Campeonato Gaúcho de Futebol de 2020 - Divisão de Acesso

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
LXIV Campeonato Gaúcho de Futebol
Divisão de Acesso
Campeonato Gaúcho de Futebol
Divisão de Acesso de 2020
Dados
Participantes 16
Organização FGF
Local de disputa  Rio Grande do Sul
Período 29 de fevereiro
◄◄ Rio Grande do Sul 2019 Soccerball.svg 2021 Rio Grande do Sul ►►

O Campeonato Gaúcho de Futebol da Divisão de Acesso de 2020 foi a 64ª edição da divisão de acesso do futebol gaúcho. A competição, organizada pela Federação Gaúcha de Futebol, foi disputada por dezesseis equipes entre os meses de fevereiro e março, até a paralização pela pandemia de Covid. A competição garantiria ao campeão e ao vice-campeão o direito de disputar a Divisão Principal do Campeonato Gaúcho em 2021.[1]

Em 21 de agosto, após videoconferência com os clubes participantes, a federação determinou o encerramento da competição pela impossibilidade sanitária, organizacional e financeira.[2]

Fórmula de Disputa[editar | editar código-fonte]

  • Primeira Fase: As dezesseis equipes foram divididas em dois grupos, de acordo com a localização geográfica. As equipes enfrentam-se em turno e returno dentro do próprio grupo. As quatro primeiras classificam-se para a fase de Quartas de Final.
  • Quartas de Final: As quatro melhores equipes classificas em cada um dos dois grupos, enfrentam-se em cruzamento olímpico, em jogos de ida e volta com a vantagem de decidir em casa a equipe de melhor campanha, somando-se a este critério, a fase anterior.
  • Semifinal: As quatro equipes vencedoras dos confrontos de quartas de final, enfrentam-se novamente em cruzamento olímpico, em jogos de ida e volta com a vantagem de decidir em casa e equipe de melhor campanha, somando-se a este critério, as fases anteriores. As duas equipes vencedoras da fase semifinal, estão automaticamente classificadas para a Primeira Divisão em 2021.
  • Final: As duas equipes vencedoras dos confrontos da semifinal, enfrentam-se em jogos de ida e volta com a vantagem de decidir em casa a equipe de melhor campanha, somando-se a este critério, as fases anteriores.

Organização[editar | editar código-fonte]

Música Tema das Competições

A partir deste ano, tendo como referência as grandes ligas mundiais, as competições oficias da FGF, terão em sua abertura a música tema das competições. Composta por Airton Ruschel Júnior, ela será reproduzida sempre no início do protocolo dos jogos do Gauchão, com o objetivo de criar uma identificação sonora do campeonato. A composição foi inspirada nas batidas da música gaúcha, gravada e mixada por Airton Ruschel Júnior, também responsável pelo bombo leguero, percussão, cellos e violinos, a composição tem ainda a participação de Diego Dias no acordeon. A música tema foi apresentada, pela primeira vez, na disputa da Recopa Gaúcha, em 19 de janeiro de 2020. [3]

Transmissão dos jogos

Pela primeira vez, também, a FGF garante a transmissão de todos os jogos do campeonato. A princípio com transmissões pelo site fgftv.com.br e posteriormente, através do aplicativo para celular FGF TV. Para assistir no aplicativo, o torcedor deverá pagar uma mensalidade, na qual, parte do valor será destinado ao seu clube do coração. A cada rodada, uma partida poderá ser assistida gratuitamente pelas redes sociais da Federação. [4]

Participantes[editar | editar código-fonte]

