Campeonato Brasileiro de Futebol de 2020 - Série D

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Campeonato Brasileiro de 2020 - Série D
Brasileirão 2020 - Série D
Dados
Participantes 68
Organização CBF
Período 6 de setembro de 2020 – 6 de fevereiro de 2021
Gol(o)s 1389
Partidas 518
Média 2,68 gol(o)s por partida
Campeão Mirassol (1º título)
Vice-campeão Floresta
Promovido(s) Altos
Floresta
Mirassol
Novorizontino
Melhor marcador 12 gols:
Melhor ataque (fase inicial) Brasiliense – 32 gols
Melhor defesa (fase inicial) ABC – 6 gols
Maior goleada
(diferença)
São Caetano 0–9 Pelotas
Estádio Anacleto CampanellaSão Caetano do Sul
24 de outubro, 9ª rodada
◄◄ 2019 Soccerball.svg 2021 ►►

A Série D do Campeonato Brasileiro de Futebol de 2020 foi a décima segunda edição da competição de futebol profissional equivalente à quarta divisão no Brasil. Esta edição foi disputada por 68 equipes, que se classificaram através dos campeonatos estaduais e por outros torneios realizados por cada uma das federações estaduais. Inicialmente estava prevista para começar em 3 de maio e terminar em 22 de novembro,[1] mas devido à pandemia de COVID-19 precisou ser adiada, com novo início para 6 de setembro e término em 6 de fevereiro de 2021.[2] Também por conta da pandemia, todos os jogos do campeonato foram realizados com portões fechados ao público.[3]

O Mirassol conquistou o primeiro título nacional de sua história ao vencer ambos os jogos da final contra o Floresta, 1–0 tanto em Fortaleza quanto no interior de São Paulo.[4] Além dos finalistas, Novorizontino e Altos também conquistaram o acesso à Série C de 2021.[5]

Critérios de classificação[editar | editar código-fonte]

Com o mesmo critério de classificação desde que a competição passou a contar com 68 equipes, as vagas foram distribuídas da seguinte forma:[6]

  • Os quatro rebaixados da Série C do ano anterior;
  • O estado 1º colocado no Ranking Nacional das Federações teve direito a 4 vagas;
  • Do 2º ao 9º colocado no Ranking Nacional das Federações tiveram direito a 3 vagas;
  • Do 10º ao 19º colocado no Ranking Nacional das Federações tiveram direito a 2 vagas;
  • Do 20º ao 27º colocado no Ranking Nacional das Federações terão direito a uma vaga na fase de grupos para o campeão estadual e uma vaga na Fase Preliminar para o vice campeão estadual ou para o vencedor da copa estadual;

Os indicados das federações estaduais são selecionados através do desempenho nos Campeonatos Estaduais ou outros torneios realizados por cada federação estadual.

Em caso de desistência, a vaga é ocupada pelo clube da mesma federação melhor classificado, ou então, pelo clube apontado pela federação estadual. Se o estado não indicar nenhum representante, a vaga é repassada ao melhor estado seguinte posicionado no Ranking Nacional das Federações, que indica uma equipe a ocupar o mesmo grupo da equipe original. Caso a vaga ainda fique em aberto, é transferida ao segundo estado seguinte e melhor colocado no ranking, e assim sucessivamente. O limite de usufruto de vaga repassada é de uma por federação.[6]

As equipes que disputam a Série D geralmente são definidas pelo seu posicionamento na tabela de classificação de seus respectivos campeonatos estaduais. Quando nos estaduais existe algum participante que já disputa alguma divisão superior do Campeonato Brasileiro (Séries A, B ou C), a classificação para a Série D se dá a seguinte equipe melhor posicionada na tabela de classificação. Em alguns estados, os campeonatos locais servem apenas como classificação para a Copa do Brasil da temporada subsequente. A federação destes estados prefere realizar algum torneio paralelo ao estadual propriamente dito, para definir seu(s) representante(s) na Série D do Campeonato Brasileiro. Desde a edição de 2016, por conta de ajustes no regulamento feitos pela CBF, os campeonatos e seletivas estaduais de um ano classificam seus times para as competições nacionais do ano seguinte.

Formato de disputa[editar | editar código-fonte]

Para ampliar a competição no calendário, a Confederação Brasileira de Futebol anunciou mudanças na fórmula de disputa. Foi iniciada com uma fase preliminar eliminatória com oito clubes, envolvendo os segundos representantes das oito entidades estaduais com o pior posicionamento no Ranking Nacional das Federações. As quatro equipes vencedoras avançam para a fase de grupos, totalizando 64 times (e não 68 como nos últimos anos). Eles foram divididos em oito chaves, com oito times em cada, com jogos de ida e volta dentro dos grupos. Os quatro melhores de cada grupo se classificam para a segunda fase, totalizando 32 equipes. Estes se enfrentam em confrontos eliminatórios até a definição do campeão e do acesso à Série C de 2021: segunda fase, oitavas, quartas, semifinais e final.[7]

Participantes[editar | editar código-fonte]

