Estádio Alfredo Jaconi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Alfredo Jaconi
Estádio Alfredo Jaconi
Nome Estádio Alfredo Jaconi
Características
Local Rua Hércules Galló, 1.547 (Bairro Jardim América)
Caxias do Sul (RS),  Brasil
Gramado Grama natural (105 x 68 m)
Capacidade 19.924 espectadores[1]
Construção
Inauguração
Data 23 de março de 1975
Partida inaugural Juventude 0-0 Flamengo-RJ
Primeiro gol Ronaldo (Palmeiras)
(4 de abril de 1975)[2]
Recordes
Público recorde 27.740 pessoas[3][4]
Data recorde 27 de novembro de 2002
Partida com mais público Juventude 0-1 Grêmio
Outras informações
Proprietário Esporte Clube Juventude
Mandante Esporte Clube Juventude

O Estádio Alfredo Jaconi é um estádio de futebol brasileiro, situado na cidade de Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul.

História[editar | editar código-fonte]

O estádio do Esporte Clube Juventude foi inaugurado em 23 de março de 1975, durante as comemorações do centenário da Colonização Italiana no Rio Grande do Sul.

A construção ocorreu no período entre 1972 e 1975, quando o time estava sob a presidência de Willy Sanvitto, tendo sido construído sobre o antigo estádio do clube, a Quinta dos Pinheiros. As obras foram coordenadas pelo antigo jogador e presidente do clube, Alcides Longhi.[5]

A obra, que começou em 1972, durou três anos e o nome do estádio faz alusão a um dos maiores ídolos do torcedor da papada, Alfredo Jaconi, que foi jogador, treinador e dirigente nas décadas de 1930 e 1940.

Atualmente, após obras para aumentar o conforto e a segurança dos torcedores, a capacidade do Estádio Alfredo Jaconi teve a sua capacidade diminuída de 30.519, para 23.726 espectadores, sendo que na revisão da CBF de 2014 a capacidade do estádio é de 19.924.

Recordes[editar | editar código-fonte]

O maior público no estádio ocorreu em 20 de Novembro de 1994, onde aproximadamente 33 mil torcedores acompanharam o jogo pela semifinal do Campeonato Brasileiro da Série B, o Juventude venceu o Americano-RJ por 1 a 0. Entretanto, o público oficial para esta partida foi de 21.992 pessoas.

O maior público já registrado foi de 27.740 pessoas, no dia 27 de Novembro de 2002, em jogo válido pelas quartas de final do Campeonato Brasileiro de 2002, onde o Juventude perdeu para o Grêmio por 1 a 0.

Já no Campeonato Gaúcho, o maior público é de 27.653[6], no primeiro jogo da final da competição no dia 23 de Junho de 1996, onde o Juventude perdeu para o Grêmio por 3 a 0.

Foto panorâmica do estádio.

Referências

  1. "Diretoria de Competições publica revisão 5 do Cadastro Nacional de Estádios de Futebol". CBF, 24/10/2014
  2. Alfredo Jaconi. Lance!, acessado em 20 de fevereiro de 2014
  3. Côrtes, Gustavo. Clássico Ca-Ju, paixão e rivalidade, 2008, p. 200
  4. Brasileiro de 2002 - Fase Final. Bola na Área, 16/02/2015
  5. "Rigon, Roni. "Alcides Longhi, ídolo do Juventude". Pioneiro, 18/09/2003
  6. Côrtes, Gustavo. Almanaque do Juventude: Período de Glórias, p. 75
Ícone de esboço Este artigo sobre estádios de futebol do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.