Copa do Brasil de Futebol de 2020

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
XXXII Copa do Brasil de Futebol
Copa Continental do Brasil de 2020
Dados
Participantes 91
Organização CBF
Local de disputa Brasil
Período 5 de fevereiro de 2020 – 7 de março de 2021
Gol(o)s 265
Partidas 120
Média 2,21 gol(o)s por partida
Campeão Palmeiras (4º título)
Vice-campeão Grêmio
Melhor marcador 6 gols:
Maiores goleadas
(diferença)
Brusque 5–1 Remo
Estádio Augusto BauerBrusque
20 de fevereiro, segunda fase
 
Ferroviária 6–2 Águia Negra
Estádio da Fonte LuminosaAraraquara
26 de fevereiro, segunda fase
 
Ceará 5–1 Brusque
Arena CastelãoFortaleza
23 de setembro, quarta fase
Público 287 530
Média 4 107,6 pessoas por partida
Premiações
Melhor jogador Raphael Veiga (Palmeiras)
◄◄ 2019 Soccerball.svg 2021 ►►

A Copa do Brasil de 2020 foi a 32ª edição dessa competição brasileira de futebol organizada pela Confederação Brasileira de Futebol.[1] O campeão da competição foi o Palmeiras, que obteve o seu quarto título, ao derrotar o Grêmio na final, nos jogos de ida, em Porto Alegre, e de volta, em São Paulo.[2]

O sorteio da primeira fase do torneio foi realizado em 12 de dezembro de 2019, na cidade do Rio de Janeiro.[3]

Devido à pandemia do Covid-19, a CBF decidiu suspender temporariamente a competição em março de 2020.[4] Quando foi paralisada, estava sendo realizada a terceira fase e haviam sido disputados apenas os jogos de ida. No dia 25 de agosto de 2020, a competição foi retomada com a realização dos jogos de volta, todos sem público, ainda em virtude da pandemia, situação inédita que se manteve até as finais.

Equipes classificadas[editar | editar código-fonte]

Estaduais e seletivas[editar | editar código-fonte]