Localização dos times classificados por Estado.
Purple pog.svg Grupo A1; Blue pog.svg Grupo A2; Red pog.svg Grupo A3; Green pog.svg Grupo A4; Black pog.svg Grupo A5; Orange pog.svg Grupo A6; Pink pog.svg Grupo A7; Brown pog.svg Grupo A8; Yellow pog.svg Preliminar.
Equipe Cidade Estado Como se classificou Estádio (mando) Capacidade[8] Títulos
ABC Natal Rio Grande do Norte RN 17º colocado da Série C de 2019 Frasqueirão 18 000 0 (não possui)
Afogados Afogados da Ingazeira Pernambuco PE Melhor colocado do Estadual 2019 Vianão 7 000 0 (não possui)
Águia Negra Rio Brilhante Mato Grosso do Sul MS Campeão do Estadual 2019 Ninho D'Águia 8 000 0 (não possui)
Altos Altos Piauí PI Vice-campeão do Estadual 2019 Felipão 4 000 0 (não possui)
América de Natal Natal Rio Grande do Norte RN Campeão do Estadual 2019 Arena das Dunas 32 050 0 (não possui)
Aparecidense[nota 1] Aparecida de Goiânia Goiás GO 4º melhor colocado do Estadual 2019 Aníbal Toledo 5 000 0 (não possui)
Aquidauanense Aquidauana Mato Grosso do Sul MS Vice-campeão do Estadual 2019 Noroeste 5 000 0 (não possui)
Atlético Acreano Rio Branco Acre AC 20º colocado da Série C de 2019 Arena Acreana 20 000 0 (não possui)
Atlético Cajazeirense Cajazeiras Paraíba PB 2º melhor colocado do Estadual 2019 Perpetão 15 000 0 (não possui)
Atlético de Alagoinhas Alagoinhas Bahia BA 2º melhor colocado do Estadual 2019 Carneirão 16 000 0 (não possui)
Bahia de Feira Feira de Santana Bahia BA Vice-campeão do Estadual 2019 Arena Cajueiro 4 000 0 (não possui)
Bangu Rio de Janeiro Rio de Janeiro RJ Melhor colocado do Estadual 2019 Moça Bonita 9 500 0 (não possui)
Baré[nota 2] Boa Vista Roraima RR Vice-campeão do Estadual 2019 Flamarion Vasconcelos 10 000 0 (não possui)
Bragantino-PA Bragança Pará PA 2º melhor colocado do Estadual 2019 Diogão 10 000 0 (não possui)
Brasiliense Taguatinga Distrito Federal (Brasil) DF Vice-campeão do Metropolitano 2019 Boca do Jacaré 27 000 0 (não possui)
Cabofriense Cabo Frio Rio de Janeiro RJ 2º melhor colocado do Estadual 2019 Correão 4 200 0 (não possui)
Caldense Poços de Caldas Minas Gerais MG Melhor colocado do Estadual 2019 Ronaldão 7 600 0 (não possui)
Campinense Campina Grande Paraíba PB Vice-campeão do Estadual 2019 Amigão 19 000 0 (não possui)
Caxias Caxias do Sul Rio Grande do Sul RS Melhor colocado do Estadual 2019 Centenário 22 132 0 (não possui)
Central Caruaru Pernambuco PE 3º melhor colocado do Estadual 2019 Lacerdão 20 000 0 (não possui)
CEOV Várzea Grande Mato Grosso MT Vice-campeão do Estadual 2019 Dito Souza 5 000 0 (não possui)
Coruripe Coruripe Alagoas AL Melhor colocado do Estadual 2019 Gerson Amaral 7 000 0 (não possui)
Fast Clube Manaus Amazonas AM Vice-campeão do Estadual 2019 Colina 10 000 0 (não possui)
FC Cascavel Cascavel Paraná PR 2º melhor colocado do Estadual 2019 Olímpico Regional 25 000 0 (não possui)
Ferroviária Araraquara São Paulo SP 3ª melhor colocada do Estadual 2019 Fonte Luminosa 20 000 0 (não possui)
Floresta Fortaleza Ceará CE Melhor colocado do Estadual 2019 Domingão 10 500 0 (não possui)
Freipaulistano Frei Paulo Sergipe SE Campeão do Estadual 2019 Titão 4 000 0 (não possui)
Galvez Rio Branco Acre AC Vice-campeão do Estadual 2019 Arena Acreana 20 000 0 (não possui)
Gama Gama Distrito Federal (Brasil) DF Campeão do Metropolitano 2019 Bezerrão 20 310 0 (não possui)
Globo Ceará-Mirim Rio Grande do Norte RN 18º colocado da Série C de 2019 Barretão 10 000 0 (não possui)
Goianésia Goianésia Goiás GO 3º melhor colocado do Estadual 2019 Valdeir José de Oliveira 6 000 0 (não possui)
Goiânia Goiânia Goiás GO Melhor colocado do Estadual 2019 Olímpico 13 500 0 (não possui)
Guarany de Sobral Sobral Ceará CE 2º melhor colocado do Estadual 2019 Junco 10 000 1 (2010)
Independente-PA Tucuruí Pará PA Vice-campeão do Estadual 2019 Navegantão 8 200 0 (não possui)
Itabaiana Itabaiana Sergipe SE Vice-campeão do Estadual 2019 Etelvino Mendonça 10 000 0 (não possui)
Jacyobá Pão de Açúcar Alagoas AL 2º melhor colocado do Estadual 2019 Fumeirão[nota 3] 12 000 0 (não possui)
Ji-Paraná Ji-Paraná Rondônia RO Vice-campeão do Estadual 2019 Biancão 5 000 0 (não possui)
Joinville Joinville Santa Catarina SC 2° melhor colocado do Estadual 2019 Arena Joinville 17 545 0 (não possui)
Juventude-MA São Mateus do Maranhão Maranhão MA Campeão da Copa FMF 2019 Pinheirão 500 0 (não possui)
Marcílio Dias Itajaí Santa Catarina SC Melhor colocado do Estadual 2019 Hercílio Luz 6 010 0 (não possui)
Mirassol[nota 4] Mirassol São Paulo SP 4º melhor colocado do Estadual 2019 Campos Maia 15 000 0 (não possui)
Moto Club São Luís Maranhão MA Vice-campeão do Estadual 2019 Nhozinho Santos 12 891 0 (não possui)
Nacional-AM Manaus Amazonas AM 2° melhor colocado do Estadual 2019 Arena da Amazônia 44 000 0 (não possui)
Nacional-PR Rolândia Paraná PR Campeão da Taça FPF 2019 Erich George 2 050 0 (não possui)
Novorizontino Novo Horizonte São Paulo SP 2º melhor colocado do Estadual 2019 Jorge Ismael de Biasi 16 000 0 (não possui)
Palmas Palmas Tocantins TO Campeão do Estadual 2019 Nilton Santos 12 000 0 (não possui)
Pelotas Pelotas Rio Grande do Sul RS Campeão da Copa FGF 2019 Boca do Lobo 23 000 0 (não possui)
Portuguesa-RJ Rio de Janeiro Rio de Janeiro RJ Vice-campeã da Copa Rio de 2019[16] Luso-Brasileiro 22 000 0 (não possui)
Potiguar de Mossoró Mossoró Rio Grande do Norte RN 2º melhor colocado do Estadual 2019 Nogueirão 5 000 0 (não possui)
Real Noroeste Águia Branca Espírito Santo (estado) ES Campeão da Copa Espírito Santo 2019 José Olímpio da Rocha 3 200 0 (não possui)
Rio Branco-AC Rio Branco Acre AC 2º melhor colocado do Estadual 2019 Arena Acreana 20 000 0 (não possui)
River Teresina Piauí PI Campeão do Estadual 2019 Albertão 52 216 0 (não possui)
Salgueiro Salgueiro Pernambuco PE 2° melhor colocado do Estadual 2019 Cornélio de Barros 12 070 0 (não possui)
Santos-AP Macapá Amapá AP Campeão do Estadual 2019 Zerão 10 000 0 (não possui)
São Caetano São Caetano do Sul São Paulo SP Campeão da Copa Paulista 2019 Anacleto Campanella 14 400 0 (não possui)
São Luiz Ijuí Rio Grande do Sul RS 2º melhor colocado do Estadual 2019 19 de Outubro 6 000 0 (não possui)
São Raimundo-RR Boa Vista Roraima RR Campeão do Estadual 2019 Flamarion Vasconcelos 10 000 0 (não possui)
Sinop[nota 5] Sinop Mato Grosso MT 3º melhor colocado do Estadual 2019 Gigante do Norte 13 000 0 (não possui)
Tocantinópolis Tocantinópolis Tocantins TO Vice-campeão do Estadual 2019 Ribeirão 10 000 0 (não possui)
Toledo Toledo Paraná PR Vice-campeão do Estadual 2019 14 de Dezembro 15 280 0 (não possui)
Tubarão Tubarão Santa Catarina SC 3º melhor colocado do Estadual 2019 Domingos Gonzales 5 000 0 (não possui)
Tupynambás Juiz de Fora Minas Gerais MG 2º melhor colocado do Estadual 2019 Helenão 31 863 0 (não possui)
União Rondonópolis Rondonópolis Mato Grosso MT 2º melhor colocado do Estadual 2019 Luthero Lopes 19 000 0 (não possui)
Vilhenense Vilhena Rondônia RO Campeão do Estadual 2019 Portal da Amazônia 7 000 0 (não possui)
Villa Nova[nota 6] Nova Lima Minas Gerais MG 3º melhor colocado do Estadual 2019 Castor Cifuentes 5 160 0 (não possui)
Vitória da Conquista Vitória da Conquista Bahia BA 3º melhor colocado do Estadual 2019 Lomanto Júnior 12 500 0 (não possui)
Vitória-ES Vitória Espírito Santo (estado) ES Campeão do Estadual 2019 Salvador Costa 3 000 0 (não possui)
Ypiranga-AP Macapá Amapá AP Vice-campeão do Estadual 2019 Zerão 13 680 0 (não possui)

Estádios[editar | editar código-fonte]

Outros estádios[editar | editar código-fonte]

Além dos estádios de mando usual, outros estádios foram utilizados devido a punições de perda de mando de campo impostas pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva ou por conta de problemas de interdição dos estádios usuais ou simplesmente por opção dos clubes em mandar seus jogos em outros locais, geralmente buscando uma melhor renda.[21][22][23][24][25]

Direitos de transmissão[editar | editar código-fonte]

Em setembro de 2020, a TV Brasil anunciou as transmissões nacionais tanto na TV aberta quanto no sinal fechado por assinatura, assim como via streaming na internet. O acordo com a CBF engloba 42 partidas a partir da terceira rodada, totalizando dois jogos por rodada. A Empresa Brasil de Comunicação é a responsável pela geração de imagens.[26][27] Já a plataforma de streaming MyCujoo transmite gratuitamente todos os jogos da competição.[28]

Fase preliminar[editar | editar código-fonte]

Em itálico, os times que possuem o mando de campo no primeiro jogo do confronto e em negrito os times classificados.
Equipe 1   Total   Equipe 2   1º jogo   2º jogo
Ji-Paraná Rondônia 4–2 Amazonas Nacional-AM 2–1 2–1
Baré Roraima 4–0 Amapá Ypiranga-AP 3–0 1–0
Real Noroeste Espírito Santo (estado) 6–2 Mato Grosso do Sul Aquidauanense 3–1 3–1
Tocantinópolis Tocantins 1–4 Distrito Federal (Brasil) Brasiliense 1–0 0–4

Primeira fase[editar | editar código-fonte]

Em caso de empate por pontos entre dois clubes, os critérios de desempate serão aplicados na seguinte ordem:[6]

  1. Número de vitórias;
  2. Saldo de gols;
  3. Gols pró (marcados);
  4. Confronto direto;
  5. Menor número de cartões vermelhos;
  6. Menor número de cartões amarelos;
  7. Sorteio.

Grupo A1[editar | editar código-fonte]

Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG Classificação
1 Pará Bragantino-PA 27 14 8 3 3 28 15 +13 Zona de classificação à próxima fase
2 Amazonas Fast Clube 26 14 7 5 2 26 13 +13
3 Acre Galvez 24 14 7 3 4 26 19 +7
4 Acre Rio Branco-AC 21 14 5 6 3 17 14 +3
5 Pará Independente-PA 17 14 5 2 7 20 30 –10
6 Rondônia Ji-Paraná 16 14 4 4 6 16 21 –5
7 Rondônia Vilhenense 11 14 2 5 7 15 22 –7
8 Acre Atlético Acreano 8 14 0 8 6 15 29 –14
  AAC BCP FAS GAL IND JPR RBA VLH
Atlético-AC 2–2 2–2 0–3 3–3 2–2 1–2 2–2
Bragantino-PA 4–0 3–1 2–0 2–0 0–0 2–1 3–1
Fast Clube 1–0 2–1 1–1 4–0 3–2 0–0 1–1
Galvez 2–0 0–3 1–5 7–1 3–1 0–0 2–1
Independente 4–1 3–2 1–0 0–2 1–2 3–2 2–1
Ji-Paraná 1–1 4–0 0–0 0–4 1–0 1–2 1–0
Rio Branco-AC 0–0 1–1 0–2 1–1 2–1 4–1 2–1
Vilhenense 1–1 0–3 1–4 4–0 1–1 1–0 0–0

Grupo A2[editar | editar código-fonte]

Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG Classificação
1 Piauí Altos 30 14 10 0 4 27 16 +11 Zona de classificação à próxima fase
2 Piauí River 29 14 9 2 3 22 12 +10
3 Maranhão Moto Club 25 14 7 4 3 22 15 +7
4 Maranhão Juventude-MA 23 14 7 2 5 21 13 +8
5 Roraima São Raimundo-RR 21 14 6 3 5 16 8 +8
6 Roraima Baré 13 14 3 4 7 15 27 –12
7 Amapá Santos-AP 11 14 3 2 9 12 26 –14
8 Mato Grosso Sinop 7 14 2 1 11 9 27 –18
  ALT BAR SEJ MOT RIV SAP SRR SIN
Altos 2–1 3–1 3–1 3–1 2–0 0–1 2–1
Baré 2–1 0–1 2–2 1–3 0–0 1–0 2–3
Juventude-MA 1–2 1–1 4–1 0–1 4–0 1–0 3–0
Moto Club 2–1 1–0 2–0 2–0 2–0 1–1 3–0
River-PI 1–2 2–2 1–0 2–1 3–1 1–0 2–0
Santos-AP 0–4 3–0 1–2 2–2 0–3 0–1 3–0
São Raimundo-RR 3–0 6–0 1–1 0–2 0–0 2–0 1–0
Sinop 1–2 2–3 0–2 0–0 0–2 1–2 1–0

