Eudo IV, Duque da Borgonha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Odo IV, Duque da Borgonha)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Eudo IV, Duque da Borgonha
Nascimento 1295
Morte 3 de abril de 1350 (55 anos)
Sens
Progenitores Mãe:Inês da França
Pai:Roberto II, Duque da Borgonha
Cônjuge Joana III, Condessa da Borgonha
Filho(s) Filipe da Borgonha
Irmão(s) Margarida da Borgonha, Joana de Borgonha, Bianca da Borgonha, Luís da Borgonha, Hugo V, Duque da Borgonha, Maria da Borgonha
Título duque
Arms of Eudes de Bourgogne.svg
Causa da morte peste

Eudo IV, Duque da Borgonha ou Odo IV (em francês: Eudes IV de Bourgogne; 1295Sens, 3 de Abril de 1350) foi duque da Borgonha de 1315 até sua morte, rei titular de Tessalónica de 1316 a 1320, e conde da Borgonha e Artois de 1330 a 1347.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Era filho de Roberto II, Duque da Borgonha e de Inês da França, por isso neto materno de São Luís e Margarida de Provença. Pelo casamento da sua irmã mais velha Margarida da Borgonha, era cunhado do rei Luís X de França e tio de Joana II de Navarra. Pelo casamento da sua irmã mais jovem Joana, foi cunhado de Filipe VI de França, o primeiro rei da dinastia de Valois.

Em 1315 sucedeu ao seu irmão Hugo V. Em 1316 vendeu os seus direitos sobre o Reino de Tessalónica a Filipe I de Taranto aquando da morte do seu irmão Luís. Depois da morte do rei Luís X de França no mesmo ano, sustentou os direitos da sua sobrinha Joana contra Filipe V de França, irmão do anterior, mas acabou por casar com a filha mais velha de Filipe e a ceder perante o trono da França. Apesar disso, Joana acabaria por chegar ao trono de Navarra.

En 1318 casou então com Joana III, Condessa da Borgonha e de Artois (1308-1347), filha do rei Filipe V o Alto, e de Joana II, Condessa da Borgonha, e de Artois. Dela teve:

Serviu lealmente o rei Filipe VI de França, combateu contra os flamengos e foi ferido na batalha de Cassel em 1328, defendeu Saint-Omer em 1340 contra Roberto III de Artois, e depois ajudou Carlos de Blois na Guerra de sucessão da Bretanha, no início da Guerra dos Cem Anos, contra João de Monforte. Em 1346, combateu contra os ingleses na Aquitânia.

O seu principal legado terá sido aparente na subsequente corte da Borgonha dos duques de Valois, uma vez que Odo era patrono das artes e da Igreja e patrocinou muitos jovens artistas. Também conseguiu boas ligações políticas e, ao casar com uma princesa da família real francesa, assegurou boas relações com esse reino. A morte prematura do seu filho Filipe tornou o seu neto de quatro anos no seu herdeiro. Este sucederia a Odo em 1350 como Filipe I, Duque da Borgonha depois da sua morte em Sens.

Precedido por
Hugo V
Blason Ducs Bourgogne (ancien).svg
Duque da Borgonha

1315 - 1350
Sucedido por
Filipe I
Precedido por
Luís
Rei de Tessalónica
(disputado)

1316 - 1320
Sucedido por
Filipe I de Taranto