Arena das Dunas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Arena das Dunas
Sisbrace: Star full.svg Star full.svg Star full.svg Star full.svg Star full.svg[1]
Logomarca da Arena das Dunas.jpg
Natal, Brazil - Arena das Dunas.jpg
Vista aérea do complexo, em partida inaugural.
Nome Arena das Dunas
Características
Local Avenida Prudente de Morais, 5121 (Lagoa Nova), Natal, RN, Brasil[2]
Gramado Grama natural[3][4][5] (105 x 68 m)
Capacidade 31 375 espectadores[6][7]
Construção
Data 15 de agosto de 2011 a 19 de janeiro de 2014[8]
Custo R$ 423 milhões[9]
Inauguração
Data 22 de janeiro de 2014 (5 anos) (oficial)
26 de janeiro de 2014 (1ª partida)[10]
Partida inaugural América-RN 2 – 0 Confiança-SE[11]
Primeiro gol Adalberto - América de Natal
Recordes
Público recorde 39 760 pessoas [12]
Data recorde 16 de junho de 2014
Partida com mais público Gana Flag of Ghana.svg 1 - 2 Flag of the United States.svg Estados Unidos
Outras informações
Competições Brasil Campeonato Brasileiro Série D
Rio Grande do Norte Campeonato Potiguar
Brasil Copa do Brasil
Brasil Copa do Mundo FIFA 2014
BandeirasNordesteBrasil.gif Copa do Nordeste
Rússia Eliminatórias Copa do Mundo de 2018
Proprietário OAS Engenharia / Governo do RN[13]
Administrador Arena das Dunas Concessão e Eventos S/A[13]
Arquiteto Projeto básico: Populous / Coutinho, Diegues e Cordeiro Arquitetos[14]
Projeto executivo: Grupo Stadia[13]
Mandante América de Natal, ABC, Alecrim

Arena das Dunas (ou Arena Marinho Chagas)[15][16][17] é um estádio multiúso localizado na cidade de Natal, no estado brasileiro do Rio Grande do Norte. Além de partidas de futebol, o complexo tem a capacidade de abrigar eventos de grande porte, exposições e lojas comerciais. A estrutura foi inaugurada em 22 de janeiro de 2014,[18] depois de 29 meses de obras, no lugar do Estádio João Machado.[19] É gerenciada pela OAS Arenas.

Localizada no bairro de Lagoa Nova, entre a BR-101 e a Av. Prudente de Morais, duas importantes artérias viárias da cidade, a arena foi viabilizada através de uma parceria público-privada entre a OAS Engenharia e o governo do estado, tendo a finalidade precípua de sustentar a candidatura da capital potiguar para a Copa do Mundo FIFA de 2014, de onde recebeu quatro partidas do evento mundial.

Posteriormente projetada para ter uso variado, se viabilizando financeiramente, o complexo tem a capacidade de 31.375 espectadores. Durante a Copa do Mundo, a arena contou com arquibancadas flexíveis, que permitiu a expansão para 42 mil assentos.[20] A arquitetura do estádio, inspirada nas dunas do Rio Grande do Norte, foi projetada pela empresa estadunidense Populous.[21]

Histórico[editar | editar código-fonte]

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Em 2007, quando o Brasil foi definido como sede da Copa do Mundo FIFA de 2014, Natal se lançou como candidata a uma das sedes do evento. Inicialmente, foi apresentado um projeto chamado "Estádio Estrela dos Reis Magos", que seria localizado no município de Parnamirim, na Região Metropolitana de Natal, com arquitetura inspirada no Forte dos Reis Magos e capacidade inicial para 45.000 pessoas, preservando assim o Estádio João Machado (Machadão) na capital. Contudo, meses depois, o Governo do Estado lança um novo projeto para viabilizar fortemente a candidatura da cidade na Copa do Mundo. Projetado pela norte-americana Populous, o complexo trouxe um novo projeto com um novo desenho, com capacidade para 32.000 espectadores, inspirado nas dunas do Rio Grande do Norte, incluindo ainda a construção de um novo centro administrativo, edifícios comerciais e uma lagoa. Para isso, seriam demolidos, além do Machadão, o Ginásio Humberto Nesi (Machadinho), Kartódromo de Natal, centro administrativo e o Presépio de Natal.

