Bragantino Clube do Pará

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Bragantino
BragantinoCP2018.png
Nome Bragantino Clube do Pará
Alcunhas Gigante do Caeté
Tubarão do Caeté
Mascote Tubarão
Principal rival Caeté
Fundação 29 de janeiro de 1993 (28 anos)
Estádio Diogão
Capacidade 5.000 Pessoas
Localização Bragança, PA
Presidente Claudio Wagner
Treinador Glauco Luiz
Patrocinador Governo do Estado do Pará
Banpará
Vrauu
Reinafarma
Bet91
Amaral Costa
Fort Fruit
ClinicCALL Center
Companny
Floratta
Cerpa Draft
Material (d)esportivo Tuba (Marca Própria)
Competição Parazão - Série A
Ranking nacional Aumento 89º lugar, 777 pontos [1]
Website bragantinoclubedopara.com.br
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Temporada atual
editar

O Bragantino Clube do Pará, também conhecido como Bragantino do Pará, é um clube de futebol brasileiro, sediado em Bragança-PA. Fundado em 6 de março de 1975 como time amador nomeado Uberlândia, posteriormente batizado Bragantino após profissionalização em 29 de janeiro de 1993. se consolidou como um dos clubes de futebol mais tradicionais e importantes do Estado do Pará, sendo um dos primeiros times do interior paraense a competir no campeonato estadual de futebol profissional em 1992. Tem como principal apelido a alcunha de Tubarão do Caeté, em alusão ao seu mascote e a região onde está a cidade de Bragança. Seu uniforme consiste de camisa com listras horizontais em vermelho, branco e azul, calções azuis e meias azuis. Outros esportes praticados pelo Bragantino incluem o futsal (profissional, sub-20, sub-11 e feminino) e o handebol (sub-16 ou cadete e feminino). Ao longo de sua história no futebol, o Bragantino conquistou 3 títulos do Campeonatos Paraense da Segunda Divisão. Já chegou a participar ainda do campeonato brasileiro de futebol da terceira divisão em 1993 e chegou a disputar a 3ª fase da Copa do Brasil em sua estréia na competição, em 2019.

História[editar | editar código-fonte]

O Bragantino foi fundado em 1975 e, junto com ele, logo veio a sua primeira torcida organizada denominada de "Tubarão Branco", criado pelo torcedor Sebastião Augusto, mais conhecido como "Anum". A primeira partida da história do clube foi um empate sem gols contra o Luiz Moura, do município de Ourém. O segundo jogo, com o estádio novamente lotado assim como na primeira partida, o Tubarão goleou por 4 a 1 o time do Independente, na época sediado em Belém, já que atualmente o clube passou para o município de Tucuruí. O primeiro gol da história do clube foi marcado pelo zagueiro Adalberto Jorge Dias, o "Tino". Na sua primeira formação, o Bragantino contava com jogadores como Cacaio, Rildo e Henrique Rocha.

2017[editar | editar código-fonte]

Em 2017 o Bragantino garantiu o TriCampeonato da Segundinha diante do Parauapebas [2] e assim o técnico Artur Oliveira permaneceu na equipe para a disputa do Parazão 2018 [3], o tubarão não disputava a fase principal da competição desde 2007.

2018[editar | editar código-fonte]

Sede social do Bragantino localizada na cidade de bragança-PA

O ano de 2018 foi sem dúvidas até então, o mais proveitoso para a história do Tubarão, depois da melhor campanha da história do clube no Campeonato Paraense [4] conquistando assim pela 1ª vez vaga na Copa do Brasil e Brasileirão - Série D, o clube iniciou com apoio da torcida o projeto que ergueu a sede oficial do clube. [5]

2019[editar | editar código-fonte]

