Copa do Brasil de Futebol de 1989

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
I Copa do Brasil
Copa do Brasil de 1989
Brasil.
Dados
Participantes 32
Organização CBF
Local de disputa  Brasil
Período 19 de julho – 2 de setembro
Gol(o)s 137
Partidas 61
Média 2,25 gol(o)s por partida
Campeão Rio Grande do Sul Grêmio (1º título)
Vice-campeão Pernambuco Sport
Melhor marcador Gérson (Atlético Mineiro) (7 gols)
Maior goleada
(diferença)
Atlético Mineiro Minas Gerais 7 – 0 Rio Grande do Norte América de Natal
Estádio IndependênciaBelo Horizonte
22 de julho
Soccerball.svg 1990 Brasil ►►

A Copa do Brasil de Futebol de 1989 foi a primeira edição da competição. A disputa ocorreu de 19 de julho a 2 de setembro.

O Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense foi o campeão batendo o Sport Recife nas finais por 2x1. Com o título, o clube classificou-se automaticamente para a Taça Libertadores da América de 1990.

Participantes[editar | editar código-fonte]

A primeira edição da Copa do Brasil teve 32 participantes:

Estado Equipe Como se classificou
Alagoas Alagoas CSA Campeão estadual de 1988
Amazonas Amazonas Rio Negro Campeão estadual de 1988
Bahia Bahia Bahia Campeão estadual de 1988
Vitória Vice-campeão estadual de 1988
Ceará Ceará Ferroviário Campeão estadual de 1988
Fortaleza Vice-campeão estadual de 1988
Distrito Federal Distrito Federal Tiradentes Campeão estadual de 1988
Espírito Santo Espírito Santo Ibiraçu Campeão estadual de 1988
Goiás Goiás Atlético Goianiense Campeão estadual de 1988
Goiás Vice-campeão estadual de 1988
Maranhão Maranhão Sampaio Corrêa Campeão estadual de 1988
Mato Grosso Mato Grosso Mixto Campeão estadual de 1988
Mato Grosso do Sul Mato Grosso do Sul Operário Campeão estadual de 1988
Minas Gerais Minas Gerais Atlético Mineiro Campeão estadual de 1988
Cruzeiro Vice-campeão estadual de 1988
Pará Pará Paysandu Campeão estadual de 1988
Paraíba Paraíba Botafogo-PB Campeão estadual de 1988
Paraná Paraná Atlético Paranaense Campeão estadual de 1988
Pinheiros Vice-campeão estadual de 1988
Pernambuco Pernambuco Sport Campeão estadual de 1988
Náutico Vice-campeão Estadual de 1988
Piauí Piauí Flamengo-PI Campeão estadual de 1988
Rio de Janeiro Rio de Janeiro Vasco da Gama Campeão estadual de 1988
Flamengo Vice-campeão estadual de 1988
Rio Grande do Norte Rio Grande do Norte América de Natal Campeão estadual de 1988
Rio Grande do Sul Rio Grande do Sul Grêmio Campeão estadual de 1988
Internacional Vice-campeão estadual de 1988
São Paulo São Paulo Corinthians Campeão estadual de 1988
Guarani Vice-campeão estadual de 1988
Santa Catarina Santa Catarina Avaí Campeão estadual de 1988
Blumenau Vice-campeão Estadual de 1988
Sergipe Sergipe Confiança Campeão estadual de 1988

Regulamento[editar | editar código-fonte]

Os 32 participantes foram divididos em chaveamento de eliminatórias simples, com dezesseis grupos de dois times cada, enfrentando-se em jogos de ida e volta. Os mandos das partidas de volta na primeira fase foram dos campeões das federações que obtiveram maior renda bruta ao longo dos respectivos torneios de 1988 — no caso dos campeões que enfrentaram vices, o mando do segundo jogo foi do campeão.[1] Nas fases seguintes, os campeões manteriam a vantagem quando enfrentassem vice-campeões.[1] Caso dois campeões ou dois vices se enfrentassem, o mando do jogo de volta seria do time com melhores números nas fases anteriores, seguindo a seguinte ordem: vitórias, saldo de gols e gols marcados.[1] Em caso de empate em todos os critérios, o mando seria decidido por sorteio.[1]

Os critérios de desempate em cada fase, nos casos de igualdade de pontos, referiam-se apenas aos dois jogos em questão e resumiam-se a saldo de gols e gols marcados como visitante (o chamado gol qualificado).[1] Em caso de empate, a vaga à fase seguinte seria decidida em cobranças de pênaltis.[1]

Foi também definido que o time que conquistasse o torneio por três vezes consecutivas ou cinco alternadas teria a posse definitiva do troféu.[1]

Tabela[editar | editar código-fonte]

A tabela abaixo foi adaptada para mostrar sempre embaixo o time que fez o segundo jogo em casa.

