Olímpia Futebol Clube

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Olímpia Futebol Clube
OlimpiaFC.png
Nome Olímpia Futebol Clube
Alcunhas OFC
Super-Galo
Torcedor/Adepto Olimpiano
Mascote Galo Azul
Fundação 5 de dezembro de 1946 (70 anos)[1]
Estádio Tereza Breda
Capacidade 16.561
Presidente Brasil Antônio Delomodarme
Treinador Brasil Júlio Sérgio
Patrocinador Brasil Poty
Brasil Kodilar
Brasil Bontur
Brasil Conref
Brasil WAM
Brasil Grupo Pacaembu
Material (d)esportivo Brasil Kanxa
Competição São Paulo Campeonato Paulista - Série A3
São Paulo A3 2018 a disputar
São Paulo A3 2017 3º Colocado
São Paulo A3 2016
São Paulo CP 2016
10º Colocado
1ª Fase (Eliminado)
Website website
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

Olímpia Futebol Clube é uma agremiação esportiva da cidade de Olímpia, no estado de São Paulo, fundada em 5 de dezembro de 1946.[1]

Suas cores são o azul e o branco. Tradicional clube do interior paulista, em 2017 disputará o Campeonato Paulista de Futebol - Série A3.

O auge do Galo Azul do noroeste paulista se deu em 1990, em nível estadual, quando conquistou o direito de disputar a Primeira Divisão do Futebol Paulista, ao ser campeão da atual Série A2, deixando para trás tradicionais equipes, dentre elas o vice campeão, Rio Branco Esporte Clube, da cidade de Americana. Ficou na Primeira Divisão durante os anos de 1991 a 1993.

Ainda em 2000, a nível nacional, disputou o Campeonato Brasileiro de Futebol - Série C, conhecida por Copa João Havelange, terminando na 67º colocação, em uma campanha excelente.

No cenário nacional, é o clube onde o ex-zagueiro da Seleção Brasileira e do Corinthians, Juninho Fonseca, encerrou a carreira, além de ser natural de Olímpia.

Após sua reestruturação, o Olímpia tornou-se Campeão Paulista da Série A2 em 1990 e Campeão Paulista da Série A3 nos anos de 2000 e 2007.

História[editar | editar código-fonte]

Fundado oficialmente em 1919, a equipe representava a cidade apenas em torneios regionais. Em 1936, passa a se chamar Associação Atlética Olímpia, voltando ao nome original em 1946. Em 1950, o time se profissionaliza e passa a disputar os campeonatos organizados pela Federação Paulista de Futebol. Em 1953, com a lei que obrigava as cidades com clubes na Segunda Divisão (atual A2) a ter pelo menos 50 mil habitantes, o Olímpia é retirado, passando a disputar os torneios amadores do interior, chegando em terceiro lugar, em 1955. A equipe voltou ao profissionalismo em 1960, passou por uma fase difícil nos anos 1970 e se consolidou nos anos 1980.

Em 1990, em face das grandes dificuldades para se manter na Terceira Divisão (atual A-3), a diretoria do Olímpia tenta licenciar o time naquele ano junto a F.P.F., mas tem seu pedido negado, inclusive sofrendo a ameaça de ser novamente rebaixado à Segunda Divisão. Os organizadores da cidade juntaram esforços para montar o time, e esse time acabou dando a maior alegria vivida até hoje pelos torcedores: venceu a Segunda Divisão e, pela primeira vez, o Olímpia Futebol Clube adquire o direito de ingressar na Primeira Divisão (atual A1), a elite do futebol paulista. A equipe permaneceu por três anos consecutivos nesta divisão.

Em 2000, depois de conseguir um patrocínio forte, o Olímpia com uma campanha maravilhosa sagra-se campeão do Paulista da Série A3; o técnico campeão foi Souza. Em seguida disputa a Série A-2 no mesmo ano ficando de fora da finais na última rodada. Ainda em 2000, disputa a Copa João Havelange (Campeonato Brasileiro Série C), outra campanha excelente o time chegou até a Semi-Final, ficando perto de classificar-se para as Oitavas-de-Final da Primeira Divisão do Brasileiro daquele ano, e ainda de ganhar uma vaga na Série B do Campeonato Brasileiro. O Olímpia jogou 24 jogos, venceu 10, empatou 9 e perdeu apenas 5 partidas, terminando assim na 67° posição na Classificação Geral com 31 gols marcados e 21 gols sofridos. Em 2007, o Olímpia Futebol Clube conquista o título de Campeão Paulista da Série A3.