Grupo A3[editar | editar código-fonte]

Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG Classificação
1 Rio Grande do Norte América de Natal 28 14 8 4 2 24 8 +16 Zona de classificação à próxima fase
2 Pernambuco Salgueiro 26 14 7 5 2 18 8 +10
3 Ceará Floresta 24 14 6 6 2 22 13 +9
4 Rio Grande do Norte Globo 18 14 4 6 4 16 17 –1
5 Paraíba Atlético Cajazeirense 16 14 5 1 8 17 21 –4
6 Paraíba Campinense 15 14 3 6 5 13 15 –2
7 Pernambuco Afogados 13 14 4 1 9 15 33 –18
8 Ceará Guarany de Sobral 11 14 2 5 7 10 20 –10
  AFO AMN ACA CMP FLO GLO GSO SAL
Afogados 0–4 3–2 2–1 1–0 3–2 2–2 0–3
América-RN 3–1 4–1 0–0 2–1 0–0 3–0 0–1
Atlético-PB 2–0 1–2 3–0 2–2 1–2 1–0 2–1
Campinense 2–0 0–0 2–1 1–1 4–1 1–1 0–0
Floresta 5–1 1–1 1–0 2–1 2–0 1–1 2–2
Globo 2–1 0–2 3–0 1–1 1–1 3–1 1–1
Guarany-CE 2–0 1–3 0–1 1–0 0–2 0–0 1–1
Salgueiro 3–1 1–0 1–0 2–0 0–1 0–0 2–0

Grupo A4[editar | editar código-fonte]

Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG Classificação
1 Rio Grande do Norte ABC 26 14 7 5 2 25 6 +19 Zona de classificação à próxima fase
2 Sergipe Itabaiana 23 14 6 5 3 29 19 +10
3 Bahia Vitória da Conquista 22 14 6 4 4 24 21 +3
4 Alagoas Coruripe 21 14 6 3 5 13 17 –4
5 Pernambuco Central 21 14 4 9 1 19 10 +9
6 Rio Grande do Norte Potiguar de Mossoró 19 14 4 7 3 27 24 +3
7 Sergipe Freipaulistano 11 14 2 5 7 12 15 –3
8 Alagoas Jacyobá 4 14 0 4 10 17 54 –37
  ABC CEN CRP FRP ITA JBA POT VCO
ABC 0–0 0–0 1–0 2–0 7–0 3–1 1–3
Central 0–0 4–0 1–0 2–2 3–0 2–2 1–1
Coruripe 1–0 0–2 1–0 2–0 3–1 1–0 1–0
Freipaulistano 0–1 0–0 1–1 1–2 3–0 1–1 0–1
Itabaiana 1–1 2–1 2–0 1–1 7–0 4–1 3–2
Jacyobá 0–6 2–2 0–0 2–5 2–2 3–7 2–3
Potiguar 0–0 0–0 5–3 0–0 2–2 3–2 1–1
Vitória da Conquista 0–3 1–1 2–0 3–0 2–1 3–3 2–4

Grupo A5[editar | editar código-fonte]

Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG Classificação
1 Goiás Aparecidense 28 14 8 4 2 31 14 +17 Zona de classificação à próxima fase
2 Goiás Goiânia 28 14 8 4 2 22 12 +10
3 Goiás Goianésia 22 14 6 4 4 20 16 +4
4 Espírito Santo (estado) Real Noroeste 19 14 5 4 5 20 18 +2
5 Mato Grosso do Sul Águia Negra 19 14 5 4 5 20 26 –6
6 Espírito Santo (estado) Vitória-ES 16 14 5 1 8 18 22 –4
7 Mato Grosso CEOV 12 14 3 3 8 13 24 –11
8 Mato Grosso União Rondonópolis 11 14 3 2 9 18 30 –12
  AGN APA CEOV GNS GNA RNO UNR VFC
Águia Negra 0–1 3–1 3–1 1–1 2–2 4–3 2–1
Aparecidense 4–0 1–2 1–1 1–1 2–1 4–0 4–2
CEOV 0–0 2–6 0–2 1–1 1–0 2–2 0–1
Goianésia 2–3 1–1 2–0 1–1 1–1 2–1 2–0
Goiânia 4–0 2–1 2–1 0–1 1–0 3–1 1–0
Real Noroeste 3–1 0–0 1–2 4–1 2–1 2–1 3–2
União Rondonópolis 0–0 2–4 1–0 0–3 1–2 2–0 4–1
Vitória-ES 3–1 0–1 2–1 1–0 1–2 1–1 3–0

Grupo A6[editar | editar código-fonte]

Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG Classificação
1 Distrito Federal (Brasil) Brasiliense 33 14 10 3 1 32 10 +22 Zona de classificação à próxima fase
2 Distrito Federal (Brasil) Gama 32 14 10 2 2 29 10 +19
3 Bahia Atlético de Alagoinhas 24 14 7 3 4 26 16 +10
4 Minas Gerais Tupynambás 23 14 6 5 3 19 16 +3
5 Bahia Bahia de Feira 18 14 5 3 6 20 16 +4
6 Minas Gerais Caldense 15 14 4 3 7 10 21 –11
7 Minas Gerais Villa Nova 12 14 3 3 8 11 23 –12
8 Tocantins Palmas 0 14 0 0 14 4 39 –35
  AAL BFE BRS CAL GAM PMS TPY VNO
Atlético-BA 3–1 0–3 1–0 0–1 3–0 1–1 5–0
Bahia de Feira 3–3 1–1 3–0 0–1 5–0 0–1 2–0
Brasiliense 1–1 1–1 3–1 3–0 5–0 2–1 1–0
Caldense 0–3 1–0 1–2 0–0 2–0 1–2 1–0
Gama 2–1 3–0 2–1 5–0 6–1 1–3 3–0
Palmas 1–2 0–1 0–3 1–2 0–3 0–2 0–1
Tupynambás 1–2 2–1 1–4 0–0 1–1 1–0 1–1
Villa Nova 2–1 0–2 1–2 1–1 0–1 3–1 2–2

Grupo A7[editar | editar código-fonte]

Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG Classificação
1 São Paulo Ferroviária 30 14 9 3 2 30 10 +20 Zona de classificação à próxima fase
2 São Paulo Mirassol 26 14 7 5 2 31 9 +22
3 Rio de Janeiro Cabofriense 25 14 7 4 3 26 16 +10
4 Paraná FC Cascavel 24 14 7 3 4 24 16 +8
5 Rio de Janeiro Portuguesa-RJ 23 14 6 5 3 21 11 +10
6 Rio de Janeiro Bangu 17 14 4 5 5 13 19 –6
7 Paraná Nacional-PR 5 14 1 2 11 9 45 –36
8 Paraná Toledo 4 14 1 1 12 12 40 –28
  BAN CAB FCC FER MIR NAC AAP TOL
Bangu 2–2 2–0 1–3 0–0 0–0 0–3 1–0
Cabofriense 2–1 0–1 1–0 3–1 7–0 0–0 1–0
FC Cascavel 3–0 3–3 1–2 0–0 2–0 2–0 3–1
Ferroviária 3–0 3–1 0–0 1–0 2–0 1–1 5–1
Mirassol 1–1 2–0 5–2 1–0 8–0 1–0 6–0
Nacional-PR 1–2 1–2 0–3 1–4 1–1 0–5 1–4
Portuguesa-RJ 0–2 2–2 2–1 0–0 1–1 3–1 3–0
Toledo 1–1 0–2 1–3 2–6 0–4 2–3 0–1

Grupo A8[editar | editar código-fonte]

Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG Classificação
1 São Paulo Novorizontino 31 14 9 4 1 17 7 +10 Zona de classificação à próxima fase
2 Rio Grande do Sul São Luiz 23 14 6 5 3 16 10 +6
3 Rio Grande do Sul Caxias 21 14 5 6 3 18 11 +7
4 Santa Catarina Marcílio Dias 21 14 5 6 3 14 8 +6
5 Rio Grande do Sul Pelotas 20 14 5 5 4 21 11 +10
6 Santa Catarina Joinville 20 14 5 5 4 17 11 +6
7 Santa Catarina Tubarão 7 14 1 4 9 8 23 –15
8 São Paulo São Caetano 6 14 1 3 10 5 35 –30
  CAX JOI MDI NOV PEL SCA SLU TUB
Caxias 1–0 2–2 0–1 0–0 6–0 1–2 2–1
Joinville 1–1 2–1 1–1 0–0 2–1 2–0 6–1
Marcílio Dias 1–0 0–0 0–0 1–0 3–0[wo] 1–1 3–0
Novorizontino 1–1 0–0 1–0 1–0 2–0 1–0 1–0
Pelotas 1–2 1–0 1–0 4–3 3–1 1–2 1–1
São Caetano 0–1 2–1 0–0 0–1 0–9 0–3 1–1
São Luiz 0–0 2–1 1–1 1–2 0–0 0–0 3–0
Tubarão 1–1 0–1 0–1 0–2 0–0 3–0 0–1
  • W.O. ^ Os atletas do São Caetano se recusaram a entrar em campo em função dos salários atrasados e o Marcílio Dias foi declarado vencedor da partida por 3–0.[29]

Desempenho por rodada[editar | editar código-fonte]

Clubes que lideraram cada grupo ao final de cada rodada:

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14
Grupo A1 FAS BCP FAS BCP FAS BCP
Grupo A2 SEJ RIV ALT
Grupo A3 GLO SAL AMN
Grupo A4 VCO ABC VCO ABC ITA ABC
Grupo A5 GNS APA
Grupo A6 VNO TPY GAM BRS GAM BRS
Grupo A7 FER BAN FER BAN FER CAB FER
Grupo A8 SLU CAX NOV

