Copa do Brasil de Futebol Feminino de 2008

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Copa do Brasil Feminino de 2008
II Copa do Brasil de Futebol Feminino
Dados
Participantes 32
Organização CBF
Local de disputa  Brasil
Período 1º de novembro17 de dezembro
Gol(o)s 206
Partidas 56
Média 3,68 gol(o)s por partida
Campeã São Paulo Santos (1º título)
Vice-campeã Pernambuco Sport
Melhor marcadora Luciléia (Kindermann) – 8 gols
Maior goleada
(diferença)
Sacramenta Pará 8 – 1 Rio Norte
MangueirãoBelém
5 de novembro, Primeira fase
◄◄ Brasil 2007 Soccerball.svg 2009 Brasil ►►

A II Copa do Brasil de Futebol Feminino ocorreu entre 1 de novembro e 17 de dezembro de 2008 e foi organizada pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Foram 32 equipes de todas as regiões do Brasil.[1][2] A equipe do Santos foi campeã invicta com nove jogos, nove vitórias, 28 gols marcados, apenas 4 gols sofridos e saldo de 24 gols.

Sistema de disputa[editar | editar código-fonte]

O sistema de disputa foi semelhante ao da Copa do Brasil de futebol masculino, com jogos eliminatórios (mata-mata) até a decisão do título. A equipe que somaou o maior número de pontos ganhos ao final das duas partidas em disputa, dentro do próprio grupo, em cada fase, foi classificada para compor os grupos das fases seguintes. As equipes iniciaram cada fase com zero pontos, ou seja, os resultados da fase anterior foram descartados na fase seguinte.

Na primeira fase as equipes foram dispostas em grupos regionalmente (grupos 1 a 8 - região Norte e Nordeste; grupos 9 e 10 - Centro-Oeste; grupos 11 e 12 - Sul; grupos 13 a 16 - Sudeste) para facilitar o deslocamento das equipes e, apenas nesta fase, caso a equipe visitante vencesse a primeira partida por três gols ou mais de diferença, estava automaticamente classificada.[3]

Critério de desempate[editar | editar código-fonte]

Os critérios de desempate, quando houve igualdade em pontos ganhos ao final das duas partidas de cada grupo, em cada fase, foram os seguintes, aplicáveis à fase, nessa ordem:

  • maior saldo de gols (diferença entre os gols marcados e sofridos)
  • maior número de gols marcados nas partidas em que o mando de campo foi do clube adversário
  • cobrança de pênaltis, de acordo com os critérios adotados pela International Board (essa disputa, quando aplicável, deveria ser iniciada 10 minutos após o término da partida)

Equipes participantes[editar | editar código-fonte]

Como ainda não havia competição estadual na maioria dos estados, não foram exigidas indicações oriundas de campeonatos. A distribuição das equipes, por federação, seguiu o critério do Ranking Nacional das Federações (RNF), tendo em vista a inexistência do Ranking de Clubes do Futebol Feminino, onde foram três vagas para o estado posicionado como número 1 do RNF (Federação Paulista de Futebol); duas vagas para os estados posicionados como números 2 a 4 do RNF (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro, Federação Mineira de Futebol e Federação Gaúcha de Futebol) e uma vaga para os estados posicionados como números 5 a 27 do RNF (demais federações).[4] O mando de campo da partida de volta, em cada grupo, em todas as fases, pertenceu à federação melhor posicionada no RNF.

Em 28 de outubro, a CBF divulgou o nome da última equipe que ainda faltava para completar a lista das 32 equipes: Portuguesa de João Pessoa[5] e também a substituição da equipe do Confiança pelo Boca Junior, a pedido da Federação Sergipana de Futebol e desistência da equipe de participar do campeonato.[6]

As equipes em negrito também participaram do campeonato anterior. Essas foram as equipes participantes e seus resultados:[3]