Viabilização do estádio[editar | editar código-fonte]

Apesar do novo projeto, o governo do estado encontrou dificuldades na viabilização da arena, com duas licitações desertas.[22] O governo, então, criou o "Fundo Garantidor da PPP Arena as Dunas", para ser avalista da concessionária no empréstimo que esta iria tomar junto ao BNDES. Nesse fundo, compõe R$ 70 milhões da arrecadação prevista dos royalties, pagos ao Estado pela Petrobras, e diversos imóveis públicos de propriedade do Governo, incluindo a área do Parque de Exposições Aristofanes Fernandes.[23]

Somente na terceira tentativa de licitação, concluída em 11 de março de 2011, é que uma empresa interessada no projeto ganhou o certame: Grupo OAS. A Arena das Dunas foi a última, dos doze estádios da Copa do Mundo, a ter a suas obras iniciadas, em 15 agosto de 2011, pelo Consórcio Arena Natal. Depois da confirmação como sede da copa, o governo estadual descartou a construção do complexo de edifícios ao redor da Arena, sendo demolidos somente o Machadão, Machadinho e o kartódromo.

Presidente Dilma Rousseff na cerimônia de inauguração do estádio, em 22 de janeiro de 2014

Custo[editar | editar código-fonte]

Nos primeiros onze anos de funcionamento do estádio, o governo do estado pagará R$ 10 milhões/mês a concessionária. Do décimo segundo ano até o décimo quarto ano, o valor cairá para R$ 2,7 milhões/mês. Nos três últimos anos do contrato de financiamento, o Governo pagará prestações mensais de R$ 90 mil. A receita gerada pelo estádio será repartida entre a construtora e o governo do estado.[24] Caso haja prejuízo, contudo, o governo pagará a diferença restante até se chegar em um lucro mínimo estipulado em contrato.[25]

Ao final da concessão, o Governo do RN terá pago a concessionária aproximadamente 1,3 bilhão de reais, valor equivalente a três estádios.[26][27]

Inauguração[editar | editar código-fonte]

Partida inaugural.

Com a previsão de inauguração em 31 de dezembro de 2013, o estádio foi inaugurado 22 dias depois, em 22 de janeiro do ano seguinte, em solenidade com participação da presidente Dilma Rousseff e do secretário-geral da FIFA, Jérôme Valcke. A primeira partida de futebol foi realizada em 26 de janeiro do mesmo ano, em uma rodada dupla entre América-RN (2) e Confiança (0), pela Copa do Nordeste; e ABC (2) e Alecrim (0), pelo Campeonato Potiguar.

Com 31.375 assentos, a arena recebeu mais 11.744 cadeiras adicionais durante a Copa do Mundo FIFA de 2014, totalizando mais de 42 mil assentos durante o evento.[28]

O estádio conta com uma área externa de 22.000 m² com capacidade para até 30.000 pessoas,[29], estacionamento externo de 2.000 vagas e interno com 557 vagas.[30]

Escândalos de corrupção[editar | editar código-fonte]

A construção do estádio está envolvida em diversas polêmicas.

De acordo com a Polícia Federal, em agosto de 2017, através do inquérito 4141 do Supremo Tribunal Federal, instaurado para apurar eventual participação de recebimento de vantagens indevidas por parte de um senador da República, o senador José Agripino Maia teria recebido 2 milhões de reais da empresa OAS para facilitar a liberação de recursos através do BNDES.[31]

Em novembro de 2017 a Procuradoria da República no Rio Grande do Norte denunciou os ex-presidentes da Câmara dos Deputados Henrique Eduardo Alves e Eduardo Cunha pelos crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa por supostas fraudes em torno de 77 milhões de reais na construção da Arena das Dunas.[32] Henrique Eduardo Alves já havia sido preso preventivamente pela suspeita de envolvimento no esquema de sobrepreço em junho de 2017.[33]

Avanço da obra[editar | editar código-fonte]

Prêmios e Indicações[editar | editar código-fonte]

A cor azul dos assentos do Arena das Dunas é inspirada no litoral do Rio Grande do Norte.[34] Acima, setor de camarotes.

