Campeonato Carioca de Futebol de 2021

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Campeonato Carioca de Futebol de 2021
Carioca 2021
Dados
Participantes 17
Organização FERJ
Período 16 de janeiro – 18 de abril
Gol(o)s 261
Partidas 100
Média 2,61 gol(o)s por partida
Rebaixado(s) Série A2 2021:
Melhor marcador Alef Manga (Volta Redonda) – 9 gols
Melhor ataque Flamengo – 23 gols
Melhor defesa Portuguesa-RJ – 8 gols
Maiores goleadas
(diferença)
Madureira 1–5 Flamengo
Estádio da CidadaniaVolta Redonda
5 de abril, 8.ª rodada
 
Macaé 0–4 Fluminense
Estádio da CidadaniaVolta Redonda
6 de abril, Taça Guanabara, 8.ª rodada
 
Portuguesa-RJ 5–1 Bangu
Estádio Luso-BrasileiroRio de Janeiro
10 de abril, 9.ª rodada
 
Botafogo 4–0 Macaé
Estádio Nilton SantosRio de Janeiro
25 de abril, 11.ª rodada
◄◄ Rio de Janeiro 2020 Soccerball.svg 2022 Rio de Janeiro ►►

Campeonato Carioca de Futebol de 2021 é a 123ª edição da principal divisão do futebol no Rio de Janeiro. A disputa é organizada pela Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ). A fase preliminar do Campeonato acontece entre 16 de janeiro e 21 de fevereiro. Um novo regulamento foi definido para a fase principal desta edição. A Taça Guanabara, em pontos corridos, entre as 12 equipes (11 primeiras colocadas da edição anterior e o campeão da fase preliminar) definirá as quatro melhores equipes que disputarão as semifinais e finais do Campeonato. As quatro equipes classificadas entre o 5.º e 8.º lugares disputarão o título da Taça Rio.

Regulamento[editar | editar código-fonte]

Critério de desempates[editar | editar código-fonte]

Caso ocorra empate em pontos ganhos serão aplicados os critérios de desempate, sucessivamente:[1]

  1. Maior número de vitórias
  2. Maior saldo de gols
  3. Maior número de gols pró (gols marcados)
  4. Confronto direto
  5. Menor número de cartões amarelos e vermelhos, onde cada cartão vermelho será considerado equivalente a três cartões amarelos
  6. Sorteio público na sede da Federação, em dia e horário a serem determinados

Fase preliminar[editar | editar código-fonte]

A fase preliminar — com os quatro times do 12º ao 15º lugar no ano anterior mais os dois promovidos da Série B1 de 2020, definirá a equipe que participará da fase principal do Campeonato e os cinco clubes rebaixados para a Série A2 de 2021 O sistema desta disputa será por pontos corridos, em turno e returno.[2][3]

Fase principal[editar | editar código-fonte]

Em formato diferente, a fase principal será apenas formada pela Taça Guanabara.[4]

A Taça Guanabara[editar | editar código-fonte]

A Taça Guanabara será disputada pelas 11 equipes melhores classificadas no Campeonato do ano anterior e a campeã da fase preliminar. Com 11 rodadas e os quatro primeiros colocados decidindo, em cruzamento olímpico (1.º colocado x 4.º colocado e 2.º colocado x 3.º colocado), as semifinais do Campeonato em duas partidas com vantagem de empate (em pontos ganhos e saldo de gols) para as equipes melhores classificadas, assim como a escolha do mando de campo (1.ª ou 2.ª partida). Nas partidas finais (entre os vencedores das semifinais) não haverá vantagem para nenhuma equipe, porém a melhor classificada poderá escolher o mando de campo (na 1.ª ou 2.ª partida) e haverá disputa por pênaltis em caso de empate (pontos e saldo de gols).[4][1][5]

A Taça Rio[editar | editar código-fonte]

A Taça Rio será disputada apenas pelas equipes classificadas do 5.ª ao 8.ª lugar da Taça Guanabara (fase principal) em paralelo às disputadas das semifinais e finais da Taça Guanabara e, portanto, do Campeonato. As semifinais em cruzamento olímpico (5.º colocado x 8.º colocado e 6.º colocado x 7.º colocado), em partidas de ida e volta, com vantagem para os melhores colocados (em pontos ganhos e saldo de gols). Nas partidas finais não haverá vantagem para nenhuma das equipes e, também, disputa por pênaltis em caso de empate (pontos e saldo de gols).[4][1]