Equipe Cidade Em 2019 Estádio (capacidade)[5] Títulos
Esporte Clube Avenida Bandeira Santa Cruz do Sul.png Santa Cruz do Sul 11º (Série A) Eucaliptos (3 500) 1 (2011)
Grêmio Esportivo Bagé Bandeira Bage.png Bagé Pedra Moura (10 000) 3 (1964, 1982 e 1985)
Sociedade Esportiva Recreativa e Cultural Brasil BandeiraFarroupilhaRS.png Farroupilha 2º (Série B) Castanheiras (4 500) 1 (1992)
Esporte Clube Cruzeiro Bandeira de Cachoeirinha.jpg Cachoeirinha 12º Arena Cruzeiro (16 000) 1 (2010)
Grêmio Esportivo Glória Bandeira oficial vacaria.jpg Vacaria Altos da Glória (8 000) 2 (1988 e 2015)
Esporte Clube Guarani Bandeira venancio 2.JPG Venâncio Aires Edmundo Feix (3 000) 0
Guarany Futebol Clube Bandeira Bage.png Bagé 1º (Série B) Estrela D'Alva (10 000) 2 (1969 e 2006)
Esporte Clube Igrejinha Bandeira de Igrejinha.svg Igrejinha Alberto Carlos Schwingler (2 500) 0
Esporte Clube Internacional Santa Maria 10º Baixada Melancólica (6 523) 2 (1968 e 1991)
Clube Esportivo Lajeadense Bandeira-lajeadors.jpg Lajeado Alviazul (7 000) 2 (1959 e 1979)
Esporte Clube Passo Fundo Bandeira-passofundo.png Passo Fundo Vermelhão da Serra (18 000) 2 (1968 e 1986)
Esporte Clube São Gabriel Bandeira de São Gabriel (Rio Grande do Sul).jpg São Gabriel 11º Silvio de Faria Corrêa (8 500) 0
Sport Club São Paulo Bandeira de Rio Grande.jpg Rio Grande Aldo Dapuzzo (8 000) 1 (1970)
Tupi Futebol Clube Bandeira Crissiumal.jpg Crissiumal 14º Municipal Rubro-Negro (3 000) 0
União Frederiquense de Futebol Fw bandeira.jpg Frederico Westphalen 13º Arena do União Frederiquense (1 400) 0
Veranópolis Esporte Clube Recreativo e Cultural Bandeira Veranopolis.png Veranópolis 12º (Série A) Antônio David Farina (4 720) 1 (1993)

Primeira Fase[editar | editar código-fonte]

Grupo A[editar | editar código-fonte]

Grupo B[editar | editar código-fonte]

Fatos Históricos[editar | editar código-fonte]

Efeitos do Coronavírus:

A quarta rodada da competição, que originalmente seria disputada no final de semana de 14 e 15 de março, acabou sendo adiada. A medida foi uma ação da Federação Gaúcha de Futebol em prevenção à disseminação do coronavírus, após alguns casos confirmados da doença no Estado do Rio Grande do Sul. Originalmente, a Federação, havia determinado que todas as partidas seriam disputadas com portões fechados, porém após reclamação dos Clubes, decidiu-se pelo adiamento da rodada. Na ocasião, não havia sido divulgada uma nova data para a disputa. [6][7] Em 16 de março, com o decreto de pandemia expedido pela Organização Mundial da Saúde, em uma nova reunião da Federação com os representantes dos Clubes, decidiu-se pela paralisação (inicialmente por quinze dias) de todas as competições estaduais, organizadas pela FGF.[8]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Rivalidades regionais, torcidas apaixonas e busca pelo Gauchão: Divisão de acesso começa neste sábado». Zero Hora. 28 de fevereiro de 2020. Consultado em 29 de fevereiro de 2020 
  2. «Clubes e Federação reconhecem inviabilidade para continuidade da Divisão de Acesso 2020». FGF. 21 de agosto de 2020. Consultado em 28 de agosto de 2020 
  3. «Ouça a música tema do Gauchão e demais competições da FGF». PeleiaFC. 23 de janeiro de 2020. Consultado em 29 de fevereiro de 2020 
  4. «FGF contará com plataforma exclusiva para transmissão da Divisão de Acesso». Site Oficial da FGF. 28 de fevereiro de 2020. Consultado em 29 de fevereiro de 2020 
  5. Assessoria CBF. «Cadastro Nacional de Estádios de Futebol». CBF. Consultado em 3 de fevereiro de 2018 
  6. «Medidas temporárias de prevenção ao contágio pelo COVID-19 (Atualização)». Federação Gaúcha de Futebol. 13 de março de 2020. Consultado em 14 de março de 2020 
  7. «Medidas Temporárias de Prevenção ao Contágio pelo COVID-19». Federação Gaúcha de Futebol. 13 de março de 2020. Consultado em 14 de março de 2020 
  8. «Suspensão temporária das competições estaduais COVID-19». Federação Gaúcha de Futebol. 16 de março de 2020. Consultado em 17 de março de 2020