Esporte Clube Pelotas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde Abril de 2018). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Pelotas
Brasao Pelotas.png
Nome Esporte Clube Pelotas
Alcunhas Áureo-Cerúleo
Lobão
Mascote Lobo
Principal rival Brasil de Pelotas
Fundação 11 de outubro de 1908 (109 anos)
Estádio Boca do Lobo
Capacidade 23.336[1]
Localização Pelotas, RS, Brasil
Presidente Gilmar Schneider
Treinador Paulo Porto
Patrocinador Casarão Imóveis
Material (d)esportivo Dresch
Competição Campeonato Gaúcho - Divisão de Acesso
Copa FGF
Website Esporte Clube Pelotas
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Temporada atual
editar

O Esporte Clube Pelotas é um clube de futebol brasileiro da cidade de Pelotas, no Rio Grande do Sul. Conhecido como Lobão, em referência ao seu mascote oficial, possui o estádio mais antigo do país em funcionamento e atualmente está disputando a divisão de acesso do campeonato Gaúcho. Também disputa no segundo semestre as copas organizadas pela Federação Gaúcha de Futebol.

História[editar | editar código-fonte]

Fundado em 11 de outubro de 1908, começou a surgir na noite de 13 de setembro de 1908, quando, numa reunião na casa de Joaquim Luis Osório, na Rua 15 de Novembro, 471, foi acertada a fusão de dois clubes: Club Sportivo Internacional e Foot-ball Club.

Participaram da reunião os senhores: Joaquim Luis Osório, Leopoldo de Souza Soares, Francisco Rheingantz e João Frederico Nebel. Os dois primeiros eram presidentes do Internacional e do Foot-ball Club, respectivamente.

O objetivo era fundar, na época, uma associação desportiva que estivesse à altura do progresso que a cidade de Pelotas vinha experimentando. Caso a fusão fosse concretizada, o novo clube, em homenagem à cidade, levaria o seu nome e as suas cores seriam o azul e o amarelo.

As negociações foram crescendo e, no dia 11 de outubro de 1908, nos salões do Club Caixeral, os sócios dos dois clubes aceitaram a proposta e criaram o Sport Club Pelotas.

O primeiro grande triunfo futebolístico do E. C. Pelotas ocorreu no dia 24 de outubro de 1909 quando, jogando em seu estádio (A Boca do Lobo), derrotou o Sport Club Rio Grande (clube de futebol mais antigo do país), que desde a sua fundação nunca havia perdido uma partida.

Seguiram-se ainda outros feitos memoráveis dentro do futebol: organização do primeiro torneio intermunicipal de futebol do RS em 1910; jogo contra o “scratch” uruguaio em 1911 (primeira partida disputada pela seleção uruguaia no país); declarado Campeão Estadual por aclamação dos clubes gaúchos em 1911, após enfrentar e vencer todos os campeões regionais; disputa de inúmeras partidas contra clubes e seleções argentinas, gaúchas, cariocas e paulistas e a realização, em 1918, do Congresso Rio Grandense de Futebol, que resultou na criação da Federação Gaúcha de Futebol, por iniciativa do E. C. Pelotas.

Em 1930, o Pelotas venceu o Campeonato Gaúcho de Futebol da primeira divisão, batendo o Grêmio na final.[2]

O Pelotas foi vice-campeão gaúcho seis vezes, e campeão uma vez, sendo assim o clube do interior que mais vezes chegou à final do campeonato gaúcho.

O time pelotense, também chamado de áureo cerúleo, disputou a Taça de Prata (hoje Série B) do campeonato brasileiro em 1988 e 1989, tendo participado também da Série C em outras cinco oportunidades: 1995, 1996, 1998, 2001 e 2003[3].

Em 09/02/1994, a Boca do Lobo sediou um confronto histórico do Esporte Clube Pelotas contra a seleção da Rússia, que seria o primeiro adversário do Brasil na Copa do Mundo do Tetra. O resultado da partida foi 2×1 para os russos, com destaque para a presença de Parreira e Zagallo nas tribunas.

