Rogério Zimmermann

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Zimmermann.
Rogério Zimmermann
Rogério Zimmermann
Informações pessoais
Nome completo Rogério Garcia Zimmermann
Data de nasc. 10 de junho de 1965 (54 anos)
Local de nasc. Porto Alegre (RS), Brasil
Apelido "Zimmermann" "Rogério Estrategista"
Informações profissionais
Equipa atual Brasil de Pelotas
Posição Treinador (ex-Lateral-direito)
Clubes de juventude



Cruzeiro-RS (juvenil)
Cruzeiro-RS (juniores)
São José-RS (juvenil)
São José-RS (juniores)
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
Não se profissionalizou
Times/Equipas que treinou
1983–1989
1990–2000
2002–2003
2004–2005
2006
2006
2007
2008
2008–2010
2011–2012
2012–2017
2017–2018
2018
2019–
São José-RS (categorias de base)
Grêmio (categorias de base)
ECUS
Brasil de Pelotas
Ulbra-RS
Canoas
Santa Cruz-RS
Pelotas
Cabense
Canoas
Brasil de Pelotas
Joinville
Brasil de Pelotas
Brasil de Pelotas

Rogério Garcia Zimmermann, mais conhecido apenas como Rogério Zimmermann (Porto Alegre, 10 de junho de 1965), é um treinador e ex-futebolista brasileiro, que atuava como lateral-direito.[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Como jogador[editar | editar código-fonte]

Atuou como lateral-direito apenas nas divisões de base de Cruzeiro-RS e São José-RS, ambos da capital gaúcha, não chegando a se profissionalizar como atleta[2].

Como treinador[editar | editar código-fonte]

Zimmermann iniciou sua carreira como técnico das categorias de base do São José-RS em 1983. Em 1990 foi trabalhar nas categorias de base do Grêmio FBPA. Dirigiu em 2002 a equipe profissional do ECUS (Suzano/SP). Trabalhou também em outros clubes do Rio Grande do Sul, como Canoas, Santa Cruz-RS e Pelotas, e também na Cabense, de Pernambuco[3].

Em 2012, assumiu como treinador do Brasil de Pelotas, sendo esta sua segunda passagem pelo clube[4]. No ano seguinte, conquistou com o clube o título da Divisão de Acesso do Campeonato Gaúcho, levando novamente o Brasil à Primeira Divisão após um período de quatro anos.

Em 2014, conseguiu novo acesso com o Brasil. Dessa vez, no Campeonato Brasileiro, no qual o clube alcançou o segundo lugar na Série D. O vice-campeonato veio ao perder nos pênaltis para o Tombense Futebol Clube, fora de casa.

Em outubro de 2015, o Brasil de Pelotas empatou em 0–0 com o Fortaleza, após vencer por 1–0 no primeiro jogo, e foi promovido à Série B do Campeonato Brasileiro de 2016.

No dia 20/07/2017, durante a disputa da série B do Campeonato Brasileiro, Rogério Zimmermann foi demitido da equipe de Pelotas, após cinco anos de grandes sucessos e da recolocação histórica do clube na segunda divisão do futebol brasileiro. Ele comandava o segundo mais longevo trabalho do país, com cinco anos e três meses e, na época, ficava atrás apenas de Claudio Tencati, do Londrina[5].

Em 2017, foi contratado pelo Joinville. Permaneceu por 6 (seis) meses. Neste período disputou a Copa Santa Catarina 2017 e o Campeonato Catarinense 2018.

Após jogar 24 rodadas, o Brasil de Pelotas estava na 18ª colocação da série B do campeonato brasileiro, na frente apenas de Sampaio Corrêa e Boa Esporte, com os comandos de Clemer e Gilmar Dal Pozzo até então. No dia 29/08/2018, Rogério Zimmermann foi anunciado pelo clube, sendo a sua terceira passagem no Brasil de Pelotas, com a missão de livrar o time do rebaixamento à série C do campeonato brasileiro. Na 36ª rodada, após a vitória fora de casa por 1x0 contra o Boa Esporte, o Brasil se garantiu matematicamente na Série B 2019, que será a quarta vez consecutiva do Brasil nesta divisão.

Rogério encerrou sua terceira passagem com 8 vitórias em 14 jogos na Série B. Por decisão própria, Rogério decide não renovar com o Xavante para a temporada 2019 e Paulo Roberto Santos é contratado para a vaga

Em 27 de março de 2019, Após um mal campeonato gaúcho, Rogério Zimmerman o maior treinador da história do clube voltou ao Bento Freitas, saudado pela torcida Xavante, para iniciar o planejamento técnico para a Série B 2019.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Como treinador[editar | editar código-fonte]

Brasil de Pelotas[6]

Campanhas de destaque[editar | editar código-fonte]

Como treinador[editar | editar código-fonte]

Brasil de Pelotas[6]

Referências

  1. «Executivo e técnico, Carlos Kila e Rogério Zimmermann deixam o Joinville». Globoesporte 
  2. JANKE, Thaigor (21 de maio de 2014). «Especial: Os rótulos de Rogério Zimmermann». RedeEsportiva.com. Consultado em 1 de dezembro de 2016 
  3. BIFANO, Carmelito (entrevista) / Redação (postagem) (8 de outubro de 2015). «Rogério Zimmermann: "Brasil precisava voltar a ser um time de aeroporto"». CorreioDoPovo.com. Consultado em 1 de dezembro de 2016 
  4. GloboEsporte.com (21 de maio de 2012). «Brasil de Pelotas apresenta Rogério Zimmermann como novo treinador». GloboEsporte.com. Consultado em 1 de dezembro de 2016 
  5. «Rogério Zimmermann não é mais técnico do Brasil-Pel». ZH 2014 
  6. a b «Técnico Rogério Zimmermann». GEBrasil.com. Consultado em 1 de dezembro de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por

Marcelo Rospide
Gilmar Dal Pozzo
Gustavo Papa
Técnico do Brasil de Pelotas
2004–2005
2012–2017
2018
2019–
Sucedido por

Clemer
Paulo Roberto Santos
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) treinador(a) de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.