Campeonato Brasileiro de Futebol - Série C

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Campeonato Brasileiro de Futebol - Série C
Brasileiro Série C.jpg
Logotipo oficial da Série C.
Dados gerais
Organização CBF
Edições 26
Outros nomes Terceirona
Série C
Local de disputa Brasil
Número de equipes 20
Sistema Temporada, Sistema misto
com grupos fechados,
fase eliminatória e
Finais - ida e volta
Divisões
Série ASérie BSérie CSérie D
Soccerball current event.svg Edição atual
editar

O Campeonato Brasileiro da Série C é um torneio equivalente à terceira divisão do Campeonato Brasileiro de Futebol.

Sua primeira edição foi em 1981 e desde então o torneio mudou de regulamento diversas vezes e também teve sua disputa interrompida em algumas temporadas.

A Série C funciona como uma divisão de acesso ao Campeonato Brasileiro da Série B, sendo que os 4 clubes com melhor colocação obtêm vaga no Campeonato da Série B no ano seguinte e os quatro de pior colocação são rebaixados à Série D.

Desde 2009 a Série C é disputada por apenas 20 times, quando houve a criação da Série D com 40 times.

A competição é transmitida pela TV Brasil, emissora aberta do Grupo EBC de comunicação, e também em sinal fechado pelo Esporte Interativo.

Edição atual[editar | editar código-fonte]

Está sendo disputado por 20 clubes, dividido em dois grupos, onde todos dentro de cada grupo se enfrentam em jogos de ida e volta. Ao final, os quatro primeiros colocados de cada grupo irão para a fase de mata-mata (quartas de final, semifinal e final).

Os quatro semifinalistas serão promovidos para a Série B do ano seguinte. Os dois últimos colocados do Grupo A e os dois últimos do Grupo B, na fase de pontos corridos, serão rebaixados para a Série D.

Campeões[editar | editar código-fonte]

Títulos por clube[editar | editar código-fonte]