O estádio venceu o 6º Prêmio de Arquitetura Corporativa na categoria Obra Pública e o prêmio Master (geral). É tido como o mais importante da categoria na América.[35] É também, segundo a revista Veja, o estádio mais "verde" e "sustentável" entre os projetados para a Copa.[36][37]

Em maio de 2015, o estádio foi anunciado como indicado ao prêmio "The Stadium Business" na categoria “sustentável”.[38]

Copa do Mundo FIFA de 2014[editar | editar código-fonte]

Após a Copa do Mundo, sem as estruturas de arquibancadas flexíveis

A Arena das Dunas recebeu quatro jogos da Copa do Mundo FIFA de 2014, sendo todos da fase inicial do torneio. Natal se despediu da Copa do Mundo com o clássico mundial entre Itália e Uruguai, vencido pelos uruguaios e que garantiram a classificação às oitavas de final da Celeste Olímpica.

Data Horário
(UTC−3)
Equipe #1 Placar Equipe #2 Rodada Público
13 de junho 13:00 México Flag of Mexico.svg 1 – 0 Flag of Cameroon.svg Camarões Grupo A 39 216
16 de junho 19:00 Gana Flag of Ghana.svg 1 – 2 Flag of the United States.svg Estados Unidos Grupo G 39 760
19 de junho 19:00 Japão Flag of Japan.svg 0 – 0 Grécia Grécia Grupo C 39 485
24 de junho 13:00 Itália Flag of Italy.svg 0 – 1 Flag of Uruguay.svg Uruguai Grupo D 39 706

Torneio Internacional de Natal de 2015[editar | editar código-fonte]

Em dezembro de 2015 recebeu todos os jogos do Torneio Internacional de Futebol Feminino no qual participaram as seleções femininas do Brasil, Canadá, México e Trinidad e Tobago.

Data Horário
(UTC−3)
Equipe #1 Placar Equipe #2 Rodada Público
9 de dezembro 18:15 Canadá Flag of Canada.svg 3 – 0 Flag of Mexico.svg México Primeira fase 4 318
9 de dezembro 20:45 Brasil Flag of Brazil.svg 11 – 0 Trinidad e Tobago Trinidad e Tobago Primeira fase
13 de dezembro 16:00 México Flag of Mexico.svg 0 – 6 Flag of Brazil.svg Brasil Primeira fase 6 791
13 de dezembro 18:30 Trinidad e Tobago Trinidad e Tobago 0 – 4 Flag of Canada.svg Canadá Primeira fase
16 de dezembro 18:15 Trinidad e Tobago Trinidad e Tobago 0 – 3 Flag of Mexico.svg México Primeira fase 6 632
16 de dezembro 20:45 Brasil Flag of Brazil.svg 2 – 1 Flag of Canada.svg Canadá Primeira fase
20 de dezembro 16:00 México Flag of Mexico.svg 2 – 1 Trinidad e Tobago Trinidad e Tobago Terceiro lugar 10 643
20 de dezembro 18:30 Brasil Flag of Brazil.svg 3 – 1 Flag of Canada.svg Canadá Final

Maiores públicos[editar | editar código-fonte]

Esses são os dez maiores públicos da Arena das Dunas (após a redução de capacidade em decorrência da Copa do Mundo FIFA de 2014):

