Campeonato Brasileiro de Futebol de 2017 - Série A

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Evento desportivo atual
Este artigo ou seção é sobre um evento desportivo atual.
A informação apresentada poderá mudar rapidamente. Editado pela última vez em 24 de maio de 2017.
Campeonato Brasileiro de 2017 - Série A
Brasileirão 2017 - Série A
Brasil.
Dados
Participantes 20
Organização CBF
Período 13 de maio3 de dezembro
Gol(o)s 53
Partidas 20
Média 2,65 gol(o)s por partida
Melhor marcador Henrique Dourado (Fluminense) – 3 gols
Maiores goleadas
(diferença)
Palmeiras São Paulo 4–0 Rio de Janeiro Vasco da Gama
Allianz ParqueSão Paulo
14 de maio, 1ª rodada
 
Ponte Preta São Paulo 4–0 Pernambuco Sport
Estádio Moisés LucarelliCampinas
14 de maio, 1ª rodada
 
Bahia Bahia 6–2 Paraná Atlético Paranaense
Arena Fonte NovaSalvador
14 de maio, 1ª rodada
Público 168 957
Média 16 895,7 pessoas por partida
◄◄ 2016 Soccerball.svg 2018 ►►
atualizado em 22 de maio

A Série A do Campeonato Brasileiro de Futebol de 2017 é a 61ª edição da principal divisão do futebol brasileiro. A disputa terá o mesmo regulamento dos anos anteriores, quando foi implementado o sistema de pontos corridos. Não haverá pausa durante a Copa das Confederações de 2017 que será realizada entre 17 de junho e 2 de julho na Rússia.[1]

Regulamento

A Série A é disputada por 20 clubes em dois turnos. Em cada turno, todos os times jogam entre si uma única vez. Os jogos do segundo turno serão realizados na mesma ordem do primeiro, apenas com o mando de campo invertido. Não há campeões por turnos, sendo declarado campeão brasileiro o time que obtiver o maior número de pontos após as 38 rodadas. Ao final da competição, os seis primeiros times se classificarão à Copa Libertadores de 2018, os seis clubes subsequentes se classificarão à Copa Sul-Americana de 2018, e os quatro últimos serão rebaixados para a Série B do ano seguinte.[2]

Critérios de desempate

Em caso de empate por pontos entre dois ou mais clubes, os critérios de desempate são aplicados na seguinte ordem:[2]

  1. Número de vitórias;
  2. Saldo de gols;
  3. Gols pró;
  4. Confronto direto;
  5. Menor número de cartões vermelhos;
  6. Menor número de cartões amarelos;
  7. Sorteio.

Com relação ao quarto critério (confronto direto), considera-se o resultado dos jogos somados, ou seja, o resultado de 180 minutos. Permanecendo o empate, o desempate se dará pelo maior número de gols marcados no campo do adversário. O quarto critério não será considerado no caso de empate entre mais de dois clubes.[2]

