Nuno Soares de Grijó

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Nuno Soares de Grijó (morto depois de 1157) foi um fidalgo e Rico-homem do Condado Portucalense foi Senhor de Grijó e patrono do Mosteiro de Grijó.[1]

Relações familiares[editar | editar código-fonte]

Foi filho de Soeiro Fromarigues e de Elvira Nunes "Aurea".[2] Casou por duas vezes, a primeira antes de 1112,[3] com Urraca Midiz. Em 1117 já estaba casado com Elvira Gomes (morta entre Maio e Dezembro de 1157).[3]

Os filhos de Nuno Soares, provavelmente de seu segundo matrimónio, foram:[3]

  • Sancha Nunes de Grijó (m. depois de 1144) casou antes de 1141 com Pedro Guterres ou Godins,[3]
  • Teresa Nunes de Grijó, em 1144 aparece doando bens ao Mosteiro de Grijó,[3]
  • Pedro Nunes de Grijó, documentado a primeira vez em 1121, casou antes de 1158 com com Toda Randulfez,[3]
  • Maria Nunes de Grijó, provavelmente a única filha de Nuno Soares com descendência. Segundo José Mattoso, casou com Sarracino Viegas "Espinha" ou com Fernando Gonçalves, filho de Gonçalo Eriz. Segundo o Livro de Linhagens, foi a esposa de Monio Osórez de Cabrera, no entanto, Sotto Mayor Pizarro diz que "Não deixa, contudo, de ser também una hipótese".[4]

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre figuras históricas de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.