O Homem de La Mancha (musical)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de O Homem de La Mancha)
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura filme de 1972, veja Man of La Mancha (filme).
D. Quixote e Sancho Pança (ilustração de Gustave Doré)

O Homem de La Mancha (no original, Man of La Mancha) é um musical escrito por Dale Wasserman, com música de Mitch Leigh e letras de Joe Darion, baseado em D. Quixote de Cervantes.

Na Broadway, o musical foi apresentado pela primeira vez em 1965, teve 2.329 apresentações[1] e ganhou cinco prêmios Tony, incluindo melhor musical.[2] Foi reapresentado inúmeras vezes, tornando-se um dos mais vistos espetáculos de teatro musical e uma das escolhas mais populares das companhias teatrais.

A canção, The Impossible Dream, tornou-se um clássico.

No Brasil[editar | editar código-fonte]

No Brasil, a peça foi traduzida por Paulo Pontes e Flávio Rangel e dirigida por Flávio Rangel. A versão para o português das canções foi feita por Chico Buarque de Holanda e Ruy Guerra. Estreou em 15 de agosto de 1972 no Teatro Municipal de Santo André, contando com a participação dos atores Paulo Autran, Bibi Ferreira e Dante Rui nos papéis de Dom Quixote, Dulcinéia e Sancho Pança, respectivamente. A seguir, peça passou a ser encenada no Teatro Anchieta, em São Paulo.

Em 15 de janeiro de 1973 foi inaugurado o Teatro Adolpho Bloch, no Rio de Janeiro, com o musical O Homem de La Mancha,quando o personagem de Sancho Pança passou a ser interpretado pelo ator Grande Otelo, permanecendo oito meses em cartaz. Em 1974, O Homem de La Mancha fez temporada popular, de janeiro a março, no Teatro João Caetano, no Rio de Janeiro.

Em 2014, o Atelier de Cultura, em parceria com o SESI SP remontou o espetáculo no Teatro Popular do SESI, em sessões gratuitas de quinta a domingo e sessões para escolas às quartas. Dirigido e adaptado livremente por Miguel Falabella, o espetáculo foi transposto para a Colônia Juliano Moreira, sendo inspirado fortemente pela obra de Bispo do Rosário. O espetáculo contou com grandes nomes do teatro musical brasileiro como Cleto Baccic no papel de Dom Quixote, Sara Sarres como Aldonza, Jorge Maya como Sancho e Kiara Sasso como Antônia. O espetáculo teve sua primeira temporada iniciada em 13 de setembro de 2014 e que se encerrou em 21 de dezembro do mesmo ano. A segunda temporada, com algumas mudanças no elenco, se iniciou em 14 de janeiro de 2015 e terminou em 28 de junho de 2015, num total de 276 apresentações e mais de 120 mil espectadores.

A segunda versão brasileira recebeu o Prêmio Aplauso Brasil como Melhor Espetáculo Musical de 2014, o prêmio APCA de Melhor Espetáculo de Teatro e de Melhor Ator para Cleto Baccic, Melhor Musical nos Melhores de 2014 do Guia da Folha, além de onze indicações ao Prêmio Bibi Ferrera, das quais venceu sete: melhor musical (pela crítica e pelo voto popular), Melhor Direção (Miguel Falabella), Melhor Direção Musical (Carlos Bauzys), Melhor Coreografia (Kátia Barros), Melhor Figurino (Cláudio Tovar) e Melhor Desenho de Luz (Drika Matheus).

Em 2017, a versão de Miguel Falabella volta aos palcos paulistas no Teatro Alfa, com estreia em 9 de março de 2017. O trio protagonista composto por Cleto Baccic, Sara Sarres e Jorge Maya permanece no espetáculo.

Elencos[editar | editar código-fonte]

Elencos
Personagem Elenco Brasileiro de 1972 Elenco Brasileiro de 2014 Elenco Brasileiro de 2017
Cervantes/Dom Quixote Paulo Autran Cleto Baccic
Aldonza/Dulcineia Bibi Ferreira Sara Sarres
Sancho Dante Rui Jorge Maya
Governador Guilherme Sant'Anna
Padre Ivan Parente Frederico Reuter
Antônia Kiara Sasso Bianca Tadini
Sansão Carrasco Frederico Reuter André Loddi
Criada Ivanna Domenyco Ludmillah Anjos
Duque Carlos Capeletti
Hospedeiro Edgar Bustamente
Maria Luciana Milano Noedja Bacic
Barbeiro Arízio Magalhães
Cigana Fabi Bang Gabriella Rodrigues
Diretor Marcelo Goés
Pedro Fred Silveira Ubiracy Paraná
Anselmo Julio Mancini Philipe Azevedo


Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Man of La Mancha». Musical Heaven. Consultado em 4 de setembro de 2016(em inglês)  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  2. Renato Mello (2015). «Crítica: O Homem de la Mancha». Botequim Cultural. Consultado em 4 de setembro de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre teatro (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.