Diego Gavilán

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Gavilán
Informações pessoais
Nome completo Diego Antonio Gavilán Zarate
Data de nasc. 1 de março de 1980 (38 anos)
Local de nasc. Assunção,  Paraguai
Nacionalidade Paraguai Paraguaio
Altura 1,73 m
Destro
Apelido Pampero
Informações profissionais
Clube atual Aposentado
Posição Volante
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1998–1999
1999–2002
2002–2003
2003
2003–2004
2004–2005
2005–2007
2007
2008
2008
2009
2010
2011
2012
Paraguai Cerro Porteño
Inglaterra Newcastle
México UAG Tecos (emp.)
Brasil Internacional (emp.)
Itália Udinese (emp.)
Brasil Internacional
Argentina Newell's Old Boys
Brasil Grêmio
Brasil Flamengo
Brasil Portuguesa
Argentina Independiente
Paraguai Olimpia
Peru Juan Aurich
Paraguai Independiente Campo Grande
45 (11)
8 (1)
14 (2)
142 (11)
0 (0)
- (-)
26 (1)
23 (0)
5 (0)
22 (0)
Seleção nacional
1999–2008 Flag of Paraguay.svg Paraguai 42 (0)

Diego Antonio Gavilán Zarate (Assunção, 1 de março de 1980) é um ex futebolista paraguaio que atuava como volante.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Gavilán iniciou sua carreira no Cerro Porteño, em 1998. Volante, de forte na marcação, rapidamente, chegou à Seleção Paraguaia.

Bicampeão do Torneio Clausura, com o Cerro, em meados de 1999, transferiu-se para o futebol inglês, aonde foi jogar pelo Newcastle.

Infelizmente, acabou não tendo muitas oportunidades e, entre 2002-2004, seguiu emprestado, sucessivamente, ao Tecos, Internacional e Udinese.

Finalmente, em 2004, acabou sendo contratado pelo Internacional, aonde viria a sagrar-se tri-campeão gaúcho. Em seguida, mudou-se para a Argentina, aonde passou a defender o Newell's Old Boys.

Em 2007, retornou ao Brasil, desta vez, com a camisa do Grêmio. Entretanto, apesar de ter sido um dos destaques da campanha gremista na Libertadores de 2007, ao final da competição, alguns fatores (alguns conhecidos e outros desconhecidos) determinaram o seu afastamento, como a contratação de Eduardo Costa, algumas lesões sucessivas, e a contratação de Bustos (um quarto estrangeiro que acabou decepcionando).

Assim sendo, no início de 2008, Gavilán aceitou a proposta de ir jogar no Flamengo. Inicialmente, porém, acabou sendo vetado pelo departamento médico Rubro-negro, o que quase pôs fim à negociação. Gavilán, no entanto, acabou concordando em assinar um contrato de risco com o clube e, com isso, sua transferência acabou sendo concretizada.

Nos poucos meses em que ficou na Gávea, atuou pouquíssimas vezes pelo time e, ao término do Campeonato Carioca, acabou sendo liberado para procurar um novo clube. Com isso, em meados, ainda de 2008, Gavilán definiu sua ida para a Portuguesa.[1]

No dia 6 de fevereiro de 2009, o Independiente acertou a contratação do paraguaio para a disputa do Campeonato Argentino.[2]

Em 2010 se transferiu para o Olimpia, do Paraguai. No ano seguinte, acertou contrato com o clube peruano Juan Aurich.

No final de 2011 acertou-se com Independiente Campo Grande da segunda divisão do campeonato paraguaio, clube na qual encerrou a sua carreira.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Cerro Porteño
Internacional
Grêmio
Flamengo

Referências