Odoteu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Odoteu
Chefe grutungo
Reinado 386
Morte 376
Religião paganismo gótico

Odoteu ou Edoteu (em latim: Odotheus/Aedotheus) foi um chefe grutungo do século IV que em 386 liderou incursão no Império Romano através do Danúbio. Ele foi derrotado pelo general romano Promoto e os sobreviventes da campanha foram poupados e assentados na Frígia para mais tarde talvez serem utilizados pelo imperador Teodósio (r. 378–395) em sua campanha contra o usurpador Magno Máximo (r. 383–388).

História[editar | editar código-fonte]

Soldo de Teodósio I (r. 378–391)

Após a admissão de vários godos no Império Romano em 376 liderados por Fritigerno, ainda havia números substanciais deles em vários territórios ao norte e leste do Danúbio inferior.[1] No ano 386, o rei Odoteu liderou seu povo em direção ao território romano, possivelmente fugindo dos hunos; essa justificativa é questionada por Peter Heather.[2] Odoteu confrontou o exército romano e foi morto pelo general Promoto.[3] Segundo Garcia Moreno, Odoteu poderia ser neto do nobre Odulfo.[4]

O historiador Zósimo fornece duas versões dos eventos, embora se considere que, de fato, sejam a mesma história. Segundo ele, os invasores chamavam-se grotingos e havia dentre eles um traidor que informou o plano dos invasores a Promoto. O imperador Teodósio (r. 378–395), que estava perto, libertou os godos sobreviventes na esperança de usá-los em sua próxima campanha contra Magno Máximo (r. 383–388).[5] Os sobreviventes foram assentados na Frígia, com alguns sendo incorporados ao exército e outros tornando-se agricultores.[6]

Referências

  1. Heather 1996, p. 56.
  2. Heather 1996, p. 103.
  3. Martindale 1971, p. 639.
  4. Moreno 2007, p. 347.
  5. Zósimo século V, p. IV.35; 38-39.
  6. Heather 1996, p. 138.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Heather, Peter (1996). The Goths. Oxford: Blackwell Publishers. ISBN 0-631-16536-3 
  • Martindale, J. R.; A. H. M. Jones (1971). The Prosopography of the Later Roman Empire, Vol. I AD 260-395. Cambridge e Nova Iorque: Cambridge University Press 
  • Moreno, Luis A. Garcia (2007). «Prosopography and Onomastics: the Case of the Goths». In: K. S. B., Keats-Rohan. Prosopography Approaches and Applications: A Handbook. Oxford: Linacre College, Universidade de Oxford. ISBN 1900934124 
  • Zósimo (século VI). História Nova. Constantinopla