Veranópolis Esporte Clube Recreativo e Cultural

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Veranópolis
Safe image.png
Nome Veranópolis Esporte Clube Recreativo e Cultural
Alcunhas VEC
Pentacolor
Mascote Nôno VEC
Fundação 15 de janeiro de 1992 (24 anos)
Estádio Antônio David Farina
Capacidade 4.720
Localização Bandeira Veranopolis.png Veranópolis, Rio Grande do Sul RS; Brasil Brasil
Presidente Brasil Gilberto Generosi
Treinador Brasil Luís Carlos Winck
Patrocinador Brasil Claro
Alemanha HDI Seguros
Brasil CVD
Brasil Lupo
Brasil Agiplan
BrasilAlemanha VW Auto Tradição
BrasilAlemanha VW Verauto
Brasil Comiotto Requinte
Brasil Sicredi
Brasil Fonte Sarandi
Brasil CasaWeb
Brasil Construtora Vuelma
Material esportivo Brasil Lupisport
Competição Rio Grande do Sul Campeonato Gaúcho
Rio Grande do Sul CG 2015
Rio Grande do Sul CF 2015
Rio Grande do Sul CS 2015
Brasil CB 2015
Brasil D 2015
10º colocado
Não disputou
Não disputou
Não disputou
Não disputou
Rio Grande do Sul CG 2014
Rio Grande do Sul CF 2014
Rio Grande do Sul CS 2014
Brasil CB 2014
Brasil D 2014
5º colocado
Eliminado na 2ª fase
Vice-Campeão
Não disputou
Não disputou
Rio Grande do Sul CG 2013
Rio Grande do Sul CF 2013
Rio Grande do Sul CS 2013
Brasil CB 2013
Brasil D 2013
9º colocado
Não disputou
Não disputou
Eliminado na 1ª fase
Não disputou
Ranking nacional Baixa203º lugar, 75 pontos
Website Site Oficial do VEC
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Temporada atual
editar

O Veranópolis Esporte Clube Recreativo e Cultural, conhecido apenas por Veranópolis e cujo acrônimo é VEC, é um clube brasileiro de futebol, sediado na cidade de Veranópolis, no estado do Rio Grande do Sul.


História[editar | editar código-fonte]

O Veranópolis foi fundado em 15 de janeiro de 1992. O clube surgiu da fusão de dois clubes rivais da cidade (Veranense e Dalban). Em 1976 Veranense e Dalban passavam por dificuldades financeiras. Para não fecharem as portas, os dois clubes resolveram se unir formando a Associação Veranópolis.[1] No entanto a fusão acabou emperrando a partir do momento da junção dos patrimônios dos clubes, onde as duas partes entraram em litígio, não chegando a um denominador comum. Passado pouco tempo da tentativa de fusão, as equipes seguiram sendo independentes.

Em 1992, como a situação dos clubes não melhorou, foram iniciadas novas negociações para a fusão. Após mais uma rodada de negociações surge, em 15 de janeiro de 1992,o Veranópolis Esporte Clube Recreativo e Cultural.

Para agradar a todos, os dirigentes resolveram unir até mesmo as cores de cada clube, se tornando um dos poucos times pentacolores, trazendo em seu escudo o azul, vermelho e amarelo do C.A. Veranense e o verde e branco do G.E.R. Dalban.

Veranópolis um dos poucos clubes do mundo com 5 cores

No ano seguinte de sua fundação, em 1993, o VEC sob o comando do técnico Tite, se sagrou campeão da segunda divisão do campeonato gaúcho, conseguindo o acesso para a elite do futebol gaúcho.[1] Lugar de onde jamais saiu.

O título gaúcho ainda é um sonho para o Veranópolis, porém, em algumas oportunidades ele quase virou realidade. Nos anos de 1997, 1998 e 1999 o time chegou nas semifinais, por pouco não conseguindo uma vaga na grande decisão. Nas duras semifinais destes três anos o VEC foi derrotado duas vezes pelo Internacional e outra pelo Grêmio.

Outras boas campanhas aconteceram em 2007 quando o time perdeu na semifinal para o Juventude, terminando na terceira colocação e em 2012, quando o VEC conquistou o título do interior.

Copa do Brasil[editar | editar código-fonte]

Em sua recente história o Veranópolis obteve por duas vezes participação na Copa do Brasil, porém jamais alcançou a segunda fase da competição.