Transmissão televisiva[editar | editar código-fonte]

O Grupo Globo e o Grupo Silvio Santos apresentaram propostas oficiais a FERJ para as transmissões das partidas. O Grupo Sílvio Santos em seu projeto, apresentou um modelo que seria dividido em três formas diferentes de transmissão, sendo a de TV Aberta pelo SBT em rede nacional, TV por Assinatura através de um conteúdo pay-per-view entre a emissora e a entidade organizadora e no YouTube pelo canal TV Ferj e pelos clubes. Já o Grupo Globo manteria as suas transmissões através da Rede Globo na TV Aberta, SporTV e Premiere na TV por Assinatura e Globoesporte.com na internet. Porém, apesar da proposta da Globo ser considerada boa, a do Grupo Sílvio Santos foi a que mais chamou atenção.[6]Porém, em 27 de janeiro de 2021, o Grupo Sílvio Santos foi dado como o favorito na conquista dos direitos de transmissão, já que o projeto apresentado agradou quase todos os clubes e os valores seriam de R$18 milhões para os times grandes e R$5,3 milhões entre os pequenos quanto ao PPV, enquanto que a Rede Globo ainda enfrenta uma ação judicial contra a FERJ por quebra de contrato durante o Campeonato Carioca de 2020, além de uma dívida de R$17 milhões deixada pelo canal carioca.[7][8]Apesar do favoritismo do SBT, clubes como o Vasco da Gama, Fluminense e Botafogo passaram a sentir um temor de que o Flamengo ficasse com a maior parte do bolo financeiro.[9]

Em 9 de fevereiro de 2021, o Grupo Record também entrou na disputa pelos direitos de transmissão, mesmo com o favoritismo do Grupo Sílvio Santos. O projeto trás as transmissões ao vivo na RecordTV, além da venda de jogos em PPV em conjunto com as operadoras e as transmissões via internet no YouTube da FERJ e dos clubes, além do Facebook Watch do Campeonato Carioca. A reunião entre a Record e a FERJ foi marcada para o dia 11 do mesmo mês para análise de propostas.[10]

Em 11 de fevereiro, por unanimidade, os 16 clubes e a corte arbitral decidiram fechar acordo com o Grupo Record para as transmissões em TV Aberta, também válidos para 2022.[11]A Globo chegou a oferecer R$50 milhões para ter os jogos de volta em todas as esferas (TV Aberta, Por Assinatura, PPV e Internet). Porém, a proposta foi rejeitada pela FERJ que preferiu ficar com o modelo da Record, avaliado em R$11 milhões, o que seria favorável aos times na questão de arrecadação.[12]A confirmação oficial aconteceu no dia 17 de fevereiro.[13]

Emissora Transmissões com imagens
RecordTV
  • Todos os jogos da Taça Guanabara e da Taça Rio
FERJ TV
BotafogoTV
FlaTV
FluTV
VascoTV

Fase preliminar[editar | editar código-fonte]

Participantes[editar | editar código-fonte]

Estes são os clubes participantes da fase preliminar:[3]

Equipe Cidade Em 2020 Estádio Capacidade[16] Títulos (Carioca)
America Rio de Janeiro 15º Giulite Coutinho 13 544 7 (último em 1960)
Americano Campos dos Goytacazes Campos dos Goytacazes 14º Ferreirão 900 0 (não possui)
Cabofriense Cabo Frio 12º Correão 2 611 0 (não possui)
Friburguense Nova Friburgo 13º Eduardo Guinle 5 500 0 (não possui)
Nova Iguaçu Nova Iguaçu 16° (Série A)
1º (Série B1)
Laranjão 1 810 0 (não possui)
Sampaio Corrêa-RJ Saquarema 2º (Série B1) Lourival Gomes 1 800 0 (não possui)

Classificação[editar | editar código-fonte]

