Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino - Série A3

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Campeonato Brasileiro Feminino - Série A3
Dados gerais
Organização Confederação Brasileira de Futebol
Edições 1
Número de equipes 32
Sistema eliminatório
Divisões
Série A1Série A2Série A3
Soccerball current event.svg Edição atual
editar

A Série A3 do Campeonato Brasileiro Feminino é uma competição de futebol feminino equivalente à terceira divisão do campeonato nacional e organizada pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Foi criada com o objetivo de fortalecer o calendário nacional da modalidade e aumentar o mercado de trabalho para as jogadoras.

Em sua primeira edição, foi disputada em cinco fases eliminatórias por 32 equipes, definidas de acordo com os posicionamentos nos campeonatos estaduais da temporada anterior. Dessa forma, a competição conta com representantes de todas as unidades federativas do país.

O AD Taubaté conquistou o título da primeira edição ao vencer a decisão contra o 3B da Amazônia.

História[editar | editar código-fonte]

Em 18 de maio de 2021, a CBF confirmou para o calendário de 2022 a criação da Série A3, equivalente à terceira divisão do campeonato nacional.[1][2] Para viabilizar a nova competição, o número de participantes da Série A2 foi reduzido de de 36 para 16.[1][3] Este foi mais um movimento para fortalecer o calendário da modalidade e, consequentemente, propiciar o ingresso de novas equipes no certame nacional e o aumento do mercado de trabalho para as jogadoras.[4][5][6] Além disso, a análise da entidade é que a primeira fase da Série A2 estava desnivelada, com equipes em "zona de conforto".[7] Sobre a competição, a Coordenadora de Competições Femininas da CBF, Aline Pellegrino, destacou:[5]

Vivemos um momento de muita maturidade das competições adultas femininas, com o aumento da competitividade entre os clubes e uma visibilidade cada dia maior. Permitindo que novas equipes ingressem no circuito nacional de competições, a divisão A-3 ajudará muito no aumento do mercado de trabalho para as atletas, além de incentivar o fortalecimento das categorias de base dos clubes, que ganham um calendário maior e mais estruturado.
Aline Pellegrino, Coordenadora de Competições Femininas da CBF.[5]

O primeiro campeão foi o AD Taubaté, que superou o 3B da Amazônia.[8][9][10]

Formato[editar | editar código-fonte]

O formato da competição é composto por cinco fases eliminatórias, disputadas por 32 equipes.[11][12] De acordo com o regulamento preestabelecido, o resultado agregado das duas partidas definiram quem avançou à fase seguinte. Dessa forma, os participantes foram a cada fase reduzidos à metade até a final. Por sua vez, o sistema de distribuição de vagas se manteve semelhante ao que havia sendo aplicado na Série A2: os participantes são selecionados através dos posicionamentos nos campeonatos estaduais da temporada anterior, possibilitando a participação de representantes das cinco regiões do país.[11][12][13]

Campeões[editar | editar código-fonte]

Ano Final Semifinalistas
Campeão Placares Vice
2022
Detalhes
São Paulo
AD Taubaté
0 – 2
3 – 0
Amazonas
3B da Amazônia
Pernambuco
Sport
Goiás
Vila Nova

Títulos por clube[editar código-fonte]

Pos Clube Títulos Vices Semifinais
1.º São Paulo AD Taubaté 1
2.º Amazonas 3B da Amazônia 1
3.º Pernambuco Sport 1
Goiás Vila Nova 1

Títulos por federação[editar código-fonte]

Pos Federação Títulos Vices Semifinais
1.º  São Paulo 1
2.º  Amazonas 1
3.º  Goiás 1
 Pernambuco 1

Títulos por região[editar código-fonte]

Pos Região Títulos Vices Semifinais
1.º Sudeste 1
2.º Norte 1
3.º Centro-Oeste 1
Nordeste 1

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «CBF confirma para 2022 a Série A3 do Brasileiro de Futebol Feminino». ge. 18 de maio de 2021. Consultado em 8 de setembro de 2022. Cópia arquivada em 22 de outubro de 2021 
  2. «CBF terá nova divisão para o futebol feminino em 2022». Confederação Brasileira de Futebol. 18 de maio de 2021. Consultado em 8 de setembro de 2022. Cópia arquivada em 18 de maio de 2021 
  3. «CBF cria SuperCopa e Série A-3 do Brasileirão Feminino em 2022». UOL. 22 de novembro de 2021. Consultado em 8 de setembro de 2022. Cópia arquivada em 22 de novembro de 2021 
  4. Lincoln Chaves (18 de maio de 2021). «Campeonato Brasileiro Feminino terá terceira divisão em 2022». Agência Brasil. Consultado em 8 de setembro de 2022. Cópia arquivada em 15 de março de 2022 
  5. a b c «CBF anuncia terceira divisão no futebol feminino para a temporada 2022»Subscrição paga é requerida. O Estado de S. Paulo. 18 de maio de 2022. Consultado em 8 de setembro de 2022. Cópia arquivada em 13 de junho de 2021 
  6. «CBF cria nova divisão para o futebol brasileiro feminino em 2022». Futebol Interior. 18 de maio de 2021. Consultado em 8 de setembro de 2022. Cópia arquivada em 27 de julho de 2022 
  7. Renata Mendonça (18 de maio de 2021). «BRASILEIRO FEMININO TRIPLICA DE TAMANHO E TERÁ 3ª DIVISÃO EM 2022». Dibradoras. Consultado em 19 de maio de 2021. Cópia arquivada em 19 de maio de 2021 
  8. «Taubaté vence 3B por três gols de diferença e é campeão do Brasileiro Feminino A3». ge. 28 de agosto de 2022. Consultado em 8 de setembro de 2022. Cópia arquivada em 31 de agosto de 2022 
  9. «FEMININO A3: Taubaté goleia 3B Sport e é campeão». Futebol Interior. 28 de agosto de 2022. Consultado em 8 de setembro de 2022. Cópia arquivada em 31 de agosto de 2022 
  10. Lucas Queiroz (28 de agosto de 2022). «Taubaté derruba vantagem, vence por 3 a 0 e 3B fica com o vice da A3». Portal Esporte Manaus. Consultado em 8 de setembro de 2022. Cópia arquivada em 28 de agosto de 2022 
  11. a b «Brasileiro Feminino: CBF divulga tabela detalhada das Séries A2 e A3». ge. 2 de junho de 2022. Consultado em 8 de setembro de 2022. Cópia arquivada em 29 de junho de 2022 
  12. a b Isabella Falconier (2 de junho de 2022). «Séries A2 e A3 do Brasileiro Feminino começam neste mês de junho, divulga CBF». Portal Futebol News. Consultado em 8 de setembro de 2022. Cópia arquivada em 8 de setembro de 2022 
  13. Igor Santos (2 de junho de 2022). «CBF define tabelas das Séries A2 e A3 do Brasileirão Feminino». Agência Brasil. Consultado em 8 de setembro de 2022. Cópia arquivada em 2 de junho de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]