Clubes que ficaram na última posição de cada grupo ao final de cada rodada:

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14
Grupo A1 GAL IND AAC
Grupo A2 SAP SIN SAP BAR SAP SIN
Grupo A3 FLO ACA GSO ACA GSO
Grupo A4 CRP JBA
Grupo A5 VFC AGN VFC CEOV UNR
Grupo A6 PMS CAL PMS
Grupo A7 TOL
Grupo A8 MDI TUB SCA TUB SCA

Segunda fase[editar | editar código-fonte]

Os cruzamentos para a segunda fase foram predefinidos por regulamento.[6]

Em itálico, as equipes que possuem o mando de campo no primeiro jogo do confronto e em negrito as equipes classificadas.
Equipe 1   Total   Equipe 2   1º jogo   2º jogo
Juventude-MA Maranhão 2–2 (4–3 p) Pará Bragantino-PA 1–1 1–1
Galvez Acre 1–0 Piauí River 0–0 1–0
Rio Branco-AC Acre 1–5 Piauí Altos 0–2 1–3
Moto Club Maranhão 3–3 (5–6 p) Amazonas Fast Clube 2–2 1–1
Coruripe Alagoas 1–5 Rio Grande do Norte América de Natal 1–0 0–5
Floresta Ceará 4–3 Sergipe Itabaiana 2–1 2–2
Globo Rio Grande do Norte 3–2 Rio Grande do Norte ABC 2–1 1–1
Vitória da Conquista Bahia 4–7 Pernambuco Salgueiro 4–3 0–4
Tupynambás Minas Gerais 1–5 Goiás Aparecidense 1–1 0–4
Goianésia Goiás 4–3 Distrito Federal (Brasil) Gama 2–2 2–1
Real Noroeste Espírito Santo (estado) 1–4 Distrito Federal (Brasil) Brasiliense 1–1 0–3
Atlético de Alagoinhas Bahia 3–4 Goiás Goiânia 1–1 2–3
Marcílio Dias Santa Catarina 2–1 São Paulo Ferroviária 0–0 2–1
Cabofriense Rio de Janeiro 1–3 Rio Grande do Sul São Luiz 1–1 0–2
FC Cascavel Paraná 1–3 São Paulo Novorizontino 1–0 0–3
Caxias Rio Grande do Sul 1–1 (0–3 p) São Paulo Mirassol 1–0 0–1

Terceira fase[editar | editar código-fonte]

Os cruzamentos para a terceira fase foram predefinidos por regulamento.[6]

Em itálico, as equipes que possuem o mando de campo no primeiro jogo do confronto e em negrito as equipes classificadas.
Equipe 1   Total   Equipe 2   1º jogo   2º jogo
Juventude-MA Maranhão 2–4 Ceará Floresta 2–2 0–2
Galvez Acre 2–6 Rio Grande do Norte América de Natal 1–1 1–5
Salgueiro Pernambuco 2–2 (2–4 p) Piauí Altos 1–1 1–1
Globo Rio Grande do Norte 2–2 (5–6 p) Amazonas Fast Clube 2–1 0–1
São Luiz Rio Grande do Sul 2–5 Goiás Aparecidense 0–4 2–1
Marcílio Dias Santa Catarina 3–2 Goiás Goianésia 2–1 1–1
Mirassol São Paulo 5–2 Distrito Federal (Brasil) Brasiliense 4–0 1–2
Goiânia Goiás 1–5 São Paulo Novorizontino 1–1 0–4

Fase final[editar | editar código-fonte]

A partir da quarta fase (quartas de final) os cruzamentos entre as oito equipes classificadas foram determinados de acordo com a melhor campanha, somando-se todas as fases anteriores (exceto a fase preliminar); a equipe de melhor campanha enfrenta a equipe de pior campanha; a de segunda melhor campanha enfrenta a de segunda pior campanha, e assim sucessivamente. Para as semifinais os cruzamentos voltam a ser predefinidos com a pontuação na campanha servindo para definir os mandos de campo (equipes de melhor campanha sempre decidem o confronto em casa).[6]

Como Aparecidense e América de Natal terminaram empatados nos três primeiros critérios de desempate (número de pontos, número de vitórias e saldo de gols), um sorteio foi realizado para definir qual equipe fica na terceira e na quarta colocação da classificação entre os oito clube restantes.[30][31]

Tabela de classificação após a terceira fase
Pos. Equipes Pts J V E D GP GC SG
1 Piauí Altos 38 18 12 2 4 34 19 +15
2 São Paulo Novorizontino 38 18 11 5 2 25 9 +16
3 Rio Grande do Norte América de Natal 35 18 10 5 3 35 11 +24
4 Goiás Aparecidense 35 18 10 5 3 41 17 +24
5 São Paulo Mirassol 32 18 9 5 4 37 12 +25
6 Ceará Floresta 32 18 8 8 2 30 18 +12
7 Amazonas Fast Clube 31 18 8 7 3 31 18 +13
8 Santa Catarina Marcílio Dias 29 18 7 8 3 19 11 +8
Tabela de classificação após as quartas de final
Pos. Equipes Pts J V E D GP GC SG
1 São Paulo Novorizontino 44 20 13 5 2 29 9 +20
2 Piauí Altos 42 20 13 3 4 40 21 +19
3 São Paulo Mirassol 38 20 11 5 4 42 15 +27
4 Ceará Floresta 36 20 9 9 2 33 19 +14
Tabela de classificação após as semifinais
Pos. Equipes Pts J V E D GP GC SG
1 São Paulo Mirassol 44 22 13 5 4 47 15 +32
2 Ceará Floresta 40 22 10 10 2 36 20 +16
Cruzamentos até a final
Em itálico, as equipes que possuem o mando de campo no primeiro jogo do confronto e em negrito as equipes classificadas.
Quartas de final Semifinais Final
 2 a 10 de janeiro de 2021  16 a 24 de janeiro de 2021  30 de janeiro e 6 de fevereiro de 2021
                                     
 Ceará Floresta* 2 1 3  
 Rio Grande do Norte América de Natal 0 1 1  
   Ceará Floresta 1 2 3  
   São Paulo Novorizontino 1 0 1  
 Amazonas Fast Clube 0 0 0
 São Paulo Novorizontino* 1 3 4  
   Ceará Floresta 0 0 0
   São Paulo Mirassol 1 1 2
 São Paulo Mirassol* 2 3 5  
 Goiás Aparecidense 1 2 3  
   São Paulo Mirassol 4 1 5
   Piauí Altos 0 0 0
 Santa Catarina Marcílio Dias 1 1 2
 Piauí Altos* 1 5 6

*Classificados à Série C de 2021.

Final[editar | editar código-fonte]

Ida[32]
30 de janeiro de 2021 Floresta Ceará 0 – 1 São Paulo Mirassol Estádio Vovozão, Fortaleza
16:00 (UTC−3)
Relatório Netto Gol marcado aos 63 minutos de jogo 63' Público: Portões fechados
Árbitro: GoiásGO Jefferson Ferreira de Moraes
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Floresta
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Mirassol
Volta[32]
6 de fevereiro de 2021 Mirassol São Paulo 1 – 0 Ceará Floresta Estádio José Maria de Campos Maia, Mirassol
16:00 (UTC−3)
João Carlos Gol marcado aos 18 minutos de jogo 18' Relatório Público: Portões fechados
Árbitro: Rio Grande do SulRS Vinícius Gomes do Amaral
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Mirassol
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Floresta

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Artilharia[editar | editar código-fonte]

Gols[33] Jogador Equipe
12 Brasil Wallace Pernambucano América de Natal
Brasil Zé Love Brasiliense
11 Brasil Fabrício Daniel Mirassol
Brasil Tiago Marques Ferroviária
10 Brasil Alex Henrique Aparecidense
Brasil Fabinho Alves Tupynambás
Brasil Thiago Santos Itabaiana

Hat-tricks[editar | editar código-fonte]

Jogador Clube Adversário Placar Data Ref.
Brasil Coutinho Cabofriense FC Cascavel 3–3 (F) 20 de setembro [34]
Brasil Klenisson Altos Santos-AP 4–0 (F) 26 de setembro [35]
Brasil Danrlei Independente-PA Atlético Acreano 4–1 (C) 14 de outubro [36]
Brasil Albano Aparecidense União Rondonópolis 4–2 (F) 17 de outubro [37]
Brasil Fabrício Daniel Mirassol Nacional-PR 8–0 (C) 17 de outubro [38]
Brasil Adriano Portuguesa-RJ Nacional-PR 5–0 (F) 7 de novembro [39]
Brasil Bruninho Bahia de Feira Palmas 5–0 (C) 7 de novembro [40]
Brasil Tiago Marques Ferroviária Toledo 5–1 (C) 7 de novembro [41]
Brasil Thiago Santos Itabaiana Jacyobá 7–0 (C) 8 de novembro [42]
Brasil Pedrinho Menezes Cabofriense Nacional-PR 7–0 (C) 13 de novembro [43]
Brasil Coutinho Cabofriense Nacional-PR 7–0 (C) 13 de novembro [43]
Brasil Luciano Marba Santos-AP Sinop 3–0 (C) 17 de novembro [44]
Brasil Marcel Sacramento Real Noroeste Águia Negra 3–1 (C) 21 de novembro [45]
Brasil David Toledo Nacional-PR 4–1 (F) 21 de novembro [46]
Brasil Fabrício Daniel Mirassol Brasiliense 4–0 (C) 20 de dezembro [47]
Brasil Albano Aparecidense São Luiz 4–0 (F) 20 de dezembro [48]

