O Barbeiro Que Se Vira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de O Barbeiro que se Vira)
Ir para: navegação, pesquisa
O barbeiro que se vira
 Brasil
1958 •  p&b •  85 min 
Direção Eurides Ramos
Roteiro Victor Lima
Elenco Arrelia
Eliana Macedo
Fregolente
Paulo Goulart
Género comédia
Idioma português
Página no IMDb (em inglês)

O Barbeiro que se vira é um filme brasileiro de 1958 do gênero "Comédia" dirigido por Eurides Ramos[1] e produzido por Oswaldo Massaini e Alípio Ramos. O roteiro é de Victor Lima, e música de Radamés Gnattali, com números musicais de Trio Nagô, Jorge Goulart e os artistas do elenco: Arrelia, Berta Loran e Eliana Macedo.

Elenco[2][editar | editar código-fonte]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Na cidade fictícia de Jabulândia, Arrelia é o barbeiro que também exerce várias outras ocupações como dentista, farmacêutico, veterinário e calista. Ele costuma se atrapalhar na hora de atender os clientes, arrancando o dente de quem faz a barba e barbeando quem está com o dente doendo, por exemplo, mas se sai bem. Arrelia quer ajudar seus amigos Leonardo e Rosinha a ficarem juntos mas o padrasto dela, o poderoso Coronel Clementino, quer que a moça se case com o vigarista Professor Basílio. O coronel acaba acusando Leonardo por um roubo e o rapaz e Arrelia se disfarçam de mulheres para invadirem a fazenda do Coronel e descobrirem o verdadeiro ladrão.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]