Participantes

Equipe Cidade Estado Em 2016 Estádio (mando) Capacidade[3] Títulos
Atlético Goianiense Goiânia Goiás GO 1º (Série B) Olímpico 13 500[4] 0 (não possui)
Atlético Mineiro Belo Horizonte Minas Gerais MG Independência 23 018 1 (1971)
Atlético Paranaense Curitiba Paraná PR Arena da Baixada 42 370[5] 1 (2001)
Avaí Florianópolis Santa Catarina SC 2º (Série B) Ressacada 17 826 0 (não possui)
Bahia Salvador Bahia BA 4º (Série B) Arena Fonte Nova 50 025 2 (1959, 1988)
Botafogo Rio de Janeiro Rio de Janeiro RJ Nilton Santos 45 000 2 (1968[TB], 1995)
Chapecoense Chapecó Santa Catarina SC 11º Arena Condá 15 765 0 (não possui)
Corinthians São Paulo São Paulo SP Arena Corinthians 47 605 6 (1990, 1998, 1999, 2005, 2011, 2015)
Coritiba Curitiba Paraná PR 15º Couto Pereira 40 502[6] 1 (1985)
Cruzeiro Belo Horizonte Minas Gerais MG 12º Mineirão 61 846 4 (1966, 2003, 2013, 2014)
Flamengo Rio de Janeiro Rio de Janeiro RJ Maracanã
Luso Brasileiro[7]
78 838
20 000[8]
5 (1980, 1982, 1983, 1992, 2009)
Fluminense Rio de Janeiro Rio de Janeiro RJ 13º Maracanã 78 838 4 (1970, 1984, 2010, 2012)
Grêmio Porto Alegre Rio Grande do Sul RS Arena do Grêmio 55 662 2 (1981, 1996)
Palmeiras São Paulo São Paulo SP Allianz Parque 43 713 9 (1960, 1967[TB], 1967[RGP], 1969, 1972, 1973, 1993, 1994, 2016)
Ponte Preta Campinas São Paulo SP Moisés Lucarelli 17 728 0 (não possui)
Santos Santos São Paulo SP Vila Belmiro 16 068 8 (1961, 1962, 1963, 1964, 1965, 1968[RGP], 2002, 2004)
São Paulo São Paulo São Paulo SP 10º Morumbi 72 039 6 (1977, 1986, 1991, 2006, 2007, 2008)
Sport Recife Pernambuco PE 14º Ilha do Retiro 32 983 1 (1987)
Vasco da Gama Rio de Janeiro Rio de Janeiro RJ 3º (Série B) São Januário 24 584 4 (1974, 1989, 1997, 2000)
Vitória Salvador Bahia BA 16º Barradão 34 535 0 (não possui)
Notas
  • RGP. ^ Torneio Roberto Gomes Pedrosa
  • TB. ^ Taça Brasil

Estádios

Atlético Goianiense Atlético Mineiro Atlético Paranaense Avaí Bahia Botafogo
Olímpico Independência Arena da Baixada Ressacada Arena Fonte Nova Nilton Santos
Capacidade: 13 500 Capacidade: 23 018 Capacidade: 42 370 Capacidade: 17 826 Capacidade: 50 025 Capacidade: 45 000
Estadio-olimpico-pedro-ludovico-teixeira-go-ii.jpg Independência-AtléticoxGoiás(2).jpg Panoramica CAP x SEP.JPG Ressacada 3.JPG Fonte nova maio 2013.jpg Estádio Nilton Santos 2017.jpg
Chapecoense
Localização das equipes participantes da Série A de 2017.
Corinthians
Arena Condá Arena Corinthians
Capacidade: 15 765 Capacidade: 47 605
Arena Condá Novo gramado.jpg Final Paulistão 2017.jpg
Coritiba Cruzeiro
Couto Pereira Mineirão
Capacidade: 40 502 Capacidade: 61 846
CP2.jpg Mineirao Stadium.jpg
Flamengo Fluminense
Luso Brasileiro Maracanã
Capacidade: 20 000 Capacidade: 78 838
Estádio Luso-Brasileiro.JPG Visão do torcedor.JPG
Grêmio Palmeiras
Arena do Grêmio Allianz Parque
Capacidade: 55 662 Capacidade: 43 713
Inauguração gremio arena.jpg SEPvsCAP Allianz Parque 2014.jpg
Ponte Preta Santos São Paulo Sport Vasco da Gama Vitória
Moisés Lucarelli Vila Belmiro Morumbi Ilha do Retiro São Januário Barradão
Capacidade: 17 728 Capacidade: 16 068 Capacidade: 72 039 Capacidade: 32 983 Capacidade: 24 584 Capacidade: 34 535
Estádio da Ponte ao entardecer.jpg Vila Belmiro SantosFC.jpg Spfc x avai.JPG ESTÁDIO DA ILHA DO RETIRO LOTADA.png.jpg Sao janu sociais.jpg Barradão11-08-10.jpg

Outros estádios

Além dos estádios de mando usual, outros estádios foram utilizados devido a punições de perda de mando de campo impostas pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva ou por conta de problemas de interdição dos estádios usuais ou simplesmente por opção dos clubes em mandar seus jogos em outros locais, geralmente buscando uma melhor renda.[9]