Clube Títulos Vices 3º lugar 4º lugar
Goiás Vila Nova 2 (1996 e 2015) 0 1 (2007) 1 (2013)
Goiás Atlético Goianiense 2 (1990 e 2008) 0 0 2 (1995 e 2001)
Minas Gerais América Mineiro 1 (2009) 1 (1990) 0 0
Maranhão Sampaio Corrêa 1 (1997) 1 (2013) 0 0
Santa Catarina Criciúma 1 (2006) 0 1 (2010) 0
Pará Tuna Luso 1 (1992) 0 0 1 (2000)
Rio Grande do Norte ABC 1 (2010) 0 0 1 (2007)
Rio de Janeiro Olaria 1 (1981) 0 0 0
São Paulo União São João 1 (1988) 0 0 0
São Paulo Novorizontino 1 (1994) 0 0 0
São Paulo XV de Piracicaba 1 (1995) 0 0 0
Santa Catarina Avaí 1 (1998) 0 0 0
Rio de Janeiro Fluminense 1 (1999) 0 0 0
Paraná Malutrom 1 (2000) 0 0 0
São Paulo Paulista 1 (2001) 0 0 0
Distrito Federal (Brasil) Brasiliense 1 (2002) 0 0 0
São Paulo Ituano 1 (2003) 0 0 0
São Paulo União Barbarense 1 (2004) 0 0 0
Pará Remo 1 (2005) 0 0 0
São Paulo Bragantino 1 (2007) 0 0 0
Santa Catarina Joinville 1 (2011) 0 0 0
São Paulo Oeste 1 (2012) 0 0 0
Pernambuco Santa Cruz 1 (2013) 0 0 0
Rio de Janeiro Macaé 1 (2014) 0 0 0
Minas Gerais Uberlândia 0 1 (2000) 1 (1994) 0
Distrito Federal (Brasil) Gama 0 1 (2004) 1 (1995) 0
Ceará Icasa 0 1 (2012) 1 (2009) 0
São Paulo Mogi Mirim 0 1 (2001) 1 (2014) 0
Rio Grande do Norte América de Natal 0 1 (2005) 0 2 (1990 e 2011)
Alagoas CRB 0 1 (2011) 0 1 (2014)
Pará Paysandu 0 1 (2014) 0 1 (2012)
Pernambuco Santo Amaro 0 1 (1981) 0 0
Minas Gerais Esportivo de Passos 0 1 (1988) 0 0
Bahia Fluminense de Feira 0 1 (1992) 0 0
São Paulo Ferroviária 0 1 (1994) 0 0
Rio de Janeiro Volta Redonda 0 1 (1995) 0 0
São Paulo Botafogo-SP 0 1 (1996) 0 0
São Paulo Juventus 0 1 (1997) 0 0
São Paulo São Caetano 0 1 (1998) 0 0
Amazonas São Raimundo-AM 0 1 (1999) 0 0
São Paulo Marília 0 1 (2002) 0 0
São Paulo Santo André 0 1 (2003) 0 0
Bahia Vitória 0 1 (2006) 0 0
Bahia Bahia 0 1 (2007) 0 0
São Paulo Guarani 0 1 (2008) 0 0
Alagoas ASA 0 1 (2009) 0 0
Minas Gerais Ituiutaba 0 1 (2010) 0 0
Paraná Londrina 0 1 (2015) 0 0
Minas Gerais Ipatinga 0 0 4 (2002, 2005, 2006 e 2011) 0
Paraíba Botafogo-PB 0 0 2 (1988 e 2003) 0
Amazonas Nacional 0 0 1 (1992) 1 (2002)
Paraíba Campinense 0 0 1 (2008) 1 (2003)
Minas Gerais Tupi 0 0 1 (2015) 1 (1997)
Mato Grosso Dom Bosco 0 0 1 (1981) 0
Paraná Paraná 0 0 1 (1990) 0
Santa Catarina Figueirense 0 0 1 (1996) 0
São Paulo Francana 0 0 1 (1997) 0
Goiás Anapolina 0 0 1 (1998) 0
Espírito Santo (estado) Serra 0 0 1 (1999) 0
Bahia Juazeiro 0 0 1 (2000) 0
Ceará Guarany de Sobral 0 0 1 (2001) 0
Rio de Janeiro Americano 0 0 1 (2004) 0
Santa Catarina Chapecoense 0 0 1 (2012) 0
Mato Grosso Luverdense 0 0 1 (2013) 0
Minas Gerais Guarani 0 0 0 1 (1981)
Santa Catarina Marcílio Dias 0 0 0 1 (1988)
Paraná Matsubara 0 0 0 1 (1992)
Bahia Catuense 0 0 0 1 (1994)
Pernambuco Porto 0 0 0 1 (1996)
Sergipe Itabaiana 0 0 0 1 (1998)
Pernambuco Náutico 0 0 0 1 (1999)
Ceará Limoeiro 0 0 0 1 (2004)
Rio Grande do Sul Novo Hamburgo 0 0 0 1 (2005)
São Paulo Grêmio Barueri 0 0 0 1 (2006)
Rio de Janeiro Duque de Caxias 0 0 0 1 (2008)
São Paulo Guaratinguetá 0 0 0 1 (2009)
Pernambuco Salgueiro 0 0 0 1 (2010)
Rio Grande do Sul Brasil de Pelotas 0 0 0 1 (2015)

Títulos por Estado[editar | editar código-fonte]