Escudo antigo

No ano de 2008, o Galo Azul voltou a disputar o Campeonato Paulista da A2, mas infelizmente com uma campanha pífia o time desce novamente à A3. Em 2009, disputando a A3, o Olímpia FC fica nas posições intermediárias e em 2010, o inevitável rebaixamento para a última divisão do Campeonato Paulista, a chamada Segunda Divisão. Em 2011, foi firmada parceria com uma grande empresa e o acesso foi por pouco, terminando o Olímpia em oitavo, onde apenas 4 ascenderam à A3. No ano de 2012, o Galo Azul novamente chegou perto do acesso, terminando em sétimo lugar. Nos dois anos seguintes, mais duas grandes performances em números, mas sem o esperado acesso. Somente em 2015 a torcida da cidade pôde comemorar a volta para a Série A3 depois da equipe terminar em segundo lugar no Grupo 5 da última divisão. Após cinco anos de ausência, o Galo Azul volta a jogar a terceira divisão estadual em 2016.

Rivais[editar | editar código-fonte]

No cenário do futebol do interior paulista, são considerados os maiores adversários do Galo Azul: o Barretos Esporte Clube, o Rio Preto Futebol Clube, o América Futebol Clube, o Atlético Monte Azul e a Associação Atlética Internacional.

Torcidas Organizadas[editar | editar código-fonte]

Em meados dos anos 80 e 90, o Olímpia Futebol Clube possuía 2 torcidas organizadas: a Galo Azul e a que ainda está ativa Mancha Azul. Em 2017, a paixão pelo Olímpia Futebol Clube fez com que outros torcedores criassem a Galo Chopp, outra torcida que passaria a incentivar o Galo Azul em todos os jogos.

Elenco Atual[editar | editar código-fonte]

O elenco do Olímpia Futebol Clube para a temporada de 2017 é o seguinte:


Goleiros
Jogador
Brasil Matheus
Defensores
Jogador Pos.
Brasil Malcon Z
Brasil Edson Cruz LD
Meio-campistas
Jogador Pos.
Brasil Emerson Guioto V
Brasil Natham V
Brasil Edinho M
Atacantes
Jogador
Brasil Robinson
Brasil Felipe Fumaça
Brasil Douglas
Brasil Cláudio Bala
Comissão técnica
Nome Pos.
Brasil Paulinho Fonseca T

Campanhas de destaque[editar | editar código-fonte]

Estaduais[editar | editar código-fonte]

Campeonato Paulista de Futebol de 2015 - Segunda Divisão

Promovido à Série A3 de 2016 - Acesso - 3º lugar

Participações em torneios[editar | editar código-fonte]

Nacionais[editar | editar código-fonte]

Brasil Campeonato Brasileiro de Futebol - Série C
Ano 2000
Pos. 67º

Estaduais[editar | editar código-fonte]

São Paulo Campeonato Paulista de Futebol
Ano 1991 1992 1993
Pos. 27º 17º Red Arrow Down.svg 28º

Ídolos e Grandes Jogadores[editar | editar código-fonte]

Brasil Oswaldo Antônio Serrano
Brasil Osvaldo Neves (Carrapato)
Brasil Diógenes (Teco)
Brasil Aquilino Branco
Brasil Onélio Seno
Brasil Hélio Calhado
Brasil Hélio Zacarelli[2]
Brasil Moacyr Zacarelli[2]
Brasil Juninho Fonseca
Brasil Osvaldo Serrano Júnior (Serraninho)
Brasil Cássio Rodrigues de Castro Filho (Cassinho)
Brasil Trigo
Brasil Viola
Brasil Basílio
Brasil Dobrada
Brasil Douglas
Brasil Vanderlei
Brasil Somália
Brasil Hermes
Brasil Paulo Brumati

Títulos[editar | editar código-fonte]

Estaduais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Olímpia Futebol Clube». Futebol Paulista. Consultado em 11 de dezembro de 2013 
  2. a b Edward Villa. «Quebra de uma série invicta do Nevense foi destaque do Olimpia». Esporte Maior. Consultado em 11 de dezembro de 2013