Em sua história contemporânea, o Pelotas conquistou a segunda divisão gaúcha em 1983 e um título citadino em 1996. Em 2001, foi campeão da fase seletiva do Gauchão, e terceiro lugar na classificação final do campeonato, à frente da SER Caxias e do Internacional. Em vista disso, participou do Supercampeonato Gaúcho em 2002, da Copa Sul-Minas em 2002 (sendo clube fundador da Liga Sul-Minas), da Copa do Brasil de 2003 e da Série C do Campeonato Brasileiro em 2003. Em 2008, no ano de seu centenário, o Pelotas sagrou-se campeão da Copa FGF (cujo nome oficial é Copa Lupi Martins) sobre o Cerâmica de Gravataí, obtendo a vaga para a Recopa Sul-Brasileira de 2008 e para a primeira edição do Campeonato Brasileiro da Série D. Em 2013 foi campeão da Copa Sul-Fronteira, da Supercopa Gaúcha e da Recopa Gaúcha, obtendo a chamada "Tríplice Coroa" do futebol Gaúcho e novamente classificando-se para a disputa do Campeonato Brasileiro da Série D.

Em 2010 a Boca do Lobo sediou ainda, além dos grandes confrontos do Campeonato Gaúcho, partidas históricas contra o Fluminense do Rio de Janeiro, Cerro Largo do Uruguai e Cerro Porteño do Paraguai.

Pelo seu pioneirismo e tradição em competições, o E. C. Pelotas sempre foi e sempre será considerado um dos principais clubes esportivos do país, dono de um patrimônio invejável e da maior e mais apaixonada torcida do interior gaúcho, colecionando ao longo de sua história inúmeros títulos, não só no futebol mas também em outros esportes, como futsal, tênis, basquete, hóquei, remo, natação e atletismo, entre outros.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Estaduais
Competição Títulos Temporadas
Rio Grande do Sul Campeonato Gaúcho - 1ª Divisão 1 1930
Rio Grande do Sul Recopa Gaúcha 1 2014Cscr-featured.png
Rio Grande do Sul Campeonato do Interior Gaúcho 8 1930, 1932, 1945, 1951, 1956, 1960, 1988, 1992
Rio Grande do Sul Super Copa Gaúcha 1 2013Cscr-featured.png
Rio Grande do Sul Copa FGF 1 2008
Rio Grande do Sul Campeonato Gaúcho - 2ª Divisão 1 1983
Regionais
Competição Títulos Temporadas
RioGrandedoSul Meso SudesteRioGrandense.svg Copa Sul Fronteira 1 2013
RioGrandedoSul Meso SudesteRioGrandense.svg Campeonato Gaúcho - Região Litoral 9 1930, 1932, 1939, 1944, 1945, 1951, 1956, 1958, 1960
Municipais
Competição Títulos Temporadas
Pelotas (RS) - Brasao.png Campeonato Citadino de Pelotas 22 1912, 1913, 1915, 1916, 1925, 1928, 1930, 1932, 1933, 1939, 1944, 1945, 1951, 1956, 1957, 1958, 1960, 1965, 1971, 1976, 1981 e 1996
Pelotas (RS) - Brasao.png Torneio Início de Pelotas 9 1927, 1928, 1935, 1936, 1944, 1949, 1951, 1952 e 1996
Pelotas (RS) - Brasao.png Taça Cidade de Pelotas 3 1924, 1973 e 1976

Cscr-featured.png Campeão invicto

Outras conquistas[editar | editar código-fonte]

  • Rio Grande do Sul Torneio da Morte: 1 1963
  • Rio Grande do Sul Copa dos Campeões Gaúchos: 1 1957
  • Rio Grande do Sul Copa Getúlio Vargas: 1 1929
  • Rio Grande do Sul Seletiva do Gauchão: 1 2001
  • Rio Grande do Sul Campeonato Estadual Divisão de Honra de Profissionais: 1 1958
  • RioGrandedoSul Meso SudesteRioGrandense.svg Campeonato Estadual Divisão de Honra de Profissionais Zona Litoral: 1 1956
  • Pelotas (RS) - Brasao.png Torneio Comemorativo aos 150 anos da Cidade de Pelotas: 1 1963
  • Pelotas (RS) - Brasao.png Citadino de Pelotas de Amadores: 2 1942 e 1954
  • Pelotas (RS) - Brasao.png Citadino de Pelotas de Aspirantes: 1 1950

Categorias de base[editar | editar código-fonte]

  • Rio Grande do Sul Campeonato Gaúcho de Juniores: 1 2004
  • Pelotas (RS) - Brasao.png Citadino de Pelotas - Juvenil: 4 1958, 1970, 1971 e 1977
  • Pelotas (RS) - Brasao.png Citadino de Pelotas - Infanto Juvenil: 1 1978

Campanhas de destaque[editar | editar código-fonte]

Vice-campeão

Terceiro colocado

Quarto colocado

Elenco atual[editar | editar código-fonte]