Classificação

Atualizado em 22 de maio.
Pos. Equipes P J V E D GP GC SG % M Classificação ou rebaixamento
1 Rio Grande do Sul Grêmio 6 2 2 0 0 4 0 +4 100 Aumento4 Fase de grupos da Copa Libertadores de 2018
2 Rio de Janeiro Fluminense 6 2 2 0 0 5 3 +2 100 Aumento4
3 Rio de Janeiro Flamengo 4 2 1 1 0 4 1 +3 67 Aumento5
4 Santa Catarina Chapecoense 4 2 1 1 0 2 1 +1 67 Aumento3
4 São Paulo Corinthians 4 2 1 1 0 2 1 +1 67 Aumento3 Segunda fase da Copa Libertadores de 2018
4 Minas Gerais Cruzeiro 4 2 1 1 0 2 1 +1 67 Aumento3
7 Bahia Bahia 3 2 1 0 1 7 4 +3 50 Baixa6 Copa Sul-Americana de 2018
8 São Paulo Palmeiras 3 2 1 0 1 4 1 +3 50 Baixa6
9 Paraná Coritiba 3 2 1 0 1 4 2 +2 50 Baixa5
9 São Paulo Ponte Preta 3 2 1 0 1 4 2 +2 50 Baixa7
11 São Paulo São Paulo 3 2 1 0 1 2 1 +1 50 Aumento4
12 São Paulo Santos 3 2 1 0 1 3 3 0 50 Aumento2
13 Rio de Janeiro Botafogo 3 2 1 0 1 2 2 0 50 Aumento3
14 Rio de Janeiro Vasco da Gama 3 2 1 0 1 2 5 –3 50 Aumento5
15 Minas Gerais Atlético Mineiro 1 2 0 1 1 2 3 –1 17 Baixa4
16 Bahia Vitória 1 2 0 1 1 0 1 –1 17 Baixa3
17 Santa Catarina Avaí 1 2 0 1 1 0 2 –2 17 Baixa5 Zona de rebaixamento à Série B de 2018
18 Pernambuco Sport 1 2 0 1 1 1 5 –4 17 Aumento2
19 Paraná Atlético Paranaense 0 2 0 0 2 2 8 –6 0 Baixa1
20 Goiás Atlético Goianiense 0 2 0 0 2 1 7 –6 0 Baixa3

