Campeonato Brasileiro de Futebol de 2020 - Série C

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Campeonato Brasileiro de 2020 - Série C
Brasileirão 2020 - Série C
Dados
Participantes 20
Organização CBF
Período 8 de agosto de 2020 – 30 de janeiro de 2021
Gol(o)s 498
Partidas 206
Média 2,42 gol(o)s por partida
Campeão Vila Nova (3º título)
Vice-campeão Remo
Promovido(s) Brusque
Londrina
Remo
Vila Nova
Rebaixado(s) Treze
São Bento
Boa Esporte
Imperatriz
Melhor marcador Thiago Alagoano (Brusque) – 12 gols
Melhor ataque (fase inicial) Santa Cruz – 32 gols
Melhor defesa (fase inicial) Remo – 10 gols
Maiores goleadas
(diferença)
Botafogo-PB 7–0 Imperatriz
Estádio AlmeidãoJoão Pessoa
7 de novembro, 14ª rodada
 
Brusque 1–8 Volta Redonda
Estádio Augusto BauerBrusque
28 de novembro, 17ª rodada
 
Ferroviário 7–0 Imperatriz
Arena CastelãoFortaleza
28 de novembro, 17ª rodada
◄◄ 2019 Soccerball.svg 2021 ►►

A Série C do Campeonato Brasileiro de Futebol de 2020 foi uma competição equivalente à terceira divisão do futebol do Brasil. Contando como a 31.ª edição da história, foi disputada por vinte clubes, onde os quatro mais bem colocados garantiram acesso à Série B de 2021 e os dois últimos colocados de cada grupo na primeira fase foram rebaixados à Série D de 2021. Inicialmente prevista para começar no dia 3 de maio e terminar em 8 de novembro,[1] a competição precisou ser adiada devido à pandemia de COVID-19 e teve início em 8 de agosto e término em 30 de janeiro de 2021.[2] Também por conta da pandemia, todos os jogos do campeonato foram realizados com portões fechados ao público.[3]

Remo e Vila Nova disputaram a final do campeonato, com a equipe goiana vencendo ambos os jogos da final (5–1 em Goiânia e 3–2 em Belém) para se tornar o primeiro clube a vencer a Série C em três oportunidades.[4] O Remo foi a primeira equipe a garantir o acesso à Série B de 2021, com uma rodada de antecedência, após derrotar o arquirrival Paysandu por 1–0 no Estádio Mangueirão, e beneficiado pelo empate entre Londrina e Ypiranga de Erechim na penúltima rodada do grupo D, retornando à segunda divisão nacional após treze anos.[5] Já o Vila Nova garantiu o acesso apenas na última rodada do quadrangular, após derrotar o Ituano por 1–0 no Novelli Júnior e volta a "segundona" um ano após seu rebaixamento.[6]

Completando a lista de acesso, o Brusque obteve a promoção ao vencer o Ituano em casa por 4–2, ainda na penúltima rodada, no que será a segunda aparição do clube catarinense na Série B desde 1989.[7] O quarto e último clube promovido à Série B foi o Londrina, na última rodada do quadrangular. O acesso foi garantido, um ano após o rebaixamento (assim como o Vila Nova), com a vitória por 1–0 contra o Remo no Mangueirão.[8]

O Imperatriz foi a primeira equipe rebaixada: com uma campanha fraca, o time maranhense teve o descenso decretado com quatro rodadas de antecedência na primeira fase após ser goleado por 7–0 pelo Botafogo-PB, em João Pessoa.[9] Na penúltima rodada, o Boa Esporte também foi rebaixado após perder em casa (1–0) para o São Bento.[10] Os dois últimos clubes que desceram de divisão foram definidos na última rodada: o Treze, após empatar o confronto direto contra o rival Botafogo-PB por 1–1 no Estádio Almeidão,[11] e o São Bento ao ser derrotado em casa (0–3) para o Ituano.[12]

Formato e regulamento[editar | editar código-fonte]

A competição foi disputada por 20 clubes, divididos em dois grupos: Grupo A e Grupo B. Em cada chave, os times se enfrentaram duas vezes – jogos de ida e volta – totalizando 18 rodadas, com os quatro melhores de cada grupo avançando para a fase seguinte. As duas piores equipes de cada chave foram rebaixadas para a Série D de 2021.[13]

Na fase seguinte, os oito classificados foram divididos em dois grupos de quatro times. Os dois melhores classificados de cada grupo foram promovidos à Série B de 2021, enquanto o melhor time de cada chave avançou à final.[14] Com isso foi abolida a fase final em eliminatória simples, com quartas de final, semifinal e final que estava em vigor desde 2012.[15]

Critérios de desempate[editar | editar código-fonte]

Em caso de empate por pontos entre dois ou mais clubes, os critérios de desempate são aplicados na seguinte ordem:[13]

  1. Número de vitórias;
  2. Saldo de gols;
  3. Gols pró (marcados);
  4. Confronto direto;
  5. Menor número de cartões vermelhos;
  6. Menor número de cartões amarelos;
  7. Sorteio.

