Este é um artigo bom. Clique aqui para mais informações.

Final da Copa do Brasil de Futebol Sub-20 de 2018

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Final da Copa do Brasil Sub-20 de 2018
Arena Corinthians, local da primeira partida.


Morumbi, local da segunda e decisiva partida.

Evento Copa do Brasil de Sub-20 de 2018
Primeira partida
Data 26 de maio, 10:45 (UTC-3)
Local Arena Corinthians, São Paulo
Árbitro São PauloSP Rafael Gomes Félix da Silva
Segunda partida
Data 2 de junho, 10:45 (UTC-3)
Local Morumbi, São Paulo
Árbitro São PauloSP José Claudio Rocha Filho

A final da Copa do Brasil de Futebol Sub-20 de 2018 foi a sétima decisão da competição da categoria sub-20 organizada pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Disputada entre as equipes do São Paulo e do Corinthians, foi realizada em dois jogos. O primeiro confronto ocorreu no dia 26 de maio na Arena Corinthians, em Itaquera, enquanto o segundo e decisivo jogo foi realizado no dia 2 de junho no Estádio Cícero Pompeu de Toledo, também na capital paulista. Esta foi a primeira final disputada por um clássico, o Majestoso.[1]

Ambos se classificaram para a competição por conta do desempenho dos profissionais na edição anterior do campeonato nacional. O São Paulo ocupou a décima terceira colocação enquanto o Corinthians conquistou o título. No torneio, o São Paulo estreou derrotando o Brasil de Pelotas pelo placar agregado de 3 a 2; nas demais fases, eliminou em sequência a Chapecoense (3–0), Vasco da Gama (7–6) e Palmeiras (2–1). Enquanto isso, o Corinthians estreou goleando o Boa Esporte por 9 a 1, resultado que eliminou o jogo de volta; nas duas fases seguintes, empatou no agregado com Sport (2–2) e Flamengo (3–3), mas eliminou seus adversários nas disputas por pênaltis; por fim, na semifinal, venceu o Botafogo por 2 a 1 no agregado.

Na primeira partida, o Corinthians prevaleceu em seu estádio e saiu vitorioso por 2 a 1. Na segunda e decisiva partida, o São Paulo goleou seu adversário por 4 a 0, sagrando-se tricampeão da competição.

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Segundo o regulamento da competição, o visitante que triunfasse no primeiro jogo da primeira fase por dois ou mais gols de diferença eliminaria o jogo de volta.[1] Por esta razão, o Corinthians disputou um jogo a menos que o rival, obtendo três vitórias, duas derrotas e dois empates.[1] Em sua campanha, o Corinthians estreou goleando o Boa Esporte por 9 a 1, classificando-se sem a necessidade de disputar o segundo jogo.[2][3] Nas oitavas de final, o clube venceu o Sport nas penalidades depois de dois empates (0–0 no primeiro jogo e 2–2 no segundo).[4][5] Na fase seguinte, uma derrota e uma vitória diante do Flamengo, ambas por 2 a 1; sendo que, a exemplo da fase anterior, classificou-se nos pênaltis.[6] Na semifinal, a equipe paulistana venceu o primeiro embate contra o Botafogo por 2 a 0;[7][8] no jogo posterior, uma derrota pelo placar mínimo garantiu a vaga inédita na decisão.[9][10]

O São Paulo, por sua vez, disputou oito partidas e conquistou quatro vitórias, dois reveses e dois empates.[1] Estreou na competição em Pelotas, onde foi derrotado para o Brasil de Pelotas pelo placar mínimo, mas se classificou ao vencer o jogo de volta por 3 a 1.[11] Nas oitavas, enfrentou a Chapecoense, que derrotou a equipe catarinense no primeiro jogo por 3 a 0, e, após um empate sem gols no jogo de volta, garantiu a classificação.[12][13] Na fase seguinte, nos embates contra o Vasco da Gama, os paulistanos perderam o primeiro, mas eliminaram os cariocas no segundo (7–6 no agregado).[14] Por fim, o confronto Choque Rei na semifinal, quando o São Paulo venceu o primeiro jogo pelo placar mínimo e empatou o segundo (2 a 1 no agregado).[15]

Corinthians Fase São Paulo
Adversário Resultado Jogos Adversário Resultado Jogos
Minas Gerais Boa Esporte 9–1 9–1 (F) Primeira fase Rio Grande do Sul Brasil de Pelotas 3–2 0–1 (F) / 3–1 (C)
Pernambuco Sport 2–2 (4–1 pen) 0–0 (F) / 2–2 (C) Oitavas de final Santa Catarina Chapecoense 3–0 3–0 (F) / 0–0 (C)
Rio de Janeiro Flamengo 3–3 (4–1 pen) 1–2 (C) / 2–1 (F) Quartas de final Rio de Janeiro Vasco da Gama 7–6 4–5 (F) / 3–1 (C)
Rio de Janeiro Botafogo 2–1 2–0 (C) / 0–1 (F) Semifinais São Paulo Palmeiras 2–1 1–0 (C) / 1–1 (F)

