Campeonato Carioca de Futebol de 2018

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Campeonato Carioca de Futebol de 2018
Carioca 2018
Cariocão 2018
Dados
Participantes 16
Organização FERJ
Período 20 de dezembro de 20178 de abril de 2018[1]
Gol(o)s 270
Partidas 103
Média 2,62 gol(o)s por partida
Campeão Botafogo (21° título)
Vice-campeão Vasco da Gama
Rebaixado(s) America
Bonsucesso
Melhor marcador Pedro (Fluminense) – 7 gols
Melhor ataque (fase inicial) Vasco da Gama – 20 gols
Melhor defesa (fase inicial) Flamengo – 5 gols
Maiores goleadas
(diferença)
Bangu 0–4 Fluminense
Estádio de Moça BonitaRio de Janeiro
21 de fevereiro, Taça Rio, 1ª rodada
 
Flamengo 4–0 Madureira
Estádio Nilton SantosRio de Janeiro
21 de fevereiro, Taça Rio, 1ª rodada
 
Fluminense 4–0 Flamengo
Arena PantanalCuiabá
24 de fevereiro, Taça Rio, 2ª rodada
 
Flamengo 4–0 Portuguesa-RJ
Estádio Kleber AndradeCariacica
18 de março, Taça Rio, 6ª rodada
Público 382 905
Média 3 791,1 pessoas por partida
Premiações
Melhor jogador Paulinho (Vasco da Gama)
Melhor goleiro Júlio César (Fluminense)
Melhor jogador jovem Paulinho (Vasco da Gama)
Melhor treinador Zé Ricardo (Vasco da Gama)
◄◄ Rio de Janeiro 2017 Soccerball.svg 2019 Rio de Janeiro ►►

O Campeonato Carioca de Futebol de 2018 foi a 117ª edição da principal divisão do futebol no Rio de Janeiro. A disputa foi organizada pela Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ). Devido à paralisação dos torneios nacionais durante a Copa do Mundo FIFA de 2018 entre junho e julho, a fase preliminar teve início no dia 20 de dezembro de 2017.[1]

O Botafogo conquistou o título do Carioca pela 21ª vez ao vencer o Vasco da Gama nos pênaltis.[2]

Forma de disputa[editar | editar código-fonte]

Em 1 de novembro de 2016, os clubes participantes votaram e aprovaram alterações no regulamento em relação à edição de 2016, sob chancela do Conselho Nacional do Esporte (CNE), uma vez que o Estatuto do Torcedor exigia que só houvesse mudanças em um prazo mínimo de dois anos.[3][4]

No novo formato, a primeira fase será disputada por seis clubes (grupo A): os quatro times de pior campanha no ano anterior (exceto os rebaixados) mais os dois promovidos da Série B1 de 2017. Os dois mais bem colocados avançaram para a fase principal e as outras quatro agremiações disputaram o quadrangular do rebaixamento (grupo X). Os dois piores do quadrangular são rebaixados para a Série B1 do mesmo ano.[3]

Já a fase principal foi dividida em dois grupos de seis equipes cada (grupos B e C), havendo dois turnos (Taça Guanabara e Taça Rio) com semifinais e finais em jogos únicos. Os campeões de cada turno passam a garantir vaga nas semifinais da competição. Os outros dois semifinalistas serão as equipes melhores colocadas na classificação geral fora as campeãs dos turnos e desconsiderando os pontos obtidos nas semifinais e finais dos turnos. Caso um time vença tanto a Taça Guanabara quanto a Taça Rio, este ganha vaga na final, enquanto os quatro mais bem classificados disputam uma espécie de seletiva por uma vaga na grande decisão, realizada em jogo único e com vantagem do empate para o campeão dos turnos.[3]

Nas semifinais dos turnos, os times com melhores campanhas nos grupos têm a vantagem do empate. Na semifinal do campeonato, quem avança com igualdade no placar são as equipes com o melhor somatório de pontos em toda a competição[3]. Em nenhuma final haverá a vantagem do empate. A semifinal geral será realizada em jogo único, enquanto a final terá ida e volta. Os quatro primeiros colocados se classificam à Copa do Brasil de 2019.[3][5]

Critérios de desempate[editar | editar código-fonte]

Estes são os critérios de desempate (só não se aplicarão no caso do grupo X, para o rebaixamento para a Série B1):[4]

