Rodrigo Pimpão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Rodrigo Pimpão
Informações pessoais
Nome completo Rodrigo Pimpão Vianna
Data de nasc. 23 de outubro de 1987 (34 anos)
Local de nasc. Curitiba (PR), Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,77 m
Destro
Informações profissionais
Clube atual Operário-PR
Número
Posição Ponta-esquerda
Clubes de juventude
2006–2007 Paraná
Clubes profissionais
Anos Clubes
2008
2008
2009–2012
2010
2011
2011
2012
2012
2013
2013
2014
2014
2015
2015–2016
2016–2019
2020–2021
2021–
Paraná
Blumenau (emp.)
Vasco da Gama
Paraná (emp.)
Cerezo Osaka (emp.)
Omiya Ardija (emp.)
Ponte Preta (emp.)
América-MG (emp.)
Suwon Bluewings
América-RN
Tractor Sazi
América-RN
Botafogo
Emirates Club
Botafogo
CSA
Operário-PR

Rodrigo Pimpão Vianna, mais conhecido como Rodrigo Pimpão (Curitiba, 23 de outubro de 1987), é um futebolista brasileiro que atua como ponta-esquerda. Atualmente defende o Operário-PR.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Rodrigo Pimpão Vianna queria se formar em odontologia, tendo inclusive ingressado na Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC), mas jogando futsal pelo Thalia, chamou a atenção do staff técnico do Paraná Clube de Futsal, sendo assim, chamado para integrar o plantel da equipe em 2007. Diferentemente da maioria de seus colegas de profissão, Pimpão é de uma família com boas condições financeiras e, apesar do temor inicial de que não seria bem aceito pelos colegas, o atleta, devido a sua humildade, acabou por conquistar seus espaço no futebol.[1]

Foi Campeão Paranaense Sub-20 de futsal, se destacando. Em julho do mesmo ano, fez teste no futebol de campo, tendo obtido sucesso. Conquistou o título Paranaense Sub-20 pelo Paraná Clube, fazendo um dos gols da vitória de 4 a 2 sobre o Iraty.

Paraná Clube[editar | editar código-fonte]

Após isso, em 2008, foi promovido ao time principal do Paraná, tendo tido algumas chances na equipe titular.

Rendeu menos que o esperado, então permaneceu no banco de reservas, quando, em meados de 2008, foi emprestado ao Blumenau, para a disputa da Série B do Catarinense. Após isso, voltou e teve mais oportunidades na equipe titular e não as desperdiçou, tendo boas atuações e marcando gols na reta final da campanha na Série B de 2008.[2]

Com isso, chamou a atenção de outros clubes, especialmente do Vasco da Gama.

Vasco da Gama[editar | editar código-fonte]

No dia 14 de janeiro de 2009 foi contratado pelo Vasco da Gama, por indicação do técnico Dorival Júnior, revezando-se na titularidade durante a campanha na Taça Guanabara daquele ano.

Na estreia do time na Taça Rio, diante do Friburguense, o camisa 11 entrou no segundo tempo, pôs velocidade no jogo e marcou um belo gol da entrada da área, fechando o placar de 3 a 0 para o Vasco da Gama, assumindo a condição de titular. Desde então tem se destacado, jogando como segundo atacante, mais aberto pelos lados. Contribuiu com duas assistências para os gols de Élton e Carlos Alberto na vitória de 4 a 1 no clássico contra o Botafogo. Deu uma assistência para um dos gols na vitória do Vasco sobre o Flamengo, o único Clássico dos Milhões de 2009 (já que o Vasco disputara a Série B naquele ano), na Taça Rio (Vasco 2 a 0 Flamengo). Marcou dois gols na vitória do Vasco contra o Central (PE), por 3 a 0, em partida realizada fora de casa, válida pela Copa do Brasil.

Retorno ao Paraná Clube[editar | editar código-fonte]

Em agosto de 2010, sem espaço na Colina, Rodrigo Pimpão foi emprestado ao Paraná até o final da temporada.

Futebol Japonês[editar | editar código-fonte]

No fim de 2010, Pimpão teve seu empréstimo ao Paraná encerrado. Mas, o Vasco da Gama o emprestou novamente, dessa vez para o Cerezo Osaka, do Japão, até julho de 2011.[3] Em agosto de 2011 foi novamente emprestado, dessa vez para o Omiya Ardija, também do Japão.

Ponte Preta[editar | editar código-fonte]

Ao fim de seu empréstimo para o clube japonês, Pimpão deveria retornar ao Vasco da Gama. Mas foi emprestado novamente, desta vez para a Ponte Preta, até o fim de 2012. No dia 22 de abril de 2012. marcou o terceiro gol da Ponte Preta no Campeonato Paulista que eliminou o Corinthians do campeonato.

Ao término do Campeonato Paulista, pediu para sair do clube, alegando estar insatisfeito com a reserva. Mas decidiu voltar e foi reintegrado ao elenco onde participará da disputa do campeonato brasileiro.

América-MG[editar | editar código-fonte]

No dia 17 de julho de 2012, foi apresentado e jogou por empréstimo até o fim do ano no América-MG, substituindo o atacante Bruno Meneghel.[4]

América-RN[editar | editar código-fonte]

O atacante acertou contrato com o América de Natal em junho de 2013 com contrato até o final do ano. Pimpão foi um dos destaques da equipe na Série B, com 5 gols. Em março de 2014 o atacante acertou sua volta a Natal, após curta passagem pelo Tractor Saziv, do Irã, com o contrato até maio de 2015. Foi fundamental no bom desempenho do América-RN na Copa do Brasil de 2014, marcando e ajudando a eliminar clubes como Fluminense e Atlético-PR. Pela série B, ainda fez um belo gol em cima do Vasco, clube no qual se destacou.

