Campeonato Brasileiro de Futebol de 2019 - Série C

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Campeonato Brasileiro de 2019 - Série C
Brasileirão 2019 - Série C
Dados
Participantes 20
Organização CBF
Período 27 de abril6 de outubro
Gol(o)s 439
Partidas 194
Média 2,26 gol(o)s por partida
Campeão Náutico (1º título)
Vice-campeão Sampaio Corrêa
Promovido(s) Confiança
Sampaio Corrêa
Náutico
Juventude
Rebaixado(s) Atlético Acreano
Luverdense
ABC
Globo
Melhor marcador 8 gols:
Melhor ataque (fase inicial) Imperatriz – 27 gols
Melhor defesa (fase inicial) Ypiranga de Erechim – 10 gols
Maiores goleadas
(diferença)
Luverdense 4–0 Atlético Acreano
Estádio Passo das EmasLucas do Rio Verde
23 de junho, 9ª rodada
 
Paysandu 4–0 Atlético Acreano
Estádio MangueirãoBelém
10 de agosto, 16ª rodada
 
Juventude 4–0 Imperatriz
Estádio Alfredo JaconiCaxias do Sul
9 de setembro, quartas de final
Público 841 235
Média 4 336,3 pessoas por partida
◄◄ 2018 Soccerball.svg 2020 ►►

A Série C do Campeonato Brasileiro de Futebol de 2019 foi uma competição equivalente à terceira divisão do futebol do Brasil. Contando como a 30ª edição da história, foi disputada por vinte clubes, onde os quatro mais bem colocados ganharam acesso à Série B de 2020 e os dois últimos colocados de cada grupo na primeira fase foram rebaixados à Série D de 2020.

Decidiram o campeonato dois clubes do Nordeste, com o Náutico garantindo seu primeiro título a nível nacional ao superar o Sampaio Corrêa. No jogo de ida, no Recife, o time da casa venceu por 3–1, vantagem suficiente para a conquista com o empate em 2–2 no jogo da volta, em São Luís.[1] Eliminados nas semifinais, Juventude e Confiança obtiveram o acesso para a Série B de 2020 juntamente com as duas equipes finalistas.[2]

Por outro lado, o Atlético Acreano foi o primeiro clube matematicamente rebaixado para a Série D em 2020, ao ser goleado pelo Paysandu por 4–0 em Belém, na 16ª rodada.[3] Na rodada seguinte, o Luverdense foi despromovido, após também perder para o Paysandu, por 3–1, no Passo das Emas.[4] O ABC teve o rebaixamento confirmado em 18 de agosto, um dia após empatar por 1–1 com o Sampaio Corrêa em Natal, prejudicado pela vitória do Treze sobre o Confiança.[5] Quem completou a lista de rebaixados foi o Globo, que foi derrotado pelo ABC em casa, por 2–0, terminando na última colocação de seu grupo.[6]

Formato e regulamento[editar | editar código-fonte]

A edição de 2019 manteve o formato em vigor desde 2012. A competição foi disputada por 20 clubes, divididos em dois grupos: Grupo A e Grupo B. Em cada grupo, os times se enfrentaram duas vezes – jogos de ida e volta – totalizando 18 rodadas, com os quatro melhores de cada grupo avançando para a fase eliminatória. As duas piores equipes de cada grupo foram rebaixadas para a Série D de 2020. Por outro lado, os quatro semifinalistas se garantiram automaticamente na Série B de 2020. Desde 2018 não há a regra do gol marcado fora de casa como critério de desempate nos confrontos de eliminatórios (a partir das quartas de final).[7]

Critérios de desempate[editar | editar código-fonte]

Caso haja empate de pontos entre dois ou mais clubes, os critérios de desempate serão aplicados na seguinte ordem:[7]

  1. Número de vitórias
  2. Saldo de gols
  3. Gols marcados
  4. Confronto direto
  5. Número de cartões vermelhos
  6. Número de cartões amarelos
  7. Sorteio

Participantes[editar | editar código-fonte]