Público Mandante Placar Visitante Competição Data Rodada Ref
1 30 575 América de Natal Rio Grande do Norte 0–1 Rio de Janeiro Flamengo Copa do Brasil 2014 1 de outubro de 2014 Quartas de final [39]
2 30 087 Brasil Brasil 5–0 Flag of Bolivia.svg Bolívia Elim. Copa do Mundo 2018 6 de outubro de 2016 9ª rodada [40]
3 28 200 ABC Rio Grande do Norte 2–1 Rio de Janeiro Vasco da Gama Copa do Brasil 2014 2 de setembro de 2014 Oitavas de final [41]
4 27 044 ABC Rio Grande do Norte 1–2 Rio de Janeiro Vasco da Gama Brasileiro 2014 Série B 9 de agosto de 2014 15ª rodada [42]
5 25 946 Flamengo Rio de Janeiro 1–2 Rio de Janeiro Fluminense Brasileiro 2016 Série A 26 de junho de 2016 11ª rodada [43]
6 25 502 América de Natal Rio Grande do Norte 0–3 Rio de Janeiro Fluminense Copa do Brasil 2014 6 de agosto de 2014 Terceira fase [44]
7 22 825 Flamengo Rio de Janeiro 3–0 Santa Catarina Avaí Brasileiro 2015 Série A 2 de setembro de 2015 22ª rodada [45]
8 21 491 América de Natal  2–1  ABC Potiguar 2019 24 de abril de 2019 Final (Jogo de volta) [46]
9 19 449 América de Natal  0–0 Bandeira de Ceará-Mirim (RN).png Globo Potiguar 2014 30 de abril de 2014 Final (Jogo de volta) [47]
10 18 739 América de Natal  1–2  ABC Potiguar 2019 20 de fevereiro de 2019 Final 1ª Fase [48]

* Todos esses dados estão devidamente referenciados

Clássico Rei[editar | editar código-fonte]

Esses são os públicos pagantes do Clássico Rei em jogos oficiais no Arena das Dunas.

Público Mandante Placar Visitante Competição Data Rodada Ref
1 21 491 América de Natal  2–1  ABC Potiguar de 2019 24 de abril de 2019 Final (Jogo de volta) [49]
2 18.739 América de Natal  1–2  ABC Potiguar de 2019 20 de fevereiro de 2019 Final da 1ª Fase [50]
3 12.679 América de Natal  3–3  ABC Potiguar de 2016 1 de maio de 2016 Final (Jogo de Ida) [51]
4 10.888 ABC  0–1  América de Natal Potiguar de 2014 6 de abril de 2014 13ª do 2º Turno [52]
5 10.178 América de Natal  3–2  ABC 23 de fevereiro de 2014 5ª do 1º Turno [53]
6 9.826 América de Natal  0–2  ABC Potiguar de 2015 19 de abril de 2015 6ª da 2ª Fase [54]
7 9.248 América de Natal  0–2  ABC Brasileiro 2014 Série B 3 de maio de 2014 3ª do 1º Turno [55]
8 9.080 América de Natal  3–0  ABC Potiguar de 2018 27 de janeiro de 2018 4ª da 1ª Fase [56]
9 8.953 ABC  0–0  América de Natal Brasileiro 2014 Série B 13 de setembro de 2014 22ª do 2º Turno [57]
10 8.692 América de Natal  0–2  ABC Potiguar de 2016 31 de janeiro de 2016 3ª da 1ª Fase [58]
11 7.961 América de Natal  1–1  ABC Potiguar de 2015 29 de abril de 2015 Final (Jogo de Ida) [59]
12 7.830 América de Natal  3–0  ABC Potiguar de 2019 10 de março de 2019 11ª da 2ª Fase [60]
13 6.040 América de Natal  1–0  ABC Brasileiro 2016 Série C 22 de maio de 2016 1ª da 1ª Fase [61]
14 3.571 América de Natal  0–1  ABC Potiguar de 2017 22 de janeiro de 2017 3ª da 1ª Fase [62]