Em 2019 o Bragantino mais uma vez faz história! Novamente terminou o Paraense em 3º lugar com direito a vitória heroica por pênaltis contra o maior campeão Paysandu em plena Curuzu [6]. Em partida histórica contra o ASA no estádio São Benedito (Diogão), o Tubarão conseguiu em sua primeira participação na Copa do Brasil, classificação para a 2ª fase da competição [7] e posteriormente, no Estádio Mangueirão derrotou a Aparecidense e avançou a 3ª fase da competição [8], porém posteriormente, foi eliminado pelo Vila Nova com uma insuficiente vitória por 2x1 em Belém no Mangueirão. [9].
Depois desta bela campanha de estréia na competição, o tubarão do Caeté aproveitou seu retorno financeiro e efetuou a compra de um ônibus próprio batizado de Expresso Tubarão [10], além de um terreno na comunidade Bom Jesus, que dentro de alguns anos planeja-se estar pronto para ser o Centro de Treinamento do Tubarão do Caeté. [11]

Além de tudo isto, chegou até a 3ª fase da Série D e avançou até as Quartas de finais da Copa Verde aonde foi eliminado nos pênaltis pelo maior campeão, Paysandu. [12]

E para encerrar a temporada com chave de ouro, no dia 4 de Dezembro conquistou pela 1ª vez o título Paraense da categoria sub-20, com direito a goleada contra o rival local Caeté. [13]

Futsal[editar | editar código-fonte]

No ano de 1992 o Gigante do Caeté foi campeão do primeiro Intermunicipal de Futsal representando a Seleção de Bragança e em 2011 repetiu o feito sendo campeão vencendo seleção de Melgaço em Melgaço por 5x3 e no corolão (Ginásio Poliesportivo Dom Elizeu Maria Coroli) em Bragança ganhando por 3x2 a seleção de Bragança foi a primeira seleção a ser campeã invicta do do Intermunicipal de Seleções.

No ano de 2010 o Bragantino Sub-11 chegou no campeonato paraense até as semifinais perdendo apenas para o Clube do Remo e assim conquistou o terceiro lugar da competição.

Elenco Profissional[editar | editar código-fonte]

Atualizado em 20 de julho de 2020

Legenda
  • Capitão: Capitão
  • Prata da casa: Prata da casa (Jogador da base)
  • Lesionado: Jogador lesionado/contundido


Goleiros
N.º Jogador
92 Brasil Axel Lopes
27 Brasil Deco Júnior Prata da casa
' Brasil Ruan Prata da casa
1 Brasil Tales Prata da casa
Defensores
N.º Jogador Pos.
4 Brasil Gabriel Gonçalves Z
12 Brasil Selson Z
3 Brasil Romário Z
13 Brasil Xacoca Prata da casa Z
30 Brasil Ronny "Taperaçu" Prata da casa Z
33 Brasil Igor João Z
2 Brasil Bruno Limão LD
16 Brasil Léo Caeté Prata da casa LD
' Brasil Serafim LD
28 Brasil Esquerdinha LE
32 Brasil Jackson LE
15 Brasil Walter Capanema Prata da casa LE
Meio-campistas
N.º Jogador Pos.
7 Brasil Paulo de Tárcio V
28 Brasil George "Pitbull" Prata da casa V
6 Brasil Odair V
29 Brasil Maranhão Prata da casa V
5 Brasil Ricardo Capanema Capitão V
19 Brasil Tulio Prata da casa M
10 Brasil Wendell M
18 Brasil Vinícius Índio M
33 Brasil Vitinho M
' Brasil Edicleber M
Atacantes
N.º Jogador
9 Brasil Canga
25 Brasil Rael
95 Brasil Fidelis Pereira
11 Brasil Everson Bilau
22 Brasil Mauro Praia Prata da casa
23 Brasil Bambelo Prata da casa
Comissão técnica
Nome Pos.
Brasil Cacaio T
Brasil Mauro Cezar TG
Brasil Glauco Luiz Almeida AT

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Equipe Principal[editar | editar código-fonte]

Participações em 2021
Competição Temporadas Melhor campanha Estreia Última P Aumento R Baixa
Pará Campeonato Paraense 23 [F1] 3º colocado (2018 e 2019) 1993 2021 4
Série B 7 Campeão (2002, 2011 e 2017) 2000 2017 4
Brasil Copa do Brasil 2 3ª fase (2019) 2019 2020
Série C 1 54º colocado (1993) 1993
Série D 2 16º colocado (2019) 2019 2020
Copa Verde de Futebol Copa Verde 1 Quartas-de-final (2019) 2019
  • ^ F1. Contando com as participações na taça ACLEP.

