Esporte Clube Pelotas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pelotas
Brasao Pelotas.png
Nome Esporte Clube Pelotas
Alcunhas Áureo-Cerúleo
Lobão
Mascote Lobo
Fundação 11 de outubro de 1908 (108 anos)
Estádio Boca do Lobo
Localização Pelotas, RS, Brasil
Presidente Brasil Luis Aleixo
Treinador Brasil Thiago Gomes
Patrocinador Brasil Claro
Brasil Multisom
Brasil Postos SIM
Brasil Fruki
Material (d)esportivo Brasil Dresch
Competição Rio Grande do Sul Campeonato Gaúcho
Rio Grande do Sul Copa FGF
Rio Grande do Sul FGF 2017 A disputar
Rio Grande do Sul DA 2017 Quartas de final
Rio Grande do Sul DA 2016 5° colocado
Website Esporte Clube Pelotas
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

O Esporte Clube Pelotas é um clube de futebol brasileiro da cidade de Pelotas, no Rio Grande do Sul. Conhecido como Lobão, em referência ao seu mascote oficial, possui um estádio e atualmente está disputando a Copa FGF. Uma vez por ano, o clube disputa a Divisão de Acesso do Campeonato Gaúcho.

História[editar | editar código-fonte]

O Pelotas foi fundado em 11 de outubro de 1908, originado da fusão entre Club Sportivo Internacional e Foot-ball Club. O primeiro grande feito do Pelotas foi ganhar do Sport Club Rio Grande, o clube de futebol mais antigo do Brasil, em 24 de outubro de 1909, que até este dia nunca havia perdido uma partida sequer em sua história de mais de 9 anos de existência.

Em 1930, o Pelotas venceu o Campeonato Gaúcho de Futebol da primeira divisão, batendo o Grêmio na final.[1]

O Pelotas foi vice-campeão gaúcho seis vezes, e campeão uma vez, sendo assim o clube do interior que mais vezes chegou à final do campeonato gaúcho.

O time pelotense, também chamado de áureo cerúleo, disputou a Taça de Prata (hoje Série B) do campeonato brasileiro em 1988 e 1989, tendo participado também da Série C em outras cinco oportunidades: 1995, 1996, 1998, 2001 e 2003[2].

Em 2001, foi campeão da fase seletiva do Gauchão, e terceiro lugar na classificação final do campeonato, à frente da SER Caxias e do Internacional. Em vista disso, participou do Supercampeonato Gaúcho em 2002, da Copa Sul-Minas em 2002 (sendo clube fundador da Liga Sul-Minas), da Copa do Brasil de 2003 e da Série C do Campeonato Brasileiro em 2003.

Em sua história contemporânea, o Pelotas conquistou a segunda divisão gaúcha em 1983 e um título citadino em 1996. Em 2008, no ano de seu centenário, o Pelotas sagrou-se campeão da Copa FGF (cujo nome oficial é Copa Lupi Martins) sobre o Cerâmica de Gravataí, obtendo a vaga para a Recopa Sul-Brasileira de 2008 e para a primeira edição do Campeonato Brasileiro da Série D. Em 2013 foi campeão da Copa Sul-Fronteira, da Supercopa Gaúcha e da Recopa Gaúcha, obtendo a chamada "Tríplice Coroa" do futebol Gaúcho e novamente classificando-se para a disputa do Campeonato Brasileiro da Série D.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Cscr-featured.png Campeão invicto

Estaduais
Competição Títulos Temporadas
Rio Grande do Sul Campeonato Gaúcho - 1ª Divisão 1 1930
Rio Grande do Sul Recopa Gaúcha 1 2014Cscr-featured.png
Rio Grande do Sul Campeonato do Interior Gaúcho 8 1930, 1932, 1945, 1951, 1956, 1960, 1988, 1992
Rio Grande do Sul Super Copa Gaúcha 1 2013Cscr-featured.png
Rio Grande do Sul Copa FGF 1 2008
Rio Grande do Sul Campeonato Gaúcho - 2ª Divisão 1 1983
Regionais
Competição Títulos Temporadas
RioGrandedoSul Meso SudesteRioGrandense.svg Copa Sul Fronteira 1 2013
RioGrandedoSul Meso SudesteRioGrandense.svg Campeonato Gaúcho - Região Litoral 2 1956, 1958
Mapa Regiao Sul do Brasil (somente).PNG Seletiva Sul Minas 1 2001
Porto Alegre (RS) - Brasao.png Torneio Cidade de Porto Alegre 1 1981
Municipais
Competição Títulos Temporadas
Pelotas (RS) - Brasao.png Campeonato Citadino de Pelotas 22 1912, 1913, 1915, 1916, 1925, 1928, 1930, 1932, 1933, 1939, 1944, 1945, 1951, 1956, 1957, 1958, 1960, 1965, 1971, 1976, 1981 e 1996
Pelotas (RS) - Brasao.png Torneio Início de Pelotas 9 1927, 1928, 1935, 1936, 1944, 1949, 1951, 1952 e 1996
Pelotas (RS) - Brasao.png Taça Cidade de Pelotas 3 1924, 1973 e 1976