Federação RNF Equipe Resultados J V E D GP GS SD
1ª fase Oitavas Quartas Semifinal Final
 Acre 23 Assermurb 1-4 2-2 Não avançou 2 1 1 3 6 -3
 Alagoas 13 CESMAC 2-0 0-2 1-1 1-2 Não avançou 4 1 1 2 4 5 -1
 Amapá 26 Rio Norte 0-2 1-8 Não avançou 2 2 1 10 -9
 Amazonas 19 Nilton Lins 4-0 1-1 4-0 2-1 0-0 Desclassificado[7] 5 3 2 11 2 +9
 Bahia 7 Lusaca 0-2 2-0 Não avançou 2 1 1 2 2 0
 Ceará 10 Caucaia 4-6 0-0 Não avançou 2 1 1 4 6 -2
 Distrito Federal 14 CRESSPOM 0-2 3-3 Não avançou 2 1 1 3 5 -2
 Espírito Santo 15 Desportiva Capixaba 0-5 Não avançou 1 1 5 -5
 Goiás 8 Aliança 2-0 3-3 2-3 3-1 0-6 0-3 Não avançou 6 2 1 3 10 16 -6
 Maranhão 16 Boa Vontade 2-1 5-1 2-1 1-1 1-2 0-0 0-4 1-3 Não av. 8 3 2 3 12 13 -1
 Mato Grosso 22 SC Tangará 1-5 Não avançou 1 1 1 5 -4
 Mato Grosso do Sul 18 Moreninhas 5-1 3-2 1-3 Não avançou 3 2 1 9 6 +3
 Minas Gerais 4 Atlético Mineiro 2-2 4-0 0-3 1-3 Não avançou 4 1 1 2 7 8 -1
 Minas Gerais 4 Iguaçu 1-5 Não avançou 1 1 1 5 -4
 Pará 11 Sacramenta 2-0 8-1 1-2 1-1 Não avançou 4 2 1 1 12 4 +8
 Paraíba 17 Portuguesa-PB 0-4 Não avançou 1 1 4 -4
 Paraná 5 Novo Mundo 3-1 0-0 0-3 3-3 Não avançou 4 1 2 1 6 7 -1
 Pernambuco 6 Sport 4-0 5-1 4-2 1-1 3-0 4-0 3-1 1-3 0-3 9 6 1 2 25 11 +14
 Piauí 21 Tiradentes 6-4 0-0 1-5 2-4 Não avançou 4 1 1 2 9 13 -4
 Rio de Janeiro 2 Campo Grande 2-2 0-4 Não avançou 2 1 1 2 6 -4
 Rio de Janeiro 2 Volta Redonda 0-3 Não avançou 1 1 3 -3
 Rio Grande do Norte 12 Parnamirim 2-1 3-0 1-1 2-1 1-1 0-3 Não avançou 6 3 2 1 9 7 +2
 Rio Grande do Sul 3 Juventude 1-3 0-0 Não avançou 2 1 1 1 3 -2
 Rio Grande do Sul 3 Pelotas 0-5 0-3 Não avançou 2 2 8 -8
 Rondônia 24 Genus 4-1 2-2 1-1 0-4 Não avançou 4 1 2 1 7 8 -1
 Roraima 27 São Raimundo-RR 0-4 Não avançou 1 1 4 -4
 Santa Catarina 9 Kindermann 5-0 3-0 3-0 3-3 6-0 3-0 0-3 0-3 Não av. 8 5 1 2 23 9 +14
 São Paulo 1 Corinthians 5-1 0-1 2-0 Desclassificado[8] 3 2 1 7 2 +5
 São Paulo 1 Saad 3-0 1-0 0-2 1-3 1-2 Não avançou 5 2 3 6 7 -1
 São Paulo 1 Santos 5-0 3-0 3-1 3-1 2-1 3-0 3-0 3-1 3-0 9 9 28 4 +24
 Sergipe 20 Boca Júnior 1-2 0-3 Não avançou 2 2 1 5 -4
 Tocantins 25 Atenas 1-2 1-5 Não avançou 2 2 2 7 -5

Árbitros[editar | editar código-fonte]

Esses foram os árbitros(as) escalados (após o sorteio dos quartetos de arbitragem) para as partidas.[9][10] O número de partidas só foi computado após a divulgação da súmula da partida (com a devida confirmação de atuação do árbitro).

Destaques[editar | editar código-fonte]

Preliminar

A partida entre Atlético Mineiro e Campo Grande, em 2 de novembro às 14 horas e 30 minutos, no Mineirão, Belo Horizonte, foi a preliminar do jogo entre Atlético Mineiro e Botafogo, pelo Campeonato Brasileiro.