Estado Títulos Vices 3º lugar 4º lugar
São Paulo São Paulo 8 8 2 2
Goiás Goiás 4 0 2 3
Rio de Janeiro Rio de Janeiro 3 1 1 1
Santa Catarina Santa Catarina 3 0 3 1
Pará Pará 2 1 0 2
Minas Gerais Minas Gerais 1 4 6 2
Distrito Federal (Brasil) Distrito Federal 1 1 1 0
Pernambuco Pernambuco 1 1 0 3
Rio Grande do Norte Rio Grande do Norte 1 1 0 3
Paraná Paraná 1 1 1 1
Maranhão Maranhão 1 1 0 0
Bahia Bahia 0 3 1 1
Alagoas Alagoas 0 2 0 1
Ceará Ceará 0 1 2 1
Amazonas Amazonas 0 1 1 1
Paraíba Paraíba 0 0 3 1
Mato Grosso Mato Grosso 0 0 2 0
Espírito Santo (estado) Espírito Santo 0 0 1 0
Rio Grande do Sul Rio Grande do Sul 0 0 0 2
Sergipe Sergipe 0 0 0 1

Títulos por região[editar | editar código-fonte]

Região Títulos Vices 3º lugar 4º lugar
Sudeste 12 13 10 5
Centro-Oeste 5 1 5 3
Sul 4 1 4 4
Nordeste 3 9 6 11
Norte 2 2 1 3

Participações[editar | editar código-fonte]

Participações totais[editar | editar código-fonte]

A tabela a seguir ilustra os 16 clubes que mais participaram da Série C do Campeonato Brasileiro (de 1981 a 2016). Em negrito, os clubes participantes da edição de 2016:

Clubes Participações Temporadas Títulos P Aumento R Baixa
Sergipe Confiança 17 1988, 1994-1998, 2000-2004, 2006-2009 e 2015-2016 0 1
Rio Grande do Sul Caxias 16 1990, 1995-1999 e 2006-2015 0 - 1
Rio Grande do Sul Brasil de Pelotas 14 1995-1999, 2001-2003, 2006, 2008-2011 e 2015 0 1 1
Minas Gerais Tupi 14 1988, 1994, 1996-1998, 2001-2004, 2007-2008, 2012 e 2014-2015 0 1 1
Goiás Atlético Goianiense 13 1990, 1992-1995, 1999-2004 e 2006-2008 2 3
Paraíba Botafogo-PB 13 1988, 1994-1995, 1998-2003, 2006, 2014-2016 0
Ceará Fortaleza 13 1990, 1995-1999 e 2010-2016 0
Rio de Janeiro Madureira 13 1981, 1998, 2000-2001, 2005-2008 e 2011-2015 0 1
Paraíba Treze 13 1992, 1998, 2000-2006, 2008 e 2012-2014 0 1
Alagoas ASA 12 1992, 1997, 2000-2001, 2003, 2005, 2007-2009 e 2014-2016 0 1
Alagoas CSA 12 1990, 1994-1999, 2001-2003, 2006 e 2008 0
Ceará Ferroviário 12 1988, 1992, 1995-1998 e 2001-2006 0
São Paulo Rio Branco-SP 12 1994-1998 e 2000-2006 0
Rio de Janeiro America 11 1990, 1994-1995, 1997-1998, 2001-2004 e 2006-2007 0
Acre Rio Branco-AC 11 1995-1996, 2000, 2003-2004, 2007-2011 e 2013 0 2
Minas Gerais Villa Nova 11 1994-1995, 1997-1999, 2001-2005 e 2007 0 1

Participações na Série C no modelo atual[editar | editar código-fonte]

Os clubes que mais participaram da Série C do Campeonato Brasileiro no modelo atual, com 20 clubes (de 2009 a 2016):

Em negrito, os clubes participantes da edição atual (2016).

