Copa do Brasil de Futebol Sub-20 de 2018

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Copa do Brasil de Futebol Sub-20 de 2018
Copa do Brasil Sub-20 de 2018
Dados
Participantes 32
Organização CBF
Local de disputa Brasil
Período 28 de março30 de maio
Gol(o)s 193
Partidas 58
Média 3,33 gol(o)s por partida
Campeão São Paulo (3.º título)
Vice-campeão Corinthians
Melhor marcador Léo Passos (Palmeiras)
Maior goleada
(diferença)
Boa Esporte 1 – 9 Corinthians
MelãoVarginha
28 de março
◄◄ 2017 Soccerball.svg 2019 ►►

A Copa do Brasil de Futebol Sub-20 de 2018 foi a sétima edição desta competição de futebol organizada pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

A competição visa valorizar o trabalho realizado pelos clubes em suas categorias de base, colaborando para o surgimento de novos atletas para o futebol brasileiro, atendendo o escopo do Estatuto do Torcedor ao fomentar o futebol.

A competição foi disputada por trinta e duas equipes, compostas pelas 20 do Campeonato Brasileiro e as 12 melhores colocadas da Série B de 2017.

O São Paulo conquistou seu terceiro título ao derrotar o rival Corinthians na decisão.

Participantes e regulamento[editar | editar código-fonte]

Em dezembro de 2017, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anunciou que o gol qualificado deixaria de ser um critério de desempante na Copa do Brasil.[1] Três meses depois, a organização confirmou que a regra também seria utilizada nas competições de bases correspondentes, bem como o regulamento.[2] A edição permaneceu com o mesmo sistema de disputa, trinta e duas equipes iniciam o torneio em embates eliminatórios. Na primeira fase, os clubes visitante que triunfasse no primeiro jogo por dois ou mais gols de diferença eliminariam o jogo de volta e, consequentemente, classificando-se automaticamente. O mando de campo das duas primeiras fases foi decidido pelo ranking nacional dos clubes; contudo, sorteios determinaram o mando de campo nas fases seguintes.[3][4]

Os participantes também foram divulgados pela organização, sendo eles as vinte equipes do Campeonato Brasileiro de 2017 e as doze melhores colocadas do Campeonato Brasileiro da Série B de 2017.[5]

Participantes[4]
Equipe Estado Títulos Qualificação
América Futebol Clube  Minas Gerais 0 (não possui) 1º (Série B)
Atlético Clube Goianiense  Goiás 0 (não possui) 20º (Série A)
Clube Atlético Mineiro  Minas Gerais 1 (2017) 9º (Série A)
Clube Atlético Paranaense  Paraná 0 (não possui) 11º (Série A)
Avaí Futebol Clube  Santa Catarina 0 (não possui) 18º (Série A)
Esporte Clube Bahia Bahia Bahia 0 (não possui) 12º (Série A)
Boa Esporte Clube  Minas Gerais 0 (não possui) 10º (Série B)
Botafogo de Futebol e Regatas  Rio de Janeiro 0 (não possui) 10º (Série A)
Grêmio Esportivo Brasil  Rio Grande do Sul 0 (não possui) 8º (Série B)
Ceará Sporting Club  Ceará 0 (não possui) 3º (Série B)
Associação Chapecoense de Futebol  Santa Catarina 0 (não possui) 8º (Série A)
Sport Club Corinthians Paulista  São Paulo 0 (não possui) 1º (Série A)
Coritiba Foot Ball Club  Paraná 0 (não possui) 17º (Série A)
Cruzeiro Esporte Clube  Minas Gerais 0 (não possui) 5º (Série A)
Figueirense Futebol Clube  Santa Catarina 0 (não possui) 12º (Série B)
Clube de Regatas do Flamengo  Rio de Janeiro 0 (não possui) 6º (Série A)
Fluminense Football Club  Rio de Janeiro 0 (não possui) 14º (Série A)
Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense  Rio Grande do Sul 0 (não possui) 4º (Série A)
Sport Club Internacional  Rio Grande do Sul 1 (2014) 2º (Série B)
Esporte Clube Juventude  Rio Grande do Sul 0 (não possui) 9º (Série B)
Londrina Esporte Clube  Paraná 0 (não possui) 5º (Série B)
Oeste Futebol Clube  São Paulo 0 (não possui) 6º (Série B)
Sociedade Esportiva Palmeiras  São Paulo 0 (não possui) 2º (Série A)
Paraná Clube  Paraná 0 (não possui) 4º (Série B)
Paysandu Sport Club Pará Pará 0 (não possui) 11º (Série B)
Associação Atlética Ponte Preta  São Paulo 0 (não possui) 19º (Série A)
Santos Futebol Clube  São Paulo 1 (2013) 3º (Série A)
Sport Club do Recife  Pernambuco 0 (não possui) 15º (Série A)
São Paulo Futebol Clube  São Paulo 2 (2015 e 2016) 13º (Série A)
Club de Regatas Vasco da Gama  Rio de Janeiro 0 (não possui) 7º (Série A)
Vila Nova Futebol Clube  Goiás 0 (não possui) 7º (Série B)
Esporte Clube Vitória Bahia Bahia 1 (2012) 16º (Série A)

