Estádio Heriberto Hülse

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Heriberto Hülse
Estádio Heriberto Hulse.jpg
Nomes
Nome Estádio Heriberto Hülse
Apelido Majestoso
Características
Local Criciúma, Santa Catarina
Gramado Grama natural (105 x 68 m[1] )
Capacidade 19.000 espectadores[2]
Construção
Data 1955
Inauguração
Data 16 de Outubro de 1955
Partida inaugural 16 de outubro de 1955 (Comerciário 0x1 Imbituba)
Primeiro gol Valdo (Imbituba)
Recordes
Público recorde 31.123 espectadores[3]
Data recorde 6 de agosto de 1995
Partida com mais público Criciúma 1 - 0 Chapecoense
Outras informações
Remodelado 1992 - para disputa da Copa Libertadores da América de 1992
Expandido 1992 - 25.000 espectadores
Proprietário Criciúma Esporte Clube
Administrador Criciúma Esporte Clube
Mandante Criciúma Esporte Clube

O Estádio Heriberto Hülse, apelidado de Majestoso, é um estádio de futebol localizado na cidade de Criciúma, estado de Santa Catarina.

O estádio[editar | editar código-fonte]

O estádio do Criciúma Esporte Clube, um dos principais do estado de Santa Catarina, já abrigou competições de nível internacional como a Copa Libertadores da América, época na qual foi completamente adaptado para competição, destaque entre os principais estádios do estado, é o único completamente coberto.

O proprietário do estádio é o Criciúma Esporte Clube, que até 1978 era conhecido como Comerciário Esporte Clube, ano que veio através de assembléia dos conselheiros do Comerciário Esporte Clube aprovar a mudança de nome.

O estádio atualmente tem capacidade para 19.000 torcedores, pois a capacidade foi adequada para cumprir as normas do Estatuto do Torcedor.

O maior publico registrado foi em 6 de agosto de 1995 no jogo Criciúma 1 x 0 Chapecoense pelo campeonato catarinense. O jogo teve um público de 31.123[4] presentes e uma renda de R$1.499.815,00.

O nome do estádio é uma homenagem ao ex-governador do estado de Santa Catarina, Heriberto Hülse, por ser uma figura política que representou o sul Catarinense, onde se situa a cidade de Criciúma e por vez o Majestoso.

A estrutura[editar | editar código-fonte]

Atualmente o estádio Heriberto Hülse conta com:

  • 100% das arquibancadas cobertas.
  • Sistema de câmeras de vigilância.
  • Duas ambulâncias de pronto atendimento.
  • Camarotes e área de cobertura da imprensa recém construidos com padrões modernos a nível de grandes estádios brasileiros.
  • Bares e banheiros masculinos e femininos inclusive no setor visitante.
  • Placar eletrônico.
  • Fosso de proteção para evitar invasão ao gramado.
  • Academia e piscina para utilização dos jogadores do clube.
  • Alojamento para a concentração do elenco e para abrigar as categorias de base.
  • Sala de troféus com vitrine.
  • Seis torres de iluminação mais quatro estruturas de iluminação abaixo delas.
  • Elevador panorâmico de acesso à tribuna de honra e camarotes.
  • Salas e dependências da diretoria.
  • Restaurante.
  • Estacionamento.
  • Acoplado ao Heriberto Hülse encontra-se o Ginásio Colombo Machado Salles, que já foi utilizado para jogos de futsal. Com a extinção da categoria de futsal no clube, foi instalado grama sintética, para treino do elenco em dias chuvosos.

Em 2011 a diretoria do Criciúma Esporte Clube lançou a nova loja Tigre Maníacos, anexo ao estádio, onde será vendido produtos do clube e também projeta lançar um museu contando toda a história do estádio e do clube.

Jogos importantes[editar | editar código-fonte]

Em 1991 o Heriberto Hülse foi palco da decisão da Copa do Brasil, entre Criciúma x Grêmio, com o empate de 0x0, o Tigre se consagrou campeão do Brasil dentro do Majestoso.

No ano seguinte, 1992, o estádio foi completamente reformado para atender as exigências da FIFA, pois o Criciúma iria jogar a Taça Libertadores da América daquele ano.

Esse campeonato recebeu o grande confronto brasileiro da competição entre Criciúma x São Paulo, os únicos representantes brasileiros na corrida pelo título das Américas, o Campeão Brasileiro de 1991 x o Campeão da Copa do Brasil de 1991, onde dentro do Majestoso o Tigre venceu o tricolor paulista por 3x0 e na segunda fase da competição foi eliminado pelo mesmo também dentro do Heriberto Hülse pelo empate de 1x1.

O Heriberto Hülse tem como seu público recorde o número de 31.123 espectadores para a final do Campeonato Catarinense de Futebol de 1995, desta vez o visitante foi o time da Chapecoense, o jogo foi para a prorrogação e no final com o placar de 1x0 para o Tigre que assim se tornou campeão mais uma vez dentro do Majestoso.

Em 2002 novamente o Majestoso foi palco de uma final de campeonato nacional, desta vez a decisão do Brasileiro Série B 2002 entre Criciúma x Fortaleza.

Chovia muito no dia, o estádio estava lotado, o jogo foi emocionante e não havia momento melhor para que o Criciúma levantasse a taça de Campeão Brasileiro dentro do Heriberto Hülse vencendo o Fortaleza pelo placar de 4x1.

Este estádio também é palco da maior goleada do Campeonato Brasileiro de Futebol de 2004, onde o Tigre massacrou de virada o time do Goiás pelo placar de 7x2.

No dia 23 de outubro de 2010, o Majestoso vibrou com mais de 19.000 espectadores para prestigiar a promoção do Criciúma Esporte Clube a segunda divisão nacional vencendo o Macaé do Rio de Janeiro pelo placar de 2x0.

Episódios marcantes[editar | editar código-fonte]

Em 2008, em uma partida válida pelo Campeonato Catarinense de Futebol, a torcida do Avaí Futebol Clube conseguiu entrar no estádio com uma bomba caseira. Próximo ao final da partida, ela foi arremessada contra a torcida tricolor, em meio a tantos civis, ela foi parar próxima de um senhor muito debilitado pela idade, o aposentado e fanático torcedor do Tigre, Ivo Costa ou carinhosamente chamado pela torcida de Seu Ivo.[5] . O artefato foi parar próximo de Seu Ivo, que teve como única opção afastar com as próprias mãos, sem tempo suficiente acabou explodindo ao seu lado, ocasionando a perda de sua mão direita. Ivo veio a falecer em 2010, por causas naturais.

Outro episódio que marcou o Heriberto Hülse foi um vendaval que atingiu Criciúma em 2009 e danificou parte da cobertura do estádio. Tempos depois, a área atingida foi reparada e, com isto, o estádio voltou a ser 100% coberto.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Estádio Serra Dourada
Goiânia
Copa do Brasil de Futebol
Final

1991
Sucedido por
Estádio Beira-Rio
Porto Alegre
Ícone de esboço Este artigo sobre estádios de futebol do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.