Federação Amazonense de Futebol

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Federação Amazonense de Futebol
Fundação 26 de setembro de 1960
Tipo Desportiva
Sede Manaus[1] , AM, Brasil Brasil
Presidente Dissica Tomaz Valério
Sítio oficial www.faf-am.com.br

A Federação Amazonense de Futebol é a entidade brasileira que controla o esporte no estado do Amazonas e representa os clubes amazonenses na CBF. Foi fundada em 26 de setembro de 1960[2] . Sua representatividade se estende ao futebol amador organizado, organizando as ligas do interior e seus torneios intermunicipais.

Diretoria atual[editar | editar código-fonte]

  • Presidente: Dissica Tomaz Valério[3]
  • Vice-presidente: Thales Verçosa[3]
  • Diretoria Técnica e de Eventos: Lázaro D'Ângelo[4]

Filiações[editar | editar código-fonte]

Interior[editar | editar código-fonte]

A FAF tem afiliadas todas as ligas de futebol amador dos municípios do interior, sendo que promove anualmente e Copa dos Rios, torneio entre selecionados amadores dos municípios, este torneio é atualmente o que mais movimenta públicos de futebol no interior. Além desse torneio, era comum a FAF promover torneios entre essas seleções e os clubes de Manaus.

Capital[editar | editar código-fonte]

A FAF é totalmente desligada do futebol amador em Manaus, não existem ligas de bairro ou clubes amadores filiados. Torneios importantes como o Campeonato Amador do Amazonas, disputado por clubes amadores da capital, foram extintos a partir nos anos 90. Não existem ligas de bairros, clubes ou qualquer tipo de associação amadora ligada à federação do estado.

Torneios como a Copa dos Bairros e um campeonato extenso de times amadores da capital, são promovidos sem grande organização por entidades independentes da FAF.

Clubes[editar | editar código-fonte]

A FAF atualmente organiza o Campeonato Estadual de Clubes, sendo os níveis:

  • Profissional Masculino
  • Junior(Amador)
  • Juniores(Amador)
  • Infantil(Amador)
  • Feminino(Amador)

Atualmente, quinze clubes encontram-se oficialmente filiados à FAF, sendo que todos estão aptos a disputar o Campeonato Amazonense de Futebol de 2016, já que foi determinada a exclusão da Segunda divisão de Futebol, esses clubes são:

Clubes que disputaram o campeonato a partir de 2000 que encontram-se desfiliados:

  • América - tradicional clube amazonense, é atualmente o maior clube entre os licenciados. Depois de subir para a terceira divisão do futebol brasileiro em 2010 e perder a vaga, o clube ainda disputou o estadual de 2011, para então licenciar-se e desde então não disputar mais o campeonato.
  • ASA da Amazônia - clube dos sargentos da polícia militar do Amazonas, disputou a Série B e A uma única vez, atualmente disputa os torneios de base.
  • CEPE Iranduba
  • Grêmio Coariense - primeiro campeão interiorano do estadual, o clube de Coari se profissionalizou a partir do Torneio de Integração do Amazonas, disputado em 2003. Sua ultima disputa em torneios da FAF foi em 2011.
  • Libermorro - Proveniente do antigo Campeonato Amador do Amazonas, promovido pela FAF, o clube entrou no futebol profissional em 1977 a convite da FAF para que fosse possível realizar o estadual daquele ano. Disputou todas as edições até seu rebaixamento em 2007. Disputou algumas edições da segunda divisão e depois licenciou-se.
  • Compensão - Clube oriundo do torneio de peladas Peladão, aventurou-se no futebol profissional nos anos de 2008-09, não deu certo e licenciou-se. Desde então encontra-se afastado.

Clubes que disputaram a apenas a Série B nesse período:

  • Nilton Lins - único clube de origem universitária do estado, jogou apenas a Série B. É uma das equipes tradicionais do estadual feminino, do qual já foi campeão e representou o estado nos torneios nacionais.
  • Olímpico Clube - tradicional clube amazonense dos anos 50 e 60, o tricampeão estadual jogou a Série B de 2007. Depois de perder uma partida por WO, o clube licenciou-se e nunca mais voltou.

Clubes oficialmente considerados extintos:

  • Olária (Humaitá) - Primeiro clube do interior a ingressar no estadual, o Olária só jogou um campeonato, em 1980. Com a desativação da BR Manaus-Porto Velho, o clube da cidade do sul amazonense ficou impossibilitado de continuar disputando.
  • Rodoviária (Manaus) - Oficialmente extinta no final dos anos 70, disputou seu último campeonato em 76. Foi campeão do estadual de 1973, último antes do domínio de Rio Negro e Nacional que iniciou em 74 e terminou em 1991. Foi oficialmente o primeiro representante do Amazonas no Campeonato Brasileiro de Futebol, jogando a Série B de 1971. Foi campeão da seletiva para a Série B e vice da Região Norte, perdendo a decisão para o paraense Clube do Remo.


Referências

  1. Federação Amazonense de Futebol. "A Federação - Localização" (em português). Consult. 8 de julho de 2008. 
  2. Federação Amazonense de Futebol. "A Federação - História" (em português). Consult. 8 de julho de 2008. 
  3. a b Federação Amazonense de Futebol. "A Federação - Presidência" (em português). Consult. 8 de julho de 2008. 
  4. Federação Amazonense de Futebol. "A Federação - Diretoria" (em português). Consult. 8 de julho de 2008. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre futebol brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.