Atlético Monte Azul

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Monte Azul
Atlético Monte Azul logo.svg
Nome Atlético Monte Azul
Alcunhas Azulão
AMA
Atlético
Torcedor/Adepto Guerrilha Azul
Mascote Azulão
Principal rival Barretos
Inter de Bebedouro
Olímpia
Fundação 28 de abril de 1920 (101 anos)
Estádio Otacília Patrício Arroyo
Capacidade 13.100 Pessoas
Presidente Marcelo Fávero Cardoso
Treinador Luciano Dias
Patrocinador Iquegami Supermercados
FoxLux
Physicus
Material (d)esportivo Pro-X
Competição Paulistão - Série A2
Website Site Oficial
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Temporada atual

Atlético Monte Azul é um clube brasileiro de futebol da cidade de Monte Azul Paulista, interior do estado de São Paulo. Foi fundado em 28 de abril de 1920, suas cores são azul e branca e seu uniforme principal é azul. Manda seus jogos em seu próprio estádio, que oficialmente recebe o nome de Otacília Patrício Arroyo.[1]

História[editar | editar código-fonte]

1920 - O time do Monte Azul.
Em pé: Abrão Daruj, Caetano, Orfêo Giannasi, Quim Botão, Francisco Sperli Ajoelhados: Teófilo Reiff, Amaro, Francisquinho sentados: Guanito, Henrique Zim, João Côco, Teotônio Osório Franco e Ranolpho Teixeira.
1946 - Atlético Monte azul.
Em pé: Vado, Loca, Boter, Batistela, Cézar Lupi e Naldo. Agachados: Zé Oscar, Carvalho, Dimas, Joanin e Chaim.

A cidade de Monte Azul Paulista passou a ter um clube de futebol de destaque em 28 de abril de 1920. O time foi fundado após uma reunião de alguns moradores da cidade. O clube de Monte Azul Paulista passou a ter sua primeira participação no Paulistão em 1950, alguns anos depois da sua profissionalização. Porém, o Monte Azul ficou apenas três edições na Segunda Divisão, passando por um recesso que durou oito anos. Entre participações sem muito brilho nas competições estaduais e longos períodos de licenciamento da Federação Paulista de Futebol, o clube só obteve uma boa sequência de participações a partir de 1990.

Nos anos de 1990, inicia sua jornada gradativa rumo ao ápice, em 2010, quando pela primeira vez disputa a elite do futebol paulista. Em 1994, conquistou o título de campeão da Série B1-B, a quinta divisão (atualmente extinta). Com um rebaixamento seguido de um recesso de um ano, o Monte Azul só voltou a vencer um título em 2004, da Segunda Divisão da Série B1. Com isso, no ano seguinte, o clube passou a disputar a Série A3 do Campeonato Paulista.[2]

No dia 20 de maio de 2007, após vitória por 2x0, em Monte Azul, contra o São Bernardo, encerrou a segunda fase da Série A3 em primeiro lugar pelo grupo 3 com 11 pontos ganhos e disputou a final, perdendo o título para o arqui-rival Olímpia, da cidade de igual nome.

No Campeonato Paulista da Série A2 de 2009, o Monte Azul obteve a melhor campanha da sua história na competição, sendo o campeão da divisão de acesso e garantindo vaga na Primeira Divisão do Campeonato Paulista em 2010.[3] Uma banda da cidade, chamada Sygnus, criou em 2009 uma versão pop rock do tradicional hino do clube, que pode ser vista no site youtube. [4] Foi uma homenagem ao Azulão pela então conquista do Campeonato Paulista da Série A-2 de 2009.

Em sua primeira participação na elite, o Azulão abriu a competição em uma abertura realizada no Estádio Santa Cruz em Ribeirão Preto com nada mais, nada menos que o Corinthians. Fez uma campanha de altos-e-baixos e acabou sendo rebaixado para a Série A2 de 2011, onde permaneceu até 2016.[5]

Em 2017, o Azulão está sob novo comando na Presidência: Marcelo Fávero Cardoso, da cidade de Monte Azul Paulista, assume o posto e está até os dias atuais.

Em 2019, exatamente 10 anos após seu acesso para a elite do futebol paulista, o Monte Azul conquista o acesso da Série A3 para A2. Após um empate em 0 a 0 contra o Desportivo Brasil, o AMA vence por 2 a 1 o jogo de volta e conquista o acesso. Em uma campanha comandada por Régis Angeli, o time chegou a final do campeonato, mas acabou ficando com o vice-campeonato da Série A3, após perder a disputa do título contra o Grêmio Osasco Audax.

Atualmente, o Atlético Monte Azul disputa o Campeonato Paulista da Série A2.