  1. Maior número de vitórias
  2. Maior saldo de gols
  3. Maior número de gols pró
  4. Confronto direto
  5. Menor número de cartões amarelos e vermelhos (cada cartão vermelho equivale a três cartões amarelos)
  6. Sorteio público na sede da FERJ

Participantes[editar | editar código-fonte]

Localização das equipes do Carioca 2017.
Grupos: Red pog.svg A / Green pog.svg B / Orange pog.svg C
Equipe Cidade Em 2017 Estádio Capacidade[6] Títulos
America Rio de Janeiro 2º (Série B1) Giulite Coutinho 13 544 7 (último em 1960)
Bangu Rio de Janeiro 10º Moça Bonita 9 024 2 (último em 1966)
Boavista Saquarema Eucy Resende 2 058 0 (não possui)
Bonsucesso Rio de Janeiro 14º Leônidas da Silva 2 360 0 (não possui)
Botafogo Rio de Janeiro Nilton Santos 45 000 20 (último em 2013)
Cabofriense Cabo Frio 13 Correão 2 611 0 (não possui)
Goytacaz Campos dos Goytacazes Campos dos Goytacazes 1º (Série B1) Ary de Oliveira 5 600 0 (não possui)
Flamengo Rio de Janeiro Luso Brasileiro 20 255 34 (último em 2017)
Fluminense Rio de Janeiro Maracanã 78 838 31 (último em 2012)
Macaé Macaé 12º Moacyrzão 15 000 0 (não possui)
Madureira Rio de Janeiro Conselheiro Galvão 2 136 0 (não possui)
Nova Iguaçu Nova Iguaçu Laranjão 1 810 0 (não possui)
Portuguesa-RJ Rio de Janeiro Luso Brasileiro 20 255 0 (não possui)
Resende Resende 11º Trabalhador 4 600 0 (não possui)
Vasco da Gama Rio de Janeiro São Januário 24 584 24 (último em 2016)
Volta Redonda Volta Redonda Raulino de Oliveira 20 255 0 (não possui)

Primeira fase[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Resultados da primeira fase
Grupo A
Pos
Equipe
PG J V E D GP GS SG Classificação
1 Cabofriense 10 5 3 1 1 8 3 +5 Classificados para a fase principal
2 Macaé 10 5 3 1 1 8 5 +3
3 Goytacaz 10 5 3 1 1 9 7 +2 Disputam o quadrangular do rebaixamento
4 Bonsucesso 6 5 2 0 3 6 8 –2
5 America 4 5 1 1 3 8 10 –2
6 Resende 3 5 1 0 4 6 12 –6

Desempenho por rodada[editar | editar código-fonte]

Fase principal[editar | editar código-fonte]

Taça Guanabara[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Taça Guanabara de 2018
Grupo B
Pos
Equipe
PG J V E D GP GS SG Classificação
1 Flamengo 13 5 4 1 0 5 0 +5 Classificados para a semifinal da Taça GB
2 Bangu 8 5 2 2 1 6 3 +3
3 Vasco da Gama 7 5 2 1 2 8 7 +1
4 Nova Iguaçu 5 5 1 2 2 5 6 –1
5 Cabofriense 4 5 1 1 3 5 8 –3
6 Volta Redonda 4 5 1 1 3 6 11 –5
Grupo C
Pos
Equipe
PG J V E D GP GS SG Classificação
1 Boavista 9 5 3 0 2 5 3 +2 Classificados para a semifinal da Taça GB
2 Botafogo 9 5 2 3 0 5 3 +2
3 Fluminense 8 5 2 2 1 4 4 0
4 Portuguesa-RJ 6 5 1 3 1 4 4 0
5 Macaé 4 5 1 1 3 5 7 –2
6 Madureira 3 5 0 3 2 3 5 –2

Desempenho por rodada[editar | editar código-fonte]

Fase final[editar | editar código-fonte]

Em itálico, as equipes que jogarão pelo empate por ter melhor campanha e em negrito os times vencedores das partidas. Na final não haverá a vantagem de empate para nenhuma equipe.