Equipe Cidade Estado Em 2018 Estádio (mando) Capacidade[8] Títulos
ABC Natal Rio Grande do Norte RN 15º Frasqueirão 15 082 1 (2010)
Atlético Acreano Rio Branco Acre AC Florestão 10 000 0 (não possui)
Boa Esporte Varginha Minas Gerais MG 20º (Série B) Melão 15 471 1 (2016)
Botafogo-PB João Pessoa Paraíba PB Almeidão (PB) 19 000 0 (não possui)
Confiança Aracaju Sergipe SE 10º Batistão 15 586 0 (não possui)
Ferroviário Fortaleza Ceará CE 1º (Série D) Arena Castelão 63 903 0 (não possui)
Globo Ceará-Mirim Rio Grande do Norte RN 14º Barretão 10 068 0 (não possui)
Imperatriz Imperatriz Maranhão MA 4º (Série D) Frei Epifânio 10 000 0 (não possui)
Juventude Caxias do Sul Rio Grande do Sul RS 19º (Série B) Alfredo Jaconi 19 924 0 (não possui)
Luverdense Lucas do Rio Verde Mato Grosso MT Passo das Emas 10 000 0 (não possui)
Náutico Recife Pernambuco PE Aflitos 22 856 0 (não possui)
Paysandu Belém Pará PA 17º (Série B) Curuzu 16 200 0 (não possui)
Remo Belém Pará PA 13º Mangueirão 45 007 1 (2005)
Sampaio Corrêa São Luís Maranhão MA 18º (Série B) Castelão 40 149 1 (1997)
Santa Cruz Recife Pernambuco PE Arruda 60 044 1 (2013)
São José-RS Porto Alegre Rio Grande do Sul RS 3º (Série D) Passo d'Areia 14 000 0 (não possui)
Tombense Tombos Minas Gerais MG 11º Almeidão (MG) 3 050 0 (não possui)
Treze Campina Grande Paraíba PB 2º (Série D) Presidente Vargas 12 000 0 (não possui)
Volta Redonda Volta Redonda Rio de Janeiro RJ 16º Raulino de Oliveira 20 255 0 (não possui)
Ypiranga de Erechim Erechim Rio Grande do Sul RS 12º Colosso da Lagoa 22 000 0 (não possui)

Estádios[editar | editar código-fonte]

ABC Atlético Acreano Boa Esporte Botafogo-PB Confiança Ferroviário
Frasqueirão Florestão Melão Almeidão (PB) Batistão Arena Castelão
Capacidade: 15 082 Capacidade: 10 000 Capacidade: 15 471 Capacidade: 39 000 Capacidade: 15 586 Capacidade: 63 903
Estádio Maria Lamas Farache 20191.jpg Andirá e Atlético (25963127325).jpg Boa Ec Melão.jpg Botxtre.jpg Estádio Estadual Lourival Baptista.jpg Arena Castelão
Globo
Imperatriz
Barretão Frei Epifânio
Capacidade: 10 068 Capacidade: 12 500
Estádio Manoel Dantas Barretto.jpg Estadio Municipal Frei Epifanio.jpg
Juventude Luverdense
Alfredo Jaconi Passo das Emas
Capacidade: 19 924 Capacidade: 10 000
EstadioAlfredoJaconi22.jpg
Náutico Paysandu
Aflitos Curuzu
Capacidade: 22 856 Capacidade: 16 200
Nauticoaflitos.jpg Estádio da curuzu cheio.jpg
Remo Sampaio Corrêa
Mangueirão Castelão
Capacidade: 45 007 Capacidade: 40 149
Estádio Olímpico - Pará.jpg Estádio Castelão em São Luís, Maranhão, Brasil.jpg
Santa Cruz São José-RS Tombense Treze Volta Redonda Ypiranga de Erechim
Arruda Passo d'Areia Almeidão (MG) Presidente Vargas Raulino de Oliveira Colosso da Lagoa
Capacidade: 60 044 Capacidade: 14 000 Capacidade: 3 050 Capacidade: 12 000 Capacidade: 20 255 Capacidade: 22 000
Estádio do Arruda em Recife.jpg Estádio Antônio Guimarães de Almeida.jpg Estádio General Sylvio Raulino de Oliveira.jpeg Colosso-2-1-600x300.jpg

Outros estádios[editar | editar código-fonte]

Além dos estádios de mando usual, outros estádios foram utilizados devido a punições de perda de mando de campo impostas pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva ou por causa de problemas de interdição dos estádios usuais ou simplesmente por opção dos clubes em mandar seus jogos em outros locais, geralmente buscando uma melhor renda.[9][10][11][12][13]

Primeira fase[editar | editar código-fonte]

Grupo A[editar | editar código-fonte]

Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG Classificação ou rebaixamento
1 Pernambuco Náutico 33 18 10 3 5 24 18 +6 Zona de classificação à próxima fase
2 Maranhão Sampaio Corrêa 31 18 9 4 5 22 19 +3
3 Maranhão Imperatriz 28 18 8 4 6 27 22 +5
4 Sergipe Confiança 26 18 7 5 6 22 22 0
5 Ceará Ferroviário 25 18 7 4 7 21 20 +1
6 Paraíba Botafogo-PB 25 18 6 7 5 26 22 +4
7 Pernambuco Santa Cruz 25 18 6 7 5 24 27 –3
8 Paraíba Treze 19 18 5 4 9 22 27 –5
9 Rio Grande do Norte ABC 18 18 4 6 8 19 22 –3 Rebaixados à Série D de 2020
10 Rio Grande do Norte Globo 16 18 4 4 10 19 27 –8

