Associação Desportiva Cabofriense

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Cabofriense
AD Cabofriense - RJ.svg
Nome Associação Desportiva Cabofriense
Alcunhas Tricolor Praiano
Torcedor/Adepto Erick Enzo
Mascote Marlim-azul
Fundação 1 de janeiro de 1997 (22 anos)
Estádio Alair Corrêa (Correão)
Capacidade 4 200 pessoas
Localização Cabo Frio (RJ), Brasil
Presidente Airton Áreas da
Treinador Cassiano Áreas
Patrocinador Casa do Pedreiro
JJInvest
Material (d)esportivo Icone Sports
Website adcabofriense.com
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Temporada atual
editar

Associação Desportiva Cabofriense é uma agremiação esportiva situada na cidade de Cabo Frio, no estado do Rio de Janeiro, fundada em 1 de janeiro de 1997.

História[editar | editar código-fonte]

Criada em 1997, sendo um Clube Fênix da Associação Atlética Cabofriense , a Cabofriense conquistou em seu primeiro ano de atuação como filiada da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ), o acesso à Série B do Campeonato Carioca, como vice-campeã da Série C.

Em 1998, como Campeã da Série B, a equipe conseguiu o acesso à elite do futebol carioca. Entretanto, uma alteração no regulamento do campeonato fez com que o time disputasse uma nova Seletiva, o que acabou adiando a chegada à Série A por mais um ano.

Em 1999 a equipe muda de nome e passa a se chamar Cabo Frio Futebol Clube, nome que utilizou até 2001, quando voltou a se chamar Cabofriense.[1]

Depois de ter disputado a primeira divisão em 2000 e 2001, o clube iniciou seu processo de fortalecimento após uma nova passagem pela Série B, em 2002, quando mais uma vez a Cabofriense foi campeã.

Equipe profissional da Cabofriense em 2007. Foto de Paulo Roberto Rodrigues

De 2003 a 2009, a Cabofriense figurou na elite do futebol do Rio, tendo alcançado, entre 2005 e 2007, o maior número de participações em semifinais das Taças Guanabara e Rio entre todos os clubes da competição, totalizando quatro semifinais e uma final.

O clube fortaleceu, ainda, suas divisões de base, oferecendo oportunidade a jovens talentos do futebol brasileiro. Os resultados da base logo surgiram, com o título da Taça Otávio Pinto Guimarães de Juniores, em 2004 e o vice-campeonato da Taça Guanabara de Juniores, em 2008.

A revelação de valores acompanhou essa estruturação da base. Vários jogadores formados na Cabofriense alcançaram destaque no futebol brasileiro, entre eles, o atacante André[2], com passagem pelo Santos F.C., hoje no Sport, com passagem pela Seleção Brasileira principal.

Sob a batuta ideia do presidente Valdemir Mendes e de sua diretoria, a Cabofriense deu início a construção de um moderno Centro de Treinamentos e Excelência, cuja inauguração da primeira etapa das obras está prevista para dezembro de 2010.

A Cabofriense está de volta a Série A do Campeonato Carioca, em 2011, após ter sido campeã da Série B. O futebol do Rio encontrará, nesse retorno, uma Cabofriense renovada, pronta para buscar, em pouco tempo e de forma definitiva, seu espaço no cenário do futebol brasileiro.

E no dia 9 de abril de 2011, retorna a série B do Campeonato Estadual após ser novamente rebaixada ao final dos dois turnos.

Em 2013, após ter ganho seu último jogo no Triangular final da Série B Carioca de 2013, fez o seu retorno a elite estadual, após duas temporadas amargando a Segundona Carioca[3]. Desde então, a Cabofriense mantém-se na elite do Carioca.

Símbolos[editar | editar código-fonte]

Escudo[editar | editar código-fonte]

Evolução do Escudo da Cabofriense
Cabo Frio FC - 1999 – 2000 2006 – Atual
Cabo Frio-RJBR(1).jpg AD Cabofriense - RJ.svg

Títulos[editar | editar código-fonte]

Estaduais
Competição Títulos Temporadas
Rio de Janeiro Campeonato Carioca - Série B 4 1998, 2002, 2010 e 2013
Rio de Janeiro Taça Corcovado 1 2013
Rio de Janeiro Torneio Interior 1 2013
Rio de Janeiro Torneio Seletivo Campeonato Carioca 1 2001

Torneios Internacionais[editar | editar código-fonte]

  • França Torneio Internacional da Martinica : 2003.