Participantes[editar | editar código-fonte]

Equipe Cidade Estado Em 2019 Estádio (mando) Capacidade[16] Títulos
Boa Esporte Varginha Minas Gerais MG 15º Melão 15 471 1 (2016)
Botafogo-PB João Pessoa Paraíba PB 11º Almeidão (PB) 19 000 0 (não possui)
Brusque Brusque Santa Catarina SC 1º (Série D) Augusto Bauer 5 000 0 (não possui)
Criciúma Criciúma Santa Catarina SC 19º (Série B) Heriberto Hülse 19 900 1 (2006)
Ferroviário Fortaleza Ceará CE 10º Arena Castelão 63 903 0 (não possui)
Imperatriz Imperatriz Maranhão MA Frei Epifânio 10 000 0 (não possui)
Ituano Itu São Paulo SP 3º (Série D) Novelli Júnior 18 560 1 (2003)
Jacuipense Riachão do Jacuípe Bahia BA 4º (Série D) Valfredão 5 000 0 (não possui)
Londrina Londrina Paraná PR 17º (Série B) Estádio do Café 19 924 0 (não possui)
Manaus Manaus Amazonas AM 2° (Série D) Arena da Amazônia 44 000 0 (não possui)
Paysandu Belém Pará PA Curuzu 16 200 0 (não possui)
Remo Belém Pará PA Baenão 13 792 1 (2005)
Santa Cruz Recife Pernambuco PE 13º Arruda 60 044 1 (2013)
São Bento Sorocaba São Paulo SP 18º (Série B) Walter Ribeiro 13 772 0 (não possui)
São José-RS Porto Alegre Rio Grande do Sul RS Passo d'Areia 14 000 0 (não possui)
Tombense Tombos Minas Gerais MG 14º Almeidão (MG) 3 050 0 (não possui)
Treze Campina Grande Paraíba PB 16º Presidente Vargas 12 000 0 (não possui)
Vila Nova Goiânia Goiás GO 20º (Série B) Serra Dourada 42 000 2 (1996, 2015)
Volta Redonda Volta Redonda Rio de Janeiro RJ 12º Raulino de Oliveira 20 225 0 (não possui)
Ypiranga de Erechim Erechim Rio Grande do Sul RS Colosso da Lagoa 22 000 0 (não possui)

Estádios[editar | editar código-fonte]

Boa Esporte Botafogo-PB Brusque Criciúma Ferroviário Imperatriz
Melão Almeidão (PB) Augusto Bauer Heriberto Hülse Arena Castelão Frei Epifânio
Capacidade: 15 471 Capacidade: 19 000 Capacidade: 5 000 Capacidade: 19 900 Capacidade: 63 903 Capacidade: 10 000
Boa Ec Melão.jpg Botxtre.jpg Heriberto Hulse lotado - panoramio.jpg Arena Castelão Estadio Municipal Frei Epifanio.jpg
Ituano
Jacuipense
Novelli Júnior Valfredão
Capacidade: 18 560 Capacidade: 5 000
EstádioNovelliJúnior.jpg Arena Valfredão.jpg
Londrina Manaus
Estádio do Café Arena da Amazônia
Capacidade: 19 924 Capacidade: 44 000
Estádio Municipal Jacy Scaff - Estádio do Café.jpg Arena Amazônia.jpg
Paysandu Remo
Curuzu Baenão
Capacidade: 16 200 Capacidade: 13 792
Estádio da curuzu cheio.jpg link: Estádio Evandro Almeida
Santa Cruz São Bento
Arruda Walter Ribeiro
Capacidade: 60 044 Capacidade: 13 772
Estádio do Arruda em Recife.jpg Estádio Municipal Walter Ribeiro.jpg
São José-RS Tombense Treze Vila Nova Volta Redonda Ypiranga de Erechim
Passo d'Areia Almeidão (MG) Presidente Vargas Serra Dourada Raulino de Oliveira Colosso da Lagoa
Capacidade: 14 000 Capacidade: 3 050 Capacidade: 12 000 Capacidade: 42 000 Capacidade: 20 255 Capacidade: 22 000
Estádio Passo d'Areia 2020 04.jpg
Estádio Antônio Guimarães de Almeida.jpg Estádio Serra Dourada4.jpg Estádio General Sylvio Raulino de Oliveira.jpeg Colosso-2-1-600x300.jpg

Outros estádios[editar | editar código-fonte]

Além dos estádios de mando usual, outros estádios foram utilizados devido a punições de perda de mando de campo impostas pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva ou por conta de problemas de interdição dos estádios usuais ou simplesmente por opção dos clubes em mandar seus jogos em outros locais, geralmente buscando uma melhor renda.[17][18][19][20][21]