Pos Equipe PG Jogos Gols Cartões[17] Desempenho por rodada Classificação
Turno Returno
J V E D GP GS SG Expulso Penalizado com cartão amarelo
1 Nova Iguaçu 23 10 7 2 1 12 5 +7 0 24 2 1 1 1 2 2 1 1 1 1 Fase principal
2 Cabofriense 21 10 6 3 1 17 10 +7 2 27 5 5 3 2 1 1 2 2 2 2 Rebaixados para a Série A2 (2021)
3 Sampaio Corrêa-RJ 14 10 4 2 4 10 9 +1 3 24 3 4 4 5 4 3 4 3 3 3
4 America 12 10 2 6 2 12 13 –1 6 26 3 3 5 3 5 5 5 5 5 4
5 Americano 10 10 3 1 6 13 17 –4 0 29 1 2 2 4 3 4 3 4 4 5
6 Friburguense 2 10 0 2 8 11 21 –10 3 32 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6
Fonte: [18]

Confrontos[editar | editar código-fonte]

Fonte: [19]

Turno[editar | editar código-fonte]

Primeira rodada
16 de janeiro 15:00 America 1 – 1 Sampaio Corrêa-RJ Estádio Giulite Coutinho, Rio de Janeiro
16 de janeiro 15:00 Nova Iguaçu 1 – 0 Friburguense Estádio Laranjão, Nova Iguaçu
16 de janeiro 15:00 Americano 3 – 2 Cabofriense Estádio Ferreirão, Cardoso Moreira
Segunda rodada
20 de janeiro 15:00 Sampaio Corrêa-RJ 1 – 2 Nova Iguaçu Estádio Lourival Gomes, Saquarema
20 de janeiro 15:00 Friburguense 1 – 1 Americano Estádio Eduardo Guinle, Nova Friburgo
20 de janeiro 15:00 Cabofriense 0 – 0 America Estádio Correão, Cabo Frio
Terceira rodada
23 de janeiro 15:30 Americano 1 – 2 Sampaio Corrêa-RJ Estádio Ferreirão, Cardoso Moreira
23 de janeiro 15:30 Cabofriense 2 – 1 Friburguense Estádio Correão, Cabo Frio
23 de janeiro 15:30 America 1 – 1 Nova Iguaçu Estádio Giulite Coutinho, Rio de Janeiro
Quarta rodada
27 de janeiro 15:30 Sampaio Corrêa-RJ 0 – 1 Cabofriense Estádio Lourival Gomes, Saquarema
27 de janeiro 15:30 Friburguense 1 – 2 America Estádio Eduardo Guinle, Nova Friburgo
27 de janeiro 15:30 Nova Iguaçu 1 – 0 Americano Estádio Laranjão, Nova Iguaçu
Quinta rodada
30 de janeiro 15:30 Friburguense 1 – 2 Sampaio Corrêa-RJ Estádio Eduardo Guinle, Nova Friburgo
30 de janeiro 15:30 Cabofriense 1 – 0 Nova Iguaçu Estádio Correão, Cabo Frio
30 de janeiro 15:30 Americano 3 – 0 America Estádio Ferreirão, Cardoso Moreira

Returno[editar | editar código-fonte]

Primeira rodada
3 de fevereiro 15:30 Sampaio Corrêa-RJ 0 – 0 America Estádio Lourival Gomes, Saquarema
3 de fevereiro 15:30 Friburguense 0 – 1 Nova Iguaçu Estádio Eduardo Guinle, Nova Friburgo
3 de fevereiro 15:30 Cabofriense 2 – 1 Americano Estádio Correão, Cabo Frio
Segunda rodada
6 de fevereiro 15:30 Nova Iguaçu 1 – 0 Sampaio Corrêa-RJ Estádio Laranjão, Nova Iguaçu
6 de fevereiro 15:30 Americano 2 – 1 Friburguense Estádio Ferreirão, Cardoso Moreira
6 de fevereiro 18:30 America 1 – 1 Cabofriense Estádio Giulite Coutinho, Rio de Janeiro
Terceira rodada
10 de fevereiro 15:30 Sampaio Corrêa-RJ 2 – 0 Americano Estádio Lourival Gomes, Saquarema
10 de fevereiro 15:30 Friburguense 2 – 5 Cabofriense Estádio Eduardo Guinle, Nova Friburgo
10 de fevereiro 15:30 Nova Iguaçu 1 – 0 America Estádio Laranjão, Nova Iguaçu
Quarta rodada
17 de fevereiro 15:30 Cabofriense 2 – 1 Sampaio Corrêa-RJ Estádio Correão, Cabo Frio
17 de fevereiro 15:30 Americano 1 – 3 Nova Iguaçu Estádio Ferreirão, Cardoso Moreira
17 de fevereiro 18:30 America 4 – 4 Friburguense Estádio Giulite Coutinho, Rio de Janeiro
Quinta rodada
20 de fevereiro 15:30 Sampaio Corrêa-RJ 1 – 0 Friburguense Estádio Lourival Gomes, Saquarema
20 de fevereiro 15:30 Nova Iguaçu 1 – 1 Cabofriense Estádio Laranjão, Nova Iguaçu
20 de fevereiro 15:30 America 3 – 1 Americano Estádio Giulite Coutinho, Rio de Janeiro