Resultados[editar | editar código-fonte]

Primeira fase[editar | editar código-fonte]

Duas partidas iniciaram a sétima edição da competição, ambas realizadas no dia 27 de março. O primeiro confronto decorreu entre Atlético Goianiense e Sport em Goiânia, enquanto que Paraná e Botafogo se enfrentaram em Curitiba.[6] Os dois jogos foram vencidos pelos mandantes por placar mínimo;[7] contudo, os adversários reverteram o resultado na segunda partida - com placares de 3–0 para o Sport e 3–1 para o Botafogo.[8][9] No dia seguinte, os mandantes Coritiba e Vila Nova derrotaram Ponte Preta e Atlético Mineiro, respectivamente.[10][11] Apesar dos triunfos, ambas as equipes foram derrotadas no segundo jogo - o Coritiba sofreu um revés por dois gols de diferença e, consequentemente, terminou sendo eliminado.[11] O Vila Nova, por sua vez, conquistou a vaga nas penalidades.[12] O Fluminense também triunfou em sua estreia diante do Ceará e confirmou sua classificação com uma nova vitória sobre o rival.[10][11]

No mesmo dia, três embates terminaram empatados: Bahia e Atlético Paranaense não marcaram em Salvador, assim como Figueirense e Santos (1–1), em Florianópolis,[10] e Londrina e Chapecoense (2–2), em Londrina.[13] Bahia e Figueirense venceram o segundo embate, classificando-se.[9][11]Corinthians, Grêmio e Vasco da Gama golearam e se classificaram automaticamente sem a necessidade de disputar a partida de volta. A vitória do Flamengo por dois gols de diferença sobre o Paysandu também qualificou automaticamente a equipe.[14][15] Em 29 de maio, América Mineiro e Vitória estrearam com vitória sobre Palmeiras e Internacional, respectivamente. A equipe baiana obteve um revés na segunda partida, mas classificou-se pelo saldo de gols no confronto, enquanto que o Palmeiras triunfou e eliminou o América Mineiro.[9][11] Dois dias depois, o Brasil de Pelotas superou o São Paulo pelo placar mínimo; contudo, a equipe gaúcha foi derrotada na segunda partida e eliminada.[11] Por fim, o Juventude se qualificou nas penalidades diante do Cruzeiro.[16]