Estado Clube Forma de classificação
Acre Acre Atlético Acreano Campeão do Estadual 2019
Galvez Vice-campeão do Estadual 2019
Alagoas Alagoas CSA Campeão do Estadual 2019
CRB Vice-campeão do Estadual 2019
Coruripe 3º colocado do Estadual 2019
Amapá Amapá Santos-AP Campeão do Estadual 2019
Amazonas Amazonas Manaus Campeão do Estadual 2019
Fast Clube Vice-campeão do Estadual 2019
Bahia Bahia Bahia Campeão do Estadual 2019
Bahia de Feira Vice-campeão do Estadual 2019
Atlético de Alagoinhas 3º colocado do Estadual 2019
Ceará Ceará Ceará Vice-campeão do Estadual 2019
Barbalha Campeāo da primeira fase do Estadual 2019
Caucaia Campeão da Copa Fares Lopes de 2019
Distrito Federal (Brasil) Distrito Federal Gama Campeão do Metropolitano 2019
Brasiliense Vice-campeão do Metropolitano 2019
Espírito Santo (estado) Espírito Santo Vitória-ES Campeão do Estadual 2019
Goiás Goiás Atlético Goianiense Campeão do Estadual 2019
Goiás Vice-campeão do Estadual 2019
Vila Nova 3º colocado do Estadual 2019
Maranhão Maranhão Imperatriz Campeão do Estadual 2019
Moto Club Vice-campeão do Estadual 2019
Sampaio Corrêa 3º colocado do Estadual 2019
Mato Grosso Mato Grosso CEOV Vice-campeão do Estadual 2019
União Rondonópolis 3º colocado do Estadual 2019
Luverdense Campeão da Copa FMF de 2019
Mato Grosso do Sul Mato Grosso do Sul Águia Negra Campeão do Estadual 2019
Aquidauanense Vice-campeão do Estadual 2019
Minas Gerais Minas Gerais Cruzeiro Campeão do Estadual 2019
Atlético Mineiro Vice-campeão do Estadual 2019
América Mineiro 3º colocado do Estadual 2019
Boa Esporte 4º colocado do Estadual 2019
Pará Pará Remo Campeão do Estadual 2019
Independente-PA Vice-campeão do Estadual 2019
Bragantino-PA 3º colocado do Estadual 2019
Paraíba Paraíba Botafogo-PB Campeão do Estadual 2019
Campinense Vice-campeão do Estadual 2019
Paraná Paraná Toledo Vice-campeão do Estadual 2019
Coritiba 3º colocado do Estadual 2019
Londrina 4º colocado do Estadual 2019
Operário-PR 5º colocado do Estadual 2019
Pernambuco Pernambuco Sport Campeão do Estadual 2019
Náutico Vice-campeão do Estadual 2019
Afogados 3º colocado do Estadual 2019
Piauí Piauí River-PI Campeão do Estadual 2019
Altos Vice-campeão do Estadual 2019
Rio de Janeiro Rio de Janeiro Vasco da Gama Vice-campeão do Estadual 2019
Bangu 3º colocado do Estadual 2019
Fluminense 4º colocado do Estadual 2019
Volta Redonda 5º colocado do Estadual 2019
Boavista-RJ[5] 4º colocado da Copa Rio 2019
Rio Grande do Norte Rio Grande do Norte América de Natal Campeão do Estadual 2019
ABC Vice-campeão do Estadual 2019
Rio Grande do Sul Rio Grande do Sul Caxias 3º colocado do Estadual 2019
São Luiz 4º colocado do Estadual 2019
Novo Hamburgo 5º colocado do Estadual 2019
São José-RS Vice-campeão da Copa FGF 2019
Rondônia Rondônia Vilhenense Campeão do Estadual 2019
Roraima Roraima São Raimundo-RR Campeão do Estadual 2019
Santa Catarina Santa Catarina Avaí Campeão do Estadual 2019
Chapecoense Vice-campeão do Estadual 2019
Brusque Campeão da Copa Santa Catarina de 2019
São Paulo São Paulo Novorizontino 6° colocado do Estadual 2019
Ferroviária 7º colocado do Estadual 2019
Ponte Preta Vice-campeão do Troféu do Interior de 2019
Santo André Campeão da Série A2 do Estadual 2019
XV de Piracicaba Vice-campeão da Copa Paulista 2019
Sergipe Sergipe Freipaulistano Campeão do Estadual 2019
Lagarto Campeão da primeira fase do Estadual 2019
Tocantins Tocantins Palmas Campeão do Estadual 2019

Ranking da CBF[editar | editar código-fonte]

Com a definição dos 70 representantes das federações estaduais e dos onze representantes classificados diretamente às oitavas de final, mais dez clubes serão convidados pela CBF para 2020.

Pos. Clube Pontos
14º Rio de Janeiro Botafogo 9 640
17º Bahia Vitória 7 045
26º Paraná Paraná 5 594
27º Santa Catarina Figueirense 5 178
28º Pará Paysandu 5 166
29º Rio Grande do Sul Juventude 4 763
34º Pernambuco Santa Cruz 4 378
36º Santa Catarina Criciúma 4 218
38º São Paulo Oeste 3 920
39º Rio Grande do Sul Brasil de Pelotas 3 844

Classificados diretamente às oitavas de final[editar | editar código-fonte]