Outras conquistas[editar | editar código-fonte]

  • Rio Grande do Sul Torneio da Morte: 1 1963
  • Rio Grande do Sul Copa dos Campeões Gaúchos: 1 1957
  • Rio Grande do Sul Copa Getúlio Vargas: 1 1929
  • Rio Grande do Sul Seletiva do Gauchão: 1 2001
  • Rio Grande do Sul Campeonato Estadual Divisão de Honra de Profissionais: 1 1958
  • RioGrandedoSul Meso SudesteRioGrandense.svg Campeonato Estadual Divisão de Honra de Profissionais Zona Litoral: 1 1956
  • Pelotas (RS) - Brasao.png Torneio Comemorativo aos 150 anos da Cidade de Pelotas: 1 1963
  • Pelotas (RS) - Brasao.png Citadino de Pelotas de Amadores: 2 1942 e 1954
  • Pelotas (RS) - Brasao.png Citadino de Pelotas de Aspirantes: 1 1950

Categorias de base[editar | editar código-fonte]

  • Rio Grande do Sul Campeonato Gaúcho de Juniores: 1 2004
  • Pelotas (RS) - Brasao.png Citadino de Pelotas - Juvenil: 4 1958, 1970, 1971 e 1977
  • Pelotas (RS) - Brasao.png Citadino de Pelotas - Infanto Juvenil: 1 1978

Campanhas de destaque[editar | editar código-fonte]

Vice-campeão

Terceiro colocado

Quarto colocado

Elenco[editar | editar código-fonte]

Atualizado 18 de Junho de 2017

Goleiros
Jogador
{{{g1num}}} {{{g1}}}
Defensores
Jogador Pos.
{{{z1num}}} {{{z1}}} Z
Meio-campistas
Jogador Pos.
{{{m1num}}} {{{m1}}} M
Atacantes
Jogador
{{{a1num}}} {{{a1}}}

|numeracao =não |cor_letra1=yellow |cor_fundo1=#00458A |cor_letra2=#00458A |cor_fundo2=#FFFF00

|g1=Brasil Rafael Dal Ri |g2=Brasil Yuri Ales |g3=Brasil Bruno Hepp |g4=Brasil Bruno Ramos |g5=Brasil Mateus Claus

|z1=Brasil Heitor |z2=Brasil Yuri Rodrigues |z3=Brasil Cleiton |z4=Brasil Dante |z5=Brasil Tiago Gasparetto

|ld1=Brasil Mikael |ld2=Brasil Darlem |ld3=Brasil Badé |ld4=Brasil Vinicius Silva

|v1=Brasil Reinaldo |v2=Brasil Arthur |v3=Brasil Ceará |v4=Brasil Charles |v5=Brasil Arilson |v6=Brasil Fábio Rosa

|m1=Brasil Daniel Carvalho |m²=Brasil Leandro Canhoto |m³=Brasil Julio Santana |m4=Brasil Gabriel Carioca |m5=Brasil Uélison |m6=Brasil Vinicius Martins |m7=Brasil Jéferson Silva

|a1=Brasil Gilian |a2=Brasil Welder |a3=Brasil Brasão |a4=Brasil Douglas Mineiro |a5=Brasil Douglão |a5=Brasil Giovane

||t =Brasil Marcelo Mabilia

Histórico em competições oficiais[editar | editar código-fonte]

Ídolos[editar | editar código-fonte]

Maiores goleadores[editar | editar código-fonte]

Jogador
Gols
Brasil Pacheco (1949-1958) 155
Brasil Airton (1950-1953) 85
Brasil Tiago Duarte (2008-2011) 56
Brasil Luís Carlos Gaúcho (1987-1994) 53
Brasil Sandro Sotilli (2008-2011) 53

Artilheiros[editar | editar código-fonte]

  1. Jorge Preá - 2007 (18 gols).

Estrutura[editar | editar código-fonte]

Estádio[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Estádio Boca do Lobo

Tem capacidade aproximada para 24 mil pessoas, contendo 1500 cadeiras cativas; há 58 pontos comerciais ao redor do estádio.