Clubes UF Participações Temporadas
Águia de Marabá Pará PA 7 2009-2015
Caxias Rio Grande do Sul RS 7 2009-2015
Fortaleza Ceará CE 7 2010-2016
Macaé Rio de Janeiro RJ 6 2010-2014, 2016
Salgueiro Pernambuco PE 6 2009-2010, 2012, 2014-2016
CRB Alagoas AL 5 2009-2011, 2013-2014
Cuiabá Mato Grosso MT 5 2012-2016
Luverdense Mato Grosso MT 5 2009-2013
Madureira Rio de Janeiro RJ 5 2011-2015
Paysandu Pará PA 5 2009-2012, 2014
ASA Alagoas AL 4 2009, 2014-2016
Brasil de Pelotas Rio Grande do Sul RS 4 2009-2011, 2015
Guarani São Paulo SP 4 2013-2016
Guaratinguetá São Paulo SP 4 2009, 2014-2016
Juventude Rio Grande do Sul RS 4 2010, 2014-2016
Rio Branco-AC Acre AC 4 2009-2011, 2013

Campeões da Série A que participaram da Série C[editar | editar código-fonte]

Em negrito, os clubes participantes da edição atual (2016)

Clube Participações na Série C
São Paulo Guarani 6 (2007, 2008, 2013, 2014, 2015 e 2016)
Bahia Bahia 2 (2006 e 2007)
Rio de Janeiro Fluminense 1 (1999)

Campeões da Série B que participaram da Série C[editar | editar código-fonte]

Em negrito, os clubes participantes da edição atual (2016)

Clube Participações na Série C
Minas Gerais Villa Nova 10 (1994, 1995, 1997, 1998, 1999, 2001, 2002, 2003, 2004 e 2007)
Maranhão Sampaio Corrêa 9 (1992, 1995, 1997, 2003, 2004, 2007, 2008, 2009 e 2013)
Pará Paysandu 8 (1990, 2007, 2008, 2009, 2010, 2011, 2012 e 2014)
Minas Gerais Uberlândia 8 (1994, 1995, 1996, 1997, 2000, 2001, 2002 e 2003)
São Paulo Juventus 7 (1994, 1996, 1997, 1999, 2000, 2006 e 2007)
Pará Tuna Luso 7 (1992, 2000, 2002, 2003, 2004, 2006 e 2007)
São Paulo Guarani 6 (2007, 2008, 2013, 2014, 2015 e 2016)
Santa Catarina Joinville 6 (1994, 1995, 2005, 2006, 2007 e 2011)
Minas Gerais América Mineiro 5 (1990, 2005, 2006, 2008 e 2009)
Distrito Federal (Brasil) Brasiliense 5 (2001, 2002, 2011, 2012 e 2013)
Rio de Janeiro Campo Grande 5 (1990, 1994, 1995, 1997 e 1998)
Distrito Federal (Brasil) Gama 5 (1990, 1995, 2004, 2009 e 2010)
São Paulo Inter de Limeira 5 (1995, 1997, 2000, 2002 e 2003)
Rio Grande do Sul Juventude 4 (2010, 2014, 2015 e 2016)
Santa Catarina Criciúma 3 (2006, 2009 e 2010)
São Paulo União São João 3 (1988, 2004 e 2005)
São Paulo Bragantino 2 (2003 e 2007)
Paraná Londrina 2 (2005 e 2015)
São Paulo Portuguesa 2 (2015 e 2016)
Paraná Paraná 1 (1990)

Promoção e rebaixamento[editar | editar código-fonte]