Legenda: (C) casa; (F) fora

A Confederação Brasileira de Futebol sorteou a ordem dos mandos de campos das duas partidas da decisão no dia 16 de maio.[16] Naquela data, apenas o São Paulo já havia se classificado da semifinal e ficou definido que a primeira partida seria realizada com mando de Botafogo ou Corinthians, enquanto a finalíssima ocorreria no Estádio do Morumbi em São Paulo.[17]

Nos dias que antecederam o primeiro embate, o técnico do São Paulo, Orlando Ribeiro, exaltou o trabalho do rival. "Corinthians é uma equipe forte fisicamente e taticamente muito aplicada, não está na final por acaso, mas por merecimento e vamos ter que tomar muito cuidado com eles", acrescentou.[18] Ele também exaltou o elenco do seu clube, mas esperava que os atletas demonstravam mais ambição, "a final é pouco, temos que ser campeões".[19] Por sua vez, o Corinthians fez promoção de ingressos que variou entre 10 e 30 reais.[20]

Primeira partida[editar | editar código-fonte]

A primeira partida foi realizada em um sábado, no dia 26 de março, na Arena Corinthians em São Paulo.[21][22] Apitado pelo árbitro paulista Rafael Gomes Félix da Silva, o primeiro confronto teve apenas torcida única devido a determinação do Ministério Público do Estado de São Paulo.[22][23] Nos primeiros minutos, o São Paulo manteve a posse de bola e a marcação no campo defensivo do adversário, mas a única chance aconteceu quando Jonas Toró recebeu um passe na área e finalizou para a interferência do goleiro Diego.[21][22] Por volta dos 15 minutos, o Corinthians começou a dominar as tentativas ofensivas e,[24] aos 18, Renan Areias fez um lançamento para Rafinha que chutou para fora. A partir dos 20 minutos, os anfitriões começaram a se impor no jogo: aos 27, João Victor cabeçou para a intervenção de Júnior, o goleiro são-paulino voltou a fazer uma defesa na finalização de Renan Areias aos 36 minutos. Este, porém, não desperdiçou novamente e no minuto seguinte finalizou para abrir o placar.[21][22] Apesar do resultado adverso, o São Paulo quase empatou no final do primeiro, quando o zagueiro Walce cabeceou sem marcação, mas a bola foi para a linha de fundo.[21][22]

Na volta do intervalo, o comportamento inicial do São Paulo retornou: a equipe tinha a posse de bola e fazia a marcação no campo defensivo do Corinthians. No entanto, aos 5 minutos, os anfitriões organizaram um ataque até a perigosa finalização de Daniel Marcos. Dois minutos depois, Carlos Augusto completou um cruzamento e ampliou o marcador, fazendo o segundo gol alvinegro.[21][22] Com o resultado negativo, o São Paulo substituiu Jonas Toró por Antony. Este, em seu primeiro ataque, aproveitou do vacilo de Renan Areias, retomou a posse de bola e avançou para finalizar no canto esquerdo do goleiro Diego, diminuindo o placar para o São Paulo.[21][22] Apesar do tento, os visitantes não conseguiram se impor na partida. Aos 36 minutos, Fabrício Oya chutou de longa distância, mas para fora. Após essa finalização, a equipe alvinegra privilegiou a marcação e o ritmo do jogo caiu significativamente.[21][22]

Com este resultado, o São Paulo precisava vencer a segunda partida por dois ou mais gols de diferença para conquistar o título: qualquer vitória por um gol de diferença levaria a decisão para as penalidades.[23][24] O Corinthians, por sua vez, ganhou a vantagem do empate.[25][26]