Ainda foram utilizados o CT Hélio Dourado (Eldorado do Sul), o Domingão (Horizonte), o José Liberatti (Osasco) e o OBA (Goiânia).[22][23][24] O Vila Nova inclusive utilizou o OBA, seu estádio próprio, na primeira partida da final da competição.[25][26]

Primeira fase[editar | editar código-fonte]

Grupo A[editar | editar código-fonte]

Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG Classificação ou rebaixamento
1 Pernambuco Santa Cruz 37 18 11 4 3 32 16 +16 Classificados à próxima fase
2 Pará Remo 31 18 8 7 3 20 10 +10
3 Goiás Vila Nova 31 18 8 7 3 20 11 +9
4 Pará Paysandu 29 18 8 5 5 25 14 +11
5 Amazonas Manaus 26 18 6 8 4 19 18 +1
6 Bahia Jacuipense 24 18 6 6 6 19 21 –2
7 Ceará Ferroviário 23 18 6 5 7 27 22 +5
8 Paraíba Botafogo-PB 20 18 4 8 6 19 17 +2
9 Paraíba Treze 19 18 4 7 7 19 21 –2 Rebaixados à Série D de 2021
10 Maranhão Imperatriz 1 18 0 1 17 10 60 –50

Confrontos[editar | editar código-fonte]

  BPB FAC IMP JAC MAN PAY REM STC TRE VIL
Botafogo-PB 2–1 7–0 1–1 0–0 1–1 0–0 1–2 1–1 0–0
Ferroviário 2–0 7–0 0–0 1–1 0–2 1–0 1–3 0–1 4–0
Imperatriz 1–2 1–2 1–2 1–2 0–3 0–0 1–6 1–2 1–3
Jacuipense 1–1 0–0 3–1 1–0 0–1 1–2 1–0 3–2 0–3
Manaus 3–2 1–1 1–0 2–1 2–1 0–2 0–0 1–1 1–1
Paysandu 1–0 3–0 6–1 1–2 1–1 2–3 0–0 1–0 0–0
Remo 0–0 2–1 5–0 2–0 1–0 0–0 0–2 1–0 0–0
Santa Cruz 1–0 3–3 2–0 3–3 1–2 2–1 1–0 3–2 2–0
Treze 2–0 0–3 4–1 0–0 1–1 0–1 2–2 0–1 1–1
Vila Nova 0–1 3–0 3–0 1–0 2–1 2–0 0–0 1–0 0–0

Grupo B[editar | editar código-fonte]

Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG Classificação ou rebaixamento
1 Rio Grande do Sul Ypiranga de Erechim 31 18 9 4 5 31 26 +5 Classificados à próxima fase
2 São Paulo Ituano 29 18 8 5 5 28 20 +8
3 Paraná Londrina 29 18 8 5 5 20 16 +4
4 Santa Catarina Brusque 29 18 8 5 5 23 26 –3
5 Minas Gerais Tombense 27 18 7 6 5 21 18 +3
6 Rio de Janeiro Volta Redonda 23 18 5 8 5 31 23 +8
7 Rio Grande do Sul São José-RS 20 18 5 5 8 15 23 –8
8 Santa Catarina Criciúma 19 18 4 7 7 20 25 –5
9 São Paulo São Bento 17 18 3 8 7 13 19 –6 Rebaixados à Série D de 2021
10 Minas Gerais Boa Esporte 15 18 2 9 7 17 23 –6

Confrontos[editar | editar código-fonte]

  BOA BRU CRI ITU LON SBN SJO TOM VRE YPI
Boa Esporte 0–1 2–0 1–2 0–0 0–1 1–0 1–1 2–2 1–1
Brusque 2–2 3–1 2–0 2–1 1–0 0–0 1–0 1–8 2–1
Criciúma 3–1 2–2 0–2 2–1 3–1 2–0 0–1 1–1 4–4
Ituano 4–3 3–1 2–2 1–1 0–0 2–2 3–0 2–0 1–2
Londrina 2–0 2–1 0–0 1–0 1–0 1–0 2–1 1–0 3–2
São Bento 1–1 0–1 0–0 0–3 1–0 2–0 2–2 1–1 1–1
São José-RS 0–0 1–0 2–0 0–1 0–0 1–0 2–2 0–2 2–0
Tombense 1–1 2–0 1–0 0–0 2–1 1–1 4–0 1–0 2–0
Volta Redonda 0–0 2–2 0–0 3–1 2–2 1–1 3–4 2–0 1–2
Ypiranga-RS 2–1 1–1 2–0 2–1 2–1 2–1 3–1 2–0 2–3

Desempenho por rodada[editar | editar código-fonte]

Clubes que lideraram cada grupo ao final de cada rodada:

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18
Grupo A FAC REM STC FAC STC
Grupo B ITU BRU VRE BRU LON YPI

Clubes que ficaram na última posição de cada grupo ao final de cada rodada:

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18
Grupo A BPB JAC TRE IMP
Grupo B TOM SBN BOA SBN BOA SBN BOA SBN BOA

Segunda fase[editar | editar código-fonte]