Goleiros
Jogador
' Brasil Giovani
' Brasil Mateus Claus
' Brasil Vinicius Parise
Defensores
Jogador Pos.
' Brasil Carlão Farias Z
' Brasil Ricardo Bierhals Z
' Brasil Felipe Z
' Brasil Luis Felipe Z
' Brasil Walace Z
' Brasil Taygor Z
' Brasil Dão Z
' Brasil Adriano Lara LD
' Brasil Luiz Felipe Maciel LD
' Brasil Juliano Tatto LE
' Brasil Nicolas Bonow LE
Meio-campistas
Jogador Pos.
' Brasil Carlos Eduardo V
' Brasil Tiago Gaucho Capitão V
' Brasil Reinaldo V
' Brasil Rodrigo Vitor V
' Brasil Carlão Moraes V
' Brasil Tom V
' Brasil Jean Roberto M
' Brasil Germano M
' Brasil Edu Amparo M
' Brasil Jefferson Luis M
Atacantes
Jogador
' Brasil Gustavo Xuxa
' Brasil Jarro
' Brasil Giancarlo
' Brasil Robinho
' Brasil Giovane Gomez
' Brasil Hugo Sanches
' Brasil Cleverson
Comissão técnica
Nome Pos.
Brasil Paulo Porto T

Histórico em competições oficiais[editar | editar código-fonte]

Ídolos[editar | editar código-fonte]

Maiores goleadores[editar | editar código-fonte]

Jogador
Gols
Brasil Pacheco (1949-1958) 155
Brasil Airton (1950-1953) 85
Brasil Tiago Duarte (2008-2011) 56
Brasil Luís Carlos Gaúcho (1987-1994) 53
Brasil Sandro Sotilli (2008-2011) 53

Artilheiros[editar | editar código-fonte]

  1. Jorge Preá - 2007 (18 gols).

Patrimônio Invejável[editar | editar código-fonte]

Estádio[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Estádio Boca do Lobo

O Esporte Clube Pelotas é proprietário do Estádio Boca do Lobo, o mais antigo do país, em pleno funcionamento e sede oficial do clube. É a mais completa praça esportiva de Pelotas, com capacidade para aproximadamente 23.336 torcedores contendo 1.500 cadeiras cativas. Ao redor do estádio, existe ainda 58 pontos comerciais devido sua privilegiada localização no coração da cidade, em sua principal avenida.

C.T. Parque Esportivo Lobão[editar | editar código-fonte]

Enquanto muitos clubes se organizam para tentar construir um Centro de Treinamento, a direção do Esporte Clube Pelotas contou com visionários que já vislumbraram essa necessidade há quase 30 anos. Inaugurado no dia 4 de janeiro de 1991, o Parque Esportivo Lobão conta com mais de 10 campos de futebol que são utilizados como centro de treinamento por todas as categorias de base do clube e também pelo elenco profissional. Também é um local destinado à torcida azul e ouro, assim como aos mais diversos segmentos futebolísticos do clube, é um espaço de confraternização e recreação pois o parque possui piscinas e churrasqueiras de acesso exclusivo aos sócios. Muitos dos principais eventos produzidos pelo clube têm o Parque como seu local de realização.

Futebol feminino[editar | editar código-fonte]

O Pelotas possui equipe feminina, o Esporte Clube Pelotas - Phoenix, e suas jogadoras são constantemente convocadas para a seleção Brasileira feminina.

Rankings[editar | editar código-fonte]

Posição no Ranking da CBF

  • Posição: 186º lugar - 102 pontos[4]

Posição no Ranking Estadual

  • Posição: 23º lugar - 62 pontos[5]

Torcida Áureo-Cerúleo[editar | editar código-fonte]

Torcida do Pelotas
Ypiranga x Pelotas

Uma torcida apaixonada e fiel ao Esporte Clube Pelotas, assim podemos descrever a torcida do Lobão. Uma das mais vibrantes do Rio Grande do Sul, sendo considerada uma das maiores torcidas do interior do estado. Presente nos mais diversos cantos deste país, a torcida áureo-cerúlea frequentemente dá mostras de sua fidelidade, acompanhando o Pelotas por todos os estádios onde o Lobo se apresenta