Estado Clube Forma de classificação
Ceará Ceará Fortaleza Campeão da Copa do Nordeste 2019
Mato Grosso Mato Grosso Cuiabá Campeão da Copa Verde 2019
Paraná Paraná Athletico Paranaense Campeão da Copa do Brasil 2019
Rio de Janeiro Rio de Janeiro Flamengo Campeão da Copa Libertadores 2019 e do Campeonato Brasileiro 2019
Rio Grande do Sul Rio Grande do Sul Grêmio 4º colocado do Campeonato Brasileiro 2019
Internacional 7º colocado do Campeonato Brasileiro 2019
São Paulo São Paulo Palmeiras 3º colocado do Campeonato Brasileiro 2019
Santos Vice-campeão do Campeonato Brasileiro 2019
São Paulo 6º colocado do Campeonato Brasileiro 2019
Corinthians 8º colocado do Campeonato Brasileiro 2019
Red Bull Bragantino Campeão da Série B de 2019

Notas

Calendário[editar | editar código-fonte]

O calendário de cada fase foi divulgado em 3 de outubro de 2019 e compreende as seguintes datas:[6] Devido à pandemia de COVID-19, o torneio foi interrompido durante a 3ª fase, em março de 2020. O reinício foi dado no mês de agosto e as finais da competição estão marcadas para 28 de fevereiro e 7 de março de 2021.[7]

Fase Jogo Único
Primeira fase Semana 1: 5 de fevereiro
Semana 2: 12 de fevereiro
Semana 3: 19 de fevereiro
Semana 4: 26 de fevereiro
Segunda fase Semana 1: 19 de fevereiro
Semana 2: 26 de fevereiro
Semana 3: 4 de março
Fase Ida Volta
Terceira fase 10, 11 e 12 de março 26 de agosto
Quarta fase 16 de setembro 23 de setembro
Oitavas de final 28 de outubro 4 de novembro
Quartas de final 11 de novembro 18 de novembro
Semifinais 23 de dezembro 30 de dezembro
Finais 28 de fevereiro (2021) 7 de março (2021)

Fases iniciais[editar | editar código-fonte]

Sorteio[editar | editar código-fonte]

Os 80 times classificados para a competição foram divididos em oito potes (A a H) com dez clubes cada, de acordo com Ranking da CBF. A partir daí, os cruzamentos entre os potes foram os seguintes: A x E; B x F; C x G e D x H. A primeira fase será realizada em partida única, com a equipe pior colocada no ranking jogando em casa e a melhor tendo a vantagem do empate.[3] O sorteio foi realizado em 12 de dezembro de 2019, na sede da CBF.[3]

Potes do sorteio[editar | editar código-fonte]

Entre parênteses, a classificação do clube no Ranking da CBF
Primeira Fase
Pote A Pote B Pote C Pote D
Pote E Pote F Pote G Pote H

Primeira fase[editar | editar código-fonte]

A primeira fase foi disputada por 80 equipes, em partida única. As equipes mais bem sucedidas no ranking da CBF foram as visitantes e tiveram a vantagem do empate. Os confrontos desta fase foram definidos através de sorteio.[3]