Símbolos[editar | editar código-fonte]

Cores[editar | editar código-fonte]

Em 1920, os fundadores optaram pelas cores branca representando a pureza, simplicidade, nobreza, suavidade, bondade, limpeza, paz, e o azul fazendo jus ao nome da cidade e representando o céu, a honestidade, a lealdade, equilíbrio e fé. Em outubro de 1920, o Athletico Monte Azul (naquela época com "h" no nome) disputou com o time da capital, Sport Club 1º de julho, a Taça Dr. Sergio Thomaz. O time recém-fundado saiu vitorioso da partida final com o placar de 3 x 2 sobre os visitantes, conquistando assim a sua primeira taça.[6]

Escudos[editar | editar código-fonte]

Evolução do Escudo do Atlético Monte Azul
1920 - Escudo Atlético Monte Azul.png 1943 - Escudo Atlético Monte Azul.png 1947 - Escudo Atlético Monte Azul.png 1950 - Escudo Atlético Monte Azul.png 1959 - Escudo Atlético Monte Azul.png
1920 -1942 1943 -1946 1947 -1949 1950 -1958 1959 - 1963
1964 - Escudo Atlético Monte Azul.png 1980 - Escudo Atlético Monte Azul.png 1990 - Escudo Atlético Monte Azul.png 1995 - Escudo Atlético Monte Azul.png Atlético Monte Azul logo.svg
1964 -1979 1980 - 1989 1990 - 1994 1995 - 2007 2008 – Presente

Hino[editar | editar código-fonte]

O hino oficial do Atlético Monte Azul é de autoria do compositor Antonio José de Siqueira, que compôs a letra e a música.


Estádio[editar | editar código-fonte]


Ficheiro:Estadio-ama.jpg
Estádio Otacília Patrício Arroyo
Ficheiro:Estadio-otacilia-patricio-arroyo (1).jpg
Estádio Otacília Patrício Arroyo

No começo da sua fundação, o Atlético Monte Azul disputava vários amistosos na região, todavia não tinha campo próprio. Com a doação de uma área na cidade de Monte Azul Paulista, o clube passou a mandar seus jogos no que ficou conhecido como estádio do AMA. Dirigentes investiram para a instalação de cerca, cadeiras, arquibancadas de madeira e pequenos vestiários para os dois times e os árbitros.

Em 1944, mais precisamente no dia 6 de agosto, o time saiu do campo velho e estreou o campo novo, perdendo no jogo de inauguração para o Barretos por 1X0 no amistoso. O campo novo, era localizado na Rua Amapá, atual Rua Monteiro Lobato e naquele ano o presidente do clube era Ivo Lindemberg Quintanilha e o de honra era Julião Arroyo, incentivador da mudança do local do campo para o atual.

​Em 2010, o estádio foi rebatizado em homenagem à matriarca da família Arroyo, grandes incentivadores do clube. Otacília Patrício Arroyo, falecida em 2005, aos 100 anos

Curiosidade[editar | editar código-fonte]

Estádio com nome de mulher
  • O país possui quase 800 estádios em seu território, mas apenas quatro estádios homenageiam mulheres. Um deles é o estádio do Atlético Monte Azul.[7]
Entre os 150 maiores estádios do Brasil

Rivais[editar | editar código-fonte]

O maiores rivais do Atlético Monte Azul são;

Treinadores[editar | editar código-fonte]

Treinadores
Brasil Regis Angeli
Brasil José Francisco de Oliveira
Brasil Rafael Guanaes
Brasil Édison Só
Brasil Betão Alcântara
Brasil Vílson Taddei
Brasil Moisés Egert

Títulos[editar | editar código-fonte]

ESTADUAIS
Competição Títulos Temporadas
Paulista Championship Trophy.png Campeonato Paulista – Série A2 1 2009
Paulista Championship Trophy.png Campeonato Paulista – Série B1 2 1994 e 2004
TOTAL
Competição Títulos Temporadas
Atlético Monte Azul logo.svg Títulos oficiais 3 3 Estaduais

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Participações[editar | editar código-fonte]

Participações em 2021
Competição Temporadas Melhor campanha Anos A Aumento R Baixa
São Paulo Campeonato Paulista 1 18º colocado (2010) 2010 1
Campeonato Paulista - Série A2 13 Campeão (2009) 1950-1952, 2008-2009, 2011-2016 e 2020-2021 1 1
Campeonato Paulista - Série A3 18 Vice-campeão (2007 e 2019) 1961-1966, 1975-1976, 1991-1993, 1996, 2005-2007 e 2017-2019 2 2
Campeonato Paulista - Série B1 7 Campeão (1994 e 2004) 1990, 1994-1995, 1997 e 2002-2004 2
Campeonato Paulista - Série B2 (extinto) 3 Sem dados 1999-2001 1
Copa Paulista 1 Segunda fase (2013) 2013

Últimas dez temporadas[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Temporadas do Monte Azul
Últimas dez temporadas do Atlético Monte Azul
Brasil Nacionais Flag of the United Nations.svg Internacionais São Paulo Estaduais
Campeonato Brasileiro Copa do Brasil Continentais / Mundial Campeonato Paulista Copa Paulista
Ano Div. Pos. Pts J V E D GP GC Fase Máxima Competição Fase Máxima Div. Pos. Fase Máxima
2011 D Não classificado A2
2012 D Não classificado A2 12º
2013 D Não classificado A2 10º 2F
2014 D Não classificado A2
2015 D Não classificado A2 16º
2016 D Não classificado A2 16º
2017 D Não classificado A3
2018 D Não classificado A3 12º
2019 D Não classificado A3
2020 D Não classificado A2
Legenda:
     Campeão
     Vice-campeão
     Eliminado nas semifinais
     Campeão e promovido à divisão superior
     Vice-campeão e/ou promovido à divisão superior
     Rebaixado à divisão inferior
     Classificado à fase de grupos da Copa Libertadores
     Classificado à fase preliminar da Copa Libertadores
     Classificado à Copa Sul-Americana
     Campeão do Campeonato do Interior

Elenco atual[editar | editar código-fonte]

Predefinição:Elenco atual do Atlético Monte Azul

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]