26 de maio Corinthians São Paulo 2 – 1 São Paulo São Paulo Arena Corinthians, São Paulo
10:45 (UTC−3)
Renan Areias Gol marcado aos 37 minutos de jogo 37'
Carlos Augusto Gol marcado aos 52 minutos de jogo 52'
Súmula
Website da CBF
Antony Gol marcado aos 64 minutos de jogo 64' Árbitro: São PauloSP Rafael Gomes Félix da Silva
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Corinthians
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
São Paulo
G 1 Diego
LD 2 Daniel Marcos Penalizado com cartão amarelo após 56 minutos 56'
Z 3 João Victor
Z 4 Ronald
LE 6 Carlos Augusto
M 5 Eduardo Substituído após 65 minutos de jogo 65'
M 8 Renan Areias Penalizado com cartão amarelo após 59 minutos 59'
M 7 Vitinho Substituído após 33 minutos de jogo 33'
M 10 Fabrício Oya Substituído após 84 minutos de jogo 84'
A 10 Bilu
A 9 Rafael Substituído após 65 minutos de jogo 65'
Substituições:
Z 15 Rael Entrou em campo após 65 minutos 65'
M 19 Ramonzinho Entrou em campo após 33 minutos 33'
M 23 Adson Penalizado com cartão amarelo após 85 minutos 85' Entrou em campo após 84 minutos 84'
A 20 Nathan Entrou em campo após 65 minutos 65'
Treinador:
Coelho
G 1 Júnior
LD 14 Caio Carioca
Z 3 Walce
Z 4 Rodrigo
Z 13 Diego Substituído após 86 minutos de jogo 86'
LE 6 Welington Penalizado com cartão amarelo após 84 minutos 84' Substituído após 86 minutos de jogo 86'
M 8 Luan Substituído após 86 minutos de jogo 86'
M 10 Igor Gomes Substituído após 63 minutos de jogo 63'
A 11 Helinho Penalizado com cartão amarelo após 54 minutos 54' Substituído após 86 minutos de jogo 86'
A 9 Jonas Toró Substituído após 63 minutos de jogo 63'
A 18 Gabriel Novaes
Substituições:
Z 2 Lucas Melo Entrou em campo após 86 minutos 86'
M 31 Geovane Entrou em campo após 63 minutos 63'
M 20 Antony Entrou em campo após 63 minutos 63'
M 16 Rafael Preguinho Entrou em campo após 86 minutos 86'
M 15 Danilo Entrou em campo após 86 minutos 86'
M 28 Rodrigo Nestor Entrou em campo após 86 minutos 86'
Treinador:
Orlando Ribeiro

Segunda partida[editar | editar código-fonte]

A partida finalíssima foi realizada no dia 2 de junho, no Estádio do Morumbi, capital paulista, e apitada pelo árbitro José Cláudio Rocha Filho. A diretoria são-paulina promoveu uma campanha para arrecadar agasalhos para a Cruz Vermelha, mas não cobrou e nem trocou os ingressos.[27][28] Com o público superior a 24 mil torcedores, o São Paulo iniciou a partida atacando o adversário, o primeiro ataque ofensivo ocorreu antes do primeiro minuto, quando Helinho cruzou e o atacante Gabriel Novaes cabeceou acertando o travessão.[29] Apesar da chance desperdiçada, os anfitriões manteve o ritmo e abriu o placar aos seis minutos: Jonas Toró avançou, Helinho retomou a posse da bola e tocou para Gabriel Novaes finalizar.[29] O Corinthians, por sua vez, tinha dificuldades em organizar ataques ofensivos. Porém, em sua primeira tentativa ofensiva, o jogador Eduardo foi lançado, dominou e chutou cruzado para fora. Com maior posse de bola e a marcação no campo de defesa do adversário, o São Paulo continuou superior no jogo, aos 24 minutos, Helinho cobrou uma falta perigosa e acertou a trave do goleiro Diego.[29] Após esse lance, a equipe alvinegra conseguiu aumentar a posse de bola, equilibrando a partida; no entanto, o lateral Carlos Augusto vacilou no final do primeiro tempo, Jonas Toró retomou a bola, invadiu a área e dividiu com Carlos Augusto, que tocou contra o próprio gol.[29]

Apesar da vantagem por dois gols, o São Paulo voltou para o segundo tempo com mesmo ímpeto ofensivo, mas o primeiro ataque perigoso foi de Rael, o jogador do Corinthians fez uma jogada individual e finalizou para fora.[29] O São Paulo, porém, respondeu ampliando a partida: o zagueiro Walce cobrou uma falta de longa distância e acertou o ângulo de Diego.[29] Com o resultado adverso, o Corinthians buscou o ataque para diminuir o placar visando levar a disputa para as penalidades. No entanto, perdeu seu zagueiro Ronald que foi excluído ao receber o segundo cartão amarelo.[29] A situação alvinegra complicou ainda mais após um chute sem muitas pretensões da defesa do São Paulo, o goleiro Diego deixou a meta e interceptou a trajetória da bola, mas sem muita precisão. Gabriel Novaes, então, tomou posse da bola e encobriu o goleiro, marcando o quarto gol dos anfitriões.[29] Mesmo com o resultado, os são-paulinos continuaram atacando e quase ampliaram aos 31 minutos: Gabriel Novaes cabeçou para a defesa de Diego e no rebote, Toró finalizou para fora. Nos últimos minutos, Geovane cobrou uma falta e acertou a trave.[29]