Em 21 de fevereiro de 2007 o VEC estreava na competição nacional recebendo o Cruzeiro no Antônio David Farina. Bravamente segurou o empate em 0x0[2] que garantiu o jogo da volta.

O jogo da volta, 7 dias depois levou o VEC até o Estádio Mineirão em Belo Horizonte, e na noite daquela quarta feira o Cruzeiro encarou um retrancado Veranópolis, que pouco saiu para o jogo e acabou sendo derrotado e eliminado da competição. Resultado final 1x0 para o Cruzeiro, gol de Ricardinho aos 29 minutos do primeiro tempo[3] . O Cruzeiro porém não iria tão longe na competição, foi eliminado pelo Brasiliense nas Oitavas de Final. O destaque do VEC neste ano, além do centroavante Víctor Hugo, foi o goleiro Gilmar Dal Pozzo, técnico que levou a Chapecoense a Série A do Campeonato Brasileiro em 2014.

O VEC somente voltaria a disputar a competição nacional em 2013, conquistando a vaga por ter sido Campeão do Interior no Gauchão de 2012.

O adversário desta edição seria o Santo André. O jogo de ida, dia 3 de abril de 2013 no ADF, acabou com resultado animador para o torcedor pentacolor: 1x0[4] para o Veranópolis, garantindo o jogo da volta em São Paulo. Nesta partida o VEC atuou com a equipe reserva, o clube se guardava para o Gauchão e participação na competição nacional não era vista como prioridade para a Diretoria.

O jogo da volta ocorreu no dia 17 de abril de 2013 no Estádio Bruno José Daniel, em Santo André, no ABC Paulista. Para esta decisão o VEC enviou a equipe titular completa, sonhando então com a inédita vaga na segunda fase da competição. A frustrada eliminação veio no segundo tempo da partida quando aos 26 Jardel, em cobrança de falta, abriu o marcador para a equipe paulista. O VEC segurou o ímpeto do Santo André até os 40 minutos, quando Elielton acertou um belo chute de fora da área a decretou o resultado final: 2x0[5] e a eliminação do VEC mais uma vez na primeira fase. Para o Santo André também a vida na competição não seria tão longa, a equipe foi derrotada na fase seguinte pelo Goiás.

Hino[editar | editar código-fonte]

Surgiste da força de um povo

Que unido provou seu valor

Hoje és orgulho, timaço do peito

VEC pentacolor.

Oh! Veranópolis

Meu campeão

Bravo e forte

Vibra coração.

Teu nome ecoa na Serra

Faz parte da nossa história

Torcida unida é raça

Teu lema é sempre vitória.[6]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Estaduais
Competição Títulos Temporadas
Bandeira do Rio Grande do Sul.svg Campeonato Gaúcho do Interior 3 1997, 1999 e 2012
Bandeira do Rio Grande do Sul.svg Campeonato Gaúcho Divisão de Acesso 1 1993
Municipais
Competição Títulos Temporadas
Bandeira Veranopolis.png Campeonato Citadino de Veranópolis ?
Campanhas de Destaque
Competição Posição Temporadas
Bandeira do Rio Grande do Sul.svg Copa Serrana Vice Campeão 2014
Bandeira do Rio Grande do Sul.svg Campeonato Gaúcho 3º Lugar 2007
Bandeira do Rio Grande do Sul.svg Campeonato Gaúcho 4º Lugar 1997, 1998, 1999, 2009 e 2012
Bandeira do Rio Grande do Sul.svg Quadrangular Longevidade 4º Lugar 2016

Cscr-featured.png Campeão Invicto

Artilheiros[editar | editar código-fonte]

Artilheiros do Campeonato Gaúcho
Artilheiros do Campeonato Gaúcho - Divisão de Acesso
  • Jorjão - 1993 (14 gols).

