molnia-M (8K78M)» (em francês). KOSMONAVTIKA. Consultado em 12 de maio de 2012 
  3. a b Chabot, Alain (20 de maio de 2011). «Molniya rocket» (em inglês). Russian Space Web - News & History of Astronautics in the Former USSR. Consultado em 05 de maio de 2012  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  4. «RSC "Energia" - Launch Vehicle Molniya» (em inglês). S.P. KOROLEV ROCKET AND SPACE CORPORATION «ENERGIA». 2012. Consultado em 05 de maio de 2012  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  5. «Oko» (em inglês). Encyclopedia Astronautica. 2012. Consultado em 27 de maio de 2012 
Ícone de esboço Este artigo sobre foguetes é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.