Confrontos[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Resultados do grupo A
  ABC BPB CON FAC GLO IMP NAU SAM STC TRE
ABC 1–2 1–2 2–4 1–1 2–4 2–0 1–1 0–0 2–0
Botafogo-PB 1–1 2–0 1–1 3–1 2–1 0–1 1–2 1–1 4–2
Confiança 1–0 3–0 1–0 2–1 3–1 1–1 0–2 1–1 0–1
Ferroviário 1–2 0–0 2–2 1–0 2–1 0–1 0–1 3–0 3–2
Globo 0–2 0–3 2–0 2–0 1–1 2–0 0–1 3–3 3–1
Imperatriz 1–0 2–1 0–0 0–0 2–0 2–0 3–0 0–1 2–2
Náutico 1–1 2–1 3–1 0–1 2–2 4–2 2–1 3–1 1–0
Sampaio Corrêa 1–0 1–1 1–1 3–1 2–0 0–1 0–2 1–0 2–0
Santa Cruz 2–1 1–1 3–1 0–2 2–1 3–2 1–0 3–3 2–2
Treze 0–0 2–2 1–3 2–0 1–0 1–2 0–1 3–0 2–0

Grupo B[editar | editar código-fonte]

Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG Classificação ou rebaixamento
1 Rio Grande do Sul Ypiranga de Erechim 28 18 7 7 4 18 10 +8 Zona de classificação à próxima fase
2 Rio Grande do Sul Juventude 28 18 7 7 4 20 14 +6
3 Rio Grande do Sul São José-RS 28 18 6 10 2 25 17 +8
4 Pará Paysandu 28 18 6 10 2 18 11 +7
5 Pará Remo 27 18 6 9 3 19 14 +5
6 Rio de Janeiro Volta Redonda 25 18 6 7 5 22 19 +3
7 Minas Gerais Tombense 23 18 6 5 7 17 20 –3
8 Minas Gerais Boa Esporte 20 18 4 8 6 16 19 –3
9 Mato Grosso Luverdense 13 18 1 10 7 13 19 –6 Rebaixados à Série D de 2020
10 Acre Atlético Acreano 11 18 2 5 11 12 37 –25

Confrontos[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Resultados do grupo B
  AAC BOA JUV LUV PAY REM SJO TOM VRE YPI
Atlético-AC 0–0 0–2 3–2 1–1 0–2 2–2 2–1 1–2 1–1
Boa Esporte 0–0 2–0 0–0 2–0 2–2 2–2 0–1 1–1 2–1
Juventude 3–0 2–0 2–0 1–1 1–1 1–1 2–0 1–0 0–1
Luverdense 4–0 1–1 0–0 1–3 0–1 0–0 0–0 1–1 0–1
Paysandu 4–0 2–2 0–1 0–0 1–1 1–1 1–0 0–0 0–0
Remo 2–0 1–0 0–0 2–2 0–1 2–0 0–2 2–1 0–0
São José-RS 3–0 2–0 1–1 2–0 1–1 1–0 2–0 4–2 0–0
Tombense 3–2 3–1 1–0 1–1 0–1 2–2 1–1 0–2 1–1
Volta Redonda 3–0 1–0 2–2 2–1 0–0 0–0 2–2 2–0 1–2
Ypiranga-RS 2–0 0–1 4–1 0–0 0–1 1–1 2–0 0–1 2–0

Desempenho por rodada[editar | editar código-fonte]

Clubes que lideraram o campeonato ao final de cada rodada:

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18
Grupo A IMP FAC SAM FAC CON SAM NAU
Grupo B VRE PAY VRE REM JUV REM JUV SJO VRE JUV YPI

Clubes que ficaram na última posição do campeonato ao final de cada rodada:

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18
Grupo A CON STC TRE ABC TRE ABC TRE ABC GLO
Grupo B AAC LUV BOA AAC LUV AAC

Fase final[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Resultados da fase final

Em itálico, os times que possuem o mando de campo no primeiro jogo do confronto e em negrito os times classificados.

Quartas de final Semifinais Final
 31 de agosto a 9 de setembro  14 e 22 de setembro  29 de setembro e 6 de outubro
                                     
 Maranhão Imperatriz 0 0 0  
 Rio Grande do Sul Juventude* 0 4 4  
   Rio Grande do Sul Juventude 2 1 3 (3)  
   Pernambuco Náutico (pen) 1 2 3 (4)  
 Pará Paysandu 0 2 2 (3)
 Pernambuco Náutico* (pen) 0 2 2 (5)  
   Pernambuco Náutico 3 2 5
   Maranhão Sampaio Corrêa 1 2 3
 Sergipe Confiança* 1 1 2  
 Rio Grande do Sul Ypiranga de Erechim 0 1 1  
   Sergipe Confiança 0 0 0
   Maranhão Sampaio Corrêa 2 1 3
 Rio Grande do Sul São José-RS 0 2 2
 Maranhão Sampaio Corrêa* 0 3 3

*Classificados à Série B de 2020.

