Mucuna

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaMucuna
Starr 021203-0008 Mucuna gigantea.jpg

Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Fabales
Família: Fabaceae
Género: Mucuna
Espécies

A Mucuna, também chamada de Mucuna pruriens ou Feijão-da-Flórida, é um suplemento natural para o cérebro conhecido por melhorar o humor, além de manter o cérebro saudável e protegido. Ela fornece ao cérebro muitos dos nutrientes que ele necessita para o seu bom funcionamento, enquanto reduz a susceptibilidade à ansiedade e ao estresse. Um dos compostos mais importantes encontradas nesta planta é L-Dopa, que é usado para produzir dopamina e outros hormônios.

Muitos pesquisadores estão fazendo descobertas generalizadas sobre os efeitos da Mucuna pruriens, que vão desde a possibilidade de aumentar os níveis de hormônio do crescimento humano (e de outros hormônios potencialmente anabólicos) a aumentar a testosterona e melhorar o desejo sexual, além de promover sentimentos positivos. Parece ter também um efeito neuroprotetor, possivelmente, reduzindo os sinais de envelhecimento.

O que é exatamente a Mucuna pruriens? Quais os benefícios e efeitos colaterais em seu consumo? Como tomar?

O que é a Mucuna pruriens?[editar | editar código-fonte]

Mucuna pruriens é uma planta que, tecnicamente, pode ser considerada da família das leguminosas. Outros nomes utilizados são mucuna, cowitch e feijão-da-flórida. A planta é encontrada principalmente em florestas de clima tropical, como no Caribe e na África.

Tem sido utilizada na medicina indiana há séculos. Esta planta tem um elevado teor de azoto, geralmente usado como fertilizante do solo. A planta, que por si só pode crescer até 15 metros de altura, também contém L-Dopa, um aminoácido natural do corpo humano. Este composto é conhecido por melhorar o humor e é frequentemente utilizado como um remédio herbal para a depressão e ansiedade, visto que estimula a produção de dopamina no cérebro.

Para relembrar, a dopamina é o neurotransmissor do bem estar, produzido pelo cérebro quando está contente, ou como mecanismo de “recompensa” do corpo. É um intermediário da noradrenalina, um neurotransmissor que ajuda a regular o sono, além de estimular também a produção do HgH (hormônio do crescimento). Por exemplo, a dopamina está intimamente ligada ao desenvolvimento do Mal de Parkinson, que é a diminuição desse neurotransmissor.

A planta não tem uma aparência tão bonita, embora possa produzir algumas flores que variam do branco ao roxo. O contato com os bulbos, projeções espinhosas da planta, pode causar prurido, graças à macunaina contida neles. Outro fato interessante sobre esta planta é que ela pode ser utilizada como uma alternativa ao café. As sementes são secas e, em seguida, fabricadas na forma típica.

Muitas pessoas consideram o chá de Mucuna pruriens altamente estimulante e tão eficaz como o café para melhorar o estado de alerta.

Componentes bioativos da Mucuna pruriens[editar | editar código-fonte]

Se você está interessado em comprar o extrato de Mucuna pruriens para aumentar os níveis de L-Dopa, há algumas variedades nas opções. O melhor pó de Mucuna pruriens é feito a partir dos grãos apenas, por isso não deixe de olhar para isso. Quase todos os estudos e pesquisas que mostram os benefícios para a saúde usam apenas os feijões. Há um bom número de alcaloides bioativos nessa planta. São eles:

  • Mucunadina
  • Mucunina
  • Mucuadinina
  • Prurienina
  • Purienidina
  • Beta-sitosterol
  • Glutationa
  • Lecitina
  • Ácido fenólico (também conhecido como vitamina B9)
  • Ácido gálico (ácido 3,4,5-triidroxibenzóico)

Benefícios da Mucuna pruriens para a saúde[editar | editar código-fonte]

Um dos principais benefícios deste suplemento é que ele, naturalmente, ajuda a aumentar o hormônio do crescimento. Isto é devido à presença de L-Dopa no suplemento. Tem ocorrido uma série de estudos e pesquisas que mostram que essa substância é encontrada em níveis elevados no extrato de Mucuna.

O L-Dopa, encontrado nessa planta, ajuda muitos neurotransmissores e processos fundamentais do corpo. Com este L-Dopa, você está dando ao cérebro mais capacidade de criar compostos necessários para o seu funcionamento. Também é essencial na produção de dopamina e noradrenalina. Estas substâncias químicas cerebrais poderosas estão ligadas a sentimentos de humor positivo, energia, prazer e motivação. Uma parte do L-Dopa também é usada pelo corpo para fazer o pigmento melanina. Ajuda a proteger o cérebro auxiliando na remoção de um número de diferentes toxinas e na quelação de metais tóxicos como o mercúrio e o chumbo.