Referências

  1. «Classificação de estádios de futebol (Sisbrace)». Ministério dos Esportes. 25 de fevereiro de 2017 
  2. Jornal de Hoje - Corpo de Bombeiros libera o atestado de vistoria para o estádio Arena das Dunas
  3. Nominuto - Arena das Dunas: cuidados especiais com gramado, vestiários e iluminação
  4. Portal Brasil - Arena das Dunas será inaugurada nesta quarta (22)
  5. «SuperEsportes - Bem na estreia, mas e depois?». Consultado em 28 de janeiro de 2014. Arquivado do original em 19 de fevereiro de 2014 
  6. «Arena das Dunas - Natal». FIFA. Consultado em 17 de junho de 2013. Arquivado do original em 22 de junho de 2013 
  7. OAS Arena das Dunas
  8. Globo Esporte - Arena das Dunas chega a 100% de conclusão, diz Governo do RN
  9. Arena das Dunas recebe os dois primeiros jogos de sua história
  10. Arena das Dunas será inaugurada com dois jogos no dia 26 de janeiro
  11. «América-RN vence o Confiança-SE em jogo histórico de inauguração da Arena das Dunas». Consultado em 26 de janeiro de 2014. Arquivado do original em 20 de fevereiro de 2014 
  12. «Relatório: Ghana 1x2 USA» (PDF). FIFA.com. 16 de junho de 2014. Consultado em 16 de junho de 2014 
  13. a b c «OAS Arenas - Arena das Dunas». Consultado em 28 de janeiro de 2014. Arquivado do original em 21 de março de 2014 
  14. http://www.copa2014.org.br/noticias/3305/POPULOUS+ASSUME+AUTORIA+DA+ARENA+DAS+DUNAS.html[ligação inativa]
  15. O Potiguar. «ASSEMBLEIA APROVA O NOME DE MARINHO CHAGAS AO ESTÁDIO ARENA DAS DUNAS». Consultado em 24 de julho de 2015. Arquivado do original em 25 de julho de 2015 
  16. Marcos Lopes. «Arena Marinho Chagas, uma justa homenagem ao maior de todos». Consultado em 24 de julho de 2015 
  17. Assembleia Legislativa. «Kelps apresenta Projeto de Lei que denomina Arena das Dunas de Marinho Chagas». Consultado em 24 de julho de 2015 
  18. [1]
  19. A Tarde - Com presença de Dilma, Arena das Dunas é inaugurada
  20. http://globoesporte.globo.com/futebol/copa-do-mundo/noticia/2011/08/atrasos-nas-obras-nao-preocupam-natal-na-caminhada-rumo-ao-mundial.html
  21. Nominuto - Arena das Dunas é destaque no site da empresa criadora do seu projeto
  22. Tribuna do Norte - Dúvida desfeita
  23. Tribuna do Norte - Governo vai pagar mais de 1 bilhão pela Arena
  24. Tribuna do Norte - Contrato polêmico
  25. UOL - Arena das Dunas: centro comercial, estádio de futebol ou elefante branco?
  26. Jornal de Hoje - Procurador alerta: “Governo do Estado vai pagar R$ 1,3 bilhão pelo Arena das Dunas”
  27. Tribuna do Norte - Governo inicia pagamento da Arena
  28. UOL - Arena das Dunas terá custo extra para ficar pronta para Copa em março
  29. Portal Noar - Arena das Dunas quer se consagrar
  30. «Elefante que não incomoda: Arena das Dunas foi entregue em janeiro». Consultado em 16 de março de 2014. Arquivado do original em 19 de março de 2014 
  31. «PF atribui propina de R$ 2 mi da OAS para Agripino na Arena das Dunas». Fausto Macedo 
  32. «MP denuncia Henrique Alves por propina na Arena das Dunas». Gazeta do Povo 
  33. «Ex-ministro Henrique Eduardo Alves é preso em operação da PF». G1 
  34. Primeiro placar eletrônico da Arena das Dunas é instalado