Artilharia[editar | editar código-fonte]

Gols[14] Jogador Time
8 Brasil Eduardo Treze
Brasil Luiz Eduardo São José-RS
Brasil Negueba Globo
Brasil Salatiel Sampaio Corrêa
7 Brasil Edson Cariús Ferroviário
Brasil Felipe Alves Botafogo-PB
Brasil Jefinho ABC
Brasil Matheus Lima Imperatriz
Brasil Pipico Santa Cruz
6 Brasil Álvaro Náutico
Brasil Núbio Flávio Volta Redonda

Hat-tricks[editar | editar código-fonte]

Jogador Clube Adversário Placar Data Ref.
Brasil Edson Cariús Ferroviário ABC 4–2 2 de junho [15]
Brasil Renato Cajá Juventude Imperatriz 4–0 9 de setembro [16]

Maiores públicos[editar | editar código-fonte]

Estes são os dez maiores públicos do Campeonato:

N.º Público[nota 1] Mandante Placar Visitante Estádio Data Rodada Ref.
1 30 242 Paysandu Pará 1–1 Pará Remo Mangueirão 25 de agosto 18ª [17]
2 25 872 Remo Pará 2–0 Rio Grande do Sul São José-RS Mangueirão 16 de agosto 17ª [18]
3 23 860 Remo Pará 0–1 Pará Paysandu Mangueirão 23 de junho [19]
4 23 004 Sampaio Corrêa Maranhão 2–2 Pernambuco Náutico Castelão 6 de outubro Final [20]
5 22 911 Sampaio Corrêa Maranhão 3–2 Rio Grande do Sul São José-RS Castelão 7 de setembro Quartas [21]
6 22 263 Santa Cruz Pernambuco 0–2 Ceará Ferroviário Arruda 5 de julho 11ª [22]
7 21 852 Paysandu Pará 4–0 Acre Atlético Acreano Mangueirão 10 de agosto 16ª [23]
8 20 315 Paysandu Pará 0–0 Pernambuco Náutico Mangueirão 1 de setembro Quartas [24]
9 18 258 Juventude Rio Grande do Sul 4–0 Maranhão Imperatriz Alfredo Jaconi 9 de setembro Quartas [25]
10 18 010 Remo Pará 0–2 Minas Gerais Tombense Mangueirão 1 de agosto 15ª [26]

Menores públicos[editar | editar código-fonte]

Estes são os dez menores públicos do Campeonato:

N.º Público[nota 1] Mandante Placar Visitante Estádio Data Rodada Ref.
1 42 Atlético Acreano Acre 3–2 Mato Grosso Luverdense Florestão 25 de agosto 18ª [27]
2 66 São José-RS Rio Grande do Sul 2–0 Minas Gerais Boa Esporte Passo d'Areia 8 de junho [28]
3 68 Ypiranga de Erechim Rio Grande do Sul 2–0 Acre Atlético Acreano Colosso da Lagoa 6 de julho 11ª [29]
4 69 São José-RS Rio Grande do Sul 0–0 Rio Grande do Sul Ypiranga de Erechim Passo d'Areia 13 de julho 12ª [30]
5 75 Boa Esporte Minas Gerais 2–0 Pará Paysandu Melão 26 de maio [31]
6 78 São José-RS Rio Grande do Sul 2–0 Minas Gerais Tombense Passo d'Areia 29 de junho 10ª [32]
7 84 São José-RS Rio Grande do Sul 3–0 Acre Atlético Acreano Passo d'Areia 20 de julho 13ª [33]
8 96 Boa Esporte Minas Gerais 0–1 Minas Gerais Tombense Melão 22 de agosto 18ª [34]
9 104 Boa Esporte Minas Gerais 0–0 Acre Atlético Acreano Melão 12 de maio [35]
10 116 Boa Esporte Minas Gerais 2–0 Rio Grande do Sul Juventude Melão 20 de julho 13ª [36]

Médias de público[editar | editar código-fonte]

Estas são as médias de público dos clubes no Campeonato. Considera-se apenas os jogos da equipe como mandante e o público pagante:[37]