Poker-tricks[editar | editar código-fonte]

Jogador Clube Adversário Placar Data Ref.
Brasil Alison Mira Joinville Tubarão 6–1 (C) 15 de outubro [49]
Brasil Wallyson ABC Jacyobá 6–0 (F) 21 de novembro [50]

Premiação[editar | editar código-fonte]

Campeonato Brasileiro 2020
Série D
São Paulo
Mirassol Futebol Clube
Campeão
(1º título)

Mudanças de técnicos[editar | editar código-fonte]

Clube Antecessor Motivo Data Última partida Rod Pos Sucessor Ref.
Acre Atlético Acreano Brasil Adriano Louzada (interino) Remanejado 17 de setembro Ji-Paraná 1–1 Atlético Acreano (Gr. A1) Brasil Everton Goiano[nota 7] [51]
Bahia Bahia de Feira Brasil Barbosinha Demitido 21 de setembro Tupynambás 2–1 Bahia de Feira (Gr. A6) Brasil Arnaldo Lira [52][53]
Santa Catarina Marcílio Dias Brasil Moisés Egert Resignado 28 de setembro Marcílio Dias 0–0 Joinville (Gr. A8) Brasil Waguinho Dias [54][55]
Maranhão Moto Club Brasil Dejair Ferreira Demitido 30 de setembro Altos 3–1 Moto Club (Gr. A2) Brasil Léo Goiano[nota 8] [57][58]
São Paulo Ferroviária Brasil Dado Cavalcanti Demitido 1 de outubro Ferroviária 0–0 FC Cascavel (Gr. A7) Brasil Paulo Roberto Santos[nota 9] [62][63]
Mato Grosso Sinop Brasil Alexandre Carioca Demitido 1 de outubro Sinop 1–2 Santos-AP (Gr. A2) Brasil Adriano Rodrigues[nota 10] [67][68]
Espírito Santo (estado) Vitória-ES Brasil Rodrigo Fonseca Demitido 2 de outubro União Rondonópolis 4–1 Vitória-ES (Gr. A5) Brasil Charles de Almeida[nota 11] [70][71]
Paraná Toledo Brasil Davi Lima Demitido 2 de outubro Mirassol 6–0 Toledo (Gr. A7) Brasil Zé Maria [72]
Rio de Janeiro Portuguesa-RJ Brasil Rogério Corrêa Resignado 4 de outubro Portuguesa-RJ 3–1 Nacional-PR (Gr. A7) Brasil Felipe Surian [73][74]
Mato Grosso do Sul Águia Negra Brasil Gelson Conte Resignado 5 de outubro Águia Negra 1–1 Goiânia (Gr. A5) Brasil Rodrigo Cascca [75]
Paraná Nacional-PR Brasil Rafael Andrade Resignado 5 de outubro Portuguesa-RJ 3–1 Nacional-PR (Gr. A7) Brasil Ney de Paula [76]
Roraima Baré Brasil Aderbal Lana Resignado 7 de outubro Baré 2–3 Sinop (Gr. A2) Brasil Walker Belgo[nota 12] [78][79]
Goiás Goiânia Brasil Finazzi Demitido 10 de outubro Goiânia 0–1 Goianésia (Gr. A5) Brasil Edson Júnior [80]
Pará Independente-PA Brasil Charles Guerreiro Resignado 12 de outubro Bragantino-PA 2–0 Independente-PA (Gr. A1) Brasil Carlão[nota 13] [82][83]
Acre Atlético Acreano Brasil Everton Goiano Resignado 12 de outubro Atlético Acreano 0–3 Galvez (Gr. A1) Brasil Márcio Parreiras[nota 14] [88][89]
São Paulo São Caetano Brasil Alexandre Gallo Resignado 12 de outubro São Caetano 0–1 São Bento[nota 15] (Gr. A8) Brasil Fabinho Félix (interino)[nota 16] [91][92]
Ceará Guarany de Sobral Brasil Wallace Lemos Demitido 12 de outubro Guarany de Sobral 0–2 Floresta (Gr. A3) Brasil Maurílio Silva[nota 17] [94][95]
Pernambuco Afogados Brasil Adelmo Soares Demitido 14 de outubro Afogados 3–2 Atlético-PB (Gr. A3) Brasil Higor César [96]
Bahia Vitória da Conquista Bolívia Joaquín Monastério Demitido 15 de outubro Vitória da Conquista 2–1 Itabaiana (Gr. A4) Brasil Elias Borges[nota 18] [98][99]
Acre Rio Branco-AC Brasil Celso Teixeira Demitido 15 de outubro Rio Branco-AC 4–1 Ji-Paraná (Gr. A1) Brasil Walter Amaral[nota 19] [104][105]
Paraíba Campinense Brasil Givanildo Sales Demitido 18 de outubro Globo 1–1 Campinense (Gr. A3) Brasil Hélio Cabral[nota 20] [107][108]
Paraíba Atlético-PB Brasil Ederson Araújo Demitido 19 de outubro Atlético-PB 1–2 América-RN (Gr. A3) Brasil Celso Teixeira[nota 21] [110][111]
Bahia Atlético-BA Brasil Agnaldo Liz Resignado 19 de outubro Atlético-BA 1–1 Tupynambás (Gr. A6) Brasil Zé Carijé (interino) [112][113]
Sergipe Freipaulistano Brasil Paulo Foiani Resignado 19 de outubro ABC 1–0 Freipaulistano (Gr. A4) Brasil Givanildo Sales [114]
Maranhão Juventude-MA Brasil Carlos Ferro Demitido 23 de outubro Baré 0–1 Juventude-MA (Gr. A2) Brasil Leandro Campos[nota 22] [117][118]
Mato Grosso CEOV Brasil Edson Ferreira Demitido 27 de outubro CEOV 0–0 Águia Negra (Gr. A5) Brasil Luiz Gabardo [119]
Espírito Santo (estado) Vitória-ES Brasil Charles de Almeida Demitido 1 de novembro Vitória-ES 1–1 Real Noroeste 10ª (Gr. A5) Brasil Gilberto Pereira [120][121]
Mato Grosso União-MT Brasil Edílson Júnior Remanejado 3 de novembro CEOV 2–2 União Rondonópolis 10ª (Gr. A5) Brasil Everton Goiano [122]
Amapá Santos-AP Brasil Edson Porto Resignado 10 de novembro Baré 0–0 Santos-AP 10ª (Gr. A2) Brasil Minga [123]
Rio de Janeiro Bangu Brasil Eduardo Allax Demitido 15 de novembro Bangu 0–3 Portuguesa-RJ 12ª (Gr. A7) Brasil Júnior Martins [124][125]
Paraíba Campinense Brasil Hélio Cabral Demitido 16 de novembro Campinense 1–1 Guarany de Sobral 12ª (Gr. A3) Brasil Luciano Silva [126][127]
Roraima Baré Brasil Walker Belgo Demitido 16 de novembro São Raimundo-RR 6–0 Baré 12ª (Gr. A2) Brasil Betinho [128]
Acre Atlético Acreano Brasil Márcio Parreiras Resignado 16 de novembro Atlético Acreano 1–2 Rio Branco-AC 12ª (Gr. A1) Brasil Dorielson Mendes [129]
Rio Grande do Sul São Luiz Brasil Picoli Demitido 16 de novembro São Luiz 2–1 Joinville 12ª (Gr. A8) Brasil Paulo Henrique Marques[nota 23] [131][132]
Acre Galvez Brasil Zé Marco Resignado 17 de novembro Vilhenense 4–0 Galvez 12ª (Gr. A1) Brasil Paulo Roberto de Oliveira [133]
Paraíba Atlético-PB Brasil Celso Teixeira Contratado pelo Ypiranga-RS 23 de novembro Atlético-PB 2–1 Salgueiro 13ª (Gr. A3) Brasil Oliveira Canindé [134]
Pernambuco Central Brasil Sílvio Criciúma Demitido 23 de novembro Itabaiana 2–1 Central 13ª (Gr. A4) Brasil Catende [135]
Distrito Federal (Brasil) Brasiliense Brasil Edson de Souza Demitido 7 de dezembro Real Noroeste 1–1 Brasiliense 2ª fase Brasil Vílson Taddei [136]
Distrito Federal (Brasil) Gama Brasil Vílson Taddei Contratado pelo Brasiliense 7 de dezembro Goianésia 2–2 Gama 2ª fase Brasil Vitor Santana [136]
Maranhão Moto Club Brasil Léo Goiano Demitido 8 de dezembro Moto Club 2–2 Fast Clube 2ª fase Brasil Marcinho Guerreiro [137][138]

Classificação geral[editar | editar código-fonte]

A classificação geral dá prioridade ao clube que avançou mais fases, e ao campeão, mesmo que tenha menor pontuação.[139]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas e referências