Semifinais Final
 Boavista 2  
 Bangu 2  
 
     Boavista 0
   Flamengo 2
 Flamengo 3
 Botafogo 1  

Premiação[editar | editar código-fonte]

Taça Guanabara de 2018
Rio de Janeiro
FLAMENGO
Campeão
(21º título)

Taça Rio[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Taça Rio de 2018
Grupo B
Pos
Equipe
PG J V E D GP GS SG Classificação
1 Vasco da Gama 13 6 4 1 1 12 8 +4 Classificados para a semifinal da Taça Rio
2 Flamengo 12 6 4 0 2 12 5 +7
3 Cabofriense 10 6 3 1 2 8 6 +2
4 Bangu 5 6 1 2 3 5 11 –6
5 Volta Redonda 3 6 0 3 3 5 9 –4
6 Nova Iguaçu 1 6 0 1 5 5 11 –6
Grupo C
Pos
Equipe
PG J V E D GP GS SG Classificação
1 Fluminense 14 6 4 2 0 13 3 +10 Classificados para a semifinal da Taça Rio
2 Botafogo 10 6 3 1 2 7 6 +1
3 Portuguesa-RJ 10 6 3 1 2 7 8 –1
4 Boavista 9 6 3 0 3 11 14 –3
5 Macaé 8 6 2 2 2 7 6 +1
6 Madureira 5 6 1 2 3 5 10 –5

Desempenho por rodada[editar | editar código-fonte]

Fase final[editar | editar código-fonte]

Em itálico, as equipes que jogarão pelo empate por ter melhor campanha e em negrito os times vencedores das partidas. Na final não haverá vantagem de empate para nenhuma equipe.

Semifinais Final
 Fluminense 1  
 Flamengo 1  
 
     Fluminense 3
   Botafogo 0
 Vasco da Gama 2
 Botafogo 3  

Premiação[editar | editar código-fonte]

Taça Rio de 2018
Rio de Janeiro
FLUMINENSE
Campeão
(3º título)

Fase final[editar | editar código-fonte]

Em itálico, as equipes que jogarão pelo empate por ter vencido um dos turnos do campeonato e em negrito os times vencedores das partidas. Na final não haverá vantagem de empate para nenhuma equipe.

  Semifinais Final
                 
 Flamengo 0  
 Botafogo 1  
   Botafogo (pen) 2 1 3 (4)
   Vasco da Gama 3 0 3 (3)
 Fluminense 2
 Vasco da Gama 3

Semifinais[editar | editar código-fonte]

28 de março Flamengo 0 – 1 Botafogo Estádio do Maracanã, Rio de Janeiro
21:45
Gol marcado aos 38 minutos de jogo 38' Luiz Fernando Público: 28 345
Árbitro: Rio de JaneiroRJ Marcelo de Lima Henrique
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Flamengo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Botafogo

29 de março Fluminense 2 – 3 Vasco da Gama Estádio do Maracanã, Rio de Janeiro
21:00
Pedro Gol marcado aos 38 minutos de jogo 38'
Sornoza Gol marcado aos 48 minutos de jogo 48'
Gol marcado aos 26 minutos de jogo 26' Giovanni Augusto
Gol marcado aos 69 minutos de jogo 69' Paulinho
Gol marcado aos 90+5 minutos de jogo 90+5' Fabrício
Público: 18 999
Árbitro: Rio de JaneiroRJ Rodrigo Nunes de Sá
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Fluminense
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Vasco

Final[editar | editar código-fonte]

Ida
1 de abril Botafogo 2 – 3 Vasco da Gama Estádio Nilton Santos, Rio de Janeiro
16:00
Renatinho Gol marcado aos 3 minutos de jogo 3'
Brenner Gol marcado aos 44 minutos de jogo 44'
Gol marcado aos 28 minutos de jogo 28', Gol marcado aos 30 minutos de jogo 30' Yago Pikachu
Gol marcado aos 90+3 minutos de jogo 90+3' Ríos
Público: 16 337
Árbitro: Rio de JaneiroRJ Rodrigo Carvalhaes de Miranda
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Botafogo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Vasco
Volta
8 de abril Vasco da Gama 0 – 1 Botafogo Estádio do Maracanã, Rio de Janeiro
16:00
Gol marcado aos 90+5 minutos de jogo 90+5' Carli Público: 58 135
Árbitro: Rio de JaneiroRJ Wagner do Nascimento Magalhães
    Penalidades  
Wagner Convertido
Ríos Convertido
Werley Erro (Defesa)
Yago Pikachu Convertido
Henrique Erro (Defesa)
3 – 4 Convertido Brenner
Erro (Defesa) Rodrigo Pimpão
Convertido Gilson
Convertido Marcinho
Convertido Renatinho
 