Em itálico, os times que possuíam o mando de campo no confronto e em negrito os times classificados.
Equipe 1   Resultado   Equipe 2
XV de Piracicaba São Paulo 1–0 Paraná Londrina
Coruripe Alagoas 0–0 Rio Grande do Sul Juventude
River-PI Piauí 1–0 Bahia Bahia
São Luiz Rio Grande do Sul 0–0 Rio Grande do Norte América de Natal
Toledo Paraná 0–2 Pernambuco Náutico
Caxias Rio Grande do Sul 1–1 Rio de Janeiro Botafogo
Palmas Tocantins 0–2 Paraná Paraná
Bahia de Feira Bahia 3–1 Mato Grosso Luverdense
Gama Distrito Federal (Brasil) 3–3 Rio Grande do Sul Brasil de Pelotas
Manaus Amazonas 1–0 Paraná Coritiba
Brusque Santa Catarina 2–1 Pernambuco Sport
Freipaulistano Sergipe 1–2 Pará Remo
Vilhenense Rondônia 1–1 Minas Gerais Boa Esporte
São Raimundo-RR Roraima 2–2 Minas Gerais Cruzeiro
Brasiliense Distrito Federal (Brasil) 1–1 Pará Paysandu
Independente-PA Pará 2–3 Alagoas CRB
Vitória-ES Espírito Santo (estado) 2–1 Alagoas CSA
Novorizontino São Paulo 1–2 Santa Catarina Figueirense
Moto Club Maranhão 2–4 Rio de Janeiro Fluminense
Atlético de Alagoinhas Bahia 0–0 Paraíba Botafogo-PB
União Rondonópolis Mato Grosso 0–1 Goiás Atlético Goianiense
CEOV Mato Grosso 0–0 Pernambuco Santa Cruz
Caucaia Ceará 1–2 Rio Grande do Sul São José-RS
Boavista-RJ Rio de Janeiro 0–2 Santa Catarina Chapecoense
Bangu Rio de Janeiro 1–1 São Paulo Oeste
Bragantino-PA Pará 1–2 Ceará Ceará
Imperatriz Maranhão 0–0 Bahia Vitória
Lagarto Sergipe 1–0 Rio de Janeiro Volta Redonda
Novo Hamburgo Rio Grande do Sul 1–2 São Paulo Ponte Preta
Galvez Acre 0–1 Goiás Vila Nova
Afogados Pernambuco 3–0 Acre Atlético Acreano
Campinense Paraíba 0–0 Minas Gerais Atlético Mineiro
Altos Piauí 1–1 Rio de Janeiro Vasco da Gama
Aquidauanense Mato Grosso do Sul 0–1 Rio Grande do Norte ABC
Santo André São Paulo 4–1 Santa Catarina Criciúma
Fast Clube Amazonas 0–2 Goiás Goiás
Ferroviária São Paulo 2–0 Santa Catarina Avaí
Águia Negra Mato Grosso do Sul 2–1 Maranhão Sampaio Corrêa
Barbalha Ceará 0–3 Paraná Operário-PR
Santos-AP Amapá 1–1 Minas Gerais América Mineiro

Segunda fase[editar | editar código-fonte]

A segunda fase foi disputada por 40 equipes vencedoras da fase anterior, em partida única. Em caso de empate a vaga seria decidida na disputa por pênaltis. Os confrontos desta fase seguiram os chaveamentos predeterminados da fase anterior.

Em itálico, os times que possuíam o mando de campo no confronto e em negrito os times classificados.
Equipe 1   Resultado   Equipe 2
XV de Piracicaba São Paulo 1–1 (7–8 p) Rio Grande do Sul Juventude
River-PI Piauí 1–1 (2–3 p) Rio Grande do Norte América de Natal
Náutico Pernambuco 1–1 (3–4 p) Rio de Janeiro Botafogo
Paraná Paraná 3–2 Bahia Bahia de Feira
Brasil de Pelotas Rio Grande do Sul 1–0 Amazonas Manaus
Brusque Santa Catarina 5–1 Pará Remo
Boa Esporte Minas Gerais 1–1 (4–5 p) Minas Gerais Cruzeiro
Paysandu Pará 1–1 (3–5 p) Alagoas CRB
Vitória-ES Espírito Santo (estado) 0–1 Santa Catarina Figueirense
Fluminense Rio de Janeiro 2–0 Paraíba Botafogo-PB
Atlético Goianiense Goiás 1–1 (4–3 p) Pernambuco Santa Cruz
São José-RS Rio Grande do Sul 0–0 (5–4 p) Santa Catarina Chapecoense
Oeste São Paulo 1–1 (2–4 p) Ceará Ceará
Vitória Bahia 3–1 Sergipe Lagarto
Ponte Preta São Paulo 0–0 (5–4 p) Goiás Vila Nova
Afogados Pernambuco 2–2 (7–6 p) Minas Gerais Atlético Mineiro
Vasco da Gama Rio de Janeiro 1–0 Rio Grande do Norte ABC
Santo André São Paulo 0–2 Goiás Goiás
Ferroviária São Paulo 6–2 Mato Grosso do Sul Águia Negra
Operário-PR Paraná 0–2 Minas Gerais América Mineiro

Terceira fase[editar | editar código-fonte]

A terceira fase foi disputada por 20 equipes vencedoras da fase anterior, em partidas eliminatórias de ida e volta. Em caso de empate no placar agregado, a vaga seria definida na disputa por pênaltis. Os confrontos desta fase seguiram o chaveamento predeterminados da fase anterior.