Notas

  1. Em julho de 2020, o CRAC desistiu de disputar a Série D devido à pandemia de COVID-19 em Catalão e sua vaga foi repassada à Aparecidense, melhor colocada do Estadual de 2019 sem divisão nacional.[9][10]
  2. Em novembro de 2019, o Baré anunciou a desistência do futebol profissional em 2020. Com isso, sua vaga na Série D foi repassada ao Atlético Roraima.[11] Porém, em janeiro de 2020, o Baré recuou da desistência e solicitou a vaga que lhe era de direito. A CBF, apesar de ter recebido a indicação da Federação Roraimense de Futebol do Atlético Roraima substituir o Baré na disputa por desistir verbalmente das competições oficiais do ano, optou por seguir o regulamento e manter o primeiro na competição nacional, tendo em vista que o Baré não formalizou e oficializou a desistência da vaga junto à entidade. O Baré foi oficializado como segundo representante de Roraima assim que a tabela da competição fora divulgada.[12][13]
  3. O Estádio Elisão passa por reformas. O Jacyobá mandará suas partidas no Estádio Fumeirão, em Arapiraca.[14]
  4. Em dezembro de 2019, o Red Bull Brasil anunciou a desistência da disputa da Série D 2020 após ter feito a parceria com o Bragantino. Com isso, sua vaga foi repassada ao Mirassol, melhor colocado de São Paulo sem divisão nacional.[15]
  5. O Luverdense, rebaixado da Série C em 2019, desistiu de disputar a Série D devido à pandemia de COVID-19 e a vaga foi repassada ao Sinop, melhor colocado do Estadual de 2019 sem divisão nacional.[17][18]
  6. O Patrocinense, 2º melhor colocado do Estadual de 2019, desistiu de disputar a Série D alegando problemas financeiros e a vaga foi repassada ao Villa Nova, melhor colocado do Estadual de 2019 sem divisão nacional.[19][20]
  7. Adriano Louzada comandou o Atlético-AC interinamente na 1ª rodada, mesmo após o clube ter anunciado a contratação de Everton Goiano.[51]
  8. Tião Escarpino comandou o Moto Club interinamente na 4ª rodada.[56]
  9. Leonardo Mendes comandou a Ferroviária interinamente da 4ª à 6ª rodada.[59][60][61]
  10. Gabriel Ferri comandou o Sinop interinamente na 4ª rodada e no jogo adiado da 2ª rodada. Já Adriano Rodrigues comandou o Sinop interinamente na 5ª rodada e foi efetivado a partir da 6ª rodada.[64][65][66]
  11. Rodrigo César comandou o Vitória-ES interinamente na 4ª rodada.[69]
  12. Oziel Neto comandou o Baré interinamente na 5ª rodada.[77]
  13. Carlão comandou o Independente-PA interinamente na 6ª rodada e foi efetivado a partir da 7ª rodada.[81]
  14. Adriano Louzada comandou o Atlético-AC interinamente na 6ª rodada e Dorielson Mendes comandou o time interinamente da 7ª à 9ª rodada.[84][85][86][87]
  15. Partida válida pelo Campeonato Paulista da Série A2.
  16. Dininho comandou o São Caetano interinamente na 6ª rodada.[90]
  17. Valmir Filho comandou o Guarany de Sobral interinamente na 6ª rodada.[93]
  18. Guilhermino Lima comandou o Vitória da Conquista interinamente na 7ª rodada.[97]
  19. Walter Amaral comandou o Rio Branco-AC interinamente da 7ª à 10ª rodada e foi efetivado a partir da 11ª rodada.[100][101][102][103]
  20. Hélio Cabral comandou o Campinense interinamente na 8ª rodada e foi efetivado a partir da 9ª rodada.[106]
  21. Gabriel Teixeira comandou o Atlético Cajazeirense interinamente na 8ª rodada.[109]
  22. Cardoso comandou o Juventude-MA interinamente na 9ª e na 10ª rodada.[115][116]
  23. Anderson de Lazari comandou o São Luiz interinamente na 13ª rodada.[130]