Com o resultado, o São Paulo conquistou seu terceiro título da Copa do Brasil Sub-20, tornando-se o maior campeão da competição. Além disso, esse título foi o de número sessenta conquistado pela base após a fundação do Centro de Formação de Atletas de Cotia em 2005.[27] A equipe também ganhou a vaga na Supercopa do Brasil Sub-20.[27]


2 de junho São Paulo São Paulo 4 – 0 São Paulo Corinthians Estádio do Morumbi, São Paulo
10:45 (UTC−3)
Gabriel Novaes Gol marcado aos 6 minutos de jogo 6', Gol marcado aos 65 minutos de jogo 65'
Carlos Augusto Gol contra marcado aos 45 minutos de jogo 45'
Walce Gol marcado aos 56 minutos de jogo 56'
Súmula
Website da CBF
Público: 24 530
Árbitro: São PauloSP José Claudio Rocha Filho
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
São Paulo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Corinthians
G 1 Júnior
LD 14 Caio Carioca
Z 3 Walce
Z 4 Rodrigo
LE 6 Weverson Penalizado com cartão amarelo após 34 minutos 34'
M 8 Luan Substituído após 67 minutos de jogo 67'
M 16 Rafael Preguinho Penalizado com cartão amarelo após 13 minutos 13' Substituído após 67 minutos de jogo 67'
M 10 Igor Gomes Substituído após 85 minutos de jogo 85'
A 11 Helinho Substituído após 82 minutos de jogo 82'
A 9 Jonas Toró Substituído após 82 minutos de jogo 82'
A 18 Gabriel Novaes Substituído após 82 minutos de jogo 82'
Substituições:
Z 13 Diego Entrou em campo após 67 minutos 67'
Z 2 Lucas Melo Entrou em campo após 85 minutos 85'
M 5 Cássio Entrou em campo após 67 minutos 67'
M 20 Antony Entrou em campo após 82 minutos 82'
M 31 Geovane Entrou em campo após 82 minutos 82'
M 15 Danilo Entrou em campo após 82 minutos 82'
Treinador:
Orlando Ribeiro
G 1 Diego
LD 2 Samuel Penalizado com cartão amarelo após 62 minutos 62'
Z 3 João Victor
Z 4 Ronald Penalizado a 55 minutosPenalizado a 62 minutosExpulso a 62 minutos 55', 62'
LE 6 Carlos Augusto
M 5 Eduardo Substituído após 59 minutos de jogo 59'
M 8 Renan Areias
M 7 Ramonzinho Substituído após 28 minutos de jogo 28'
M 10 Fabrício Oya Substituído após 65 minutos de jogo 65'
A 10 Bilu
A 9 Rafael Substituído após INT minutos de jogo INT'
Substituições:
Z 16 Rael Entrou em campo após INT minutos INT'
M 20 William Entrou em campo após 28 minutos 28'
LE 18 Lucas Pires Penalizado com cartão amarelo após 83 minutos 83' Entrou em campo após 59 minutos 59'
M 23 Adson Entrou em campo após 65 minutos 65'
Treinador:
Coelho

