Arena Barueri

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde agosto de 2012). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Arena Barueri
Arena Barueri.jpg
Vista da arquibancada da Arena Barueri.
Nomes
Nome Arena Barueri
Apelido Arena Centésimo
Antigos nomes Dr. Orlando Batista Novelli
Características
Local Barueri, SP
Brasil
Gramado Grama natural (105 x 68 m)
Capacidade 31.452 pessoas [1]
Construção
Data 2006 a 2010
Inauguração
Data 26 de maio de 2007 (9 anos)
Partida inaugural Barueri 2x1 Criciúma
Primeiro gol Sílvio Criciúma (CRI)
Recordes
Público recorde 28.557 pagantes
Data recorde 5 de julho de 2012
Partida com mais público Palmeiras 2–0 Coritiba
Outras informações
Competições São Paulo Campeonato Paulista
Brasil Campeonato Brasileiro
Brasil Copa do Brasil
Proprietário Prefeitura de Barueri
Administrador Prefeitura de Barueri
Mandante Grêmio Barueri FL
Oeste

A Arena Barueri, é uma arena multiuso, localizada na cidade de Barueri, Região Metropolitana de São Paulo. A arena pertence à Prefeitura Municipal de Barueri, e tem como equipe mandante o Grêmio Barueri. A arena serve também como alternativa para os grandes clubes da capital, devido aos baixo custo do aluguel cobrado pela prefeitura, pelo excelente estado do gramado e o fácil acesso à cidade. A arena foi palco da primeira partida da final da Copa do Brasil de 2012 entre Palmeiras e Coritiba. Além do grande evento na arena, a partida serviu como quebra de recorde de público, com 28.557 pessoas.

História[editar | editar código-fonte]

Em 1996, no bairro Jardim Belval, foi inaugurado o estádio Dr. Orlando Batista Novelli, com capacidade para 5 mil pessoas.[2] Na década de 2000, o clube da cidade na época, Grêmio Barueri, vinha se destacando cada vez mais nos campeonatos disputados, e em 2006 conseguiu o acesso a série A do Campeonato Paulista, e a Série B do Campeonato Brasileiro[3], o time vinha em ascensão, a prefeitura então, fez um projeto, para o time e para a cidade, desativou e demoliu o antigo estádio para dar lugar à nova arena. Inicialmente, o projeto era para 25 mil lugares, porém com a possibilidade da cidade sediar uma das chaves para a Copa do Mundo FIFA de 2014, o projeto foi completamente reformulado, e a capacidade subiu para 35 mil lugares.

Inauguração[editar | editar código-fonte]

Em 26 de maio de 2007, foi inaugurada a primeira fase da arena, com capacidade para 16.419 pessoas, no jogo Barueri versus Criciúma, jogo válido pela Série B do Campeonato Brasileiro de 2007. A última fase da construção da arquibancada, na qual a capacidade foi ampliada para 32 mil lugares, foi concluída em 2010, e inaugurada no dia dia 25 de setembro de 2010, teve o Santos como equipe mandante na partida disputada pela 25° rodada do Campeonato Brasileiro 2010, partida na qual o Santos goleou o Cruzeiro por 4x1.[4] O clube foi convidado especial e teve todas as despesas pagas pela prefeitura de Barueri. A arena tem como próxima fase a construção da sua cobertura.[5]

Equipes mandantes[editar | editar código-fonte]

A arena tem como equipe mandante o Grêmio Barueri desde sua inauguração, com um intervalo de 1 ano quando o clube foi para Presidente Prudente [6][7]. Conta também com o Sport Barueri, que é resultado da compra do Campinas Futebol Clube e sua transferência para o município de Barueri.[8]. Devido ao baixo custo de aluguel cobrado pela prefeitura, a Arena Barueri é também uma alternativa para os grandes clubes da capital. Clubes como São Paulo e Palmeiras utilizaram por diversas vezes a arena como mando de campo.

Jogos históricos[editar | editar código-fonte]

No dia 26 de maio de 2007, ocorreu a grande inauguração da Arena com jogo Grêmio Barueri versus Criciúma, quando a Arena tinha apenas 50% de suas arquibancadas prontas.