Time 1   Total   Time 2   1º jogo   2º jogo
Ceará Ceará 3–5 Rio de Janeiro Fluminense 1–2 2–3
Oeste São Paulo 0–4 Rio Grande do Sul Grêmio 0–4
América Mineiro Minas Gerais 4–5 São Paulo Palmeiras 3–2 1–3
Bahia Bahia 3–2 Paraná Atlético Paranaense 0–0 3–2
Brasil de Pelotas Rio Grande do Sul 2–3 São Paulo São Paulo 1–0 1–3
Londrina Paraná 3–3 (3–4 p) Santa Catarina Chapecoense 2–2 1–1
Avaí Santa Catarina 1–4 Rio de Janeiro Vasco da Gama 1–4
Vila Nova Goiás 4–4 (5–4 p) Minas Gerais Atlético Mineiro 3–1 1–3
Atlético Goianiense Goiás 1–3 Pernambuco Sport 1–0 0–3
Boa Esporte Minas Gerais 1–9 São Paulo Corinthians 1–9
Vitória Bahia 5–4 Rio Grande do Sul Internacional 3–1 2–3
Paysandu Pará 0–2 Rio de Janeiro Flamengo 0–2
Coritiba Paraná 4–5 São Paulo Ponte Preta 3–2 1–3
Juventude Rio Grande do Sul 4–4 (4–2 p) Minas Gerais Cruzeiro 2–1 2–3
Paraná Paraná 2–3 Rio de Janeiro Botafogo 1–0 1–3
Figueirense Santa Catarina 6–4 São Paulo Santos 1–1 5–3

Oitavas de final[editar | editar código-fonte]

A tabela da fase de Oitavas de final foi divulgada pela CBF em 5 de abril. Na ocasião, a entidade definiu as datas dos confrontos.[17] Cinco embates foram realizados no dia 11 de abril, sendo que três terminaram empatados: Sport e Corinthians (0–0), e Vila Nova e Vasco (1–1), bem como Vitória e Flamengo. Jogando em Novo Hamburgo, a Ponte Preta marcou dois gols e triunfou sobre o Juventude. Já o Botafogo venceu o Figueirense pelo placar mínimo.[18] No dia seguinte, ocorreram os três jogos restantes, sendo que todos foram vencidos pelos visitantes. Em Chapecó, o São Paulo obteve uma vitória com três gols no primeiro tempo: aos 36 minutos, Rodrigo converteu um pênalti, enquanto que Gabriel Novaes marcou dois gols nos últimos minutos.[19] Este também foi o placar da vitória do Palmeiras sobre o Bahia, com gols de Fernando, Yan e Léo Passos. Já o Grêmio superou o Fluminense no Rio de Janeiro, 2 a 1.[20]

Os jogos de volta foram realizados na semana seguinte. Com dois gols de Raphael Stard, o Grêmio repetiu o placar da primeira partida e eliminou o Fluminense. Botafogo e Vasco da Gama também triunfaram, garantindo a classificação com as vitórias. Por outro lado, Palmeiras e Ponte Preta qualificaram-se com reveses: ambas as equipes foram derrotadas por 2 a 1; contudo, o placar não foi suficiente para os adversários.[21] O Corinthians, por sua vez, voltou a empatar com o Sport, mas venceu nas penalidades.[22] Dois empates encerraram a fase, São Paulo e Chapecoense empataram sem gols em Cotia, enquanto o Flamengo se classificou nas penalidades após um empate por 2 a 2 com o Vitória.[23]

Time 1   Total   Time 2   1º jogo   2º jogo
Fluminense Rio de Janeiro 2–4 Rio Grande do Sul Grêmio 1–2 1–2
Palmeiras São Paulo 4–2 Bahia Bahia 3–0 1–2
São Paulo São Paulo 3–0 Santa Catarina Chapecoense 3–0 0–0
Vasco da Gama Rio de Janeiro 3–1 Goiás Vila Nova 1–1 2–0
Sport Pernambuco 2–2 (1–4 p) São Paulo Corinthians 0–0 2–2
Vitória Bahia 3–3 (2–4 p) Rio de Janeiro Flamengo 1–1 2–2
Ponte Preta São Paulo 3–2 Rio Grande do Sul Juventude 2–0 1–2
Botafogo Rio de Janeiro 4–1 Santa Catarina Figueirense 1–0 3–1

Quartas de final[editar | editar código-fonte]

As quatro primeiras partidas das quartas de final aconteceram em 25 de abril. Em Eldorado do Sul, o Palmeiras goleou o Grêmio por 4 a 0, com dois gols de Léo.[24] Já no Rio de Janeiro, o Botafogo venceu a Ponte Preta pelo placar mínimo.[24] O Vasco da Gama, por sua vez, triunfou sobre o São Paulo. Nesse embate, os paulistanos abriram o placar, mas sofreram a virada dos cariocas. No segundo tempo, o São Paulo converteu três gols em cinco minutos fazendo 4 a 2. Apesar disso, o Vasco da Gama reagiu conseguiu marcar três gols, decretando a vitória.[24] Posteriormente, o Flamengo venceu o Corinthians em Bragança Paulista.[25]

