Sistema Brasileiro de Classificação de Estádios

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O Sistema Brasileiro de Classificação de Estádios (Sisbrace) é o órgão ligado ao Ministério do Esporte que avalia as condições dos estádios brasileiros pautado no Estatuto do torcedor. O sistema varia com uma nota de uma bola até cinco bolas, sendo uma a pior nota. Cada estádio é avaliado em 3 áreas: Segurança, Conforto e Acessibilidade e Higiene. Foi fundado em 28 de janeiro de 2016 na cidade de São Paulo.[1]

Lista de Estádios com classificação 5[editar | editar código-fonte]

Apenas 13 estádios receberam a nota máxima na 1º avaliação publicada em 2016[2].

Estádio Cidade UF Segurança Conforto e Acessibilidade Higiene Capacidade
Allianz Parque São Paulo SP 5 4 4 43.713
Arena Corinthians São Paulo SP 5 4 4 49.205
Arena da Amazônia Manaus AM 5 4 4 40.549
Arena do Grêmio Porto Alegre RS 5 4 5 60.540
Arena Pernambuco São Lourenço da Mata PE 5 4 5 46.154
Governador Magalhães Pinto Belo Horizonte MG 5 4 5 62.547
Governador Plácido Castelo Fortaleza CE 5 4 5 67.037
Joaquim Américo Guimarães Curitiba PR 5 4 5 42.370
Jornalista Mário Filho Rio de Janeiro RJ 5 4 5 78.838
José Pinheiro Borda Porto Alegre RS 5 4 4 51.200
Arena das Dunas Natal RN 5 5 5 45.000
Nacional Mané Garrincha Brasília DF 5 4 4 71.400
Octávio Mangabeira Salvador BA 5 4 4 51.708

Referências

  1. «Ministério do Esporte lança em São Paulo o Sistema Brasileiro de Classificação de Estádios». Ministério do Esporte. 28 de janeiro de 2016. Consultado em 29 de janeiro de 2016 
  2. «Guia de Classificação dos Estádios» (PDF). www.esporte.gov.br. 2016. Consultado em 15 de janeiro de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre estádios de futebol do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.