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Vasco
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Botafogo

Premiação[editar | editar código-fonte]

Campeonato Carioca de 2018
Rio de Janeiro
BOTAFOGO
Campeão
(21º título)

Quadrangular do rebaixamento[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Resultados do Grupo X
Grupo X
Pos
Equipe
PG J V E D GP GS SG Classificação
1 Goytacaz 9 6 2 3 1 9 9 0
2 Resende 8 6 2 2 2 7 7 0
3 America 7 6 2 1 3 11 10 +1 Rebaixados para a Série B1 de 2018
3 Bonsucesso 7 6 1 4 1 8 9 –1

Desempenho por rodada[editar | editar código-fonte]

Artilharia[editar | editar código-fonte]

Current event template.svg Atualizada dia 8 de abril de 2018 às 23h45.

Gols[7] Jogador Time
7 Brasil Pedro Fluminense
6 Brasil Brenner Botafogo
Brasil Marcos Júnior Fluminense
Brasil Pipico Macaé
5 Brasil Dija Baiano Volta Redonda
Brasil Jackson Bonsucesso
Argentina Ríos Vasco da Gama

Hat-tricks[editar | editar código-fonte]

Jogador Clube Adversário Placar Data Ref.
Brasil Abner Cabofriense Resende 3–0 20 de dezembro [8]
Brasil Dija Baiano Volta Redonda Cabofriense 3–2 29 de janeiro [9]

Maiores públicos[editar | editar código-fonte]

Esses são os maiores públicos do Campeonato:

Público[nota 1] Mandante Placar Visitante Estádio Data Etapa Rodada Ref.
1 58 135 Vasco da Gama 0–1 Botafogo Maracanã 8 de abril Final Volta [10]
2 28 345 Flamengo 0–1 Botafogo Maracanã 28 de março Semifinal Única [11]
3 22 838 Fluminense 3–0 Botafogo Maracanã 25 de março Taça Rio Final [12]
4 18 999 Fluminense 2–3 Vasco da Gama Maracanã 29 de março Semifinal Única [13]
5 18 587 Flamengo 0–0 Vasco da Gama Maracanã 27 de janeiro Taça GB [14]
6 16 923 Fluminense 1–1 Flamengo Nilton Santos 22 de março Taça Rio Semifinal [15]
7 16 337 Botafogo 2–3 Vasco da Gama Nilton Santos 1 de abril Final Ida [16]
8 16 088 Nova Iguaçu 0–1 Flamengo Mané Garrincha 4 de fevereiro Taça GB [17]
9 15 884 Fluminense 4–0 Flamengo Arena Pantanal 24 de fevereiro Taça Rio [18]
10 15 587 Boavista 0–2 Flamengo Kleber Andrade 18 de fevereiro Taça GB Final [19]

Mudança de técnicos[editar | editar código-fonte]

Clube Antecessor Motivo Data Última partida Etapa Rod. Pos. Sucessor Ref.
Resende Brasil Carlos Leiria Demitido 21 de dezembro Cabofriense 3–0 Resende 1ª fase Brasil Marcelo Cabo [20][21]
America Brasil Lucho Nizzo Demitido 6 de janeiro America 1–2 Goytacaz 1ª fase Brasil Duílio [22]
Madureira Brasil PC Gusmão Resignado 29 de janeiro Madureira 1–2 Fluminense Taça GB (Gr. C) Brasil Djair [23][24]
Botafogo Brasil Felipe Conceição Demitido 10 de fevereiro Flamengo 3–1 Botafogo Taça GB Semifinal Brasil Alberto Valentim [25][26]
Resende Brasil Marcelo Cabo Contratado pelo CSA 18 de fevereiro Resende 1–2 Bonsucesso Grupo X Brasil Rodolfo Oliveira (interino) [27][28]
Volta Redonda Brasil Felipe Surian Demitido 20 de fevereiro Volta Redonda 0–2 Portuguesa-RJ Taça Rio (Gr. B) Brasil Marcelo Salles [29][30]
Madureira Brasil Djair Demitido 8 de março Madureira 0–2 Cabofriense Taça Rio (Gr. C) Brasil Gilberto Coroa [31][32]

Classificação geral[editar | editar código-fonte]