Em itálico, os times que possuíam o mando de campo no primeiro jogo confronto e em negrito os times classificados.
Equipe 1   Total   Equipe 2   1º jogo   2º jogo
Juventude Rio Grande do Sul 2–2 (5–3 p) Rio Grande do Norte América de Natal 1–1 1–1
Botafogo Rio de Janeiro 3–1 Paraná Paraná 1–0 2–1
Brasil de Pelotas Rio Grande do Sul 0–2 Santa Catarina Brusque 0–1 0–1
Cruzeiro Minas Gerais 1–3 Alagoas CRB 0–2 1–1
Figueirense Santa Catarina 1–3 Rio de Janeiro Fluminense 1–0 0–3
Atlético Goianiense Goiás 2–1 Rio Grande do Sul São José-RS 2–0 0–1
Ceará Ceará 5–3 Bahia Vitória 1–0 4–3
Ponte Preta São Paulo 5–0 Pernambuco Afogados 3–0 2–0
Vasco da Gama Rio de Janeiro 2–2 (3–2 p) Goiás Goiás 0–1 2–1
Ferroviária São Paulo 0–1 Minas Gerais América Mineiro 0–0 0–1

Quarta fase[editar | editar código-fonte]

Sorteio[editar | editar código-fonte]

O sorteio da quarta fase foi realizado no dia 1º de setembro de 2020, às 11h30, na sede da CBF no Rio de Janeiro.[8]
As 10 equipes qualificadas formaram um único grupo (Ranking da CBF mostrado entre parênteses).

Pote único
Rio de Janeiro Fluminense (13)
Rio de Janeiro Botafogo (14)
Rio de Janeiro Vasco da Gama (15)
Minas Gerais América Mineiro (18)
Ceará Ceará (19)
São Paulo Ponte Preta (21)
Goiás Atlético Goianiense (25)
Rio Grande do Sul Juventude (29)
Alagoas CRB (32)
Santa Catarina Brusque (66)

Confrontos[editar | editar código-fonte]

A quarta fase será disputada por 10 equipes vencedoras da fase anterior, em partidas eliminatórias de ida e volta. Em caso de empate no placar agregado, a vaga será definida na disputa por pênaltis. Os confrontos desta fase foram sorteados.

Em itálico, os times que possuem o mando de campo no primeiro jogo do confronto e em negrito os times classificados.
Equipe 1   Total   Equipe 2   1º jogo   2º jogo
Ponte Preta São Paulo 3–5 Minas Gerais América Mineiro 2–2 1–3
Brusque Santa Catarina 1–7 Ceará Ceará 0–2 1–5
Botafogo Rio de Janeiro 1–0 Rio de Janeiro Vasco da Gama 1–0 0–0
Fluminense Rio de Janeiro 2–3 Goiás Atlético Goianiense 1–0 1–3
Juventude Rio Grande do Sul 2–1 Alagoas CRB 2–0 0–1

Fase final[editar | editar código-fonte]

Oitavas de final[editar | editar código-fonte]

As oitavas de final serão disputadas por 16 equipes, sendo 5 vencedoras da fase anterior, e outras 11 equipes pré-classificadas. Serão partidas eliminatórias de ida e volta. Em caso de empate no placar agregado, a vaga será definida na disputa por pênaltis.