Suplementos de Mucuna pruriens também são conhecidos por aumentar a função sexual. Isso significa aumentar a libido em homens e mulheres. Em outras palavras, não há necessidade de usar produtos como o Viagra. Ela também pode ajudar a proteger o esperma dos danos oxidativos. O suplemento tem até um certo número de propriedades antioxidantes, o que significa que é capaz de ajudar a proteger o corpo dos danos dos radicais livres.

A Mucuna é reconhecida por aumentar a agilidade mental também. Muitos usuários também relatam ter um melhor nível de foco e concentração. Mas essa sensação de energia não é como os efeitos da cafeína que podem levar à ansiedade e ao nervosismo. Pelo contrário, a Mucuna Pruriens pode acalmar os nervos do cérebro e promover ondas cerebrais alfa.

Estudos clínicos e pré-clínicos mostram que a Mucuna pruriens tem grande importância no tratamento da doença de Parkinson. No estudo, 60 pacientes com a Doença de Parkinson utilizaram a Mucuna em um estudo aberto durante 12 meses. Houve melhora significativa tanto para a Doença de Parkinson utilizando como referência a escala de Hoehn (escala utilizada para graduar os estágios da doença). Em um outro estudo comparativo, verificou-se que o uso de L-Dopa sintética não sobressaiu os resultados com o uso do extrato da Mucuna no que se refere ao tratamento do Mal de Parkinson.

O interessante é que a capacidade de estimular os níveis do hormônio do crescimento pode ter impacto na perda de peso. Ele fortifica os músculos, melhora a coordenação, a agilidade mental e a força. Além disso, o vínculo que possui com a dopamina, traz junto a sensação de bem estar e, com isso, o ânimo para as atividades físicas. Ao promover esse estímulo mental e físico, pode ser um ótimo coadjuvante para os que buscam a perda de peso.

Assim, a lista de indicações para o consumo da Mucuna Pruriens são:

  • Doença de Parkinson (devido à L-dopa);
  • Impotência e disfunção erétil;
  • Como afrodisíaco;
  • Para aumentar a testosterona;
  • Como anabólico e androgênico, fortalecendo os músculos e ajudando a estimular o hormônio do crescimento;
  • Auxiliando na perda de peso.

Efeitos colaterais no uso da Mucuna Pruriens[editar | editar código-fonte]

A Mucuna Pruriens é bastante segura e está entre as favoritas dentre as pessoas que utilizam nootrópicos naturais, a base de plantas. Lembrando que nootrópico é o termo usado para descrever uma classe de compostos que aumentam o desempenho cognitivo no ser humano.

No entanto, existem alguns efeitos colaterais associados a seu consumo, incluindo dores de cabeça, vômitos, insônia e, possivelmente, confusão. Todos esses efeitos são muito raros e geralmente só se apresentam em indivíduos que tomaram doses excessivamente altas da planta.

Dos possíveis efeitos colaterais, o mais reportado é a coceira intensa. Mas isso só ocorre quando há contanto com a planta diretamente, com sua haste e suas folhas. Se você está consumindo o extrato da planta, não deve se preocupar com isso.

Como tomar, qual a dosagem?[editar | editar código-fonte]

A dosagem diária recomendada é entre 200 e 500 mg. O recomendado é que a maioria das pessoas vai começar com 200 mg e só vai aumentar se realmente isso não estiver sendo suficiente.

A planta é mais comumente vendida na forma de extrato em pó, mas você pode ser capaz de encontrar comprimidos ou cápsulas. Uma sugestão é adicionar o pó em vitaminas ou outros líquidos. O melhor é consumir com outros alimentos para garantir que ela seja adequadamente absorvida em seu intestino.

É possível consumir a Mucuna pruriens em combinação com vários outros suplementos para reforçar o humor, melhorar o seu bem-estar emocional, reduzir o estresse e ansiedade, ajudá-lo a se concentrar e aumentar a energia mental. Por exemplo, na medicina indiana, a planta é usada em conjunto com o extrato de Tribulus Terrestris para potencializar os efeitos da planta, aumentando a quantidade de L-Dopa que chega ao cérebro.

Mucuna urens no Museu de Toulouse

Mucuna ou Mucunã é o nome dado a diversas plantas do género botânico Mucuna, pertencente à família das leguminosas.

A planta, originária da Índia, é usada no tratamento do mal de Parkinson, da impotência sexual e também como anabólico.{carece de fontes}

Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Mucuna
Ícone de esboço Este artigo sobre leguminosas (família Fabaceae), integrado no Projeto Plantas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.