Pos Equipe PG J V E D GP GS SG Classificação
1 Botafogo 19 11 5 4 2 12 9 +3 Finalistas e classificados para a Copa do Brasil de 2019
2 Vasco da Gama 20 11 6 2 3 20 15 +5
3 Flamengo 25 11 8 1 2 17 5 +12 Eliminados na semifinal e classificados para a Copa do Brasil de 2019
4 Fluminense 22 11 6 4 1 17 7 +10
5 Boavista 18 11 6 0 5 16 17 –1 Classificados para o Brasileiro - Série D de 2019
6 Portuguesa-RJ 16 11 4 4 3 11 12 –1
7 Cabofriense 14 11 4 2 5 13 14 –1
8 Bangu 13 11 3 4 4 11 14 –3
9 Madureira 8 11 1 5 5 8 15 –7
10 Volta Redonda 7 11 1 4 6 11 20 –9
11 Nova Iguaçu 6 11 1 3 7 10 17 –7 Primeira fase do Campeonato Carioca de 2019
12 Macaé[nota 2] –14 11 3 3 5 12 13 –1
13 Goytacaz 9 6 2 3 1 9 9 0 Equipes do Grupo X que disputarão a primeira fase do Campeonato Carioca de 2019
14 Resende 8 6 2 2 2 7 7 0
15 America 7 6 2 1 3 11 10 +1 Equipes do Grupo X rebaixadas à Série B1 de 2018
16 Bonsucesso 7 6 1 4 1 8 9 –1

Seleção do Campeonato[editar | editar código-fonte]

Pos. Jogador[34] Clube
G Brasil Júlio César Fluminense
LD Brasil Yago Pikachu Vasco da Gama
Z Brasil Gum Fluminense
Z Brasil Igor Rabello Botafogo
LE Brasil Ayrton Fluminense
V Brasil Rodrigo Lindoso Botafogo
V Argentina Desábato Vasco da Gama
M Brasil Lucas Paquetá Flamengo
M Brasil Paulinho Vasco da Gama
A Brasil Pedro Fluminense
A Brasil Marcos Júnior Fluminense
T Brasil Zé Ricardo Vasco da Gama

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas e referências

Notas

  1. Considera-se apenas o público pagante.
  2. O Macaé foi punido com a perda de 26 pontos pelo TJD/RJ pela escalação irregular do lateral-esquerdo Lucas Gabriel nas seis partidas da Taça Rio. Cabe recurso.[33]