Referências

  1. «CBF publica calendário de 2020 com Datas FIFA livres». CBF. 3 de outubro de 2019. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  2. «CBF publica calendário revisado da temporada 2020». CBF. 9 de julho de 2020. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  3. «Com portões fechados, futebol brasileiro deixa de arrecadar R$ 600 milhões». MKT Esportivo. 7 de novembro de 2020. Consultado em 7 de fevereiro de 2021 
  4. «É campeão! Mirassol vence o Floresta e conquista o título da Série D». GloboEsporte.com. 6 de fevereiro de 2021. Consultado em 7 de fevereiro de 2020 
  5. «Novorizontino-SP, Mirassol-SP, Altos-PI e Floresta-CE garantem acesso para a Série C de 2021». GloboEsporte.com. 10 de janeiro de 2021. Consultado em 7 de fevereiro de 2021 
  6. a b c d e f «Regulamento específico da competição – Campeonato Brasileiro Série D de 2020» (PDF). CBF. 3 de março de 2020. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  7. «CBF muda Série D em 2020, amplia campeonato até novembro e altera formato da fase de grupos». GloboEsporte.com. 3 de outubro de 2019. Consultado em 8 de outubro de 2019 
  8. «CNEF Cadastro Nacional de Estádios de Futebol» (PDF). CBF. 18 de janeiro de 2016. Consultado em 17 de abril de 2016 
  9. «Time anuncia desistência da Série D por causa da pandemia: 'Esperamos compreensão'». Futebol Interior. 22 de julho de 2020. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  10. «Substituto do Crac-GO na Série D é definido, afirma dirigente». Futebol Interior. 30 de julho de 2020. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  11. «Baré não jogará em 2020 e Atlético Roraima deve herdar vaga da Série D e o Mundão da Copa Verde». GloboEsporte.com. 20 de novembro de 2019. Consultado em 24 de novembro de 2019 
  12. «CBF define o Baré como segundo representante do estado na Série D; Atlético Roraima irá recorrer». GloboEsporte.com. 3 de março de 2020. Consultado em 4 de março de 2020 
  13. «Série D 2020: CBF divulga tabela e grupos do Brasileiro; 68 times disputam o acesso. Confira divisão». GloboEsporte.com. 4 de março de 2020. Consultado em 4 de março de 2020 
  14. «CBF detalha tabela da Série D com jogos do Jacyobá em Arapiraca». Já é Notícia. 3 de setembro de 2020. Consultado em 3 de outubro de 2020 
  15. «Mirassol herda vaga do Red Bul Brasil na Série D em 2020». Torcedores.com. 11 de dezembro de 2019. Consultado em 13 de dezembro de 2019 
  16. «Em tarde raiz e de família, Bonsucesso é campeão da Copa Rio em cima da Portuguesa». GloboEsporte.com. 28 de agosto de 2019. Consultado em 2 de agosto de 2020 
  17. «Luverdense desiste de disputar a Série D do Brasileiro». GloboEsporte.com. 15 de agosto de 2020. Consultado em 17 de agosto de 2020 
  18. «Sinop herda vaga deixada pelo Luverdense e confirma participação na Série D». GloboEsporte.com. 18 de agosto de 2020. Consultado em 19 de agosto de 2020 
  19. «Patrocinense desiste de disputar Série D; Villa herda vaga e avalia participação». O Tempo. 12 de março de 2020. Consultado em 21 de março de 2020 
  20. «De forma inusitada, clube confirma participação na Série D». Futebol Interior. 18 de março de 2020. Consultado em 21 de março de 2020 
  21. «Série D: jogo entre Brasiliense e Tocantinópolis tem local alterado». CBF. 3 de setembro de 2020. Consultado em 3 de outubro de 2020 
  22. «Série D: três partidas têm alterações em locais e horários». CBF. 22 de setembro de 2020. Consultado em 3 de outubro de 2020 
  23. «Após ter jogo em casa transferido para o Castelão, Juventude chega no dia do jogo contra o Baré-RR». GloboEsporte.com. 16 de outubro de 2020. Consultado em 16 de outubro de 2020 
  24. «CBF publica a Tabela detalhada da Segunda Fase do Campeonato Brasileiro Série D». Federação Cearense de Futebol. 30 de novembro de 2020. Consultado em 30 de novembro de 2020 
  25. «Após incêndio no Castelão, final da Série D do Brasileiro ocorre no CT do Ceará». GloboEsporte.com. 30 de janeiro de 2021. Consultado em 30 de janeiro de 2021 
  26. «TV Brasil transmite Série D do Campeonato Brasileiro». Agência Brasil. 29 de setembro de 2020. Consultado em 30 de setembro de 2020 
  27. «TV Brasil fecha com a CBF para exibir 42 jogos da Série D do Campeonato Brasileiro». Notícias da TV. 29 de setembro de 2020. Consultado em 1 de outubro de 2020 
  28. «MyCujoo renova e transmitirá todos os jogos da Série D». MKT Esportivo. 11 de setembro de 2020. Consultado em 4 de outubro de 2020 
  29. «Jogadores do São Caetano não entram em campo, e Marcílio Dias vence por W.O. na Série D do Brasileiro». GloboEsporte.com. 14 de novembro de 2020. Consultado em 14 de novembro de 2020 
  30. «Sorteio vai definir dois confrontos das quartas de final da Série D; entenda». GloboEsporte.com. 27 de dezembro de 2020. Consultado em 27 de dezembro de 2020 
  31. «Mirassol irá enfrentar a Aparecidense nas quartas de final da Série D». GloboEsporte.com. 28 de dezembro de 2020. Consultado em 28 de dezembro de 2020 
  32. a b «Tabela detalhada da final da Série D do Campeonato Brasileiro». CBF. 25 de janeiro de 2021. Consultado em 26 de janeiro de 2021 
  33. «CAMPEONATO BRASILEIRO DE FUTEBOL - SÉRIE D - 2020 - ESTATÍSTICAS - Artilharia». CBF. Consultado em 24 de janeiro de 2021 
  34. «Futebol Clube Cascavel empata com a Cabofriense na estreia da Série D». O Paraná. 20 de setembro de 2020. Consultado em 20 de setembro de 2020 
  35. «Em casa, Santos-AP é goleado pelo Altos-PI e se complica na Série D». GloboEsporte.com. 26 de setembro de 2020. Consultado em 26 de setembro de 2020 
  36. «Independente-PA vira, goleia Atlético-AC e conquista primeira vitória na Série D». GloboEsporte.com. 14 de outubro de 2020. Consultado em 14 de outubro de 2020 
  37. «União-MT 2 x 4 Aparecidense-GO - Camaleão vira e assume a liderança do Grupo 5». Futebol Interior. 17 de outubro de 2020. Consultado em 18 de outubro de 2020 
  38. «Mirassol atropela o Nacional-PR e assume a vice-liderança do Grupo 7 da Série D». GloboEsporte.com. 17 de outubro de 2020. Consultado em 17 de outubro de 2020 
  39. «Com hatk-trick, Portuguesa-RJ goleia o Nacional-PR e encosta na zona de classificação da Série D». GloboEsporte.com. 7 de novembro de 2020. Consultado em 7 de novembro de 2020 
  40. «Bahia de Feira goleia o Palmas e encerra jejum de vitórias no grupo 6». GloboEsporte.com. 7 de novembro de 2020. Consultado em 7 de novembro de 2020 
  41. «Ferroviária goleia lanterna Toledo e se mantém na ponta do Grupo A7 da Série D do Brasileiro». GloboEsporte.com. 7 de novembro de 2020. Consultado em 7 de novembro de 2020 
  42. «Itabaiana goleia o Jaciobá e assume a liderança do Grupo 4 da Série D». GloboEsporte.com. 8 de novembro de 2020. Consultado em 8 de novembro de 2020 
  43. a b «Súmula: Cabofriense 7x0 Nacional-PR» (PDF). CBF. 13 de novembro de 2020. Consultado em 13 de novembro de 2020 
  44. «Com artilheiro inspirado, Santos-AP vence Sinop-MT e ainda respira na Série D». GloboEsporte.com. 17 de novembro de 2020. Consultado em 17 de novembro de 2020 
  45. «Real Noroeste vence o Águia Negra e encaminha classificação na Série D». A Gazeta. 21 de novembro de 2020. Consultado em 21 de novembro de 2020 
  46. «Toledo vence a primeira na Série D com goleada sobre o Nacional de Rolândia». GloboEsporte.com. 21 de novembro de 2020. Consultado em 21 de novembro de 2020 
  47. «Mirassol-SP 4 x 0 Brasiliense-DF - Hat-trick do artilheiro e pé nas quartas da Série D». Futebol Interior. 20 de dezembro de 2020. Consultado em 20 de dezembro de 2020 
  48. «Com show de Albano, Aparecidense goleia São Luiz no Rio Grande do Sul e encaminha classificação». Esporte Goiano. 20 de dezembro de 2020. Consultado em 20 de dezembro de 2020 
  49. «JEC vence o Tubarão por 6 a 1 na Arena Joinville». NSC Total. 15 de outubro de 2020. Consultado em 15 de outubro de 2020 
  50. «Fim de jogo no Estádio Coaracy Fonseca: Jaciobá/AL 0 x 6 ABC». Twitter. 21 de novembro de 2020. Consultado em 21 de novembro de 2020 
  51. a b «Everton Goiano é o novo técnico do Atlético-AC, que deve ter reforços para a Série D». GloboEsporte.com. 17 de setembro de 2020. Consultado em 12 de outubro de 2020 
  52. «Quintino Barbosa é demitido do Bahia de Feira após derrota na estreia da Série D». GloboEsporte.com. 21 de setembro de 2020. Consultado em 21 de setembro de 2020 
  53. «Bahia de Feira contrata Arnaldo Lira para sequência da Série D». GloboEsporte.com. 21 de setembro de 2020. Consultado em 21 de setembro de 2020 
  54. «Série D: Moisés Egert deixa o comando do Marcílio Dias». Futebol Interior. 28 de setembro de 2020. Consultado em 28 de setembro de 2020 
  55. «Marcílio anuncia Waguinho Dias para sequência da Série D 2020». GloboEsporte.com. 29 de setembro de 2020. Consultado em 29 de setembro de 2020 
  56. «Papão x Galo». GloboEsporte.com. 3 de outubro de 2020. Consultado em 4 de outubro de 2020 
  57. «Após derrota para o Altos, Moto Club demite o técnico Dejair Ferreira». Imirante. 1 de outubro de 2020. Consultado em 1 de outubro de 2020 
  58. «Moto confirma contratação de Léo Goiano para sequência da Série D». GloboEsporte.com. 2 de outubro de 2020. Consultado em 2 de outubro de 2020 
  59. «Leonardo Mendes será o décimo araraquarense a comandar a Ferroviária». RCIA Araraquara. 2 de outubro de 2020. Consultado em 3 de outubro de 2020 
  60. «Com semana cheia, Leo Mendes foca em corrigir setor defensivo». ACidade ON. 8 de outubro de 2020. Consultado em 11 de outubro de 2020 
  61. «Sob olhar de novo técnico, Ferroviária vence pela Série D». Portal Morada. 14 de outubro de 2020. Consultado em 15 de outubro de 2020 
  62. «Invicto na Série D, técnico não resiste a novo empate e é demitido de clube paulista». Futebol Interior. 1 de outubro de 2020. Consultado em 1 de outubro de 2020 
  63. «Série D: Ferroviária oficializa Paulo Roberto como novo técnico». Futebol Interior. 15 de outubro de 2020. Consultado em 15 de outubro de 2020 
  64. «Baré x Sinop-MT: veja como acompanhar, arbitragem e desfalques do jogo da 4ª rodada». GloboEsporte.com. 3 de outubro de 2020. Consultado em 3 de outubro de 2020 
  65. «Sem desfalques Sinop busca esta tarde 2ª vitória no Brasileiro da Série D». Só Notícias. 8 de outubro de 2020. Consultado em 8 de outubro de 2020 
  66. «Com gol no último minuto, Sinop vence São Raimundo/RR e chega aos seis pontos na Série D». Portal MT. 11 de outubro de 2020. Consultado em 11 de outubro de 2020 
  67. «Após 2ª derrota na Série D, Sinop anuncia saída do técnico Alexandre Carioca». Só Notícias. 1 de outubro de 2020. Consultado em 1 de outubro de 2020 
  68. «Sinop Futebol Clube efetiva novo técnico para Série D do Brasileiro». Só Notícias. 14 de outubro de 2020. Consultado em 14 de outubro de 2020 
  69. «Vitória-ES vira para cima do Operário VG e conquista o primeiro triunfo na Série D». GloboEsporte.com. 3 de outubro de 2020. Consultado em 11 de outubro de 2020 
  70. «Rodrigo Fonseca não resiste a mau começo na Série D do Brasileiro e é demitido do Vitória-ES». GloboEsporte.com. 2 de outubro de 2020. Consultado em 2 de outubro de 2020 
  71. «Charles de Almeida é o novo técnico do Vitória-ES para a sequência da Série D do Brasileiro». GloboEsporte.com. 2 de outubro de 2020. Consultado em 2 de outubro de 2020 