Categorias de Base[editar | editar código-fonte]

Participações em 2021
Competição Temporadas Melhor campanha Estreia Última P Aumento R Baixa
Brasil Copa do Brasil Sub-20 2 Oitavas de final (2020) 2020 2021

Temporadas[editar | editar código-fonte]

Brasil Brasil BandeirasNorteBrasil.gif Norte Pará Pará
Ano Campeonato Brasileiro Copa do Brasil Copa Verde Campeonato Paraense
Div Pos Pts J V E D GP GC Fase Máxima Fase Máxima Div. Pos.
2010 Madrid Barajas D.svg Não classificado 1D 14º
2D
2011 Madrid Barajas D.svg Não classificado 2D
2012 Madrid Barajas D.svg Não classificado 1D 10º
2014 Madrid Barajas D.svg Não classificado 2D
2015 Madrid Barajas D.svg Não classificado 1D 16º
2D
2017 Madrid Barajas D.svg Não classificado 2D
2018 Madrid Barajas D.svg Não classificado 1D
2019 Madrid Barajas D.svg 16º 13 10 4 1 5 13 12 3ª fase Quartas de final 1D
2020 Madrid Barajas D.svg 20º 29 16 8 5 3 30 17 1ª fase 1D
2021 Madrid Barajas D.svg Não classificado 1D


Legenda:

     Campeão.
     Vice-campeão.
     Eliminado na semifinal.
     Rebaixado à divisão inferior.
     Campeão e promovido à divisão superior.
     Promovido à divisão superior.

Campanhas de destaque[editar | editar código-fonte]

Bragantino Clube do Pará
Torneio Campeão Vice-campeão Terceiro colocado Quarto colocado
Pará Campeonato Paraense 0 (não possui) 0 (não possui) 2 vezes (2018 e 2019) 3 vezes (1994, 1996 e 1997)
Pará Série B 3 vezes (2002, 2011 e 2017)


1 vez (2000) 1 vez (2014) 0 (não possui)

Títulos[editar | editar código-fonte]

  • Cscr-featured.png: Campeão Invicto
Estaduais
Competição Títulos Temporadas
PAtrophy.png Campeonato Paraense - Série B 3 2002, 2011 e 2017Invicto
PAtrophy.png Taça ACLEP 1 2007
Categorias de Base
Estaduais
Competição Títulos Temporadas
PAtrophy.png Campeonato Paraense - Sub-20 1 2019

Classificações e Últimos resultados[editar | editar código-fonte]

Classificações[editar | editar código-fonte]

Brasileiro
Temporada Posição Divisão
2019 16º Lugar Série D
2020 20º Lugar Série D
Copa do Brasil
Temporada Posição
2019 22º Lugar
2020 67º Lugar
Copa Verde
Temporada Posição
2019 5º Lugar
Paraense
Temporada Posição Divisão
2011 1º Lugar 2ª Divisão
2012 10º Lugar 1ª Divisão
2014 3º Lugar 2ª Divisão
2015 16º Lugar 1ª Divisão
2015 8º Lugar 2ª Divisão
2017 1º Lugar 2ª Divisão
2018 3º Lugar 1ª Divisão
2019 3º Lugar 1ª Divisão
2020 5º Lugar 1ª Divisão
2021 7º Lugar 1ª Divisão
















Escudos[editar | editar código-fonte]

Evolução do Escudo do Bragantino Clube do Pará
1 Atual
BragantinoCP.png

Presidentes[editar | editar código-fonte]