  1. Pará Remo – 16 112
  2. Pará Paysandu – 11 555
  3. Pernambuco Santa Cruz – 7 493
  4. Sergipe Confiança – 6 913
  5. Maranhão Sampaio Corrêa – 6 899
  6. Pernambuco Náutico – 6 800
  7. Rio Grande do Sul Juventude – 5 926
  8. Rio Grande do Norte ABC – 5 640
  9. Paraíba Botafogo-PB – 4 513
  10. Maranhão Imperatriz – 3 619
  1. Paraíba Treze – 2 898
  2. Ceará Ferroviário – 2 250
  3. Rio Grande do Sul Ypiranga de Erechim – 1 195
  4. Rio de Janeiro Volta Redonda – 465
  5. Minas Gerais Tombense – 422
  6. Rio Grande do Norte Globo – 408
  7. Mato Grosso Luverdense – 368
  8. Acre Atlético Acreano – 352
  9. Rio Grande do Sul São José-RS – 235
  10. Minas Gerais Boa Esporte – 142

Mudança de técnicos[editar | editar código-fonte]

Clube Antecessor Motivo Data Última partida Rod Pos Sucessor Ref.
Pernambuco Náutico Brasil Márcio Goiano Demitido 12 de maio Náutico 0–1 Ferroviário (Gr. A) Brasil Gilmar Dal Pozzo [38][39]
Rio Grande do Norte ABC Brasil Ranielle Ribeiro Demitido 13 de maio Confiança 1–0 ABC (Gr. A) Brasil Sérgio Soares [40][41]
Pernambuco Santa Cruz Brasil Leston Júnior Demitido 19 de maio Santa Cruz 3–3 Sampaio Corrêa 10º (Gr. A) Brasil Milton Mendes [42][43]
Maranhão Imperatriz Brasil Ruy Scarpino Resignado 20 de maio Imperatriz 0–0 Confiança (Gr. A) Brasil Paulinho Kobayashi[nota 2] [45][46]
Pará Paysandu Brasil Léo Condé Demitido 27 de maio Boa Esporte 2–0 Paysandu (Gr. B) Brasil Hélio dos Anjos [47][48]
Rio Grande do Norte ABC Brasil Sérgio Soares Resignado 9 de junho ABC 2–4 Imperatriz 10º (Gr. A) Brasil Roberto Fernandes [49][50]
Paraíba Treze Brasil Flávio Araújo Resignado 17 de junho Treze 1–3 Confiança (Gr. A) Brasil Kleber Romero [51][52]
Ceará Ferroviário Brasil Marcelo Vilar Contratado pelo São Caetano 25 de junho Confiança 1–0 Ferroviário (Gr. A) Brasil Leandro Campos [53][54]
Paraíba Treze Brasil Kleber Romero Remanejado 25 de junho Botafogo-PB 4–2 Treze (Gr. A) Brasil Luizinho Lopes [55]
Maranhão Sampaio Corrêa Brasil Julinho Camargo Demitido 26 de junho Imperatriz 3–0 Sampaio Corrêa (Gr. A) Brasil João Brigatti [56][57]
Minas Gerais Tombense Brasil Ricardo Drubscky Demitido 5 de julho Tombense 0–1 Paysandu 11ª (Gr. B) Brasil Eugênio Souza [58][59]
Minas Gerais Boa Esporte Brasil Paulo Foiani Resignado 8 de julho Volta Redonda 1–0 Boa Esporte 11ª (Gr. B) Brasil Nedo Xavier [60][61]
Paraíba Treze Brasil Luizinho Lopes Demitido 18 de julho Treze 1–2 Imperatriz 12ª 10º (Gr. A) Brasil Kleber Romero [62]
Ceará Ferroviário Brasil Leandro Campos Demitido 25 de julho Ferroviário 0–1 Sampaio Corrêa 14ª (Gr. A) Brasil Marcelo Veiga [63][64]
Paraíba Treze Brasil Kleber Romero Demitido 8 de agosto Sampaio Corrêa 2–0 Treze 15ª 10º (Gr. A) Brasil Celso Teixeira [65][66]
Mato Grosso Luverdense Brasil Júnior Rocha Resignado 16 de agosto Luverdense 1–3 Paysandu 17ª (Gr. B) Brasil Maico Gaúcho (interino) [67]
Rio Grande do Sul Juventude Brasil Marquinhos Santos Contratado pela Chapecoense 16 de setembro Juventude 2–1 Náutico Semifinal Brasil Fahel (interino) [68]

Premiação[editar | editar código-fonte]

Campeonato Brasileiro 2019
Série C
Pernambuco
Clube Náutico Capibaribe
Campeão
(1º título)

Classificação geral[editar | editar código-fonte]

A classificação geral dá prioridade ao clube que avançou mais fases, e ao campeão, mesmo que tenha menor pontuação.