Ano Rebaixados da Série B Promovidos para a Série B
1981
1988[1] Rio Grande do Sul Pelotas Espírito Santo (estado) Rio Branco-ES Paraíba Treze Minas Gerais Uberlândia
1990[1] Rio de Janeiro Americano Goiás Anapolina Paraná Coritiba Paraíba Treze
1992[1] Mato Grosso Operário-MT Distrito Federal (Brasil) Taguatinga
1994 Ceará Fortaleza Distrito Federal (Brasil) Tiradentes-DF São Paulo Ferroviária São Paulo Novorizontino
1995 Minas Gerais Democrata-GV São Paulo América-SP[2] Rio de Janeiro Bangu[2] São Paulo Ferroviária[2] São Paulo XV de Piracicaba Rio de Janeiro Volta Redonda Rio Grande do Norte ABC[5]
São Paulo Novorizontino[2] Mato Grosso Barra do Garças[3] São Paulo Ponte Preta[4] Goiás Atlético Goianiense[5] Distrito Federal (Brasil) Gama[5] Santa Catarina Joinville[5]
1996[6] Pernambuco Central Goiás Goiatuba Sergipe Sergipe São Paulo Botafogo-SP Goiás Vila Nova
1997 Pernambuco Central Goiás Goiatuba São Paulo Mogi Mirim São Paulo Juventus Maranhão Sampaio Corrêa
Maranhão Moto Club Sergipe Sergipe
1998 Rio de Janeiro Americano Goiás Atlético Goianiense Rio de Janeiro Fluminense Santa Catarina Avaí São Paulo São Caetano
São Paulo Juventus Pernambuco Náutico Rio de Janeiro Volta Redonda
1999[7] Rio Grande do Norte América de Natal Santa Catarina Criciúma Espírito Santo (estado) Desportiva Ferroviária Rio de Janeiro Fluminense Amazonas São Raimundo-AM
Pará Paysandu Pará Tuna Luso São Paulo União São João
2000 Paraná Malutrom Sergipe Sergipe Pará Tuna Luso
2001 Rio Grande do Norte ABC Espírito Santo (estado) Desportiva Ferroviária Amazonas Nacional-AM São Paulo Etti Jundiaí São Paulo Mogi Mirim Ceará Guarany de Sobral[8]
Sergipe Sergipe Espírito Santo (estado) Serra Pará Tuna Luso
2002 Rio de Janeiro Americano São Paulo Botafogo-SP São Paulo Bragantino Distrito Federal (Brasil) Brasiliense São Paulo Marília
Ceará Guarany de Sobral Maranhão Sampaio Corrêa São Paulo XV de Piracicaba
2003 Distrito Federal (Brasil) Gama São Paulo União São João São Paulo Ituano São Paulo Santo André
2004 Minas Gerais América Mineiro Rio Grande do Norte América de Natal Santa Catarina Joinville Distrito Federal (Brasil) Gama São Paulo União Barbarense
Paraná Londrina São Paulo Mogi Mirim Pará Remo
2005 Goiás Anapolina Bahia Bahia Rio Grande do Sul Caxias Rio Grande do Norte América de Natal Pará Remo
Santa Catarina Criciúma São Paulo União Barbarense Bahia Vitória
2006 São Paulo Guarani Pará Paysandu Amazonas São Raimundo-AM Goiás Vila Nova Santa Catarina Criciúma São Paulo Grêmio Barueri Minas Gerais Ipatinga Bahia Vitória
2007 São Paulo Ituano São Paulo Paulista Pará Remo Pernambuco Santa Cruz Rio Grande do Norte ABC Bahia Bahia São Paulo Bragantino Goiás Vila Nova