CT Parque Esportivo Lobão[editar | editar código-fonte]

O clube é proprietário do CT Parque Esportivo Lobão, cuja estrutura conta com mais de 10 campos de futebol que são utilizados como centro de treinamento por todas as categorias de base do clube e também pelo elenco profissional. O parque também tem piscinas e churrasqueiras de acesso exclusivo aos sócios.

Rankings[editar | editar código-fonte]

Posição no Ranking da CBF

  • Posição: 182º lugar - 153 pontos[3]

Posição no Ranking Estadual

  • Posição: 23º lugar - 62 pontos[4][5]

Torcida[editar | editar código-fonte]

Torcida do Pelotas
Ypiranga x Pelotas
Barra do Pelotas

A torcida áureo-cerúlea é uma das mais vibrantes do Rio Grande do Sul, sendo considerada uma das maiores torcidas do interior do estado. Conta com fatos históricos de "invasões" a estádios de outros clubes, como na decisão da Taça Fábio Koff contra o Sport Club Internacional, quando lotou mais de 30 ônibus que se dirigiram de Pelotas para Porto Alegre para assistir à final do turno.[6]

Com a retomada das conquistas e regresso à primeira divisão, a torcida do Pelotas tem retomado seu papel de protagonista, sendo um diferencial do clube, contando com novos adeptos jovens, além dos tradicionais torcedores.

Unidos por uma Paixão[editar | editar código-fonte]

O Movimento Unidos por uma Paixão, também conhecida como UPP, é um movimento de torcedores do Esporte Clube Pelotas, criada em 2006 e que adota um formato de torcida muito popular na América Latina. Todos seus integrantes são sócios do clube, e não se consideram uma torcida organizada, mas sim um movimento do qual todo e qualquer torcedor pode participar livremente, sem associação ou cadastro. O movimento tem como característica o apoio incondicional ao clube. Utilizam faixas e "trapos" confeccionados à mão, bem como instrumentos musicais como bumbos de murga e instrumentos de sopro, com canções próprias. Em 2012 a UPP foi considerada uma pequena torcida da América do Sul pela Barras das Américas.

Força Jovem do Pelotas[editar | editar código-fonte]

A Força Jovem é uma das torcidas mais tradicionais do Pelotas, fundada em 1993, sendo muito conhecida e respeitada em todo país. diferentemente da Unidos por uma Paixão, suas características são de torcida no estilo brasileiro, com banda no estilo "charanga", e tendo como diferencial um "bandeirão gigante" com o símbolo do Pelotas e as iniciais FJP.

Demais organizadas[editar | editar código-fonte]

Além da Força Jovem e da Unidos por uma Paixão, o Pelotas conta ainda com outras diversas organizadas, se destacam a Lobochopp, Fúria Áureo-Cerúlea, Império Lobão e Força Independente Expresso Lobão, entre outras.

Rivalidade[editar | editar código-fonte]

O Pelotas tem como seus maiores rivais o Progresso e o Farroupilha, com quem realiza o Far-Pel, também clubes da cidade de Pelotas.

Publicações sobre o Pelotas[editar | editar código-fonte]

Livros

  • DINIZ, Carlos Francisco Sica . Livro Oficial do Centenário do Esporte Clube Pelotas. Editora e Gráfica Pallotti, 2009.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. RSSSFBrasil. «Rio Grande do Sul 1930». Consultado em 3 de setembro de 2008 
  2. Futebol Daqui
  3. «RNC - RANKING NACIONAL DOS CLUBES 2016» (PDF)  Confederação Brasileira de Futebol - acesso em 19 de agosto de 2017
  4. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome :0
  5. http://www.clicrbs.com.br/blog/jsp/default.jsp?source=DYNAMIC,blog.BlogDataServer,getBlog&uf=1&local=1&template=3948.dwt&section=Blogs&post=87309&blog=30&coldir=1&topo=3994.dwt
  6. http://www.correiodopovo.com.br/Esportes/?Noticia=125587

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre clubes brasileiros de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.