Ana Paula Oliveira

A auxiliar de arbitragem Ana Paula Oliveira, da Federação Paulista, estava escalada para trabalhar na partida de volta entre Corinthians e Iguaçu em 6 de novembro às 16:00 no CT Itaquera em São Paulo.[9] Ana Paula foi reprovada em teste físico e segue fora do Campeonato Brasileiro, porém pode atuar nas partidas realizadas pelo torneio feminino.[11] Entretanto o Corinthians se classificou diretamente para a 2ª fase ao vencer por 5 a 1 a equipe do Iguaçu.[12]

Na rodada de 11 de novembro, foi novamente escalada para as partidas entre Corinthians e Saad (1º quarteto, não sorteado) e entre Santos e Atlético Mineiro (2º quarteto, sorteado). O quarteto foi todo feminino, com a árbitra Simone Xavier de Paula e Silva (RJ), a 2ª auxiliar, Maria Núbia Ferreira Leite (SP) e a 4ª árbitra, Regildênia de Holanda Moura (SP).[9]

Nas quartas-de-final foi escalda para as partidas de ida e volta entre Santos e Corinthians. Para o primeiro jogo (em 20 de novembro no Estádio Ulrico Mursa em Santos) seu quarteto foi o sorteado, mas não foi para a segunda partida.[9] Entretanto, as partidas não aconteceram em função do julgamento da equipe do Corinthians.[13] Como o Corinthians foi desclassificado e novas partidas foram marcadas, o sorteio foi descartado.[9]

Foi novamente escalada, como 2ª auxiliar no 1º quarteto e como 1ª auxiliar no 2º quarteto, para o sorteio da partida de volta entre Santos e Kindermann no Ulrico Mursa em Santos. Ambos os quartetos são formados apenas por mulheres e o sorteado (2º quarteto) tem como árbitra Simone Xavier de Paula e Silva (RJ).[9]

Atacante Cristiane

A atacante Cristiane, uma das melhores jogadores do mundo, que atua pelo Corinthians, afirmou que, como o Brasil não tem um calendário definido para o futebol feminino, deve, ao fim da Copa, ir para o exterior. Ela estuda um contrato de três anos com o Chicago Red Stars, da Women's Professional Soccer (WPS), a nova Liga de futebol feminino dos Estados Unidos.[14]

Copa do Mundo Sub-20

Na primeira fase, o Santos atuará bem desfalcado. O técnico Kleiton Lima e seis jogadoras (Aline Calandrini, Auinã, Érika, Francielle, Janaína e Rubi), estão disputando o Copa do Mundo de Futebol Feminino Sub-20 de 2008. O técnico utiliza o Peixe como base para a equipe nacional.[15] Mesmo com esses desfalques, a equipe venceu, em 1 de novembro, a partida contra a Desportiva Capixaba por 5 a 0 e se classificou para a próxima fase sem a necessidade do jogo de volta.[16]

Federação Paulista

As equipes de Nilton Lins, Sport, Moreninhas, Saad, Santos e Corinthians venceram suas partidas, como visitantes, na 1ª fase por três ou mais gols e se classificaram diretamente para a 2ª fase, sem a necessidade do jogo de volta.[12]

Com a classificação de Saad e Corinthians (ambos da Federação Paulista e, portanto, com o mesmo RNF) para as oitavas de final, a CBF realizou um sorteio em 7 de novembro às 14 horas para definir o mando de campo para as partidas entre as equipes. A CBF também informou que, na mesma data, fez um sorteio preventivo para definir o mando de campo para as partidas entre o vencedor do grupo 23 (Saad ou Corinthians) e do grupo 24 (há a possibilidade de ser a equipe do Santos), já que não haverá tempo hábil para que o sorteio aconteça após as partidas das oitavas e antes das quartas. Se a equipe classificada for o Atlético Mineiro o sorteio será descartado (a Federação Mineira tem um RNF menor do que a Federação Paulista).[17] Segundo o sorteio, o mando de campo será da equipe do Corinthians. Assim, a primeira partida foi no Estádio Leonardo Barbieri em Águas de Lindóia (Saad).[18] A segunda partida, mando de campo do Corinthians, foi no Estádio Nicolau Alayon em São Paulo.[19]

Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD)

Em 18 de novembro, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) julgou o caso de irregularidade da jogadora Nildinha do Corinthians na partida de 11 de novembro contra o Saad. O tribunal entendeu que não houve irregularidade na escalação da jogadora e absolveu o clube. Se o clube tivesse sido condenado, a pena seria a perda do dobro do número de pontos previstos no regulamento da competição para o caso de vitória (6 pontos) e multa de um mil reais a dez mil reais.[20][21][22] Em 19 de novembro, a CBF suspendeu, por decisão do STJD, as duas partidas entre Corinthians e Santos.[13] As partidas foram suspensas em função do recurso apresentado pela Procuradoria.[23] Em 27 de novembro, Tribunal Pleno decidiu, por unanimidade, pela eliminação do Corinthians da competição. Assim, o adversário do Santos nas quartas-de-finais será o Saad e as partidas serão disputadas em 30 de novembro e 3 de dezembro.[8][24]