Pos Times Pts J V E D GP GC SG Classificação ou rebaixamento
1 Pernambuco Náutico 42 24 12 6 6 34 26 +8 Promovidos à Série B em 2020
e finalistas
2 Maranhão Sampaio Corrêa 42 24 12 6 6 31 26 +5
3 Rio Grande do Sul Juventude 35 22 9 8 5 27 17 +10 Promovidos à Série B em 2020
e eliminados nas semifinais
4 Sergipe Confiança 30 22 8 6 8 24 26 –2
5 Pará Paysandu 30 20 6 12 2 20 13 +7 Eliminados nas quartas de final
6 Maranhão Imperatriz 29 20 8 5 7 27 26 +1
7 Rio Grande do Sul Ypiranga de Erechim 29 20 7 8 5 19 12 +7
8 Rio Grande do Sul São José-RS 29 20 6 11 3 27 20 +7
9 Pará Remo 27 18 6 9 3 19 14 +5 Eliminados na primeira fase
10 Ceará Ferroviário 25 18 7 4 7 21 20 +1
11 Paraíba Botafogo-PB 25 18 6 7 5 26 22 +4
12 Rio de Janeiro Volta Redonda 25 18 6 7 5 22 19 +3
13 Pernambuco Santa Cruz 25 18 6 7 5 24 27 –3
14 Minas Gerais Tombense 23 18 6 5 7 17 20 –3
15 Minas Gerais Boa Esporte 20 18 4 8 6 16 19 –3
16 Paraíba Treze 19 18 5 4 9 22 27 –5
17 Rio Grande do Norte ABC 18 18 4 6 8 19 22 –3 Rebaixados à Série D de 2020
18 Rio Grande do Norte Globo 16 18 4 4 10 19 27 –8
19 Mato Grosso Luverdense 13 18 1 10 7 13 19 –6
20 Acre Atlético Acreano 11 18 2 5 11 12 37 –25

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas e referências

Notas

  1. a b Considera-se apenas o público pagante.
  2. Fábio Nogueira comandou o Imperatriz interinamente na 5ª rodada.[44]