Sorteio[editar | editar código-fonte]

O sorteio da quinta fase (oitavas de final) será realizado após o término da quarta fase, na sede da CBF, no Rio de Janeiro.

A partir desta edição,[9] todos os 16 (dezesseis) times classificados para as oitavas de final estarão em pote único e poderão se enfrentar.

Pote único
São Paulo Palmeiras (1)
Rio de Janeiro Flamengo (2)
Rio Grande do Sul Grêmio (3)
São Paulo Santos (5)
Paraná Athletico Paranaense (6)
São Paulo Corinthians (8)
Rio Grande do Sul Internacional (9)
São Paulo São Paulo (11)
Rio de Janeiro Botafogo (14)
Minas Gerais América Mineiro (18)
Ceará Ceará (19)
Ceará Fortaleza (23)
Goiás Atlético Goianiense (25)
Rio Grande do Sul Juventude (29)
São Paulo Red Bull Bragantino (37)
Mato Grosso Cuiabá (43)

Confrontos[editar | editar código-fonte]

Em itálico, os times que possuem o mando de campo no primeiro jogo do confronto e em negrito os times classificados.
Equipe 1   Total   Equipe 2   1º jogo   2º jogo
Santos São Paulo 0–1 Ceará Ceará 0–0 0–1
Grêmio Rio Grande do Sul 2–0 Rio Grande do Sul Juventude 1–0 1–0
Botafogo Rio de Janeiro 0–1 Mato Grosso Cuiabá 0–1 0–0
Fortaleza Ceará 5–5 (9–10 p) São Paulo São Paulo 3–3 2–2
Athletico Paranaense Paraná 2–4 Rio de Janeiro Flamengo 0–1 2–3
Atlético Goianiense Goiás 2–4 Rio Grande do Sul Internacional 1–2 1–2
Red Bull Bragantino São Paulo 1–4 São Paulo Palmeiras 1–3 0–1
Corinthians São Paulo 1–2 Minas Gerais América Mineiro 0–1 1–1

Quartas de final[editar | editar código-fonte]

Sorteio[editar | editar código-fonte]

Para esta fase, será realizado um novo sorteio pela CBF. Todos os oito clubes classificados num pote único, sem restrições de cruzamentos.

Pote único
São Paulo Palmeiras (1)
Rio de Janeiro Flamengo (2)
Rio Grande do Sul Grêmio (3)
Rio Grande do Sul Internacional (9)
São Paulo São Paulo (11)
Minas Gerais América Mineiro (18)
Ceará Ceará (19)
Mato Grosso Cuiabá (43)

Tabela até a final[editar | editar código-fonte]

Em itálico, os times que possuem o mando de campo no primeiro jogo do confronto e em negrito os times classificados.

Quartas de final Semifinais Final
 11 e 18 de novembro  23 e 30 de dezembro  28 de fevereiro e 7 de março
                                     
 Mato Grosso Cuiabá 1 0 1  
 Rio Grande do Sul Grêmio 2 2 4  
   Rio Grande do Sul Grêmio 1 0 1  
   São Paulo São Paulo 0 0 0  
 Rio de Janeiro Flamengo 1 0 1
 São Paulo São Paulo 2 3 5  
   Rio Grande do Sul Grêmio 0 0 0
   São Paulo Palmeiras 1 2 3
 São Paulo Palmeiras 3 2 5  
 Ceará Ceará 0 2 2  
   São Paulo Palmeiras 1 2 3
   Minas Gerais América Mineiro 1 0 1
 Rio Grande do Sul Internacional 0 1 1 (5)
 Minas Gerais América Mineiro (pen) 1 0 1 (6)

Finais[editar | editar código-fonte]