Referências

  1. a b c d «Corinthians e São Paulo se enfrentam na final da Copa do Brasil Sub-20». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 26 de junho de 2018. Consultado em 5 de julho de 2018. Cópia arquivada em 5 de julho de 2018 
  2. «Corinthians e Grêmio eliminam jogo de volta». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 28 de março de 2018. Cópia arquivada em 10 de junho de 2018 
  3. «Galinho perde na estreia da Copa do Brasil Sub-20; Boa toma 9 x 1 do Corinthians». O Tempo. 28 de março de 2018. Consultado em 5 de julho de 2018. Cópia arquivada em 2 de maio de 2018 
  4. «Sub-20: Corinthians empata com o Sport e avança». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 18 de abril de 2018. Consultado em 5 de julho de 2018. Cópia arquivada em 5 de julho de 2018 
  5. «Nos pênaltis, Corinthians bate Sport e avança na Copa do Brasil Sub-20». globoesporte.globo.com. 18 de abril de 2018. Consultado em 5 de julho de 2018. Cópia arquivada em 5 de julho de 2018 
  6. As referências a seguir foram compiladas para facilitar a visualização e diminuir a poluição visual:
  7. «Timão vence o Botafogo em primeiro jogo da semi». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 9 de maio de 2018. Consultado em 5 de julho de 2018. Cópia arquivada em 15 de julho de 2018 
  8. «Em desvantagem, Botafogo recebe o Corinthians pela semi da Copa do Brasil sub-20». Portal Terra. 17 de maio de 2018. Consultado em 5 de julho de 2018. Cópia arquivada em 15 de julho de 2018 
  9. «Timão perde para o Botafogo, mas está na final». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 17 de maio de 2018. Consultado em 5 de julho de 2018. Cópia arquivada em 15 de julho de 2018 
  10. «Corinthians perde para o Bota, mas pegará São Paulo na final do sub-20». Lance!. 17 de maio de 2018. Consultado em 5 de julho de 2018. Cópia arquivada em 15 de julho de 2018 
  11. As referências a seguir foram compiladas para facilitar a visualização e diminuir a poluição visual:
  12. «São Paulo abre vantagem sobre a Chapecoense na ida». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 12 de abril de 2018. Consultado em 5 de julho de 2018. Cópia arquivada em 5 de julho de 2018 
  13. «Chapecoense empata com o São Paulo sem gols e cai na Copa do Brasil sub-20». clicRBS. 19 de abril de 2018. Consultado em 5 de julho de 2018. Cópia arquivada em 5 de julho de 2018 
  14. As referências a seguir foram compiladas para facilitar a visualização e diminuir a poluição visual:
  15. As referências a seguir foram compiladas para facilitar a visualização e diminuir a poluição visual:
  16. «Copa do Brasil Sub-20: sorteio nesta quarta-feira». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 15 de maio de 2018. Consultado em 5 de julho de 2018. Cópia arquivada em 18 de julho de 2018 
  17. «Copa do Brasil Sub-20: definidos mandos da final». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 16 de maio de 2018. Consultado em 5 de julho de 2018. Cópia arquivada em 13 de julho de 2018 
  18. Renata Lutfi (25 de maio de 2018). «Sub-20 encara os primeiros 90 minutos em busca do tri da Copa do Brasil». Website do São Paulo. Consultado em 18 de junho de 2018. Cópia arquivada em 18 de julho de 2018 
  19. Renata Lutfi (17 de maio de 2018). «Orlando Ribeiro parabeniza Sub-20, mas ressalta "a final é pouco"». Website do São Paulo. Consultado em 18 de julho de 2018. Cópia arquivada em 18 de julho de 2018 
  20. «Corinthians faz promoção para ingressos da Copa do Brasil Sub-20». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 24 de maio de 2018. Consultado em 5 de julho de 2018. Cópia arquivada em 18 de julho de 2018 
  21. a b c d e f g «Copa do Brasil Sub-20: Corinthians vence o São Paulo e sai na frente». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 26 de maio de 2018. Consultado em 5 de julho de 2018. Cópia arquivada em 23 de julho de 2018 
  22. a b c d e f g h «Corinthians vence São Paulo e larga na frente na final da Copa do Brasil sub-20». Gazeta Esportiva. 26 de maio de 2018. Consultado em 5 de julho de 2018. Cópia arquivada em 23 de julho de 2018 
  23. a b «Corinthians vence SPFC na 1² final da Copa do Brasil Sub-20». Portal Terra. 26 de maio de 2018. Consultado em 5 de julho de 2018. Cópia arquivada em 23 de julho de 2018 
  24. a b «Corinthians vence São Paulo em Itaquera e sai na frente na final da Copa do Brasil Sub-20». ESPN. 26 de maio de 2018. Consultado em 5 de julho de 2018. Cópia arquivada em 23 de julho de 2018 
  25. «Corintians vence São Paulo e abre vantagem na final de torneio sub-20». Lance!. 26 de maio de 2018. Consultado em 5 de julho de 2018. Cópia arquivada em 23 de julho de 2018 
  26. «Corinthians vence São Paulo e fica a um empate do título da Copa do Brasil Sub-20». O Estado de S. Paulo. 26 de maio de 2018. Consultado em 5 de julho de 2018. Cópia arquivada em 23 de julho de 2018 
  27. a b c Renata Lutfi (2 de junho de 2018). «São Paulo é tricampeão da Copa do Brasil Sub-20». Website oficial do São Paulo. Consultado em 23 de julho de 2018. Cópia arquivada em 12 de junho de 2018 
  28. «São Paulo massacra o Corinthians e leva o tri da Copa do Brasil sub-20». Lance!. 2 de junho de 2018. Consultado em 23 de julho de 2018. Cópia arquivada em 23 de julho de 2018 
  29. a b c d e f g h i As referências a seguir foram compiladas para facilitar a visualização e diminuir a poluição visual: