Monte Shinn

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Monte Shinn
Localização da Cordilheira Sentinela na Antártida Ocidental
Monte Shinn está localizado em: Antártida
Monte Shinn
Coordenadas 78° 27' S 85° 46' O
Altitude 4 661 m (15 292 pés)
Proeminência 961 m
Cume-pai: Monte Tyree
Listas Sete terceiros cumes
Continente Antártida
Região geográfica Antártida Ocidental
Primeira ascensão 25 de novembro de 2008 por Christian Stangl[1][2]
Mapa da Cordilheira Sentinela.

O monte Shinn é uma montanha que atinge 4661 m de altitude, localizada 6 km a sudeste do Monte Tyree na Cordilheira Sentinela, Montanhas Ellsworth, na Antártida. É a terceira mais alta montanha da Antártida, depois do maciço Vinson e do monte Tyree.

Descoberto nos voos de reconhecimento do Ano Internacional da Geofísica (IGY) em janeiro de 1958, e denominado pelo Advisory Committee on Antarctic Names (Comitê Consultivo para Nomes Antárticos) (US-ACAN) pelo Tenente Comandante Conrad S. (Gus) Shinn, Marinha dos Estados Unidos, piloto em alguns destes voos. Shinn foi piloto da aeronave R4D da marinha transportando o Almirante Dufek que, em 31 de outubro de 1956, fez a primeira aterrissagem de avião no Polo Sul geográfico. Tinha sido considerado ter mais de 4800m de altitude, mas foi de novo medido em 2001 por Damien Gildea e Rodrigo Fica da Fundação Ômega, usando um receptor GPS Trimble 5700 e o sistema de processamento AUSPOS do governo australiano.

Referências

  1. Stangl, Christian. «Mt. Shinn». skyrunning.at. Consultado em 29 de dezembro de 2013. 
  2. Jurgalski, Eberhard (28 de agosto de 2013). «Seven 2nd/Seven 3rd». 8000ers.com. Consultado em 29 de dezembro de 2013. 
Ícone de esboço Este(a) artigo relacionado com a geografia da Antártida Ocidental (também conhecida como Antártida Menor) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.