Referências

  1. a b «Arbitral define e Carioca vai começar às vésperas do Natal». Censanet.com. 4 de setembro de 2017. Consultado em 9 de outubro de 2017 
  2. «Carli marca no fim, Gatito volta a ser herói, e Botafogo é campeão sobre o Vasco». GloboEsporte.com. 8 de abril de 2018. Consultado em 9 de abril de 2018 
  3. a b c d e «Arbitral define fórmula e tabela do Carioca 2017». FERJ. 1 de novembro de 2016. Consultado em 21 de fevereiro de 2018 
  4. a b «Regulamento do Campeonato Estadual da Série A de profissionais para o biênio 2017-2018» (PDF). FERJ. 9 de outubro de 2017. Consultado em 21 de fevereiro de 2018 
  5. «Carioca define preliminar, e campeões de turnos não se garantirão na final». Globoesporte.com. 1 de novembro de 2016. Consultado em 2 de novembro de 2016 
  6. «Cadastro Nacional de Estádios de Futebol (CNEF) 2016» (PDF). Confederação Brasileira de Futebol (CBF). 18 de janeiro de 2016. Consultado em 16 de abril de 2016 
  7. «Centro Estatístico da FERJ - Artilharia». FERJ. Consultado em 9 de abril de 2018 
  8. «Abner faz três e Cabofriense atropela o Resende na abertura da seletiva do Cariocão». GloboEsporte.com. 20 de dezembro de 2017. Consultado em 11 de janeiro de 2018 
  9. «Dija Baiano marca três vezes e garante vitória do Volta Redonda em cima da Cabofriense». GloboEsporte.com. 29 de janeiro de 2018. Consultado em 30 de janeiro de 2018 
  10. «Após Carioca esvaziado, Vasco x Botafogo tem maior público do país no ano». UOL Esporte. 8 de abril de 2018. Consultado em 9 de abril de 2018 
  11. «Cheiro de revanche! Botafogo bate o Fla com provocação e vai à final». Lance!. 28 de março de 2018. Consultado em 29 de março de 2018 
  12. «Flu aproveita chances, vence bem o Botafogo e conquista o título da Taça Rio 2018». GloboEsporte.com. 25 de março de 2018. Consultado em 25 de março de 2018 
  13. «Com gol aos 50, Vasco vence Flu e faz 3ª final com Botafogo em 4 anos». UOL Esporte. 29 de março de 2018. Consultado em 30 de março de 2018 
  14. «Em clássico de erros, Flamengo e Vasco empatam no Maracanã pela Taça Guanabara». GloboEsporte.com. 27 de janeiro de 2018. Consultado em 24 de fevereiro de 2018 
  15. «Flu sai na frente, cede empate ao Fla, mas se segura e vai à final da Taça Rio». GloboEsporte.com. 22 de março de 2018. Consultado em 23 de março de 2018 
  16. «Vasco ganha em outro 3 a 2 com o Botafogo e leva a vantagem para a final». GloboEsporte.com. 1 de abril de 2018. Consultado em 1 de abril de 2018 
  17. «Com golaço de Rhodolfo no fim, Flamengo vence o Nova Iguaçu no Mané Garrincha». GloboEsporte.com. 4 de fevereiro de 2018. Consultado em 24 de fevereiro de 2018 
  18. «Marcos Junior faz dois, e Fluminense goleia o Flamengo na Arena Pantanal». GloboEsporte.com. 24 de fevereiro de 2018. Consultado em 24 de fevereiro de 2018 
  19. «É campeão! Flamengo vence o Boavista em Cariacica e conquista a Taça Guanabara». GloboEsporte.com. 18 de fevereiro de 2018. Consultado em 24 de fevereiro de 2018 
  20. «Resende demite Carlos Leiria após estreia ruim no Campeonato Carioca». GloboEsporte.com. 21 de dezembro de 2017. Consultado em 7 de janeiro de 2018 
  21. «Marcelo Cabo assume o Resende para a sequência na seletiva do Carioca». GloboEsporte.com. 22 de dezembro de 2017. Consultado em 7 de janeiro de 2018 
  22. «Após terceira derrota na Seletiva, Lucho Nizzo deixa o America; Duílio Assume». GloboEsporte.com. 6 de janeiro de 2018. Consultado em 7 de janeiro de 2018 
  23. «Após derrota para o Flu, técnico PC Gusmão deixa o comando do Madureira». GloboEsporte.com. 29 de janeiro de 2018. Consultado em 30 de janeiro de 2018 
  24. «Djair é o novo técnico do Madureira». FERJ. 2 de fevereiro de 2018. Consultado em 3 de fevereiro de 2018 
  25. «Técnico Felipe Conceição é demitido do Botafogo». Extra. 10 de fevereiro de 2018. Consultado em 10 de fevereiro de 2018 
  26. «Após decisão interna, Botafogo age rápido e anuncia Alberto Valentim». UOL Esporte. 13 de fevereiro de 2018. Consultado em 14 de fevereiro de 2018 
  27. «CSA contrata o técnico Marcelo Cabo, campeão da Série B em 2016». GloboEsporte.com. 18 de fevereiro de 2018. Consultado em 21 de fevereiro de 2018 
  28. «Após saída de Cabo, auxiliar comandará Resende na última e decisiva rodada do Grupo X». GloboEsporte.com. 19 de fevereiro de 2018. Consultado em 21 de fevereiro de 2018 
  29. «Felipe Surian não é mais técnico do Voltaço». FERJ. 20 de fevereiro de 2018. Consultado em 21 de fevereiro de 2018 
  30. «Marcelo Salles é o novo técnico do Voltaço». FERJ. 21 de fevereiro de 2018. Consultado em 21 de fevereiro de 2018 
  31. «Após cinco jogos e nenhuma vitória, Djair não é mais técnico do Madureira». GloboEsporte.com. 8 de março de 2018. Consultado em 8 de março de 2018 
  32. «Gilberto Coroa é o novo técnico do Madureira». Diário Carioca. 8 de março de 2018. Consultado em 8 de março de 2018 
  33. «TJD-RJ pune Macaé com perda de 26 pontos e time vai disputar seletiva em 2019». Globoesporte.com. 13 de abril de 2018. Consultado em 13 de abril de 2018 
  34. «Ferj divulga seleção do Carioca e lista tem apenas um nome do Flamengo». O Dia. 9 de abril de 2018. Consultado em 9 de abril de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]