Apesar do revés no primeiro duelo, o Corinthians superou o Flamengo no jogo de volta, igualando o agregado. Os paulistanos, entretanto, garantiu a classificação nas penalidades.[26] Outro embate decido nos pênaltis ocorreu em Campinas, o Botafogo se classificou mesmo perdendo no tempo regulamentar para a Ponte Preta.[27] Em Cotia, o São Paulo reverteu a derrota que sofreu no confronto de ida, vencendo o Vasco da Gama por dois gols de vantagem (3–1) e também se classificou.[28] Por fim, o Palmeiras voltou a golear o Grêmio.[29]

Time 1   Total   Time 2   1º jogo   2º jogo
Grêmio Rio Grande do Sul 1–8 São Paulo Palmeiras 0–4 1–4
São Paulo São Paulo 7–6 Rio de Janeiro Vasco da Gama 4–5 3–1
Corinthians São Paulo 3–3 (3–2 p) Rio de Janeiro Flamengo 1–2 2–1
Ponte Preta São Paulo 3–3 (3–4 p) Rio de Janeiro Botafogo 0–1 3–2

Semifinais[editar | editar código-fonte]

No dia 3 de maio, a CBF sorteou a ordem dos mandos de campos, com Botafogo e Palmeiras obtendo o mando do segundo jogo.[30] O primeiro confronto foi realizado em 8 de maio, no estádio José Liberati, Osasco. O São Paulo triunfou sobre o Palmeiras, com um gol de pênalti do defensor Rodrigo.[31] No dia seguinte, em Bragança Paulista, o Corinthians venceu o Botafogo com gols de Bilu e William.[32]

Na volta, o Choque Rei terminou empatado (1–1) e, consequentemente, o São Paulo avançou para a decisão.[33] Dois dias depois, o Corinthians foi derrotado pelo Botafogo, mas garantiu a vaga na decisão pelo resultado agregado.[34]

Time 1   Total   Time 2   1º jogo   2º jogo
Palmeiras São Paulo 1–2 São Paulo São Paulo 0–1 1–1
Corinthians São Paulo 2–1 Rio de Janeiro Botafogo 2–0 0–1

Final[editar | editar código-fonte]

A CBF sorteou a ordem dos mandos de campos das duas partidas da decisão no dia 16 de maio.[35] Naquela data, apenas o São Paulo já havia se classificado da semifinal e ficou definido que a primeira partida seria realizada com mando de Botafogo ou Corinthians, enquanto a finalíssima ocorreria no Estádio do Morumbi em São Paulo.[36]

A primeira partida foi realizada em um sábado, no dia 26 de março, na Arena Corinthians em São Paulo.[37][38] Apitado pelo árbitro paulista Rafael Gomes Félix da Silva, o primeiro confronto teve apenas torcida única devido a determinação do Ministério Público do Estado de São Paulo.[38][39] Os anfitriões começaram a se impor no jogo na metade do primeiro tempo, chegando a marcar o primeiro tento com Renan Areias. O Corinthians ampliou o placar no início do segundo tempo, quando Carlos Augusto completou um cruzamento. O São Paulo, no entanto, diminuiu com Antony.[37][38] Já a finalíssima foi realizada no dia 2 de junho, no Estádio do Morumbi, capital paulista, e apitada pelo árbitro José Cláudio Rocha Filho. Com o público superior a 24 mil torcedores, o São Paulo iniciou a partida, o São Paulo iniciou a partida ofensivo e marcou o primeiro gol com Gabriel Novaes. Os mandantes ampliaram no final do primeiro tempo com um gol contra de Carlos Augusto.[40] No segundo tempo, o zagueiro Walce cobrou uma falta de longa distância e acertou o ângulo de Diego.[40] Com o resultado adverso, o Corinthians buscou o ataque para diminuir o placar visando levar a disputa para as penalidades. No entanto, perdeu seu zagueiro Ronald que foi excluído ao receber o segundo cartão amarelo.[40] A situação alvinegra complicou ainda mais após um chute sem muitas pretensões da defesa do São Paulo, o goleiro Diego deixou a meta e interceptou a trajetória da bola, mas sem muita precisão. Gabriel Novaes, então, tomou posse da bola e encobriu o goleiro, marcando o quarto gol dos anfitriões.[40]