Em 1 de dezembro, o STJD julgou que houve irregularidade na escalação da jogadora Vanda do Nilton Lins na partida de 22 de novembro contra o Boa Vontade, desclassificou a equipe e aplicou multa de 500 reais. Com esta desclassifição do Nilton Lins, o Boa Vontade segue na competição e enfrentará o Sport pelas semifinais, em 6 de dezembro às 16 horas no Estádio Nhozinho Santos em São Luis. A partida de volta será em 10 de dezembro na Ilha do Retiro no Recife.[7][25]

Confrontos[editar | editar código-fonte]

Em 24 de outubro, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou a tabela completa da competição:[3]

Primeira fase Oitavas de final Quartas de final Semifinal Final
 
 Roraima São Raimundo-RR 0 -
 Amazonas Nilton Lins 4 -
 Amazonas Nilton Lins 1 4
 Rondônia Genus 1 0
 Rondônia Genus 4 2
 Assermurb 1 2
 Amazonas Nilton Lins[7] 2 0
 Maranhão Boa Vontade 1 0
 Rio Norte 0 1
 Pará Sacramenta 2 8
 Pará Sacramenta 1 1
 Maranhão Boa Vontade 2 1
 Tocantins Atenas 1 1
 Maranhão Boa Vontade 2 5
 Maranhão Boa Vontade 0 1
 Pernambuco Sport 4 3
 Alagoas CESMAC 2 0 (4)
 Bahia Lusaca 0 2 (3)
 Alagoas CESMAC 1 1
 Parnamirim 1 2
 Sergipe Boca Júnior 1 0
 Parnamirim 2 3
 Parnamirim 1 0
 Pernambuco Sport 1 3
 Paraíba Portuguesa-PB 0 -
 Pernambuco Sport 4 -
 Pernambuco Sport 5 4
 Piauí Tiradentes 1 2
 Piauí Tiradentes 6 0
 Ceará Caucaia 4 0
 Pernambuco Sport 1 0
 São Paulo Santos 3 3
 CRESSPOM 0 3
 Goiás Aliança 2 3
 Goiás Aliança 2 3
 Mato Grosso do Sul Moreninhas 3 1
 SC Tangará 1 -
 Mato Grosso do Sul Moreninhas 5 -
 Goiás Aliança 0 0
 Santa Catarina Kindermann 6 3
 Paraná Novo Mundo 3 0
 Rio Grande do Sul Juventude 1 0
 Paraná Novo Mundo 0 3
 Santa Catarina Kindermann 3 3
 Santa Catarina Kindermann 5 3
 Rio Grande do Sul Pelotas 0 0
 Santa Catarina Kindermann 0 0
 São Paulo Santos 3 3
 Minas Gerais Iguaçu 1 -
 Bandeira da cidade de São Paulo.svg São Paulo Corinthians 5 -
 Bandeira da cidade de São Paulo.svg São Paulo Corinthians[8] 0 2
 São Paulo Saad 1 0
 Rio de Janeiro Volta Redonda 0 -
 São Paulo Saad 3 -
 São Paulo Saad 1 1
 São Paulo Santos 3 2
 Minas Gerais Atl. Mineiro 2 4
 Rio de Janeiro Campo Grande 2 0
 Minas Gerais Atlético Mineiro 0 1
 São Paulo Santos 3 3
 Espírito Santo (estado) Desportiva Capixaba 0 -
 São Paulo Santos 5 -

Artilharia[editar | editar código-fonte]

Premiação[editar | editar código-fonte]

Copa do Brasil de Futebol
Feminino de 2008
São Paulo.
SANTOS
Campeão
(1º título)