Grupo C[editar | editar código-fonte]

Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG Classificação ou rebaixamento
1 Goiás Vila Nova 10 6 3 1 2 6 7 –1 Promovido à Série B de 2021 e finalista
2 Santa Catarina Brusque 9 6 2 3 1 9 6 +3 Promovido à Série B de 2021
3 Pernambuco Santa Cruz 8 6 2 2 2 8 7 +1
4 São Paulo Ituano 5 6 1 2 3 7 10 –3

Confrontos[editar | editar código-fonte]

  BRU ITU STC VIL
Brusque 4–2 0–0 0–0
Ituano 1–1 1–2 0–1
Santa Cruz 3–1 1–1 1–2
Vila Nova 0–3 1–2 2–1

Grupo D[editar | editar código-fonte]

Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG Classificação ou rebaixamento
1 Pará Remo 10 6 3 1 2 7 5 +2 Promovido à Série B de 2021 e finalista
2 Paraná Londrina 9 6 2 3 1 7 6 +1 Promovido à Série B de 2021
3 Rio Grande do Sul Ypiranga de Erechim 7 6 2 1 3 8 9 –1
4 Pará Paysandu 7 6 2 1 3 6 8 –2

Confrontos[editar | editar código-fonte]

  LON PAY REM YPI
Londrina 0–0 0–0 1–1
Paysandu 3–2 0–1 2–1
Remo 0–1 3–1 2–1
Ypiranga-RS 2–3 1–0 2–1

Desempenho por rodada[editar | editar código-fonte]

Final[editar | editar código-fonte]

Equipe 1   Total   Equipe 2   1º jogo   2º jogo
Vila Nova Goiás 8–3 Pará Remo 5–1 3–2
Ida[27]
23 de janeiro de 2021 Vila Nova Goiás 5 – 1 Pará Remo Estádio OBA, Goiânia
17:00 (UTC−3)
Talles Gol marcado aos 25 minutos de jogo 25', Gol marcado aos 36 minutos de jogo 36'
Alan Mineiro Gol marcado aos 45+2 minutos de jogo 45+2'
Henan Gol marcado aos 58 minutos de jogo 58', Gol marcado aos 69 minutos de jogo 69'
Relatório Gilberto Alemão Gol marcado aos 9 minutos de jogo 9' Público: Portões fechados
Árbitro: Rio Grande do NorteRN Caio Max Augusto Vieira
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Vila Nova
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Remo
Volta[27]
30 de janeiro de 2021 Remo Pará 2 – 3 Goiás Vila Nova Estádio Mangueirão, Belém
17:00 (UTC−3)
Felipe Gedoz Gol marcado aos 7 minutos de jogo 7'
Lucas Gol marcado aos 35 minutos de jogo 35'
Relatório Alan Mineiro Gol marcado aos 9 minutos de jogo 9'
Mimica Gol contra marcado aos 40 minutos de jogo 40' (g.c.), Gol contra marcado aos 88 minutos de jogo 88' (g.c.)
Público: Portões fechados
Árbitro: Santa CatarinaSC Ramon Abatti Abel
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Remo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Vila Nova

Artilharia[editar | editar código-fonte]

Gols[28] Jogador Equipe
12 Brasil Thiago Alagoano Brusque
11 Brasil Willian Lira Ferroviário
10 Brasil Henan Vila Nova
Brasil Neto Pessoa Ypiranga de Erechim
9 Brasil Nicolas Paysandu
8 Brasil Chiquinho Santa Cruz
Brasil Hamilton Manaus
Brasil João Carlos Volta Redonda

Hat-tricks[editar | editar código-fonte]

Jogador Clube Adversário Placar Data Ref.
Brasil Rubens Tombense São José-RS 4–0 (C) 15 de agosto [29]
Brasil Alef Manga Volta Redonda Brusque 8–1 (F) 28 de novembro [30]

Poker-tricks[editar | editar código-fonte]

Jogador Clube Adversário Placar Data Ref.
Brasil Willian Lira Ferroviário Imperatriz 7–0 (C) 28 de novembro [31]

Premiação[editar | editar código-fonte]

Campeonato Brasileiro 2020
Série C
Goiás
Vila Nova Futebol Clube
Campeão
(3º título)

Mudanças de técnicos[editar | editar código-fonte]