Barra do Pelotas

A torcida áureo-cerúlea conta com fatos históricos de "invasões" a estádios de outros clubes. Um exemplo recente ocorreu no Gauchão 2010. O Pelotas fez Porto Alegre parecer sua sede. Foram diversas excursões à capital, onde o Lobo, empurrado pela massa azul e ouro, derrubou o Grêmio em pleno estádio Olímpico, acabando com uma invencibilidade de 51 jogos e eliminando o tricolor da competição. Na partida contra o São José, a torcida áureo-cerúlea lotou as dependências do estádio Passo D’Areia fazendo a diferença no momento que o Lobo mais precisou – com 2 jogadores a menos, o Pelotas foi empurrado e derrotou seu adversário. E a torcida do Lobão ainda foi responsável por colocar mais de 4,5 mil fanáticos nas arquibancadas do estádio Beiro-Rio na partida contra o Internacional, a qual decidia o título da Taça Fábio Koff. Nos momentos bons e mesmo nos ruins, a torcida jamais abandona o Lobão, se faz presente em todos os jogos para apoiar incondicionalmente sua equipe.

Unidos por uma Paixão - UPP[editar | editar código-fonte]

O Movimento Unidos por uma Paixão, também conhecida como UPP, é um movimento de torcedores do Esporte Clube Pelotas, criada em 2006 e que adota um formato de torcida muito popular na América Latina. Todos seus integrantes são sócios do clube, e não se consideram uma torcida organizada, mas sim um movimento do qual todo e qualquer torcedor pode participar livremente, sem associação ou cadastro. O movimento tem como característica o apoio incondicional ao clube. Utilizam faixas e "trapos" confeccionados à mão, bem como instrumentos musicais como bumbos de murga e instrumentos de sopro, com canções próprias. Em 2012 a UPP foi considerada uma grande torcida da América do Sul pela Barras das Américas.

Força Jovem do Pelotas - FJP[editar | editar código-fonte]

A Força Jovem é uma das torcidas mais tradicionais do Pelotas, fundada em 1993, sendo muito conhecida e respeitada em todo país. diferentemente da Unidos por uma Paixão, suas características são de torcida no estilo brasileiro, com banda no estilo "charanga", e tendo como diferencial um "bandeirão gigante" com o símbolo do Pelotas e as iniciais FJP.

Demais organizadas[editar | editar código-fonte]

Além da Força Jovem e da Unidos por uma Paixão, o Pelotas conta ainda com outras diversas organizadas, se destacam a Lobochopp, Fúria Áureo-Cerúlea, Império Lobão e Força Independente Expresso Lobão, entre outras.

Maiores rivalidades[editar | editar código-fonte]

O Pelotas tem como seus maiores rivais, o Brasil de Pelotas (Xavante) com quem realiza do bra-PEL e o Farroupilha com quem realiza o far-PEL, também clubes da cidade de Pelotas.

O manto agrado que inspirou a camisa canarinho[editar | editar código-fonte]

Aldyr Garcia Schlee, um dos grandes nomes da literatura Gaucha e fortemente ligado a temática do futebol, além de Brasileiro, é torcedor do Uruguai. Aldyr foi o responsável pelo design do uniforme da Seleção Canarinho. Em 1952, logo após o famoso "maracanaço" de 1950, surgiu um concurso organizado pelo Jornal Correio da Manhã do Rio de Janeiro/RJ, para criar novo uniforme para a seleção Brasileira. Schlee, que residia em Pelotas/RS, participou e venceu os 201 candidatos com uma cópia do uniforme do Esporte Clube Pelotas, com camisa amarela, calção azul e meiões branco. Após o concurso, a então Confederação Brasileira de Desportos (CBD), oficializou o uniforme. Como prêmio, Aldyr ganhou um valor equivalente a 20 mil Reais e um estágio no Jornal Carioca.

Publicações sobre o Pelotas[editar | editar código-fonte]

Livros

  • DINIZ, Carlos Francisco Sica . Livro Oficial do Centenário do Esporte Clube Pelotas. Editora e Gráfica Pallotti, 2009.

Hino Oficial do Esporte Clube Pelotas[editar | editar código-fonte]

Autor: José Walter de Oliveira (Valmúrio)

Letra:

“Orgulho-me de ser Áureo-Cerúleo

Pela grandeza do ideal

Ufano-me de ser Áureo-Cerúleo

Pelo que tens de emocional

Exulto ao ver as cores gloriosas

Que lembram toda uma tradição

Azul e amarelo são as cores

Que moram no meu coração

Salve o Pelotas

Salve o glorioso

Quem não te ama

Nunca sentiu emoção

Salve o Pelotas

Vitorioso

É a vitória

O teu maior galardão.”

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre clubes brasileiros de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.