Primeiro jogo
28 de fevereiro de 2021 Grêmio Rio Grande do Sul 0 – 1 São Paulo Palmeiras Arena do Grêmio, Porto Alegre
21:00
Gol marcado aos 32 minutos de jogo 32' Gómez Público: Portões fechados
Renda: R$ 0
Árbitro: Rio de JaneiroRJ Marcelo de Lima Henrique
Segundo jogo
7 de março de 2021 Palmeiras São Paulo 2 – 0 Rio Grande do Sul Grêmio Allianz Parque, São Paulo
18:00
Wesley Gol marcado aos 52 minutos de jogo 52'
Gabriel Menino Gol marcado aos 79 minutos de jogo 79'
Público: Portões fechados
Renda: R$ 0
Árbitro: Rio de JaneiroRJ Bruno Arleu de Araújo

Premiação[editar | editar código-fonte]

Copa do Brasil de 2020
São Paulo
Palmeiras
Campeão
(4º título)

Artilharia[editar | editar código-fonte]

Atualizado em 3 de Março de 2021.[10]

Gols Jogador Equipe
6 Brasil Brenner São Paulo São Paulo
Brasil Léo Gamalho Alagoas CRB
Brasil Nenê Rio de Janeiro Fluminense
Brasil Rodolfo Minas Gerais América Mineiro
4 Brasil Diego Souza Rio Grande do Sul Grêmio
Brasil Raphael Veiga São Paulo Palmeiras
Brasil Vinícius Ceará Ceará

Hat-tricks[editar | editar código-fonte]

Jogador Clube Adversário Placar Data Ref.
Brasil Nenê Fluminense Figueirense 3–0 25 de agosto [11]

Maiores públicos[editar | editar código-fonte]

Esses são os dez maiores públicos da Copa do Brasil de 2020:

Público[nota 1] Mandante Placar Visitante Estádio Data Etapa
1 29 903 Vasco da Gama Rio de Janeiro 1–0 Rio Grande do Norte ABC Maracanã 5 de março Segunda fase
2 20 469 Botafogo Rio de Janeiro 1–0 Paraná Paraná Nilton Santos 10 de março Terceira fase
3 17 514 Vasco da Gama Rio de Janeiro 0–1 Goiás Goiás São Januário 6 de fevereiro Terceira fase
4 16 609 Ceará Ceará 1–0 Bahia Vitória Castelão 13 de fevereiro Primeira fase
5 12 123 Manaus Amazonas 1–0 Paraná Coritiba Arena da Amazônia 12 de fevereiro Primeira fase
6 11 560 Fluminense Rio de Janeiro 2–0 Paraíba Botafogo-PB Maracanã 4 de março Segunda fase
7 11 293 Altos Piauí 1–1 Rio de Janeiro Vasco da Gama Albertão 12 de fevereiro Primeira fase
8 10 247 Cruzeiro Minas Gerais 0–2 Alagoas CRB Mineirão 11 de março Terceira fase
9 9 163 Paysandu Pará 1–1 Alagoas CRB Curuzu 19 de fevereiro Segunda fase
10 8 367 Figueirense Santa Catarina 1–0 Rio de Janeiro Fluminense Orlando Scarpelli 11 de março Terceira fase

Menores públicos[editar | editar código-fonte]

Esses são os dez menores públicos da Copa do Brasil de 2020:

Público[nota 1] Mandante Placar Visitante Estádio Data Etapa Ref.
1 206 Santos-AP Amapá 1–1 Minas Gerais América Mineiro Zerão 5 de fevereiro Primeira fase [12]
2 261 São José-RS Rio Grande do Sul 0–0 Santa Catarina Chapecoense Francisco Novelletto Neto 27 de fevereiro Segunda fase [13]
3 344 Brasiliense Distrito Federal (Brasil) 1–1 Pará Paysandu Serra do Lago 6 de fevereiro Primeira fase [14]
4 364 Novo Hamburgo Rio Grande do Sul 1–2 São Paulo Ponte Preta Estádio do Vale 13 de fevereiro Primeira fase [15]
5 400 Independente-PA Pará 2–3 Alagoas CRB Baenão 5 de fevereiro Primeira fase [16]
6 432 Coruripe Alagoas 0–0 Rio Grande do Sul Juventude Gerson Amaral 5 de fevereiro Primeira fase [17]
7 483 Freipaulistano Sergipe 1–2 Pará Remo Titão 12 de fevereiro Primeira fase [18]
8 545 Fast Clube Amazonas 0–2 Goiás Goiás Arena da Amazônia 5 de fevereiro Primeira fase [19]
9 579 Oeste São Paulo 1–1 Ceará Ceará Arena Barueri 19 de fevereiro Segunda fase [20]
10 613 Caucaia Ceará 1–2 Rio Grande do Sul São José-RS Raimundão 12 de fevereiro Primeira fase [21]