Presidente Período Fonte
?
1993-2004
José Valério Monteiro da Silva
02/2005-02/2007
?
2007-2010
Rodrigo José Diogo
02/2011-02/2013 [14]
Hadson da Silva Nery
2014-15 [15]
Claudio Wagner
2017- [16]
Paulo Emílio Ferreira Corrêa
05/2020-11/2020 [17]

Uniformes[editar | editar código-fonte]

Histórico de fornecedores[editar | editar código-fonte]

Material esportivo
Período Fornecedor
2019- Brasil Tuba
2017-2018 Brasil Golkiper
2014-2015 Estados Unidos Nike

2021[editar | editar código-fonte]

Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
''
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
''

2020[editar | editar código-fonte]

Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
''
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
''
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
''

2019[editar | editar código-fonte]

Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
''
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
''
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
''

2018[editar | editar código-fonte]

Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
''
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
''
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
''

2017[editar | editar código-fonte]

Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
''
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
''

2014-2015[editar | editar código-fonte]

Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
''
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
''

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Ranking CBF 2021» (PDF) 
  2. «Bragantino "vira" nos pênaltis e garante tri da Segundinha sobre o Parauapebas». globoesporte.globo.com/pa. 30 de novembro de 2017. Consultado em 30 de novembro de 2017 
  3. «Artur Oliveira permanece no Braga; Clube anuncia reforços para o Parazão». globoesporte.globo.com/pa. 12 de dezembro de 2017. Consultado em 12 de dezembro de 2017 
  4. «Bragantino vence o São Raimundo e conquista 3º lugar do Parazão». radioclubedopara.com.br. 7 de abril de 2018. Consultado em 7 de abril de 2018 
  5. «Bragantino realiza campanha para construção de sede em Bragança». diarioonline.com.br. 5 de junho de 2018. Consultado em 5 de junho de 2018 
  6. «Nos pênaltis, Bragantino vence o Paysandu e fica com 3º Lugar do Parazão 2019». diarioonline.com.br. 13 de abril de 2019. Consultado em 13 de abril de 2019 
  7. «Dá-lhe, Tubarão do Caeté! Veja a classificação do Bragantino na Copa do Brasil em fotos». globoesporte.globo.com/pa. 14 de fevereiro de 2019. Consultado em 14 de fevereiro de 2019 
  8. «Cândido enaltece classificação na Copa do Brasil: "Fizemos por merecer desde o início"». globoesporte.globo.com/pa. 11 de abril de 2019. Consultado em 11 de abril de 2019 
  9. «Vila Nova perde para o Bragantino-PA, mas avança na Copa do Brasil». gazetaesportiva.com. 20 de abril de 2019. Consultado em 20 de abril de 2019 
  10. «Expresso Tubarão: Bragantino investe parte da cota da Copa do Brasil em compra de ônibus». globoesporte.globo.com/pa. 18 de janeiro de 2019. Consultado em 18 de janeiro de 2019 
  11. «Bragantino anuncia compra de terreno para construção de seu CT». diarioonline.com.br. 1 de maio de 2019. Consultado em 1 de maio de 2019 
  12. «Apos classificação Paysandu usa a rede social para elogiar o bragantino». oliberal.com. 18 de setembro de 2019. Consultado em 18 de setembro de 2019 
  13. «Bragantino ganha título e garante vaga na Copa do Brasil sub-20». fundacaoeducadora.com.br. 5 de dezembro de 2019. Consultado em 5 de dezembro de 2019 
  14. «Bragantino/PA [BRA]». futebolnacional.com.br. 20 de fevereiro de 2013. Consultado em 20 de fevereiro de 2013 
  15. «Ex-são-paulino é anunciado em clube da fase preliminar do Paraense». globoesporte.globo.com/pa. 20 de outubro de 2014. Consultado em 20 de outubro de 2014 
  16. «Com chapa única, Cláudio Wagner é reeleito presidente do Bragantino». oliberal.com. 20 de dezembro de 2019. Consultado em 20 de dezembro de 2019 
  17. «Claudio Wagner pede afastamento». fundacaoeducadora.com.br. 20 de maio de 2020. Consultado em 20 de maio de 2020