Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino - Série A2

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção necessita de referências de fontes secundárias fiáveis e independentes (desde julho de 2017). Fontes primárias, ou com conflitos de interesse, não são adequadas para verbetes enciclopédicos. Ajude a incluir referências.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino - Série A2
Série A2
Dados gerais
Organização CBF
Edições 3
Outros nomes "Segundona"

"Série B"

Local de disputa  Brasil
Número de equipes 36
Sistema Temporada
Divisões
Série A1Série A2
Soccerball current event.svg Edição atual
editar

O Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino - Série A2 ou ainda Brasileirão Feminino - Série A2 é uma competição brasileira de futebol feminino profissional entre clubes do Brasil que começou em 2017. É a Segunda Divisão do Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino.

Na competição, que é organizada pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), os finalistas são promovidos para a Série A1. A distribuição das equipes participantes será pelo Ranking da CBF de Futebol Feminino e a partir de 2018, será por representantes estaduais que disputarão uma fase preliminar para definir os participantes.

Critérios para as vagas[editar | editar código-fonte]

Em 2017[editar | editar código-fonte]

  1. Os 16 melhores no Ranking da CBF de Futebol Feminino que não estiverem já na Série A1.[1]
  • Total: 16 vagas.

Em 2018[editar | editar código-fonte]

  1. Os 2 rebaixados da Série A1 do ano anterior;
  2. O primeiro estado do RNF (Ranking Nacional das Federações) tem direito a um representante;
  3. Os demais estados têm um representante cada na fase preliminar.
  • Total: 26 vagas na fase preliminar e 3 vagas. Da fase preliminar será determinado 13 participantes que se juntarão aos outros 3 já determinados

Em 2019[editar | editar código-fonte]

  1. Os 2 rebaixados da Série A1 do ano anterior;
  2. Um representante de cada um dos 27 estados;
  3. Os 7 melhores no Ranking da CBF (Masculino) que não estiverem já na Série A1.[2]
  • Total: 36 vagas.

Em 2020[editar | editar código-fonte]

  1. Os 4 rebaixados da Série A1 do ano anterior;
  2. Um representante de cada um dos 27 estados;
  3. Os 5 melhores no Ranking da CBF (Masculino) que não estiverem já na Série A1
  • Total: 36 vagas.

Campeões[editar | editar código-fonte]

Ano Final Semifinalistas
Campeão Placares Vice
2017
Detalhes
Pará
Pinheirense
2 – 1
0 – 1
São Paulo
Portuguesa
Ceará
Caucaia
Piauí
Tiradentes
2018
Detalhes
Distrito Federal (Brasil)
Minas Brasília
2 – 2
0 – 0
(4 – 3 pen)
Bahia
Vitória
Amazonas
3B da Amazônia
Rio Grande do Sul
Internacional
2019
Detalhes
São Paulo
São Paulo
4 – 0
1 – 1
Minas Gerais
Cruzeiro
Rio Grande do Sul
Grêmio
São Paulo
Palmeiras

Títulos na Série A2[editar | editar código-fonte]

Por clube[editar | editar código-fonte]

Clube Títulos Vices 3º lugar 4º lugar
Pará Pinheirense 1 (2017) 0 0 0
Distrito Federal (Brasil) Minas Brasíla 1 (2018) 0 0 0
São Paulo São Paulo 1 (2019) 0 0 0
São Paulo Portuguesa 0 1 (2017) 0 0
Bahia Vitória 0 1 (2018) 0 0
Minas Gerais Cruzeiro 0 1 (2019) 0 0
Piauí Tiradentes 0 0 1 (2017) 0
Rio Grande do Sul Internacional 0 0 1 (2018) 0
São Paulo Palmeiras 0 0 1 (2019) 0
Ceará Caucaia 0 0 0 1 (2017)
Amazonas 3B da Amazônia 0 0 0 1 (2018)
Rio Grande do Sul Grêmio 0 0 0 1 (2019)

Por estado[editar | editar código-fonte]

Estado Títulos Vices 3º lugar 4º lugar
 São Paulo 1 (2019) 1 (2017) 1 (2019) 0
Distrito Federal (Brasil) Distrito Federal 1 (2018) 0 0 0
Pará Pará 1 (2017) 0 0 0
 Minas Gerais 0 1 (2019) 0 0
Bahia Bahia 0 1 (2018) 0 0
Rio Grande do Sul Rio Grande do Sul 0 0 1 (2018) 1 (2019)
 Piauí 0 0 1 (2017) 0
Amazonas Amazonas 0 0 0 1 (2018)
 Ceará 0 0 0 1 (2017)

Por região[editar | editar código-fonte]

Estado Títulos Vices 3º lugar 4º lugar
Sudeste 1 2 1 0
Norte 1 0 0 1
Centro-Oeste 1 0 0 0
Nordeste 0 1 1 1
Sul 0 0 1 1

Artilheiras[editar | editar código-fonte]

Ano a ano[editar | editar código-fonte]

Ano Jogador Clube Gols
2017 Brasil Valéria Tiradentes 10
Brasil Irley Pinheirense
2018 Brasil Luana Spindler 3B da Amazônia 12
2019 Brasil Karina Grêmio 14
Brasil Carla Palmeiras

Clubes com mais artilharias[editar | editar código-fonte]

Pos. Clube Total
1 Piauí Tiradentes 1
Pará Pinheirense
Amazonas 3B da Amazônia
Rio Grande do Sul Grêmio
São Paulo Palmeiras

Promoções e rebaixamentos[editar | editar código-fonte]

Ano Rebaixados da Série A1 Promovidos para a Série A1
2017
Rio Grande do Sul Grêmio
Bahia Vitória
Pará Pinheirense
São Paulo Portuguesa
2018
Pará Pinheirense
São Paulo Portuguesa
Distrito Federal (Brasil) Minas Brasília
Bahia Vitória
Rio Grande do Sul Internacional
2019
Pernambuco Vitória das Tabocas
Paraná Foz Cataratas
Bahia São Francisco
Pernambuco Sport
Minas Gerais Cruzeiro
São Paulo São Paulo
São Paulo Palmeiras
Rio Grande do Sul Grêmio

Referências

  1. «Novidades do Campeonato Brasileiro Feminino 2017». Consultado em 1 de novembro de 2016 
  2. O Globo. «CBF aumenta calendário do futebol feminino e cria competição de base». Consultado em 15 de janeiro de 2019 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Soccer stub.svg Este artigo sobre futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.