No dia 14 de março de 2010, o Corinthians marcou o gol de número 10.000 de sua história, com Dentinho, na partida em que venceu o Santo André por 2x1, pelo Campeonato Paulista daquele ano.

No dia 25 de setembro de 2010, a Arena é finalmente terminada contando com a capacidade atual, e o jogo de "reinauguração" foi entre Santos e Cruzeiro[9]

No dia 27 de março de 2011, no clássico entre São Paulo x Corinthians, o goleiro são-paulino Rogério Ceni, cobrando falta, marcou o seu gol de número 100 na carreira, se consagrando como o maior goleiro artilheiro do mundo. Neste mesmo jogo o São Paulo venceu por 2-1 quebrando um tabu de 11 jogos sem vencer o rival.[10]

Em 2012, o Palmeiras teve a Arena Barueri como sua "casa" para os jogos decisivos da Copa do Brasil e do 1º turno do Brasileirão.[11]

No dia 5 de julho de 2012, o jogo válido pela Copa do Brasil entre Palmeiras e Coritiba, foi um marco na história da arena, pois além de ser a primeira grande decisão no estádio, ainda serviu como quebra de recorde de público, foram 28.557 pessoas.[12]

Infraestrutura[editar | editar código-fonte]

A Arena Barueri segue os conceitos mais modernos, ao que se refere à construção de Arenas multiuso, contando com um estacionamento privativo coberto para 300 veículos e estacionamento descoberto para 400 veículos, total acessibilidade para deficientes, são 4 elevadores, um dos quais excluviso para a imprensa. São ao todo 36 camarotes com 420 assentos, todos com tv de plasma, serviços de bar e lanchonete, banheiros higienizados permanentes e tribuna de honra. A imprensa especializada encontra toda a comodidade para a execução do trabalho de transmissão das partidas de futebol na Arena Barueri. São 24 cabines de rádio e 13 de televisão, todas climatizadas.

Desde a sua inauguração, não há alambrado entre os setores inferiores e o campo, nunca houve nenhum tipo de incidente, nem mesmo durante os grandes clássicos do futebol paulista. Os únicos incidentes, aconteceram do lado de fora da arena, entre a polícia e torcidas organizadas[13]

No dia 20 de outubro de 2010, durante a partida entre Palmeiras e Universitario de Sucre pela Copa Sulamericana, um dos refletores principais da Arena Barueri apagou e demonstrou problemas elétricos. A partida ficou paralisada por 30 minutos. Esse acontecimento ficou marcado negativamente na história da Arena Barueri, que até a data só havia recebido elogios da imprensa.[14]

Maiores públicos[editar | editar código-fonte]

Esses são os dez maiores públicos da Arena Barueri:[15]

Público[i] Mandante Placar Visitante Data Competição Renda
1 28.557 Palmeiras 2–0 Coritiba 05/07/12 Copa do Brasil de 2012 R$ 1.874.214,00
2 26.255 Palmeiras 1–1 Grêmio 21/06/12 Copa do Brasil de 2012 R$ 1.086.242,00
3 24.470 São Paulo 0–0 Internacional 12/10/11 Campeonato Brasileiro de 2011 R$ 483.265,00
4 21.056 São Paulo 2–0 Santa Cruz 06/04/11 Copa do Brasil de 2011 R$ 529.051,00
5 17.633 São Paulo 2–1 Corinthians 27/03/11 Campeonato Paulista de 2011 R$ 449.201,97
6 17.574 Palmeiras 2–0 Atlético Paranaense 22/05/12 Copa do Brasil de 2012 R$ 460.195,00
7 16.480 São Paulo 2–1 Atlético Paranaense 28/10/10 Campeonato Brasileiro de 2010 R$ 169.296,59
8 14.519 São Paulo 1–2 Santos 07/02/10 Campeonato Paulista de 2010 R$ 444.688,75
9 14.374 São Paulo 2–0 Vitória 06/10/10 Campeonato Brasileiro de 2010 R$ 127.916,59
10 12.761 Grêmio Barueri 2–1 Criciúma 26/05/07 Camp. Brasileiro de 2007 - Série B R$ 285.750,00
  • i. ^ Considera-se apenas o público pagante
Visão panorâmica da Arena Barueri.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]