  35. «Cópia arquivada». Consultado em 3 de julho de 2009. Arquivado do original em 6 de julho de 2009 
  36. «Cópia arquivada». Consultado em 25 de novembro de 2009. Arquivado do original em 24 de novembro de 2009 
  37. Copa 2014: revista destaca Natal como projeto mais "verde"
  38. «globoesporte.globo.com/»  Estádio do Palmeiras é indicado a mais um prêmio internacional
  39. «Boletim Financeiro: América-RN 0x1 Flamengo-RJ» (PDF). Consultado em 26 de maio de 2017 
  40. «Boletim Financeiro: Brasil 5x0 Bolívia» (PDF). CBF. 8 de outubro de 2016. Consultado em 22 de fevereiro de 2019 
  41. «Boletim Financeiro: ABC-RN 2x1 Vasco da Gama-RJ» (PDF). CBF. Consultado em 22 de fevereiro de 2019 
  42. «Boletim Financeiro: ABC-RN 1x2 Vasco da Gama-RJ» (PDF). CBF. Consultado em 22 de fevereiro de 2019 
  43. «Boletim Financeiro: Flamengo-RJ 1x2 Fluminense-RJ» (PDF). Consultado em 22 de fevereiro de 2019 
  44. «Boletim Financeiro: América-RJ 0x3 Fluminense-RJ» (PDF). CBF. Consultado em 22 de fevereiro de 2019 
  45. «Boletim Financeiro: Flamengo-RJ 3x0 Avaí-SC» (PDF). CBF. Consultado em 22 de fevereiro de 2019 
  46. «Boletim Financeiro: América 2x1 ABC» (PDF). FNF. Consultado em 28 de abril de 2019 
  47. «Boletim Financeiro: América 0x0 Globo» (PDF). FNF. Consultado em 22 de fevereiro de 2019 
  48. «Boletim Financeiro - Federação Norte-Rio-Grandense de Futebol» (PDF). FNF. 21 de fevereiro de 2019. Consultado em 22 de fevereiro de 2019 
  49. «Boletim Financeiro: América 2x1 ABC» (PDF). FNF. Consultado em 28 de abril de 2019 
  50. «Boletim Financeiro - Federação Norte-Rio-Grandense de Futebol» (PDF). FNF. Consultado em 22 de fevereiro de 2019 
  51. «Boletim Financeiro - Federação Norte-Rio-Grandense de Futebol» (PDF). FNF. Consultado em 22 de fevereiro de 2019 
  52. «Boletim Financeiro - Federação Norte-Rio-Grandense de Futebol» (PDF). FNF. Consultado em 22 de fevereiro de 2019 
  53. «Boletim Financeiro - Federação Norte-Rio-Grandense de Futebol» (PDF). FNF. Consultado em 22 de fevereiro de 2019 
  54. «Boletim Financeiro - Federação Norte-Rio-Grandense de Futebol» (PDF). FNF. Consultado em 22 de fevereiro de 2019 
  55. «Boletim Financeiro - Federação Norte-Rio-Grandense de Futebol» (PDF). CBF. Consultado em 22 de fevereiro de 2019 
  56. «Boletim Financeiro - Federação Norte-Rio-Grandense de Futebol» (PDF). FNF. Consultado em 22 de fevereiro de 2019 
  57. «Boletim Financeiro - Federação Norte-Rio-Grandense de Futebol» (PDF). CBF. Consultado em 22 de fevereiro de 2019 
  58. «Boletim Financeiro - Federação Norte-Rio-Grandense de Futebol» (PDF). FNF. Consultado em 22 de fevereiro de 2019 
  59. «Boletim Financeiro - Federação Norte-Rio-Grandense de Futebol» (PDF). FNF. Consultado em 22 de fevereiro de 2019 
  60. «Boletim Financeiro - Federação Norte-Rio-Grandense de Futebol» (PDF). FNF. Consultado em 9 de abril de 2019 
  61. «Boletim Financeiro - Federação Norte-Rio-Grandense de Futebol» (PDF). CBF. Consultado em 22 de fevereiro de 2019 
  62. «Boletim Financeiro - Federação Norte-Rio-Grandense de Futebol» (PDF). FNF. Consultado em 22 de fevereiro de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Arena das Dunas