Elenco atual[editar | editar código-fonte]

Goleiros
Jogador
1 Brasil Léo
12 Brasil Mateus Claus
' Brasil Netto Prata da Casa
' Brasil Mateus Prata da Casa
Defensores
Jogador Pos.
3 Brasil Micael Capitão² Z
4 Brasil Léo D'Agostini Z
13 Brasil Admilton Z
19 Brasil Douglão Z
22 Brasil Lucas Frizon Prata da Casa Z
26 Brasil Protásio Prata da Casa Z
2 Brasil Igor Bosel LD
' Brasil Vini Prata da Casa LD
6 Brasil Massari LE
15 Brasil Lúcio Capitão LE
20 Brasil Augusto LE
Meio-campistas
Jogador Pos.
5 Brasil Felipe Guedes V
8 Brasil Wilian Favoni V
14 Brasil Ronaldo Tres V
25 Brasil Tupã Prata da Casa V
28 Brasil Régis V
10 Brasil Washington M
26 Brasil Paulinho Le Petit M
27 Brasil Gean M
29 Brasil Matheus Prata da Casa M
' Brasil Ari Prata da Casa M
' Brasil Luiz Grando Prata da Casa M
Atacantes
Jogador
7 Brasil Reginaldo Junior
9 Brasil Edson
11 Brasil Zambi
17 Brasil Márcio Jonatan
18 Brasil
22 Brasil Araújo
23 Brasil Paulista
Comissão técnica
Nome Pos.
Brasil Luiz Carlos Winck T

Nota: Nesta temporada alguns jogadores do VEC não possuem numeração fixa.

Símbolos[editar | editar código-fonte]

Escudo[editar | editar código-fonte]

Evolução do Escudo do Veranópolis Esporte Clube Recreativo e Cultural
Veranense 1992-2002 2003 2004-Atualmente
Veranense.png Safe image.png Vernópolis EC de Veranópolis.gif Safe image.png
Dalban
Dalban.png

Uniformes[editar | editar código-fonte]

Uniformes 2015[editar | editar código-fonte]

  • Branco com detalhes em azul, amarelo, vermelho e verde.
  • Azul com detalhes em azul, amarelo, vermelho e verde.
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
1
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Feminina

Uniformes 2014[editar | editar código-fonte]

  • Branco com detalhes em azul, amarelo, vermelho e verde.
  • Azul com detalhes em azul, amarelo, vermelho e verde.


Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
1
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2


Uniformes 2013[editar | editar código-fonte]

  • Branco com detalhes em azul, amarelo, vermelho e verde.
  • Verde com detalhes em azul, amarelo, vermelho e branco.
  • Preto com detalhes em azul, amarelo, vermelho e verde.
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
1
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
3
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Feminina

2012[editar | editar código-fonte]

Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
1
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2

2011[editar | editar código-fonte]

Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
1
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2

2010[editar | editar código-fonte]

Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
1
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2

2009[editar | editar código-fonte]

Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
1
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
3

Ranking da CBF[editar | editar código-fonte]

Ranking atualizado em Janeiro de 2016

  • Posição: 203º
  • Pontuação: 75 pontos[8]

Ranking criado pela Confederação Brasileira de Futebol para pontuar todos os clubes do Brasil[9] .

Temporadas[editar | editar código-fonte]

Para estatísticas detalhadas, clicar sob o ano correspondente à temporada.

Últimas dez temporadas
Rio Grande do Sul Estaduais Brasil Nacionais
Ano Campeonato Gaúcho Copa FGF Copa Serrana Super Copa Gaúcha Campeonato Brasileiro Copa do Brasil
Div Pos Pts J V E D GP GC Fase Máxima Fase Máxima Fase Máxima Div Fase Máxima Pos Fase Máxima
2007 A 31 19 9 4 6 34 26 Primeira Fase
2008 A 11º 18 14 5 3 6 22 23
2009 A 25 15 8 1 6 23 23 Desistiu de participar
2010 A 25 15 7 4 4 34 24 Desistiu de participar
2011 A 10º 18 15 5 3 7 23 30
2012 A 27 15 8 3 4 27 22
2013 A 18 15 5 3 7 13 15 Primeira Fase
2014 A 23 16 5 8 3 18 15 Segunda Fase Vice-Campeão
2015 A 10º 18 15 5 3 7 10 12
2016 A 15 3 4 3 6 9 13 A disputar A disputar A disputar


Legenda:
     Campeão.
     Vice-campeão.
     Eliminado na semifinal.
     Campeão Gaúcho do Interior.
     Classificado ao Campeonato Brasileiro - Série D.
     Rebaixado à divisão inferior.
     Promovido à divisão superior.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre clubes brasileiros de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.