Clube Antecessor Motivo Data Última partida Rod Pos Sucessor Ref.
Paraíba Botafogo-PB Brasil Warley Remanejado 10 de agosto Ferroviário 2–0 Botafogo-PB 10º (Gr. A) Brasil Rogério Zimmermann [32]
Amazonas Manaus Brasil Welington Fajardo Demitido 10 de agosto Manaus 1–1 Vila Nova (Gr. A) Brasil Luizinho Lopes [33][34]
Minas Gerais Boa Esporte Brasil Nedo Xavier Demitido 24 de agosto Boa Esporte 1–1 Ypiranga de Erechim (Gr. B) Brasil Sidney Moraes [35][36]
Minas Gerais Tombense Brasil Eugênio Souza Resignado 1 de setembro Tombense 0–1 Atlético Mineiro[nota 1] (Gr. B) Brasil Julinho Camargo [37][38]
Maranhão Imperatriz Brasil Luís dos Reis Demitido 5 de setembro Imperatriz 1–2 Botafogo-PB (Gr. A) Brasil Estevam Soares [39][40]
Pernambuco Santa Cruz Brasil Itamar Schülle Resignado 8 de setembro Vila Nova 1–0 Santa Cruz (Gr. A) Brasil Marcelo Martelotte [41]
Pará Paysandu Brasil Hélio dos Anjos Resignado 15 de setembro Paysandu 6–1 Imperatriz (Gr. A) Brasil Matheus Costa[nota 2] [44][45]
Paraíba Treze Brasil Moacir Júnior Resignado 19 de setembro Treze 0–0 Jacuipense (Gr. A) Brasil Márcio Fernandes [46][47]
Pará Remo Brasil Mazola Júnior Demitido 21 de setembro Remo 0–0 Botafogo-PB (Gr. A) Brasil Paulo Bonamigo [48][49]
Minas Gerais Boa Esporte Brasil Sidney Moraes Resignado 5 de outubro Boa Esporte 1–1 Tombense 10º (Gr. B) Brasil Ariel Mamede [50][51]
Santa Catarina Criciúma Brasil Roberto Cavalo Demitido 7 de outubro Brusque 3–1 Criciúma (Gr. B) Brasil Itamar Schülle [52][53]
Maranhão Imperatriz Brasil Estevam Soares Resignado 9 de outubro Treze 4–1 Imperatriz 10º (Gr. A) Brasil Charles Guerreiro[nota 3] [57][56]
Pará Paysandu Brasil Matheus Costa Demitido 21 de outubro Paysandu 0–0 Vila Nova 11ª (Gr. A) Brasil João Brigatti[nota 2] [58][59]
Rio de Janeiro Volta Redonda Brasil Luizinho Vieira Resignado 26 de outubro Tombense 1–0 Volta Redonda 11ª (Gr. B) Brasil Neto Colucci [60][61]
Paraíba Botafogo-PB Brasil Rogério Zimmermann Demitido 1 de novembro Botafogo-PB 1–1 Jacuipense 13ª (Gr. A) Brasil Evaristo Piza [62][63]
Rio Grande do Sul Ypiranga de Erechim Brasil Paulo Henrique Marques Resignado 20 de novembro Criciúma 4–4 Ypiranga de Erechim 16ª (Gr. B) Brasil Celso Teixeira [64][65]
Ceará Ferroviário Brasil Marcelo Vilar Demitido 30 de novembro Ferroviário 7–0 Imperatriz 17ª (Gr. A) Brasil Totonho (interino) [66]
Amazonas Manaus Brasil Luizinho Lopes Fim de contrato 1 de dezembro Manaus 0–2 Remo 17ª (Gr. A) Brasil Souza Brito (interino) [67]
Goiás Vila Nova Brasil Bolívar Demitido 15 de dezembro Vila Nova 1–2 Ituano (2F) (Gr. C) Brasil Márcio Fernandes [68][69]
Paraná Londrina Brasil Alemão Demitido 11 de janeiro Londrina 1–1 Ypiranga de Erechim (2F) (Gr. D) Brasil Silvinho [70][71]

Classificação geral[editar | editar código-fonte]

A classificação geral dá prioridade ao clube que avançou mais fases, e ao campeão, mesmo que tenha menor pontuação.

Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG Classificação ou rebaixamento
1 Goiás Vila Nova 47 26 13 8 5 34 21 +13 Promovidos à Série B de 2021
e finalistas
2 Pará Remo 41 26 11 8 7 30 23 +7
3 Paraná Londrina 38 24 10 8 6 27 22 +5 Promovidos à Série B de 2021
e eliminados na segunda fase
4 Santa Catarina Brusque 38 24 10 8 6 32 32 0
5 Pernambuco Santa Cruz 45 24 13 6 5 40 23 +17 Eliminados na segunda fase
6 Rio Grande do Sul Ypiranga de Erechim 38 24 11 5 8 39 35 +4
7 Pará Paysandu 36 24 10 6 8 31 22 +9
8 São Paulo Ituano 34 24 9 7 8 35 30 +5
9 Minas Gerais Tombense 27 18 7 6 5 21 18 +3 Eliminados na primeira fase
10 Amazonas Manaus 26 18 6 8 4 19 18 +1
11 Bahia Jacuipense 24 18 6 6 6 19 21 –2
12 Ceará Ferroviário 23 18 6 5 7 27 22 +5
13 Rio de Janeiro Volta Redonda 23 18 5 8 5 31 23 +8
14 Rio Grande do Sul São José-RS 20 18 5 5 8 15 23 –8
15 Paraíba Botafogo-PB 20 18 4 8 6 19 17 +2
16 Santa Catarina Criciúma 19 18 4 7 7 20 25 –5
17 Paraíba Treze 19 18 4 7 7 19 21 –2 Rebaixados à Série D de 2021
18 São Paulo São Bento 17 18 3 8 7 13 20 –7
19 Minas Gerais Boa Esporte 15 18 2 9 7 17 23 –6
20 Maranhão Imperatriz 1 18 0 1 17 10 60 –50