Confrontos

Ver artigo principal: Resultados do primeiro turno
Ver artigo principal: Resultados do segundo turno
  ATG ATM ATP AVA BAH BOT CHA COR CTB CRU FLA FLU GRE PAL PON SAN SPA SPT VAS VIT
Atlético-GO R-14 R-8 R-7 R-23 R-16 R-36 R-3 R-20 R-25 0–3 R-38 R-18 R-28 R-5 R-11 R-32 R-34 R-29 R-12
Atlético-MG R-33 R-7 R-5 R-15 R-31 R-29 R-18 R-36 R-11 R-20 1–2 R-38 R-23 R-3 R-13 R-27 R-9 R-16 R-25
Atlético-PR R-27 R-26 R-18 R-20 R-15 R-31 R-33 R-23 R-13 R-3 R-24 0–2 R-38 R-16 R-6 R-9 R-30 R-36 R-10
Avaí R-26 R-24 R-37 R-33 R-29 R-22 R-15 R-13 R-16 R-6 R-9 R-31 R-36 R-11 R-19 R-21 R-4 R-27 0–0
Bahia R-4 R-34 6–2 R-14 R-22 R-37 R-28 R-26 R-5 R-10 R-12 R-25 R-8 R-32 R-35 R-19 R-17 R-21 R-30
Botafogo R-35 R-12 R-34 R-10 R-3 R-27 R-30 R-6 R-38 R-23 R-32 R-20 R-18 2–0 R-24 R-17 R-14 R-9 R-26
Chapecoense R-17 R-10 R-12 R-3 R-18 R-8 R-20 R-38 R-23 R-28 R-30 R-5 1–0 R-25 R-34 R-14 R-32 R-7 R-35
Corinthians R-22 R-37 R-14 R-34 R-9 R-11 1–1 R-27 R-7 R-17 R-35 R-29 R-32 R-12 R-4 R-6 R-19 R-24 R-21
Coritiba 4–1 R-17 R-4 R-32 R-7 R-25 R-19 R-8 R-29 R-35 R-14 R-28 R-5 R-34 R-21 R-37 R-12 R-11 R-22
Cruzeiro R-6 R-30 R-32 R-35 R-24 R-19 R-4 R-26 R-10 R-14 R-34 R-8 R-12 R-28 R-22 1–0 R-21 R-37 R-17
Flamengo R-21 1–1 R-22 R-25 R-29 R-4 R-9 R-36 R-16 R-33 R-27 R-13 R-15 R-7 R-37 R-11 R-24 R-31 R-19
Fluminense R-19 R-21 R-5 R-28 R-31 R-13 R-11 R-16 R-33 R-15 R-8 R-7 R-25 R-36 3–2 R-29 R-37 R-22 R-4
Grêmio R-37 R-19 R-21 R-12 R-6 2–0 R-24 R-10 R-9 R-27 R-32 R-26 R-30 R-14 R-17 R-35 R-22 R-4 R-34
Palmeiras R-9 R-4 R-19 R-17 R-27 R-37 R-21 R-13 R-24 R-31 R-34 R-6 R-11 R-29 R-26 R-22 R-35 4–0 R-14
Ponte Preta R-24 R-22 R-35 R-30 R-13 R-21 R-6 R-31 R-15 R-9 R-26 R-17 R-33 R-10 R-27 R-4 4–0 R-19 R-37
Santos R-30 R-32 R-25 R-38 R-16 R-5 R-15 R-23 1–0 R-3 R-18 R-20 R-36 R-7 R-8 R-12 R-10 R-33 R-28
São Paulo R-13 R-8 R-28 2–0 R-38 R-36 R-33 R-25 R-18 R-20 R-30 R-10 R-16 R-3 R-23 R-31 R-26 R-15 R-5
Sport R-15 R-28 R-11 R-23 R-36 R-33 R-13 R-38 R-31 1–1 R-5 R-18 R-3 R-16 R-20 R-29 R-7 R-25 R-8
Vasco da Gama R-10 R-35 R-17 R-8 2–1 R-28 R-26 R-5 R-30 R-18 R-12 R-3 R-23 R-20 R-38 R-14 R-34 R-6 R-32
Vitória R-31 R-6 R-29 R-20 R-11 R-7 R-16 0–1 R-3 R-36 R-38 R-23 R-15 R-33 R-18 R-9 R-24 R-27 R-13

Desempenho por rodada

Clubes que lideraram o campeonato ao final de cada rodada:

Rodadas
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38
BAH GRE

Clubes que ficaram na última posição do campeonato ao final de cada rodada:

Rodadas
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38
VAS ATG

Estatísticas

Maiores públicos

Estes são os dez maiores públicos do Campeonato:

Público[PP] Mandante Placar Visitante Estádio Data Rodada Ref.
1 42 575 Flamengo Rio de Janeiro 1–1 Minas Gerais Atlético Mineiro Maracanã 13 de maio [12]
2 33 425 Palmeiras São Paulo 4–0 Rio de Janeiro Vasco da Gama Allianz Parque 14 de maio [13]
3 31 470 Corinthians São Paulo 1–1 Santa Catarina Chapecoense Arena Corinthians 13 de maio [14]
4 18 551 Grêmio Rio Grande do Sul 2–0 Rio de Janeiro Botafogo Arena do Grêmio 14 de maio [15]
5 17 770 Vasco da Gama Rio de Janeiro 2–1 Bahia Bahia São Januário 21 de maio [16]
6 17 244 Atlético Paranaense Paraná 0–2 Rio Grande do Sul Grêmio Arena da Baixada 21 de maio [17]
7 16 515 Vitória Bahia 0–1 São Paulo Corinthians Arena Fonte Nova 21 de maio [18]
8 14 022 Atlético Mineiro Minas Gerais 1–2 Rio de Janeiro Fluminense Independência 21 de maio [19]
9 12 427 São Paulo São Paulo 2–0 Santa Catarina Avaí Morumbi 22 de maio [20]
10 10 631 Coritiba Paraná 4–1 Goiás Atlético Goianiense Couto Pereira 15 de maio [21]
  • PP. ^ Considera-se apenas o público pagante.

