Rosa Mística

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Nossa Senhora Rosa Mística
Santíssima Virgem Maria, Rosa Mystica
Venerada pela Igreja Católica
Principal igreja Capela e Santuário de Nossa Senhora Rosa Mística em Fontanelle, na Itália.
Festa litúrgica 13 de Julho (principal)
8 de Dezembro (ao meio-dia, a chamada "Hora da Graça Universal")
Padroeira de Vocações sacerdotais e religiosas
"Oração, Penitência, Reparação. Sou a Mãe de Jesus e a Mãe de todos vós."
Nossa Senhora nas aparições a Pierina Gilli, na Itália.

Rosa Mística é um poético título de Maria. Uma forma de devoção mariana é invocar as orações de Maria, chamando-a usando uma ladainha de diversos títulos, e o título 'Rosa Mística' é encontrado na Ladainha Lauretana.

O título também foi associado a uma forma de devoção promovida na Itália pela visionária Pierina Gilli, da Nossa Senhora Rosa Mística, também conhecida como Maria Rosa Mystica, a partir da aparição da Virgem Maria relatada, pela primeira vez, durante a primavera de 1947 e depois às demais aparições marianas decorridas até 1984 nas localidades de Montichiari e Fontanelle, na Itália.[1]

Origens do simbolismo[editar | editar código-fonte]

A fonte bíblica do título é Cântico dos Cânticos 2:1, frequentemente traduzido como "Eu sou a Rosa de Sarom". O bispo Robert C. Morlino estabelece uma conexão com Isaías 11:1, "Mas um rebento brotará do tronco de Jessé, e de suas raízes um botão florescerá."[2] Isso também se reflete no hino do Advento alemão Es ist ein Ros entsprungen, conhecido em inglês como "Lo, how a rose e'er Blooming", que faz referência às profecias de Isaías do Antigo Testamento que na interpretação cristã predizem a Encarnação de Cristo e à Árvore de Jessé, um símbolo tradicional da linhagem de Jesus.[3]

Exemplos na arte e literatura[editar | editar código-fonte]

Uma imagem devocional consagrada na Igreja Maria Rosenberg em Waldfischbach-Burgalben, Alemanha, exibe uma pintura de 1138 de Maria, com rosas.[carece de fontes?]

John Henry Newman disse:

"Maria é a flor mais linda já vista no mundo espiritual. É pelo poder da graça de Deus que desta terra estéril e desolada brotaram todas as flores de santidade e glória; e Maria é a Rainha de todas elas. Ela é a Rainha das flores espirituais; e, portanto, é chamada de Rosa, pois a rosa é chamada de todas as flores a mais bela. Mas, além disso, ela é a Rosa Mística ou Oculta, pois mística significa oculta."[4]

As rosas há muito estão ligadas a Maria, a rosa vermelha simbólica do amor, a rosa branca, da pureza.[5] No século V, Célio Sedúlio referiu-se a Maria como uma "rosa entre espinhos". Conhecida como a “rainha das flores”, a rosa representa Maria como Rainha dos Céus. Os escritores medievais também mencionaram uma passagem de Eclesiástico 24:14 "como uma palmeira em Engedi, como uma roseira em Jericó".[6] Bernardo de Claraval disse: "Eva era um espinho, ferindo, trazendo morte a todos; em Maria vemos uma rosa, acalmando as feridas de todos, devolvendo o destino da salvação a todos."[7] Maria é celebrada com o título de "Nossa Senhora da Rosa" em Lucca, Itália, no dia 30 de janeiro. As rosas aparecem com destaque na aparição de Nossa Senhora de Guadalupe.[carece de fontes?]

Gerard Manley Hopkins escreveu um poema chamado "Rosa Mystica"; Chrysogonus Waddell compôs uma peça coral a capella com o mesmo nome.[8]

Aparições[editar | editar código-fonte]

A medalha pedida por Maria Rosa Mística na Itália.

Nossa Senhora Rosa Mística é o título atribuído à Virgem Maria, mãe de Jesus, a partir das suas inúmeras aparições, decorridas entre 1947 e 1984, nas localidades de Montichiari e Fontanelle, na Itália, à vidente Pierina Gilli. De acordo com os relatos, a Santíssima Virgem teria aparecido vestida de branco, primeiramente com três espadas cravadas no peito e depois com três rosas substituindo as espadas: uma rosa era branca, simbolizando a oração; outra rosa era vermelha, simbolizando o sacrifício; e a outra rosa era amarela, simbolizando a penitência. O principal tema abordado por Nossa Senhora nestas aparições foi as vocações sacerdotais e religiosas, e a necessidade de oração para que os religiosos do mundo inteiro possam cumprir a sua missão evangelizadora e que sejam, de fato, instrumentos do amor de Deus.

No seguimento das aparições marianas decorridas na Itália, as quais já contam com aprovação eclesiástica do bispo local para o culto e celebrações, vários outros relatos de aparições surgiram em outros locais do mundo, em particular no Brasil, mas estes últimos sem o reconhecimento da Igreja Católica.

Em 7 de dezembro de 2019, a Diocese Católica Romana de Brescia inaugurou um santuário à Santíssima Virgem com o título de Rosa Mystica - Mãe da Igreja.[9] O santuário é uma resposta às reivindicações da suposta visionária. Quer a fonte fosse ou não uma aparição genuína da Virgem Maria, Pierina intuiu e promoveu uma devoção a Maria com três rosas no peito e uma forma de praticar a devoção a Maria sob o título "Rosa Mystica".[10]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. WEIGL, Alfons Maria; Maria Rosa Mystica (Montichiari-Fontanelle), Edições Boa Nova, Braga, 1979.
  2. Morlino, Robert. "Mary, the Mystical Rose, is link to God", Catholic Herald, Diocese of Madison, May. 10, 2012
  3. Pfatteicher, Philip H. (2013). «2. Advent». Journey into the Heart of God: Living the Liturgical Year (em inglês). [S.l.]: Oxford University Press. ISBN 9780199997145 
  4. Newman, John Henry. "Rosa Mystica", Meditations and Devotions, 1893, Internet Sourcebook
  5. “Mystical Rose”. New Catholic Dictionary. CatholicSaints.Info. 9 August 2013
  6. "Rosa Mystica". All About Mary. Marian International Research Library, University of Dayton.
  7. «A Stroll in the Garden: A Brief History of the Rose without Thorns». Duke Performances (em inglês). 16 de fevereiro de 2020. Consultado em 4 de julho de 2021 
  8. Brown, Dennis. "Notre Dame Folk Choir recording featured in ‘Lady Bird’", Notre Dame News, February 1, 2018
  9. «Institution of the Sanctuary Maria Rosa Mystica - Mother of the Church». Diocese of Brescia. Press Office of the Diocese of Brescia. 7 de dezembro de 2019. Consultado em 7 de dezembro de 2019 
  10. «Maria Rosa Mistica Fontanelle - History». Maria Rosa Mistica Fontanelle. Foundation Rosa Mystica Fontanelle. 7 de dezembro de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]