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas e referências

Notas

  1. Partida válida pelo Campeonato Mineiro.
  2. a b Leandro Niehues comandou o Paysandu interinamente na 7ª e na 12ª rodada.[42][43]
  3. Jairo Nascimento comandou o Imperatriz interinamente na 10ª e na 11ª rodadas e em jogo adiado da 2ª rodada.[54][55][56]

Referências

  1. «CBF publica calendário de 2020 com Datas FIFA livres». CBF. 3 de outubro de 2019. Consultado em 5 de julho de 2020 
  2. «CBF publica calendário revisado da temporada 2020». CBF. 9 de julho de 2020. Consultado em 8 de agosto de 2020 
  3. «Com portões fechados, futebol brasileiro deixa de arrecadar R$ 600 milhões». MKT Esportivo. 7 de novembro de 2020. Consultado em 30 de janeiro de 2021 
  4. «Vila Nova vence Remo de novo e garante tricampeonato da Série C». GloboEsporte.com. 30 de janeiro de 2021. Consultado em 30 de janeiro de 2021 
  5. «Ypiranga-RS e Londrina empatam, e Remo garante volta à Série B após 13 anos». GloboEsporte.com. 10 de janeiro de 2021. Consultado em 10 de janeiro de 2021 
  6. «Vila Nova vence o Ituano fora de casa, garante o acesso e vaga na final da Série C». GloboEsporte.com. 17 de janeiro de 2021. Consultado em 17 de janeiro de 2021 
  7. «Brusque vence o Ituano, garante o acesso e volta à Série B do Brasileiro após 32 anos». GloboEsporte.com. 11 de janeiro de 2021. Consultado em 11 de janeiro de 2021 
  8. «Londrina vence e garante o acesso à Série B 2021. Remo está na final da Série C». GloboEsporte.com. 16 de janeiro de 2021. Consultado em 16 de janeiro de 2021 
  9. «Botafogo-PB massacra o Imperatriz, respira na Série C e rebaixa time maranhense». GloboEsporte.com. 7 de novembro de 2020. Consultado em 7 de novembro de 2020 
  10. «Boa Esporte perde em casa para o São Bento e está rebaixado para a Série D». GloboEsporte.com. 28 de novembro de 2020. Consultado em 28 de novembro de 2020 
  11. «Botafogo-PB empata com o Treze, escapa da queda e rebaixa rival para a Série D». GloboEsporte.com. 5 de dezembro de 2020. Consultado em 5 de dezembro de 2020 
  12. «Ituano vence, se classifica e rebaixa o São Bento na Série C». GloboEsporte.com. 5 de dezembro de 2020. Consultado em 5 de dezembro de 2020 
  13. a b «Regulamento específico da competição – Campeonato Brasileiro Série C de 2020» (PDF). CBF. 3 de março de 2020. Consultado em 8 de agosto de 2020 
  14. «Com mudança no regulamento, CBF divulga tabela do Brasileiro Série C». CBF. 2 de março de 2020. Consultado em 2 de março de 2020 
  15. «Com grupos definidos, CBF muda formato da Série C: sai mata-mata e entram quadrangulares». GloboEsporte.com. 2 de março de 2020. Consultado em 8 de agosto de 2020 
  16. «CNEF Cadastro Nacional de Estádios de Futebol» (PDF). CBF. 18 de janeiro de 2016. Consultado em 12 de novembro de 2017 
  17. «CBF mantém jogo entre Treze e Imperatriz pela Série C e FPF busca novas datas para final do estadual». GloboEsporte.com. 6 de agosto de 2020. Consultado em 6 de agosto de 2020 
  18. «Mudança: Volta Redonda x Ituano, pela Série C, será no Luso-Brasileiro». GloboEsporte.com. 13 de agosto de 2020. Consultado em 13 de agosto de 2020 
  19. «Mazola vê queda de intensidade, mas se defende de baixo volume de jogo: "Não vim dar espetáculo"». GloboEsporte.com. 13 de agosto de 2020. Consultado em 14 de agosto de 2020 
  20. «Curtinhas: Luiz César de Oliveira Magalhães apita Jacuipense-BA x Manaus, pela Série C». GloboEsporte.com. 19 de agosto de 2020. Consultado em 21 de agosto de 2020 
  21. «Vila Nova solicita mudança e fará último jogo da primeira fase da Série C no Estádio Olímpico». GloboEsporte.com. 26 de novembro de 2020. Consultado em 26 de novembro de 2020 
  22. «Ituano e São Bento têm locais de estreia na Série C alterados». Gazeta do Futebol. 31 de julho de 2020. Consultado em 1 de agosto de 2020 
  23. «Vila Nova detecta um jogador com Covid-19 antes do jogo contra o Paysandu, neste sábado». GloboEsporte.com. 14 de agosto de 2020. Consultado em 14 de agosto de 2020 