Mudança de técnicos

Clube Antecessor Motivo Data Última partida Rod Pos Sucessor Ref.
Paraná Atlético-PR Brasil Paulo Autuori Remanejado 23 de maio Atlético-PR 0–2 Grêmio 19º Brasil Eduardo Baptista [22]

Premiação

Campeonato Brasileiro 2017
Série A
Brasil
A definir
Campeão
(?º título)

Ver também

Referências

  1. «CBF lança o Calendário 2017 do Futebol Brasileiro». CBF. 6 de julho de 2016. Consultado em 13 de novembro de 2016 
  2. a b c «Regulamento específico da competição – Campeonato Brasileiro da Série A 2017» (PDF). CBF. 13 de março de 2017. Consultado em 13 de maio de 2017 
  3. «CNEF Cadastro Nacional de Estádios de Futebol» (PDF). CBF. 18 de janeiro de 2016. Consultado em 14 de dezembro de 2016 
  4. «Marconi vistoria 5 grandes obras do Estado em Goiânia e no interior». Diário da Manhã. 5 de dezembro de 2015. Consultado em 15 de janeiro de 2016 
  5. «Aprovados? Veja as notas recebidas pelos estádios paranaenses». Gazeta do Povo. 28 de janeiro de 2016. Consultado em 11 de maio de 2015 
  6. «Números do Estádio Major Antônio Couto Pereira». Site Oficial do Coritiba. Consultado em 9 de maio de 2015 
  7. «Flamengo anuncia que Estádio Luso Brasileiro será sua casa em 2017». ESPN. 21 de novembro de 2016. Consultado em 12 de fevereiro de 2017 
  8. «Capacidade, custos e o que falta fazer: saiba tudo sobre a arena rubro-negra». GloboEsporte.com. 24 de março de 2017. Consultado em 13 de maio de 2017 
  9. «Flamengo passeia no Serra Dourada e vence o Atlético-GO». Zero Hora. 20 de maio de 2017. Consultado em 21 de maio de 2017 
  10. «Brasileirão Série A – Artilharia». CBF. Consultado em 20 de maio de 2017 
  11. «Estadísticas de la liga Futebol Brasileiro: Líderes en Asistencias - Brasileirao 2017» (em espanhol). ESPN Deportes. Consultado em 20 de maio de 2017 
  12. «Boletim Financeiro: Flamengo 1x1 Atlético-MG» (PDF). CBF. 13 de maio de 2017. Consultado em 22 de maio de 2017 
  13. «Boletim Financeiro: Palmeiras 4x0 Vasco da Gama» (PDF). CBF. 14 de maio de 2017. Consultado em 22 de maio de 2017 
  14. «Boletim Financeiro: Corinthians 1x1 Chapecoense» (PDF). CBF. 13 de maio de 2017. Consultado em 22 de maio de 2017 
  15. «Boletim Financeiro: Grêmio 2x0 Botafogo» (PDF). CBF. 14 de maio de 2017. Consultado em 22 de maio de 2017 
  16. «Boletim Financeiro: Vasco da Gama 2x1 Bahia» (PDF). CBF. 21 de maio de 2017. Consultado em 22 de maio de 2017 
  17. «Boletim Financeiro: Atlético-PR 0x2 Grêmio» (PDF). CBF. 21 de maio de 2016. Consultado em 25 de maio de 2017 
  18. «Boletim Financeiro: Vitória 0x1 Corinthians» (PDF). CBF. 21 de maio de 2016. Consultado em 25 de maio de 2017 
  19. «Boletim Financeiro: Atlético-MG 1x2 Fluminense» (PDF). CBF. 21 de maio de 2016. Consultado em 25 de maio de 2017 
  20. «Boletim Financeiro: São Paulo 2x0 Avaí» (PDF). CBF. 22 de maio de 2016. Consultado em 25 de maio de 2017 
  21. «Boletim Financeiro: Coritiba 4x1 Atlético-GO» (PDF). CBF. 15 de maio de 2016. Consultado em 22 de maio de 2017 
  22. «Autuori vira diretor, e Eduardo Baptista é o novo técnico do Atlético-PR». ESPN. 23 de maio de 2017. Consultado em 23 de maio de 2017 

Ligações externas