Time 1   Total   Time 2   1º jogo   2º jogo
São Paulo São Paulo 5–2 São Paulo Corinthians 1–2 4–0

Esquema[editar | editar código-fonte]

Em itálico, os times que possuem o mando de campo no primeiro jogo do confronto.
Em negrito, os clubes classificados

Primeira fase   Oitavas de final   Quartas de final   Semifinais   Final
 Ceará Ceará 1 2 3  
 Rio de Janeiro Fluminense 2 3 5      Rio de Janeiro Fluminense 1 1 2  
 São Paulo Oeste 0 - 0    Rio Grande do Sul Grêmio 2 2 4  
 Rio Grande do Sul Grêmio 4 - 4        Rio Grande do Sul Grêmio 0 1 1  
 Minas Gerais América Mineiro 3 1 4        São Paulo Palmeiras 4 4 8  
 São Paulo Palmeiras 2 3 5      São Paulo Palmeiras 3 1 4
 Bahia Bahia 0 3 3    Bahia Bahia   2 2  
 Paraná Atlético Paranaense 0 2 2        São Paulo Palmeiras 0 1 1  
 Rio Grande do Sul Brasil de Pelotas 1 1 2        São Paulo São Paulo 1 1 2  
 São Paulo São Paulo 0 3 3      São Paulo São Paulo 3 0 3  
 Paraná Londrina 2 1 3(3)    Santa Catarina Chapecoense 0 0 0  
 Santa Catarina Chapecoense (pen) 2 1 3(4)        São Paulo São Paulo 4 3 7
 Santa Catarina Avaí 1 - 1        Rio de Janeiro Vasco da Gama 5 1 6  
 Rio de Janeiro Vasco da Gama 4 - 4      Rio de Janeiro Vasco da Gama 1 2 3
 Goiás Vila Nova (pen) 3 1 4(5)    Goiás Vila Nova 1 0 1  
 Minas Gerais Atlético Mineiro 1 3 4(4)        São Paulo São Paulo 1 4 5
 Goiás Atlético Goianiense 1 0 1        São Paulo Corinthians 2 0 2
 Pernambuco Sport 0 3 3      Pernambuco Sport 0 2 2(1)  
 Minas Gerais Boa Esporte 1 - 1    São Paulo Corinthians (pen) 0 2 2(4)  
 São Paulo Corinthians 9 - 9        São Paulo Corinthians (pen) 1 2 3(3)  
 Bahia Vitória 3 2 5        Rio de Janeiro Flamengo 2 1 3(2)  
 Rio Grande do Sul Internacional 1 3 4      Bahia Vitória 1 2 3(2)
 Pará Paysandu 0 - 0    Rio de Janeiro Flamengo (pen) 1 2 3(4)  
 Rio de Janeiro Flamengo 2 - 2        São Paulo Corinthians 2 0 2
 Paraná Coritiba 3 1 4        Rio de Janeiro Botafogo 0 1 1  
 São Paulo Ponte Preta 2 3 5      São Paulo Ponte Preta 2 1 3  
 Rio Grande do Sul Juventude (pen) 2 2 4(4)    Rio Grande do Sul Juventude 0 2 2  
 Minas Gerais Cruzeiro 1 3 4(2)        São Paulo Ponte Preta 0 3 3(3)
 Paraná Paraná 1 1 2        Rio de Janeiro Botafogo (pen) 1 2 3(4)  
 Rio de Janeiro Botafogo 0 3 3      Rio de Janeiro Botafogo 1 3 4
 Santa Catarina Figueirense 1 5 6    Santa Catarina Figueirense 0 1 1  
 São Paulo Santos 1 3 4  


Premiação[editar | editar código-fonte]

Copa do Brasil de Futebol Sub-20 de 2018
São Paulo
São Paulo
Campeão
(3.º título)

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Gol fora de casa deixa de ser critério de desempate da Copa do Brasil em 2018». Globo Esporte. 1 de dezembro de 2017. Consultado em 31 de julho de 2018. Cópia arquivada em 9 de julho de 2018 
  2. «Copa do Brasil Sub-20: tabela detalhada». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 3 de março de 2018. Consultado em 12 de agosto de 2019. Cópia arquivada em 12 de agosto de 2019 
  3. «Copa do Brasil Sub-20: regulamento e tabela 2018». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 2 de fevereiro de 2018. Consultado em 12 de agosto de 2019. Cópia arquivada em 12 de agosto de 2019 
  4. a b «Copa do Brasil Sub-20: regulamento e tabela 2018». cenariomt.com.br. 3 de fevereiro de 2018. Consultado em 14 de fevereiro de 2018. Cópia arquivada em 15 de fevereiro de 2018 
  5. «Regulamento Específico da Competição Copa do Brasil Sub-20 2018» (PDF). Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. Consultado em 14 de fevereiro de 2018. Cópia arquivada (PDF) em 15 de fevereiro de 2018 
  6. «Dois jogos abrem a Copa do Brasil Sub-20». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 27 de março de 2018. Consultado em 11 de agosto de 2019. Cópia arquivada em 12 de agosto de 2019 
  7. «Atlético-GO e Paraná vencem na estreia de 2018». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 27 de março de 2018. Consultado em 11 de agosto de 2019. Cópia arquivada em 12 de agosto de 2019 
  8. «Sport-PE supera o Atlético-GO e fica com a vaga». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 3 de abril de 2018. Consultado em 11 de agosto de 2019. Cópia arquivada em 12 de agosto de 2019 
  9. a b c «Figueirense, Vitória e Botafogo avançam às oitavas». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 4 de abril de 2018. Consultado em 11 de agosto de 2019. Cópia arquivada em 12 de agosto de 2019 
  10. a b c «Vila Nova e Flu vencem e largam na frente». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 28 de março de 2018. Consultado em 11 de agosto de 2019. Cópia arquivada em 12 de agosto de 2019 
  11. a b c d e f «São Paulo, Flu, Bahia, Ponte e Palmeiras avançam». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 5 de abril de 2018. Consultado em 11 de agosto de 2019. Cópia arquivada em 12 de agosto de 2019 
  12. «Vila Nova-GO segura reação do Atlético-MG e avança». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 4 de abril de 2018. Consultado em 11 de agosto de 2019. Cópia arquivada em 12 de agosto de 2019 
  13. «Chapecoense supera o Londrina nos pênaltis». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 3 de abril de 2018. Consultado em 11 de agosto de 2019. Cópia arquivada em 12 de agosto de 2019 
  14. «Corinthians e Grêmio eliminam jogo de volta». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 28 de março de 2018. Consultado em 11 de agosto de 2019. Cópia arquivada em 12 de agosto de 2019 
  15. «Flamengo e Vasco avançam na Copa do Brasil Sub-20». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 29 de março de 2018. Consultado em 11 de agosto de 2019. Cópia arquivada em 12 de agosto de 2019 
  16. «Juventude supera o Cruzeiro nos pênaltis». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 5 de abril de 2018. Consultado em 11 de agosto de 2019. Cópia arquivada em 12 de agosto de 2019 
  17. «Copa do Brasil Sub-20: tabela das Oitavas». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 5 de abril de 2018. Consultado em 12 de agosto de 2019. Cópia arquivada em 12 de agosto de 2019 
  18. «Ponte Preta e Botafogo vencem seus jogos». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 11 de abril de 2018. Consultado em 12 de agosto de 2019. Cópia arquivada em 12 de agosto de 2019 
  19. «São Paulo abre vantagem sobre a Chapecoense na ida». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 12 de abril de 2018. Consultado em 12 de agosto de 2019. Cópia arquivada em 12 de agosto de 2019 
  20. «Palmeiras e Grêmio vencem jogos de ida». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 12 de abril de 2018. Consultado em 12 de agosto de 2019. Cópia arquivada em 12 de agosto de 2019 