  24. «Ferroviário recebe o Santa Cruz no Domingão em busca de retornar à liderança da Série C». GloboEsporte.com. 4 de outubro de 2020. Consultado em 5 de outubro de 2020 
  25. «Vila Nova atropela o Remo e se aproxima do tricampeonato da Série C». GloboEsporte.com. 23 de janeiro de 2021. Consultado em 23 de janeiro de 2021 
  26. MONTEIRO, Vitor (23 de janeiro de 2021). «De virada, Vila Nova massacra Remo e se aproxima do tricampeonato da Série C». esportegoiano.com.br. Consultado em 23 de janeiro de 2021 
  27. a b «Tabela detalhada da final da Série C entre Vila Nova e Remo». CBF. 18 de janeiro de 2021. Consultado em 19 de janeiro de 2021 
  28. «CAMPEONATO BRASILEIRO DE FUTEBOL - SÉRIE C - 2020 - ESTATÍSTICAS - Artilharia». CBF. Consultado em 23 de janeiro de 2021 
  29. «Rubens decide de novo, Tombense goleia o São José-RS e se recupera na Série C». GloboEsporte.com. 15 de agosto de 2020. Consultado em 15 de agosto de 2020 
  30. «Anotou a placa? Volta Redonda atropela o Brusque e garante permanência na Série C». GloboEsporte.com. 28 de novembro de 2020. Consultado em 28 de novembro de 2020 
  31. «Anotou a placa? Ferroviário trucida Imperatriz e assegura permanência na Série C do Brasileirão». GloboEsporte.com. 28 de novembro de 2020. Consultado em 28 de novembro de 2020 
  32. «Botafogo-PB anuncia Rogério Zimmermann como o seu novo treinador». GloboEsporte.com. 10 de agosto de 2020. Consultado em 10 de agosto de 2020 
  33. «Criticado pela diretoria após empate na Série C, Welington Fajardo deixa o Manaus». GloboEsporte.com. 10 de agosto de 2020. Consultado em 10 de agosto de 2020 
  34. «Manaus FC anuncia Luizinho Lopes, ex-Uberlândia, como novo técnico para a Série C do Brasileiro». GloboEsporte.com. 12 de agosto de 2020. Consultado em 12 de agosto de 2020 
  35. «Após mais um tropeço em casa na Série C, Nedo Xavier deixa o comando do Boa Esporte». GloboEsporte.com. 24 de agosto de 2020. Consultado em 24 de agosto de 2020 
  36. «Boa Esporte age rápido e anuncia técnico Sidney Moraes para o lugar de Nedo Xavier». GloboEsporte.com. 24 de agosto de 2020. Consultado em 24 de agosto de 2020 
  37. «Melhor técnico do Mineiro, Eugênio Souza se desliga do Tombense». GloboEsporte.com. 1 de setembro de 2020. Consultado em 1 de setembro de 2020 
  38. «Tombense acerta com Julinho Camargo para a sequência da Série C do Campeonato Brasileiro». GloboEsporte.com. 1 de setembro de 2020. Consultado em 2 de setembro de 2020 
  39. «Imperatriz decide rescindir com o técnico Luís dos Reis». GloboEsporte.com. 5 de setembro de 2020. Consultado em 5 de setembro de 2020 
  40. «Imperatriz acerta a contratação do técnico Estevam Soares». GloboEsporte.com. 7 de setembro de 2020. Consultado em 7 de setembro de 2020 
  41. «Itamar Schülle recebe proposta e deixa o comando do Santa Cruz». GloboEsporte.com. 8 de setembro de 2020. Consultado em 8 de setembro de 2020 
  42. «Interino, Niehues afirma que teve autonomia para montar Paysandu contra o Ferrão e exalta Costa». GloboEsporte.com. 20 de setembro de 2020. Consultado em 21 de setembro de 2020 
  43. «Treze x Paysandu: confira onde acompanhar, prováveis escalações, desfalques e arbitragem». GloboEsporte.com. 24 de outubro de 2020. Consultado em 24 de outubro de 2020 
  44. «Hélio dos Anjos entrega o cargo e não é mais técnico do Paysandu». GloboEsporte.com. 15 de setembro de 2020. Consultado em 15 de setembro de 2020 
  45. «Novo comandante: Papão anuncia a contratação de técnico de 33 anos, ex-Paraná e Confiança». GloboEsporte.com. 18 de setembro de 2020. Consultado em 18 de setembro de 2020 
  46. «Treinador entrega cargo no Treze sem vencer um jogo na Série C». Paraíba Online. 19 de setembro de 2020. Consultado em 21 de setembro de 2020 
  47. «Nem Fajardo, nem Pugliese: Treze anuncia Márcio Fernandes como novo técnico para a Série C». GloboEsporte.com. 21 de setembro de 2020. Consultado em 21 de setembro de 2020 