Títulos de Categorias de Base[editar | editar código-fonte]

  • Rio de Janeiro Torneio Otávio Pinto Guimarães (Sub-20) : 2004.
  • Rio de Janeiro Copa Amizade Infantil (Sub-15) : 2003.

Elenco atual[editar | editar código-fonte]

Atualizado em 9 de Fevereiro de 2019.[4]


Goleiros
Jogador
Brasil George
Brasil Camilo
Defensores
Jogador Pos.
Brasil Igor Z
Brasil Gerson Júnior Z
Brasil Lucas Cunha Z
Brasil Kanu Z
Brasil Roberto Júnior Z
Brasil Pedro Costa LD
Brasil Bruno Lima LD
Brasil Ronan LE
Brasil Marlon LE
Brasil Manoel LE
Meio-campistas
Jogador Pos.
Brasil Victor Feitosa V
Brasil Valderrama V
Brasil Abuda V
Brasil Michel Pires M
Brasil Gama M
Brasil Rafael Pernão M
Brasil Anderson Rosa M
Brasil Kaká Mendes M
Brasil Wellington Júnior M
Brasil Douglas Cruz M
Atacantes
Jogador
Brasil Abner
Brasil Rincon
Brasil Rafael Gladiador
Brasil Luis Felipe
Brasil Gerônimo
Brasil André Duarte
Brasil Luan
Comissão técnica
Nome Pos.
Brasil Valdir Bigode T

Jogadores destacados[editar | editar código-fonte]

Treinadores[editar | editar código-fonte]

Nome Período
Brasil Sócrates 1999
Brasil Paulo César Gusmão 2005
Brasil Moisés 2006
Brasil Antônio Carlos Roy 2010
Brasil Luís Antônio Zaluar 2011
Brasil Waldemar Lemos 2011
Brasil Lucho Nizzo 2011
Brasil Mário Marques 2011
Brasil Cleimar Rocha 2012
Brasil Dário Lourenço 2012
Brasil Antônio Carlos Roy 2013
Brasil Alexandre Barroso 2014
Brasil Alfredo Sampaio 2014–2015
Brasil Edson Souza 2015
Brasil Renato Alvarenga 2015
Brasil Eduardo Hungaro 2016
Brasil Junior Lopes 2017
Brasil Antônio Carlos Roy 2018

Histórico em competições oficiais[editar | editar código-fonte]

Brasil Campeonato Brasileiro - Série C

Ano Posição
2003 13º
2005 47º
2006 24º

Notas[editar | editar código-fonte]

O Estádio Correão, ou Alair Corrêa, só se chama assim pois, quando estavam iniciando a construção do mesmo, o prefeito de Cabo Frio era ele.

Uniforme[editar | editar código-fonte]

O seu principal uniforme é composto de camisa branca, com detalhes em verde e vermelho, calção branco com detalhes em verde e vermelho e meias brancas. O reserva é constituído de camisa verde com detalhes em branco e vermelho, calção verde com detalhes em branco e meias verdes.

Torcidas Organizadas[editar | editar código-fonte]

  • Falange Cabofriense
  • Mancha Tricolor
  • Movimento Uniformizado Povão (MUP)

Ranking da CBF[editar | editar código-fonte]

  • Posição: 127º
  • Pontuação: 341 pontos

Ranking criado pela Confederação Brasileira de Futebol que pontua todos os times do Brasil. (Ranking atualizado em 9 de dezembro de 2015)

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Futebol Nacional. «Cabo Frio/RJ». Futebol Nacional. Consultado em 4 de junho de 2017 
  2. «Título inválido» 
  3. «Cabofriense bate Bonsucesso e sobe para elite do Campeonato Carioca». esportes.terra.com.br 
  4. «AD Cabofriense – Associação Desportiva Cabofriense». Consultado em 10 de fevereiro de 2019 
  5. «Flavio». www.ogol.com.br 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]