O Profeta (livro)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
The Prophet
O Profeta
Autor (es) Khalil Gibran
Idioma inglês
País  Estados Unidos
Género Poesia em prosa
Arte de capa Kahlil Gibran
Editora Alfred A. Knopf
Formato Livro
Lançamento 1923
Páginas 107
Edição portuguesa
Tradução Manuel Simões
Editora Editorial A.O
Lançamento 1978
Páginas 131
Edição brasileira
Tradução Mansour Challita
Editora Associação Cultural Internacional Gibran
Lançamento 1972
Cronologia
Último
O Jardim do Profeta
Próximo

The Prophet (O profeta em português) é a obra mais conhecida de Khalil Gibran.[1]

O Profeta começa com a chegada do navio que deveria reconduzir Al Mustafá à sua terra natal. Do alto do monte ele o vê por entre as brumas e a sua imensa alegria se mistura à grande tristeza de deixar a cidade de Orphalese. E quando entrou na cidade o povo inteiro o recebeu chamando o seu nome em altas vozes, passando de boca em boca, que vira o seu navio no mar. E os anciãos lhe pediram, não nos deixes ainda... Al Mustafá se dirige à praça do mercado, e todos um a um vão lhe pedindo para ficar. E pediram-lhe para os ensinar ainda e ele começou dizendo: Povo de Orphalese, o que poderia lhes falar senão do que está agora movendo dentro de vossas almas?

E assim vai descortinando a beleza das idéias sobre os filhos, a dádiva, a religião, o prazer, o amor, o trabalho e muito mais. Em O Profeta cada idéia se revestindo de uma imagem transforma-se em parábola, envolvendo o livro numa atmosfera de enlevo e encantamento, marcada pela melodia das frases.

Khalil Gibran nos convida a nos tornarmos pessoas verdadeiras, dignos de sermos chamados servos do Altíssimo! Ele coloca a própria alma sensível nessa obra, fazendo o reencontro do homem com o que ele tem de melhor em si mesmo.

Referências

  1. "Prophet Motive", Joan Acocella newyorker.com; acessado em 10 de agosto de 2013


Ícone de esboço Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.