Primeira fase Oitavas de final Quartas de final Semifinais Finais
 
 Rio Grande do Sul Internacional 0 2
 Alagoas CSA 0 0
 Rio Grande do Sul Internacional 0 0
 Goiás Goiás 0 4
 Goiás Goiás 1 3
 Ceará Ferroviário 0 1
 Goiás Goiás 3 0
 Minas Gerais Atlético-MG 0 2
 Pernambuco Náutico 1 0
 Paraná Atlético-PR 0 0
 Pernambuco Náutico 1 0
 Minas Gerais Atlético-MG 1 3
 Rio Grande do Norte América-RN 0 0
 Minas Gerais Atlético-MG 3 1
 Goiás Goiás 2 0
 Pernambuco Sport 1 1
 Bahia Vitória 2 0
 Santa Catarina Avaí 0 1
 Bahia Vitória 0 2
 Rio de Janeiro Vasco da Gama 0 1
 Amazonas Rio Negro 1 1
 Rio de Janeiro Vasco da Gama 1 2
 Bahia Vitória 1 0
 Pernambuco Sport 0 2
 São Paulo Guarani 3 1
 Piauí Flamengo-PI 1 1
 São Paulo Guarani 1 0
 Pernambuco Sport 1 1
 Ceará Fortaleza 0  
 Pernambuco Sport 0  
 Pernambuco Sport 0 1
 Rio Grande do Sul Grêmio 0 2
 Santa Catarina Blumenau 1 1
 Mato Grosso do Sul Operário 1 0
 Santa Catarina Blumenau 1 1
 Rio de Janeiro Flamengo 3 3
 Rio de Janeiro Flamengo 2 2
 Pará Paysandu 0 1
 Rio de Janeiro Flamengo 2 2
 São Paulo Corinthians 0 4
 Maranhão Sampaio Corrêa 3 0
 São Paulo Corinthians 2 1
 São Paulo Corinthians 5 0
 Distrito Federal (Brasil) Tiradentes 0 1
 Distrito Federal (Brasil) Tiradentes 1 0
 Goiás Atlético-GO 0 0
 Rio de Janeiro Flamengo 2 1
 Rio Grande do Sul Grêmio 2 6
 Minas Gerais Cruzeiro 0 1
 Paraíba Botafogo-PB 0 1
 Minas Gerais Cruzeiro 1 0
 Bahia Bahia 0 2
 Sergipe Confiança 0 0
 Bahia Bahia 1 1
 Bahia Bahia 0 0
 Rio Grande do Sul Grêmio 1 2
 Paraná Pinheiros 0 1
 Mato Grosso Mixto 1 2
 Mato Grosso Mixto 0  
 Rio Grande do Sul Grêmio 5 [2]
 Espírito Santo (estado) Ibiraçu 0 0
 Rio Grande do Sul Grêmio 1 6

Finais[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro jogo
26 de agosto Sport Pernambuco 0–0 Rio Grande do Sul Grêmio Estádio da Ilha do Retiro, Recife
16h00
Público: 36117
Árbitro: José de Assis Aragão
  • Segundo jogo
2 de setembro Grêmio Rio Grande do Sul 2–1 Pernambuco Sport Estádio Olímpico, Porto Alegre
16h00
Assis Gol marcado aos 9 minutos de jogo 9'
Cuca Gol marcado aos 52 minutos de jogo 52'
Mazarópi Gol marcado aos 31 minutos de jogo 31' (g.c) Público: 62807
Árbitro: José de Assis Aragão

Premiação[editar | editar código-fonte]

Copa do Brasil de 1989
Bandeira do Rio Grande do Sul.svg
GRÊMIO
Campeão
(1º título)

Artilheiro[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f g (19 de julho de 1989) "Conheça o regulamento". Folha de S. Paulo (22 022): D-1. São Paulo: Empresa Folha da Manhã S/A. ISSN 14145723.
  2. O Grêmio venceu a partida de volta por W.O.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]