Botafogo[editar | editar código-fonte]

No dia 5 de janeiro de 2015, o América-RN confirmou a ida de Rodrigo Pimpão para o Botafogo. Atuou até o inicio do segundo semestre de 2015, quando se transferiu para o Emirates Club após este pagar a multa rescisória. Saiu sendo o artilheiro do Fogão na Série B com 7 gols.

Emirates Club[editar | editar código-fonte]

Em julho de 2015, Rodrigo Pimpão acertou com o Emirates Club. O clube árabe pagou a cláusula de rescisão no valor de US$ 500 mil (aproximadamente R$ 1,6 milhão) para poder contar com o jogador.[5]

Retorno ao Botafogo[editar | editar código-fonte]

Já no dia 13 de maio de 2016, o Botafogo confirmou o retorno de Rodrigo Pimpão até o final de 2017.[6] Quando voltou, o ataque já contava com Sassá, vice-artilheiro do campeonato, e Neílton, e Pimpão teve que buscar seu espaço. Atuou em alguns jogos como titular e entrando no meio das partidas, marcou gols e fez parte da campanha que levou o clube à Copa Libertadores de 2017.

Na temporada seguinte, Pimpão foi protagonista da equipe nas fases prévias da Libertadores, marcando o gol da classificação aos 35 do segundo tempo contra o Colo-Colo do Chile, e na partida de ida contra o Olimpia, do Paraguai, no Nilton Santos, quando marcou um gol de bicicleta. Pimpão continuou marcando gols importantes na Libertadores, contra Estudiantes e Atlético Nacional.

Com apresentações muito acima da média, Pimpão renovou seu contrato com o Botafogo até dezembro de 2019.[7]

Na partida contra o Nacional, do Uruguai, pelas oitavas-de-final, Pimpão se iguala a duas lendas do alvinegro, Jairzinho e Dirceu, como maiores goleadores do clube na competição, com 5 gols cada.[8] O Botafogo cairia nas quartas-de-final, para o Grêmio, em jogo que Pimpão acertou uma bola na trave.

Foi campeão carioca com o Botafogo em 2018, em partida contra o Vasco.[9] Em partida válida pelas oitavas-de-final da Copa Sul-Americana, fez o gol da derrota por 2 a 1 para o Bahia.[10]

No resto do ano de 2018, Pimpão teve muitas oportunidades de jogar, inclusive marcando contra o São Paulo. Mas suas atuações abaixo da média e as críticas da torcida deixaram em risco sua permanência no Botafogo.

Após um começo de ano ruim do clube em 2019, marcou um gol contra o Campinense pela Copa do do Brasil, em Campina Grande.[11]

CSA[editar | editar código-fonte]

No dia 25 de dezembro, foi anunciado como novo reforço do CSA.[12][13] Seu contrato com o Botafogo terminaria no dia 31 de dezembro.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Vasco da Gama
América-RN
Botafogo
CSA

Artilharias[editar | editar código-fonte]

CSA

Referências

  1. De família rica, Rodrigo Pimpão, do Botafogo, conta como se encaixou no futebol
  2. De família rica, Rodrigo Pimpão, do Botafogo, conta como se encaixou no futebol
  3. "Rodrigo Pimpão é emprestado ao Cerezo Osaka, do Japão, GloboEsporte.com, 19 de Dezembro de 2010
  4. Atacante Rodrigo Pimpão é apresentado no América-MG
  5. Após vitória, Pimpão se despede do elenco e dá adeus ao Botafogo
  6. Botafogo confirma retorno de Pimpão, e atacante vibra: "Não tenho palavras"
  7. «Rodrigo Pimpão renova contrato com o Botafogo por mais dois anos». O Globo. 27 de abril de 2017 
  8. «Botafogo: Pimpão iguala Jairzinho na Libertadores | Goal.com» 
  9. «Botafogo é campeão carioca, e Gatito vira herói nos pênaltis». Extra Online. 8 de abril de 2018. Consultado em 26 de dezembro de 2019 
  10. «Bahia vence Botafogo em casa e abre vantagem na Copa Sul-Americana». Superesportes. 20 de setembro de 2018. Consultado em 26 de dezembro de 2019 
  11. «Botafogo bate o Campinense e encara o Cuiabá na segunda fase da Copa do Brasil». GloboEsporte.com. 13 de fevereiro de 2019. Consultado em 26 de dezembro de 2019 
  12. «CSA contrata o atacante Rodrigo Pimpão, ex-jogador do Botafogo». GloboEsporte.com. 25 de dezembro de 2019. Consultado em 26 de dezembro de 2019 
  13. «CSA anuncia contratação de Rodrigo Pimpão, ex-jogador do Botafogo». UOL Esporte. 25 de dezembro de 2019. Consultado em 26 de dezembro de 2019 
  14. «Vice-campeão pelo CSA, Rodrigo Pimpão fica com a artilharia do Campeonato Alagoano». GloboEsporte.com. 7 de agosto de 2020. Consultado em 27 de agosto de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]