2008 Alagoas CRB Santa Catarina Criciúma Distrito Federal (Brasil) Gama São Paulo Marília Goiás Atlético Goianiense Paraíba Campinense Rio de Janeiro Duque de Caxias São Paulo Guarani
2009 Rio Grande do Norte ABC Paraíba Campinense Ceará Fortaleza Rio Grande do Sul Juventude Minas Gerais América Mineiro Alagoas ASA São Paulo Guaratinguetá Ceará Icasa
2010 Rio Grande do Norte América de Natal Distrito Federal (Brasil) Brasiliense Minas Gerais Ipatinga São Paulo Santo André Rio Grande do Norte ABC Santa Catarina Criciúma Minas Gerais Ituiutaba Pernambuco Salgueiro
2011 Rio de Janeiro Duque de Caxias Ceará Icasa Pernambuco Salgueiro Goiás Vila Nova Rio Grande do Norte América de Natal Alagoas CRB Minas Gerais Ipatinga Santa Catarina Joinville
2012 Alagoas CRB São Paulo Grêmio Barueri São Paulo Guarani Minas Gerais Ipatinga Santa Catarina Chapecoense Ceará Icasa São Paulo Oeste Pará Paysandu
2013 Alagoas ASA São Paulo Guaratinguetá Pará Paysandu São Paulo São Caetano Mato Grosso Luverdense Maranhão Sampaio Corrêa Pernambuco Santa Cruz Goiás Vila Nova
2014 Rio Grande do Norte América de Natal Ceará Icasa São Paulo Portuguesa Goiás Vila Nova Alagoas CRB Rio de Janeiro Macaé São Paulo Mogi Mirim Pará Paysandu
2015 Rio Grande do Norte ABC Minas Gerais Boa Esporte Rio de Janeiro Macaé São Paulo Mogi Mirim Rio Grande do Sul Brasil de Pelotas Paraná Londrina Minas Gerais Tupi Goiás Vila Nova
Os rebaixados e promovidos por ano estão dispostos em ordem alfabética e não pela ordem de classificação.
  • 1. ^ Em 1988, 1990 e 1992 não houve rebaixados e promovidos por falta de continuidade na Série C, não realizada em 1987, 1989, 1991 e 1993.
  • 2. ^ O América-SP, o Bangu, a Ferroviária e o Novorizontino foram rebaixados por problemas financeiros.
  • 3. ^ O Barra do Garças desistiu de disputar a Série B de 1995 e foi rebaixado.
  • 4. ^ A Ponte Preta não foi rebaixada por conta de uma virada de mesa.
  • 5. ^ O ABC, o Atlético Goianiense, o Gama e o Joinville foram promovidos devido à desistência de outros clubes da Série B.
  • 6. ^ O rebaixamento para a Série C de 1997 foi cancelado por conta de uma virada de mesa.
  • 7. ^ O rebaixamento para a Série C de 2000 foi cancelado por conta da realização da Copa João Havelange. A única equipe que não disputou o Módulo Amarelo (equivalente à Série B) foi a Tuna Luso, sendo então a única equipe rebaixada. Dentre as equipes promovidas, o Fluminense subiu diretamente para o Módulo Azul (equivalente à Série A) e o São Raimundo-AM disputou o Módulo Amarelo.
  • 8. ^ O Guarany de Sobral foi promovido para substituir o Malutrom, que pediu licenciamento junto à CBF em 2002.

