Novalis (banda)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Novalis
Informação geral
Origem Hamburgo
País  Alemanha
Gênero(s) Rock progressivo
Krautrock
Período em atividade 19711985
Ex-integrantes Lutz Rahn
Hartwig Biereichel
Detlef Job
Ernst Herzner
Fred Mühlböck
Hinrich Schneider
Carlo Karges
Heino Schünzel
Jürgen Wentzel

Novalis foi um grupo de rock progressivo da década de 1970 formado na Alemanha. Foi uma das principais bandas do país no estilo, e entre os seus álbuns mais conhecidos estão Sommerabend e Wer Schmetterlinge Lachen Hört.

História[editar | editar código-fonte]

O vocalista Jürgen Wentzel e o baixista Heino Schünzel decidiram formar uma banda, e em 1971 colocaram um anúncio em um jornal de Hamburgo para encontrar músicos que estivessem interessados em tocar rock progressivo. Com esse anúncio encontraram Lutz Rahn e o baterista Hartwig Biereichel, que se juntaram à banda. Juntamente com o guitarrista Carlo Karges eles formaram o Mosaik, logo mudando o nome da banda para Novalis. Após o lançamento do seu primeiro álbum em 1973, Wentzel deixou o grupo e Heino Schünzel assumiu o vocal. Carlo Karges, que mais tarde iria integrar a banda de apoio da cantora Nena (ele é o compositor do maior hit da cantora, 99 Luftballons),[1] foi substituído por Detlef Job. O vocalista austríaco Fred Mühlböck entrou para o grupo em 1976.

As letras do primeiro álbum da banda foram escritas em inglês, mas por sugestão de seu novo produtor Achim Reichel, que havia trabalhado com o The Rattles, eles começaram a cantar em alemão em 1975. A banda incorporou em sua obra, entre outros, poemas de seu homônimo, o escritor da era romântica Novalis, ao lado de suas próprias letras.

Com a poderosa e inconfundível voz de Fred Mühlböck, os maiores sucessos da banda e até mesmo um certo reconhecimento internacional vieram com os álbuns Sommerabend, Brandung e Vielleicht Bist Du Ein Clown? Lutz Rahn lançou em 1978 um álbum solo intitulado Solo-Trip.

A arrecadação que a banda teve com o álbum conceitual de 1979, Flossenengel, que é baseado no tema da baleação, foi doada ao World Wildlife Fund.

No começo da década de 1980, e no surgimento da Neue Deutsche Welle, o Novalis sentia-se ultrapassado. A banda buscou uma nova direção, mas separou-se após algumas mudanças de integrantes.

O seu último álbum lançado foi o Nach Uns Die Flut em 1985. Eles foram acompanhados na turnê daquele ano pelo guitarrista Günther Brackmann. Rahn e Biereichel organizaram em 1993 uma compilação de gravações ao vivo do Novalis em seu auge.

Músicos[editar | editar código-fonte]

  • Jürgen Wentzel (até 1973): vocal
  • Heino Schünzel (até 1980): baixo elétrico
  • Lutz Rahn: órgão
  • Hartwig Biereichel: bateria
  • Carlo Karges (até 1975): guitarra elétrica
  • Fred Mühlböck (1976–1984): vocal
  • Detlef Job (1973–1985): guitarra
  • Ernst Herzner (1984–1985): vocal
  • Hinrich Schneider (1983–1985): baixo

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • Banished Bridge, 1973
  • Novalis, 1975
  • Sommerabend, 1976
  • Konzerte, 1977
  • Brandung, 1977
  • Vielleicht bist du ein Clown?, 1978
  • Wer Schmetterlinge lachen hört, 1978
  • Sonnewende, 1978
  • Flossenengel, 1979
  • Augenblicke, 1981
  • Neumond, 1982
  • Visionen, 1982
  • Sterntaucher, 1983
  • Bumerang, 1984
  • Nach uns die Flut, 1985
  • Novalis lebt!, 1993 (compilação)
  • Flossenengel, 1995 (compilação)

Referências

  1. Deutsche Welle. Cantora pop alemã Nena completa 50 anos. Data: 24/03/10. Acesso: 27/07/10.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]