Referências

  1. Estadão Online; Agência Estado (13 de outubro de 2008). «CBF organizará 2ª Copa do Brasil de futebol feminino». Consultado em 14 de outubro de 2008 
  2. O Globo Online; Lancepress (14 de outubro de 2008). «CBF confirma II Copa do Brasil de Futebol Feminino». Consultado em 14 de outubro de 2008 
  3. a b c CBF News (24 de outubro de 2008). «CBF divulga tabela completa e regulamento da II Copa do Brasil de Futebol Feminino». Consultado em 24 de outubro de 2008 
  4. Sítio oficial da CBF (3 de dezembro de 2007). «Ranking das Federações (RNF)» (PDF). Consultado em 29 de outubro de 2008. Arquivado do original (PDF) em 14 de outubro de 2009 
  5. CBF News (28 de outubro de 2008). «Portuguesa de João Pessoa será o representante da Paraíba na Copa do Brasil de Futebol Feminino». Consultado em 29 de outubro de 2008. Arquivado do original em 18 de janeiro de 2009 
  6. CBF News (28 de outubro de 2008). «Boca Junior/SE substituirá o Confiança/SE na Copa do Brasil de Futebol Feminino». Consultado em 29 de outubro de 2008. Arquivado do original em 18 de janeiro de 2009 
  7. a b c CBF News (3 de dezembro de 2008). «Nílton Lins é eliminado da Copa do Brasil de Futebol Feminino». Consultado em 3 de dezembro de 2008. Arquivado do original em 18 de janeiro de 2009 
  8. a b c CBF News (27 de novembro de 2008). «Corinthians é eliminado da Copa do Brasil em decisão unânime do STJD». Consultado em 28 de novembro de 2008. Arquivado do original em 11 de dezembro de 2008 
  9. a b c d e f Sítio oficial da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). «Sorteios e escalas - Copa do Brasil feminina». Consultado em 1 de novembro de 2008 
  10. CBF News (7 de novembro de 2008). «Veja os árbitros para os jogos de ida da segunda fase da Copa do Brasil de Futebol Feminino». Consultado em 8 de novembro de 2008 
  11. GloboEsporte.com (8 de agosto de 2008). «Ana Paula Oliveira é reprovada em teste físico e segue fora do Brasileirão». Consultado em 1 de novembro de 2008 
  12. a b CBF News (3 de novembro de 2008). «Veja os resultados da Copa do Brasil de Futebol Feminino». Consultado em 3 de novembro de 2008 
  13. a b CBF News (19 de novembro de 2008). «Confrontos entre Corinthians e Santos, pelas quartas-de-final da Copa do Brasil de Futebol Feminino, são suspensos». Consultado em 20 de novembro de 2008 
  14. GloboEsporte.com (1 de novembro de 2008). «Cristiane joga Copa Brasil, mas depois vai para os Estados Unidos». Consultado em 1 de novembro de 2008 
  15. GloboEsporte.com (1 de novembro de 2008). «Com vários desfalques, Peixe estréia na Copa do Brasil de futebol feminino». Consultado em 1 de novembro de 2008 
  16. CBF News (2 de novembro de 2008). «Copa do Brasil do Futebol Feminino tem dois jogos, neste domingo, em Minas Gerais». Consultado em 2 de novembro de 2008 
  17. CBF News (5 de novembro de 2008). «Copa do Brasil de Futebol Feminino: sorteio de Corinthians x Saad será nesta sexta-feira, na sede da CBF». Consultado em 6 de novembro de 2008 
  18. CBF News (7 de novembro de 2008). «Veja tabela da segunda fase da Copa do Brasil de Futebol Feminino». Consultado em 8 de novembro de 2008 
  19. CBF News (11 de novembro de 2008). «Corinthians x Saad será no Estádio Nicolau Alayon, em São Paulo». Consultado em 13 de novembro de 2008. Arquivado do original em 18 de janeiro de 2009 
  20. CBF News (15 de novembro de 2008). «Copa do Brasil de Futebol Feminino 2008». Consultado em 16 de novembro de 2008. Arquivado do original em 18 de janeiro de 2009 
  21. Sítio oficial do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD); Raphael Petersen (15 de novembro de 2008). «Corinthians e FPF denunciados». Consultado em 16 de novembro de 2008 
  22. Sítio oficial do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD); Raphael Petersen e Tayná Jordão (18 de novembro de 2008). «Timão continua na Copa Feminina». Consultado em 19 de novembro de 2008 
  23. Sítio oficial do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD); José Geraldo Azevedo (20 de novembro de 2008). «Equipe feminina do Timão parada». Consultado em 24 de novembro de 2008 
  24. Sítio oficial do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) (27 de novembro de 2008). «Corinthians fora da Copa BR». Consultado em 29 de novembro de 2008 
  25. Sítio oficial do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD); Tayná Jordão (1 de dezembro de 2008). «Nilton Lins fora da Copa Feminina». Consultado em 3 de dezembro de 2008 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]