Por Estado[editar | editar código-fonte]

São considerados apenas os acessos e rebaixamentos que efetivamente aconteceram entre as Séries B e C.

Estado P Aumento R Baixa
São Paulo São Paulo 18 22
Santa Catarina Santa Catarina 6 3
Goiás Goiás 6 6
Minas Gerais Minas Gerais 5 5
Rio Grande do Norte Rio Grande do Norte 5 6
Pará Pará 4 6
Alagoas Alagoas 3 3
Distrito Federal (Brasil) Distrito Federal 3 4
Ceará Ceará 3 5
Rio de Janeiro Rio de Janeiro 3 7
Paraná Paraná 2 1
Bahia Bahia 2 2
Maranhão Maranhão 2 2
Pernambuco Pernambuco 2 4
Mato Grosso Mato Grosso 1 1
Paraíba Paraíba 1 1
Amazonas Amazonas 1 2
Rio Grande do Sul Rio Grande do Sul 1 2
Sergipe Sergipe 1 2
Espírito Santo (estado) Espírito Santo 0 2

Artilheiros[editar | editar código-fonte]

Ano a ano

Ano Artilheiro Clube Gols
1981 Müller Rio Grande do Sul São Borja 5
Fabinho Pernambuco Santo Amaro
1988 Não reconhecido
1990 Júlio César Goiás Atlético Goianiense 10
1992 Jorge Veras Ceará Ferroviário 9
1994 Não reconhecido
1995 Serginho São Paulo XV de Piracicaba 6
1996 Marcelinho Paraíba São Paulo Rio Branco-SP 16
1997 Marcelo Baron Maranhão Sampaio Corrêa 9
1998 Kléber Pereira Maranhão Moto Club 25
1999 Aldrovani Santa Catarina Figueirense 13
2000 Murilo Pará Tuna Luso 13
2001 Edmílson Distrito Federal (Brasil) Brasiliense 14
Jean Carlos São Paulo Etti Jundiaí
Rodrigo Ayres Goiás Atlético Goianiense
2002 Wellington Dias Distrito Federal (Brasil) Brasiliense 11
Túlio Maravilha Distrito Federal (Brasil) Brasiliense
2003 Nílson Sergipano Paraíba Botafogo-PB 11
2004 Frontini São Paulo União Barbarense 10
Marciano Ceará Limoeiro
Vítor Distrito Federal (Brasil) Gama
2005 Paulino Marília Rio Grande do Norte América de Natal 10
2006 Sorato Bahia Bahia 16
2007 Túlio Maravilha Goiás Vila Nova 27
2008 Marcão Goiás Atlético Goianiense 25
2009 Marciano Ceará Icasa 8
Nena Alagoas ASA
2010 Bruno Rangel Pará Paysandu 8
2011 Ronaldo Capixaba Santa Catarina Joinville 11
2012 Dênis Marques Pernambuco Santa Cruz 11
2013 Assisinho Ceará Fortaleza 12
2014 Ytalo São Paulo Guaratinguetá 12
2015 Guilherme Queiróz São Paulo Portuguesa 12

Maiores públicos[editar | editar código-fonte]

Estes são os dez maiores públicos da história da Série C:[2] [3] [4] [5] [6]

Público Mandante Placar Visitante Estádio Data Ano
1 63 903 Fortaleza Ceará 0–0 Rio Grande do Sul Brasil de Pelotas Arena Castelão 17 de outubro 2015
2 63 254 Fortaleza Ceará 1–1 Rio de Janeiro Macaé Arena Castelão 25 de outubro 2014
3 60 000 Bahia Bahia 0–0 Goiás Vila Nova Fonte Nova 25 de novembro 2007
Santa Cruz Pernambuco 2–1 Minas Gerais Betim Arruda 3 de novembro 2013
5 59 917 Bahia Bahia 3–0 Rio Grande do Norte ABC Fonte Nova 22 de novembro 2007
6 59 599 Bahia Bahia 1–1 Goiás Atlético Goianiense Fonte Nova 11 de novembro 2007
7 59 596 Bahia Bahia 2–2 São Paulo Bragantino Fonte Nova 31 de outubro 2007
8 58 695 Bahia Bahia 1–0 Goiás CRAC Fonte Nova 14 de outubro 2007
9 57 143 Fortaleza Ceará 2–2 Maranhão Sampaio Corrêa Arena Castelão 13 de outubro 2013
10 55 185 São Raimundo-AM Amazonas 0–1 Rio de Janeiro Fluminense Vivaldão 12 de dezembro 1999

Referências

  1. «Campeonato Brasileiro Série C 2000». campeoesdofutebol.com. Consultado em 28/08/2012. 
  2. «Maiores públicos do Brasileiro Série C». RSSSF Brasil. Consultado em 8 de dezembro de 2015. 
  3. «Boletim Financeiro: Santa Cruz 2X1 Betim» (PDF). CBF. 5 de novembro de 2013. Consultado em 3 de novembro de 2013. 
  4. «Boletim Financeiro: Fortaleza 2X2 Sampaio» (PDF). CBF. 5 de novembro de 2013. Consultado em 13 de outubro de 2013. 
  5. «Boletim Financeiro: Fortaleza 1x1 Macaé» (PDF). CBF. 25 de outubro de 2014. Consultado em 28 de outubro de 2014. 
  6. «Boletim Financeiro: Fortaleza 0x0 Brasil de Pelotas» (PDF). CBF. 17 de outubro de 2015. Consultado em 21 de outubro de 2015. 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]