  21. «Cinco clubes se garantem nas Quartas de Final». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 18 de abril de 2018. Consultado em 12 de agosto de 2019. Cópia arquivada em 12 de agosto de 2019 
  22. «Sub-20: Corinthians empata com o Sport e avança». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 18 de abril de 2018. Consultado em 12 de agosto de 2019. Cópia arquivada em 12 de agosto de 2019 
  23. «São Paulo e Flamengo avançam às Quartas de Final». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 19 de abril de 2018. Consultado em 12 de agosto de 2019. Cópia arquivada em 12 de agosto de 2019 
  24. a b c «Quartas de Final: Verdão, Vasco e Bota vencem». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 25 de abril de 2018. Consultado em 21 de setembro de 2019. Cópia arquivada em 22 de setembro de 2019 
  25. «Flamengo bate o Corinthians e larga na frente». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 25 de abril de 2018. Consultado em 21 de setembro de 2019. Cópia arquivada em 4 de agosto de 2018 
  26. «Corinthians vence o Flamengo e vai à semifinal». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 1 de maio de 2018. Consultado em 21 de setembro de 2019. Cópia arquivada em 4 de agosto de 2018 
  27. «Botafogo segura reação da Ponte e avança». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 3 de maio de 2018. Consultado em 21 de setembro de 2019. Cópia arquivada em 22 de setembro de 2019 
  28. «São Paulo vence o Vasco e se garante na semifinal». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 2 de maio de 2018. Consultado em 21 de setembro de 2019. Cópia arquivada em 18 de julho de 2018 
  29. «Palmeiras goleia o Grêmio e confirma vaga na semi». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 2 de maio de 2018. Consultado em 21 de setembro de 2019. Cópia arquivada em 22 de setembro de 2019 
  30. «Tabela da semifinal da Copa do Brasil Sub-20». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 3 de maio de 2018. Consultado em 21 de setembro de 2019. Cópia arquivada em 22 de setembro de 2019 
  31. «São Paulo vence Palmeiras pela ida da semifinal». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 8 de maio de 2018. Consultado em 21 de setembro de 2019. Cópia arquivada em 18 de julho de 2018 
  32. «Timão vence o Botafogo em primeiro jogo da semi». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 9 de agosto de 2018. Consultado em 21 de setembro de 2019. Cópia arquivada em 15 de julho de 2018 
  33. «São Paulo empata com o Palmeiras e está na final». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 15 de maio de 2018. Consultado em 21 de setembro de 2019. Cópia arquivada em 18 de julho de 2018 
  34. «Timão perde para o Botafogo, mas está na final». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 17 de maio de 2018. Consultado em 21 de setembro de 2019. Cópia arquivada em 15 de julho de 2018 
  35. «Copa do Brasil Sub-20: sorteio nesta quarta-feira». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 15 de maio de 2018. Consultado em 5 de julho de 2018. Cópia arquivada em 18 de julho de 2018 
  36. «Copa do Brasil Sub-20: definidos mandos da final». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 16 de maio de 2018. Consultado em 5 de julho de 2018. Cópia arquivada em 13 de julho de 2018 
  37. a b «Copa do Brasil Sub-20: Corinthians vence o São Paulo e sai na frente». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 26 de maio de 2018. Consultado em 5 de julho de 2018. Cópia arquivada em 23 de julho de 2018 
  38. a b c «Corinthians vence São Paulo e larga na frente na final da Copa do Brasil sub-20». Gazeta Esportiva. 26 de maio de 2018. Consultado em 5 de julho de 2018. Cópia arquivada em 23 de julho de 2018 
  39. «Corinthians vence SPFC na 1² final da Copa do Brasil Sub-20». Portal Terra. 26 de maio de 2018. Consultado em 5 de julho de 2018. Cópia arquivada em 23 de julho de 2018 
  40. a b c d As referências a seguir foram compiladas para facilitar a visualização e diminuir a poluição visual:

Ligações externas[editar | editar código-fonte]