Referências

  1. «Náutico empata com o Sampaio Corrêa e é campeão da Série C». GloboEsporte.com. 6 de outubro de 2019. Consultado em 7 de outubro de 2019 
  2. «Juventude, Náutico, Confiança e Sampaio Corrêa sobem para a Série B». Agência Brasil. 6 de outubro de 2018. Consultado em 7 de outubro de 2018 
  3. «Papão tem início avassalador, faz três gols em 9 minutos e rebaixa Atlético-AC». GloboEsporte.com. 11 de agosto de 2019. Consultado em 11 de agosto de 2019 
  4. «Tomás Bastos decide, Paysandu vence, volta ao G-4 e rebaixa o Luverdense». GloboEsporte.com. 15 de agosto de 2019. Consultado em 15 de agosto de 2019 
  5. «ABC é rebaixado para a Série D com uma rodada de antecedência». GloboEsporte.com. 18 de agosto de 2019. Consultado em 18 de agosto de 2019 
  6. «ABC vence o Globo e os dois são rebaixados "juntos e shallow now"». GloboEsporte.com. 24 de agosto de 2019. Consultado em 24 de agosto de 2019 
  7. a b «Regulamento Específico da Competição – Campeonato Brasileiro da Série C 2019» (PDF). CBF. 26 de fevereiro de 2019. Consultado em 27 de abril de 2019 
  8. «CNEF Cadastro Nacional de Estádios de Futebol» (PDF). CBF. 18 de janeiro de 2016. Consultado em 12 de novembro de 2017 
  9. «O duelo entre Treze e ABC será no Estádio Ernani Sátyro». CBF. 26 de abril de 2019. Consultado em 29 de abril de 2019 
  10. «Série C: dois duelos do Ferroviário sofrem mudanças». CBF. 30 de maio de 2019. Consultado em 31 de maio de 2019 
  11. «Atlético-AC tem desfalques para encarar Volta Redonda; Polaco fala em "nova etapa"». GloboEsporte.com. 26 de junho de 2019. Consultado em 27 de junho de 2019 
  12. «Volta pra casa: CBF confirma jogo entre Remo e Luverdense neste sábado, às 15h, no Baenão». GloboEsporte.com. 9 de julho de 2019. Consultado em 9 de julho de 2019 
  13. «Jogo entre Santa Cruz e Imperatriz será na Arena Pernambuco». GloboEsporte.com. 29 de julho de 2019. Consultado em 29 de julho de 2019 
  14. «Brasileirão Série C - Artilharia». CBF. Consultado em 25 de agosto de 2019 
  15. «Com hat-trick de Edson Cariús, Ferroviário vira e goleia ABC em Natal». GloboEsporte.com. 2 de junho de 2019. Consultado em 2 de junho de 2019 
  16. «Juventude goleia Imperatriz e fica com última vaga para a Série B». GloboEsporte.com. 9 de setembro de 2019. Consultado em 9 de setembro de 2019 
  17. «Boletim Financeiro: Paysandu 1x1 Remo» (PDF). CBF. 25 de agosto de 2019. Consultado em 31 de agosto de 2019 
  18. «Boletim Financeiro: Remo 2x0 São José-RS» (PDF). CBF. 16 de agosto de 2019. Consultado em 24 de agosto de 2019 
  19. «Boletim Financeiro: Remo 0x1 Paysandu» (PDF). CBF. 23 de junho de 2019. Consultado em 27 de junho de 2019 
  20. «Boletim Financeiro: Sampaio Corrêa 2x2 Náutico» (PDF). CBF. 6 de outubro de 2019. Consultado em 6 de outubro de 2019 
  21. «Boletim Financeiro: Sampaio Corrêa 3x2 São José-RS» (PDF). CBF. 7 de setembro de 2019. Consultado em 28 de setembro de 2019 
  22. «Boletim Financeiro: Santa Cruz 0x2 Ferroviário» (PDF). CBF. 5 de julho de 2019. Consultado em 11 de julho de 2019 
  23. «Boletim Financeiro: Paysandu 4x0 Atlético-AC» (PDF). CBF. 10 de agosto de 2019. Consultado em 17 de agosto de 2019 
  24. «Boletim Financeiro: Paysandu 0x0 Náutico» (PDF). CBF. 1 de setembro de 2019. Consultado em 14 de setembro de 2019 
  25. «Boletim Financeiro: Juventude 4x0 Imperatriz» (PDF). CBF. 9 de setembro de 2019. Consultado em 14 de setembro de 2019 
  26. «Boletim Financeiro: Remo 0x2 Tombense» (PDF). CBF. 1 de agosto de 2019. Consultado em 18 de agosto de 2019 
  27. «Boletim Financeiro: Atlético-AC 3x2 Luverdense» (PDF). CBF. 25 de agosto de 2019. Consultado em 27 de agosto de 2019 
  28. «Boletim Financeiro: São José-RS 2x0 Boa Esporte» (PDF). CBF. 8 de junho de 2019. Consultado em 16 de junho de 2019 
  29. «Boletim Financeiro: Ypiranga-RS 2x0 Atlético-AC» (PDF). CBF. 6 de julho de 2019. Consultado em 11 de julho de 2019 
  30. «Boletim Financeiro: São José-RS 0x0 Ypiranga-RS» (PDF). CBF. 13 de julho de 2019. Consultado em 20 de julho de 2019 
  31. «Boletim Financeiro: Boa Esporte 2x0 Paysandu» (PDF). CBF. 26 de maio de 2019. Consultado em 30 de maio de 2019 
  32. «Boletim Financeiro: São José-RS 2x0 Tombense» (PDF). CBF. 29 de junho de 2019. Consultado em 4 de julho de 2019 
  33. «Boletim Financeiro: São José-RS 3x0 Atlético-AC» (PDF). CBF. 20 de julho de 2019. Consultado em 24 de julho de 2019 
  34. «Boletim Financeiro: Boa Esporte 0x1 Tombense» (PDF). CBF. 25 de agosto de 2019. Consultado em 27 de agosto de 2019 
  35. «Boletim Financeiro: Boa Esporte 0x0 Atlético-AC» (PDF). CBF. 12 de maio de 2019. Consultado em 30 de maio de 2019 
  36. «Boletim Financeiro: Boa Esporte 2x0 Juventude» (PDF). CBF. 20 de julho de 2019. Consultado em 24 de julho de 2019 