Classificação geral[editar | editar código-fonte]

Oficialmente, a CBF não reconhece uma classificação geral na Copa do Brasil. A tabela a seguir classifica as equipes de acordo com a fase alcançada e considerando os critérios de desempate.

Notas e referências

Notas

  1. a b Considera-se apenas o público pagante.

Referências

  1. Tabela da Copa do Brasil
  2. "É tetra! Palmeiras vence o Grêmio e conquista a Copa do Brasil", Lance, 7 de fevereiro de 2021
  3. a b c d «Copa do Brasil 2020: sorteio da 1ª Fase será na quinta-feira (12)». CBF. 2 de dezembro de 2019. Consultado em 10 de dezembro de 2019 
  4. «CBF suspende competições de âmbito nacional por tempo indeterminado» 
  5. «Bonsucesso desiste de vaga na Copa do Brasil e Boavista entra na competição». Fut Rio. 10 de dezembro de 2019. Consultado em 20 de fevereiro de 2020 
  6. «Calendário CBF 2020». CBF. 3 de outubro de 2019. Consultado em 10 de dezembro de 2019 
  7. «CBF publica calendário revisado da temporada 2020». CBF. 9 de julho de 2020. Consultado em 10 de julho de 2020 
  8. «Sorteio define confrontos da Quarta Fase da Copa do Brasil 2020». CBF. 1º de setembro de 2020. Consultado em 1º de setembro de 2020 
  9. CBF define os confrontos da Copa do Brasil; veja os duelos da primeira fase
  10. CBF. «Artilharia da Copa do Brasil de 2020». Consultado em 3 de março de 2021 
  11. «Nenê desequilibra, Fluminense domina o Figueirense e avança na Copa do Brasil». GloboEsporte.com. 25 de agosto de 2020. Consultado em 25 de agosto de 2020 
  12. «Boletim Financeiro: Santos-AP 1x1 América-MG» (PDF). CBF. 5 de fevereiro de 2020 
  13. «Boletim Financeiro: São José-RS 0x0 Chapecoense» (PDF). CBF. 27 de fevereiro de 2020 
  14. «Boletim Financeiro: Brasiliense 1x1 Paysandu» (PDF). CBF. 6 de fevereiro de 2020 
  15. «Boletim Financeiro: Novo Hamburgo 1x2 Ponte Preta» (PDF). CBF. 13 de fevereiro de 2020 
  16. «Boletim Financeiro: Independente-PA 2x3 CRB» (PDF). CBF. 5 de fevereiro de 2020 
  17. «Boletim Financeiro: Coruripe 0x0 Juventude» (PDF). CBF. 5 de fevereiro de 2020 
  18. «Boletim Financeiro: Freipaulistano 1x2 Remo» (PDF). CBF. 12 de fevereiro de 2020 
  19. «Boletim Financeiro: Fast Clube 0x2 Goiás» (PDF). CBF. 5 de fevereiro de 2020 
  20. «Boletim Financeiro: Oeste 1x1 Ceará» (PDF). CBF. 19 de fevereiro de 2020 
  21. «Boletim Financeiro: Caucaia 1x2 São José-RS» (PDF). CBF. 12 de fevereiro de 2020