  72. «Após goleada para o Mirassol, time da Série D dispensa técnico e nove jogadores». Futebol Interior. 2 de outubro de 2020. Consultado em 3 de outubro de 2020 
  73. «Série D: Após vitória, técnico surpreende e deixa a Portuguesa-RJ». Futebol Interior. 4 de outubro de 2020. Consultado em 4 de outubro de 2020 
  74. «Portuguesa-RJ anuncia técnico campeão da Série D com o Volta Redonda». Futebol Interior. 5 de outubro de 2020. Consultado em 5 de outubro de 2020 
  75. «Águia troca de treinador em meio a Série D». TVSobrinho. 5 de outubro de 2020. Consultado em 5 de outubro de 2020 
  76. «Coluna Conexão Esporte: o lado escuro». O Paraná. 7 de outubro de 2020. Consultado em 8 de outubro de 2020 
  77. «Presidente do Baré comandará o time de forma interina contra o Santos-AP, neste sábado». GloboEsporte.com. 10 de outubro de 2020. Consultado em 10 de outubro de 2020 
  78. «Aderbal Lana deixa o cargo e não é mais técnico do Baré». GloboEsporte.com. 7 de outubro de 2020. Consultado em 7 de outubro de 2020 
  79. «Série D: Walker Belgo é o novo técnico do Baré-RR». GloboEsporte.com. 13 de outubro de 2020. Consultado em 13 de outubro de 2020 
  80. «Finazzi deixa o Goiânia, que age rápido e anucia técnico para Série D». Futebol Interior. 10 de outubro de 2020. Consultado em 10 de outubro de 2020 
  81. «Independente goleia e festeja primeiro triunfo na Série D». O Liberal. 14 de outubro de 2020. Consultado em 15 de outubro de 2020 
  82. «Após quinta derrota seguida na Série D, Charles Guerreiro entrega o cargo no Independente-PA». GloboEsporte.com. 12 de outubro de 2020. Consultado em 12 de outubro de 2020 
  83. «Após primeira vitória na Série D, Independente-PA efetiva Carlão no comando da equipe». GloboEsporte.com. 16 de outubro de 2020. Consultado em 16 de outubro de 2020 
  84. «Atlético-AC fica sem auxiliar técnico e corre atrás de nome para comandar time na Série D». GloboEsporte.com. 16 de outubro de 2020. Consultado em 16 de outubro de 2020 
  85. «Atlético-AC x Fast: escalações, desfalques e arbitragem». GloboEsporte.com. 17 de outubro de 2020. Consultado em 17 de outubro de 2020 
  86. «Atlético faz um jogo decisivo contra o Fast». A Tribuna. 21 de outubro de 2020. Consultado em 21 de outubro de 2020 
  87. «Atlético-AC x Independente-PA: escalações, desfalques e arbitragem». GloboEsporte.com. 25 de outubro de 2020. Consultado em 25 de outubro de 2020 
  88. «Diante de situação financeira difícil do Atlético-AC, técnico pede desligamento; auxiliar assume». GloboEsporte.com. 12 de outubro de 2020. Consultado em 12 de outubro de 2020 
  89. «Atlético-AC anuncia contratação de técnico Márcio Parreiras, ex-Barcelona-RO». GloboEsporte.com. 26 de outubro de 2020. Consultado em 31 de outubro de 2020 
  90. «Pelotas-RS x São Caetano-SP - Após título estadual, hora do Azulão mudar a chave». Futebol Interior. 15 de outubro de 2020. Consultado em 15 de outubro de 2020 
  91. «Após título da Série A2 do Paulista, Alexandre Gallo anuncia saída do São Caetano». GloboEsporte.com. 12 de outubro de 2020. Consultado em 12 de outubro de 2020 
  92. «Por recuperação na Série D, Azulão mira vitória em casa contra Tubarão». ABC do ABC. 7 de novembro de 2020. Consultado em 7 de novembro de 2020 
  93. «América-RN vence Guarany de Sobral e segue na liderança do grupo A3». Tribuna do Norte. 14 de outubro de 2020. Consultado em 15 de outubro de 2020 
  94. «Série D: Experiente treinador entra em acordo com diretoria e deixa Guarany de Sobral». Futebol Interior. 12 de outubro de 2020. Consultado em 13 de outubro de 2020 
  95. «Guarany de Sobral anuncia Maurílio Silva como técnico para sequência da Série D». GloboEsporte.com. 13 de outubro de 2020. Consultado em 13 de outubro de 2020 
  96. «Mesmo com vitória, Adelmo Soares é demitido do Afogados após confusão no vestiário». GloboEsporte.com. 14 de outubro de 2020. Consultado em 15 de outubro de 2020 
  97. «Vitória da Conquista e Jaciobá se enfrentam neste sábado pela Série D». Diário Esportivo. 17 de outubro de 2020. Consultado em 17 de outubro de 2020 
  98. «Vitória da Conquista anuncia saída do técnico Joaquín Monastério». Futebol Bahiano. 15 de outubro de 2020. Consultado em 15 de outubro de 2020 
  99. «Vitória da Conquista anuncia o retorno do técnico Elias Borges para sequência da Série D». Bahia Notícias. 19 de outubro de 2020. Consultado em 19 de outubro de 2020 
  100. «Bragantino-PA x Rio Branco-AC: escalações, desfalques e arbitragem do jogo deste domingo». GloboEsporte.com. 18 de outubro de 2020. Consultado em 18 de outubro de 2020 
  101. «Rio Branco-AC apresenta preparador físico e mantém cautela na busca por novo técnico». GloboEsporte.com. 22 de outubro de 2020. Consultado em 22 de outubro de 2020 
  102. «Ji-Paraná e Rio Branco cheios de desfalques se enfrentam no Biancão neste domingo». LS Esporte. 25 de outubro de 2020. Consultado em 25 de outubro de 2020 
  103. «Vilhenense x Rio Branco-AC: veja escalações, desfalques e arbitragem». GloboEsporte.com. 31 de outubro de 2020. Consultado em 31 de outubro de 2020 
  104. «Invicto na Série D, Rio Branco-AC anuncia demissão de treinador; decisão incomoda elenco». GloboEsporte.com. 15 de outubro de 2020. Consultado em 15 de outubro de 2020 
  105. «Presidente decide efetivar Walter Amaral como técnico do Rio Branco-AC: "Gostei do trabalho"». GloboEsporte.com. 4 de novembro de 2020. Consultado em 5 de novembro de 2020 
  106. «Campinense ainda busca novo técnico e confirma Hélio Cabral à frente do time contra o Globo FC». GloboEsporte.com. 20 de outubro de 2020. Consultado em 21 de outubro de 2020 
  107. «Após novo empate pela Série D, Campinense demite o técnico Givanildo Sales». GloboEsporte.com. 18 de outubro de 2020. Consultado em 18 de outubro de 2020 
  108. «Campinense anuncia efetivação de Hélio Cabral no comando do time para a sequência da Série D». GloboEsporte.com. 22 de outubro de 2020. Consultado em 22 de outubro de 2020 
  109. «Atlético-PB volta a perder para o Mecão e segue na lanterna». Paraíba Online. 21 de outubro de 2020. Consultado em 21 de outubro de 2020 
  110. «Atlético-PB demite Ederson Araújo após cinco derrotas e com o time na lanterna do Grupo 3 da Série D». GloboEsporte.com. 19 de outubro de 2020. Consultado em 19 de outubro de 2020 
  111. «Atlético-PB age rápido e anuncia Celso Teixeira para comandar o time na sequência da Série D». GloboEsporte.com. 19 de outubro de 2020. Consultado em 19 de outubro de 2020 
  112. «Por causa de salários atrasados, Agnaldo Liz deixa o comando do Atlético de Alagoinhas». GloboEsporte.com. 19 de outubro de 2020. Consultado em 19 de outubro de 2020 
  113. «Atraso de salários: "A gente não aguenta mais", desabafa zagueiro do Atlético-BA». GloboEsporte.com. 22 de outubro de 2020. Consultado em 7 de novembro de 2020 
  114. «Após novo tropeço, Foiani deixa o comando do Freipaulistano; Givanildo Sales assume». GloboEsporte.com. 19 de outubro de 2020. Consultado em 19 de outubro de 2020 
  115. «Vargas marca duas vezes e Juventude conquista vitória tranquila sobre o Sinop-MT». O Imparcial. 25 de outubro de 2020. Consultado em 25 de outubro de 2020 
  116. «Cardoso destaca motivação e foco do Juventude Samas em busca de vitória contra o Moto Club». O Imparcial. 28 de outubro de 2020. Consultado em 31 de outubro de 2020 
  117. «Carlos Ferro é demitido do Juventude». GloboEsporte.com. 23 de outubro de 2020. Consultado em 23 de outubro de 2020 
  118. «Juventude anuncia Leandro Campos para disputa da Série D do Brasileiro». GloboEsporte.com. 31 de outubro de 2020. Consultado em 31 de outubro de 2020 
  119. «Após acerto, Operário-VG anuncia retorno do técnico Luiz Gabardo». GloboEsporte.com. 27 de outubro de 2020. Consultado em 28 de outubro de 2020 
  120. «Após sequência de maus resultados, Charles de Almeida não é mais o técnico do Vitória-ES». GloboEsporte.com. 1 de novembro de 2020. Consultado em 1 de novembro de 2020 
  121. «Gilberto Pereira assume o Vitória-ES e será o 3º técnico do clube na Série D». GloboEsporte.com. 3 de novembro de 2020. Consultado em 3 de novembro de 2020 
  122. «Diretoria confirma retorno de treinador que foi campeão Estadual no comando do União». Só Notícias. 3 de novembro de 2020. Consultado em 5 de novembro de 2020 
  123. «Na Série D, técnico deixa comando de clube após surto de Covid-19 e apagão no Amapá». GloboEsporte.com. 10 de novembro de 2020. Consultado em 11 de novembro de 2020 
  124. «Um mês após anunciar renovação de contrato, Bangu demite Eduardo Allax». GloboEsporte.com. 15 de novembro de 2020. Consultado em 15 de novembro de 2020 
  125. «Bangu anuncia coordenador técnico como substituto de Allax para a sequência da Série D». GloboEsporte.com. 18 de novembro de 2020. Consultado em 18 de novembro de 2020 
  126. «Campinense demite Hélio Cabral faltando apenas duas rodadas para o fim da 1ª fase da Série D». GloboEsporte.com. 16 de novembro de 2020. Consultado em 16 de novembro de 2020 
  127. «Campinense anuncia técnico Luciano Silva e chega a sete treinadores na temporada». GloboEsporte.com. 16 de novembro de 2020. Consultado em 16 de novembro de 2020 
  128. «Walker Belgo não resiste à goleada de 6 x 0 em clássico na Série D e é demitido do Baré, que anuncia Betinho». GloboEsporte.com. 16 de novembro de 2020. Consultado em 16 de novembro de 2020 
  129. «Márcio Parreiras deixa comando do Atlético-AC e vai atuar como auxiliar de ex-técnico do clube». GloboEsporte.com. 16 de novembro de 2020. Consultado em 16 de novembro de 2020 
  130. «São Luiz-RS vence São Caetano na 13ª rodada da Série D». Futebol Interior. 21 de novembro de 2020. Consultado em 22 de novembro de 2020 
  131. «Série D: Mesmo em ascenção, São Luiz-RS demite técnico». Futebol Interior. 16 de novembro de 2020. Consultado em 17 de novembro de 2020 
  132. «Série D: Técnico deixa time da Série C e fecha com o São Luiz-RS, visando o mata-mata». Futebol Interior. 22 de novembro de 2020. Consultado em 23 de novembro de 2020 
  133. «Sem acordo para estender vínculo, Zé Marco deixa o Galvez; Paulo Roberto de Oliveira assume». GloboEsporte.com. 17 de novembro de 2020. Consultado em 17 de novembro de 2020 
  134. «Atlético-PB perde Celso Teixeira para o Ypiranga-RS, e já anuncia Oliveira Canindé como substituto». GloboEsporte.com. 23 de novembro de 2020. Consultado em 23 de novembro de 2020 
  135. «Sílvio Criciúma não é mais o técnico do Central». GloboEsporte.com. 23 de novembro de 2020. Consultado em 23 de novembro de 2020 
  136. a b «Após dois anos de sucesso no Gama, Vílson Taddei troca alviverde pelo arquirrival Brasiliense». GloboEsporte.com. 7 de dezembro de 2020. Consultado em 7 de dezembro de 2020 
  137. «Léo Goiano não é mais o técnico do Moto; Fábio Nogueira assume interinamente». GloboEsporte.com. 8 de dezembro de 2020. Consultado em 8 de dezembro de 2020 
  138. «Marcinho Guerreiro está de volta ao Moto Club para assumir cargo de técnico». GloboEsporte.com. 10 de dezembro de 2020. Consultado em 11 de dezembro de 2020 
  139. «Campeonato Brasileiro Série D 2020 – Classificação Geral». Srgoool.com. Consultado em 13 de setembro de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]