  37. «Ranking de Público». SrGoool.com.br. Consultado em 27 de outubro de 2019 
  38. «Após derrota pela Série C, Márcio Goiano é demitido pelo Náutico». GloboEsporte.com. 12 de maio de 2019. Consultado em 12 de maio de 2019 
  39. «Náutico contrata Gilmar Dal Pozzo para comandar equipe na Série C». GloboEsporte.com. 13 de maio de 2019. Consultado em 13 de maio de 2019 
  40. «Um dia após derrota, Ranielle Ribeiro deixa o comando do ABC». GloboEsporte.com. 13 de maio de 2019. Consultado em 13 de maio de 2019 
  41. «Sérgio Soares é novo técnico do ABC; treinador assume equipe nesta quinta». Tribuna do Norte. 15 de maio de 2019. Consultado em 15 de maio de 2019 
  42. «Depois de empate em casa, Santa Cruz demite técnico Leston Júnior». GloboEsporte.com. 19 de maio de 2019. Consultado em 19 de maio de 2019 
  43. «Milton Mendes é o novo técnico do Santa Cruz». GloboEsporte.com. 20 de maio de 2019. Consultado em 20 de maio de 2019 
  44. «Súmula: Botafogo-PB 2x1 Imperatriz» (PDF). CBF. 26 de maio de 2019. Consultado em 26 de maio de 2019 
  45. «Após empates em casa, Ruy Scarpino pede demissão do Imperatriz». GloboEsporte.com. 20 de maio de 2019. Consultado em 20 de maio de 2019 
  46. «Imperatriz acerta com o técnico Paulinho Kobayashi para a Série C». GloboEsporte.com. 28 de maio de 2019. Consultado em 28 de maio de 2019 
  47. «Léo Condé não é mais técnico do Paysandu». GloboEsporte.com. 27 de maio de 2019. Consultado em 27 de maio de 2019 
  48. «Paysandu anuncia Hélio dos Anjos como novo técnico para a Série C». GloboEsporte.com. 31 de maio de 2019. Consultado em 31 de maio de 2019 
  49. «Com 0% de aproveitamento em quatro jogos, Sérgio Soares deixa o comando do ABC». GloboEsporte.com. 9 de junho de 2019. Consultado em 9 de junho de 2019 
  50. «Roberto Fernandes volta a comandar o ABC após cinco anos». GloboEsporte.com. 11 de junho de 2019. Consultado em 11 de junho de 2019 
  51. «Após nova derrota na Série C, Flávio Araújo deixa o comando técnico do Treze». GloboEsporte.com. 17 de junho de 2019. Consultado em 17 de junho de 2019 
  52. «Após demissão de Flávio Araújo, Treze efetiva Kleber Romero para a sequência da Série C». GloboEsporte.com. 18 de junho de 2019. Consultado em 18 de junho de 2019 
  53. «Marcelo Vilar deixa o Ferroviário, e Leandro Campos deve assumir». GloboEsporte.com. 25 de junho de 2019. Consultado em 25 de junho de 2019 
  54. «Eliminado da Série D, técnico que levou 7 a 1 na Copa do Brasil assume líder da Série C». Futebol Interior. 25 de junho de 2019. Consultado em 25 de junho de 2019 
  55. «Série C: Treze volta atrás, 'desefetiva' auxiliar e contrata ex-técnico do América-RN». Futebol Interior. 25 de junho de 2019. Consultado em 25 de junho de 2019 
  56. «Após sequência ruim, time da Série C demite treinador». Futebol Interior. 26 de junho de 2019. Consultado em 26 de junho de 2019 
  57. «João Brigatti é o novo técnico do Sampaio para a Série C do Brasileiro». GloboEsporte.com. 27 de junho de 2019. Consultado em 27 de junho de 2019 
  58. «Ricardo Drubscky não é mais técnico do Tombense». GloboEsporte.com. 5 de julho de 2019. Consultado em 6 de julho de 2019 
  59. «Time da Série C demite Drubscky e fecha com ex-zagueiro do Cruzeiro como treinador». FutebolInterior. 7 de julho de 2019. Consultado em 7 de julho de 2019 
  60. «Série C: Paulo Foiani pede demissão e deixa o Boa Esporte após nova derrota». Futebol Interior. 8 de julho de 2019. Consultado em 8 de julho de 2019 
  61. «Série C: Boa Esporte confirma o retorno de treinador 'histórico' em Varginha». Futebol Interior. 10 de julho de 2019. Consultado em 10 de julho de 2019 
  62. «Treze confirma saída de Luizinho Lopes e efetiva Kleber Romero na reta final da Série C». GloboEsporte.com. 18 de julho de 2019. Consultado em 18 de julho de 2019 
  63. «Após terceira derrota seguida, treinador é demitido de time da Série C». Futebol Interior. 25 de julho de 2019. Consultado em 25 de julho de 2019 
  64. «Marcelo Veiga é o novo técnico do Ferroviário para a disputa da Série C». GloboEsporte.com. 26 de julho de 2019. Consultado em 27 de julho de 2019 
  65. «Kleber Romero confirma saída do Treze e revela que clube tem "pendências financeiras"». GloboEsporte.com. 8 de agosto de 2019. Consultado em 8 de agosto de 2019 
  66. «Celso Teixeira retorna ao Treze». GloboEsporte.com. 8 de agosto de 2019. Consultado em 8 de agosto de 2019 
  67. «Após rebaixamento para Série D do Brasileiro, Júnior Rocha não é mais técnico do Luverdense». GloboEsporte.com. 16 de agosto de 2019. Consultado em 16 de agosto de 2019 
  68. «Chapecoense anuncia a contratação do técnico Marquinhos Santos». GloboEsporte.com. 16 de setembro de 2019. Consultado em 16 de setembro de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]