Olympia (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde janeiro de 2018). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Olympia 1. Teil - Fest der Völker
Ídolos do estádio - 1ª parte (PT)
Olympia (BR)
 Alemanha
1938 •  pb •  121 min 
Direção Leni Riefenstahl
Roteiro Leni Riefenstahl
Elenco David Albritton
Jack Beresford
Adolf Hitler
Henri de Baillet-Latour
Género documentário
Idioma Alemão
Página no IMDb (em inglês)

Olympia 1. Teil - Fest der Völker, Ídolos do estádio - 1ª parte (pt) ou simplesmente Olympia (br), é um filme de propaganda de 1938 de Leni Riefenstahl documentando os Jogos Olímpicos de Verão de 1936.

Foi o primeiro longa documentário dos Jogos Olímpicos já realizados. Muitas técnicas avançadas de cinema foram usadas, que mais tarde tornariam-se os padrões industriais mas que eram fenomenais na época, como ângulos incomuns de câmera, técnicas de edição avançadas, close-ups extremos entre outras coisas. As técnicas empregadas são quase universalmente admiradas, mas o filme é controverso devido ao seu contexto político. No entanto, o filme aparece em muitas listas dos melhores filmes de todos os tempos, incluindo a feita pela revista Time."[1]

Há muita discussão se este filme deve ser considerado um filme de propaganda política para o Partido Nazista, como o seu O Triunfo da Vontade. Apesar de todo Jogos Olímpicos de Verão em Berlim de 1936 serem chamados de "Olimpíada de Hitler" e ser inquestionvalmente dirigido aos feitos do Terceiro Reich, o que por si só já daria um bom filme de propaganda política, os defensores de Riefenstahl lembram da aproximação que faz ao filmar o rosto de Hitler diante da vitória de Jesse Owens, um afro-americano, ganhando uma medalha de ouro, diferenciando-se da doutrina de supremacia racial nazista. Outros vencedores não-arianos são mostrados também. Se não fosse pela bem-documentada conexão a Hitler e outras figuras nazistas durante o filme, provavelmente haveria muito menos controvérsia em torno deste filme.

Referências

  1. Leni Riefenstahl (obituary) The Times. 10 September 2003
Ícone de esboço Este artigo sobre um filme é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.