  48. «Não resistiu: após sete jogos sem vitórias, Mazola Jr. é demitido do comando técnico do Remo». GloboEsporte.com. 21 de setembro de 2020. Consultado em 21 de setembro de 2020 
  49. «Remo age rápido e anuncia Paulo Bonamigo como técnico na vaga de Mazola Júnior». GloboEsporte.com. 21 de setembro de 2020. Consultado em 21 de setembro de 2020 
  50. «Sidney Moraes deixa o comando do Boa Esporte após seis jogos e nenhuma vitória na Série C». GloboEsporte.com. 5 de outubro de 2020. Consultado em 5 de outubro de 2020 
  51. «Boa Esporte anuncia jovem treinador Ariel Mamede, de 31 anos, para sequência da Série C». GloboEsporte.com. 6 de outubro de 2020. Consultado em 6 de outubro de 2020 
  52. «Roberto Cavalo é demitido do comando do Criciúma». GloboEsporte.com. 7 de outubro de 2020. Consultado em 10 de outubro de 2020 
  53. «Itamar Schülle assume o Criciúma após demissão de Roberto Cavalo». GloboEsporte.com. 8 de outubro de 2020. Consultado em 8 de outubro de 2020 
  54. «Imperatriz perde por 2 a 1 para o Treze-PB e segue sem vencer na Série C». O Imparcial. 11 de outubro de 2020. Consultado em 11 de outubro de 2020 
  55. «Imperatriz leva virada do Jacuipense e sofre nona derrota consecutiva na Série C». Imirante. 14 de outubro de 2020. Consultado em 15 de outubro de 2020 
  56. a b «Imperatriz anuncia Charles Guerreiro como novo técnico para o restante da Série C». GloboEsporte.com. 18 de outubro de 2020. Consultado em 18 de outubro de 2020 
  57. «Estevam Soares pede demissão e Imperatriz tem mudança na direção de futebol». GloboEsporte.com. 9 de outubro de 2020. Consultado em 9 de outubro de 2020 
  58. «Matheus Costa não é mais técnico do Paysandu». GloboEsporte.com. 21 de outubro de 2020. Consultado em 21 de outubro de 2020 
  59. «Horas após Brigatti confirmar negociação, Paysandu anuncia retorno do treinador ao clube». GloboEsporte.com. 24 de outubro de 2020. Consultado em 24 de outubro de 2020 
  60. «Luizinho Vieira pede demissão e não é mais o técnico do Volta Redonda». GloboEsporte.com. 26 de outubro de 2020. Consultado em 26 de outubro de 2020 
  61. «Voltaço anuncia retorno de Neto Colucci». Diário do Vale. 26 de outubro de 2020. Consultado em 26 de outubro de 2020 
  62. «Rogério Zimmermann não é mais técnico do Botafogo-PB, e nova diretoria já procura substituto». GloboEsporte.com. 1 de novembro de 2020. Consultado em 2 de novembro de 2020 
  63. «Botafogo-PB aposta no retorno de Evaristo Piza para tentar salvar o time do rebaixamento na Série C». GloboEsporte.com. 2 de novembro de 2020. Consultado em 2 de novembro de 2020 
  64. «Comunicado oficial». Twitter. 20 de novembro de 2020. Consultado em 23 de novembro de 2020 
  65. «Atlético-PB perde Celso Teixeira para o Ypiranga-RS, e já anuncia Oliveira Canindé como substituto». GloboEsporte.com. 23 de novembro de 2020. Consultado em 23 de novembro de 2020 
  66. «A um jogo do fim da Série C, Ferroviário demite técnico Marcelo Vilar e diretor executivo». GloboEsporte.com. 30 de novembro de 2020. Consultado em 30 de novembro de 2020 
  67. «Contrato é encerrado, e Manaus FC decide por desligamento de treinador Luizinho Lopes». GloboEsporte.com. 1 de dezembro de 2020. Consultado em 1 de dezembro de 2020 
  68. «Vila Nova demite técnico Bolívar depois da derrota para o Ituano». GloboEsporte.com. 15 de dezembro de 2020. Consultado em 15 de dezembro de 2020 
  69. «Vila Nova contrata técnico Márcio Fernandes, campeão da Série C em 2015». GloboEsporte.com. 16 de dezembro de 2020. Consultado em 16 de dezembro de 2020 
  70. «Londrina demite o técnico Alemão após o empate com o Ypiranga-RS». GloboEsporte.com. 11 de janeiro de 2021. Consultado em 13 de janeiro de 2021 
  71. «Londrina anuncia ex-auxiliar para comandar o time em decisão pela Série C». GloboEsporte.com. 11 de janeiro de 2021. Consultado em 13 de janeiro de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]