Fase principal[editar | editar código-fonte]

Participantes[editar | editar código-fonte]

Equipe Cidade Em 2020 Estádio Capacidade[16] Títulos (Carioca)
Bangu Rio de Janeiro Moça Bonita 9 024 2 (último em 1966)
Boavista-RJ Saquarema Eucyr Resende 4 315 0 (não possui)
Botafogo Rio de Janeiro Nilton Santos 44 661 21 (último em 2018)
Flamengo Rio de Janeiro Maracanã 78 838 36 (último em 2020)
Fluminense Rio de Janeiro Maracanã 78 838 31 (último em 2012)
Macaé Macaé 11º Eucyr Resende 4 315 0 (não possui)
Madureira Rio de Janeiro Conselheiro Galvão 5 014 0 (não possui)
Nova Iguaçu Nova Iguaçu 16º Laranjão 1 810 0 (não possui)
Portuguesa-RJ Rio de Janeiro Luso-Brasileiro 5 044 0 (não possui)
Resende Resende 10º Trabalhador 4 600 0 (não possui)
Vasco da Gama Rio de Janeiro São Januário 21 880 24 (último em 2016)
Volta Redonda Volta Redonda Raulino de Oliveira 18 230 0 (não possui)

Taça Guanabara[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Taça Guanabara de 2021
Pos Equipe PG Jogos Gols Cartões[20] Desempenho por rodada
# V E D GP GS SG Expulso Penalizado com cartão amarelo 10ª 11ª
1 Flamengo 23 11 7 2 2 23 10 +13 0 24 3 2 3 2 1 1 1 1 2 2 1
2 Fluminense 22 11 7 1 3 20 11 +9 0 17 9 12 8 4 3 5 5 4 4 3 2
3 Portuguesa-RJ 21 11 6 3 2 20 8 +12 3 24 2 1 2 3 5 3 3 3 3 4 3
4 Volta Redonda 21 11 6 3 2 18 13 +5 1 31 5 5 1 1 2 2 2 2 1 1 4
5 Vasco da Gama 17 11 4 5 2 21 15 +6 0 24 10 10 11 11 9 8 9 7 5 6 5
6 Nova Iguaçu 15 11 4 3 4 16 15 +1 0 24 12 9 10 8 8 9 7 8 10 7 6
7 Botafogo 15 11 3 6 2 14 9 +5 1 21 7 3 4 5 7 6 6 5 6 8 7
8 Madureira 15 11 3 6 2 13 16 –3 1 29 6 8 9 6 4 4 4 6 7 5 8
9 Resende 11 11 3 2 6 11 21 –10 1 21 1 7 7 10 6 7 8 10 8 9 9
10 Boavista-RJ 11 11 2 5 4 14 16 –2 3 29 8 4 5 7 10 9 10 9 9 10 10
11 Bangu 6 11 1 3 7 5 18 –13 0 23 3 6 6 9 11 11 11 11 11 11 11
12 Macaé 1 11 0 1 10 6 29 –23 2 28 10 11 12 12 12 12 12 12 12 12 12
     Campeão da Taça Guanabara 2021 e classificado para as semifinais do Campeonato
     Classificados para as semifinais do Campeonato
     Classificados para as semifinais da Taça Rio 2021
     Rebaixado para a Série A2 de 2021
Última atualização: 25 de abril[21]

Premiação[editar | editar código-fonte]

Taça Guanabara de 2021
Rio de Janeiro
FLAMENGO
Bicampeão
(23.º título)

Taça Rio[editar | editar código-fonte]

Em itálico, as equipes que jogarão pelo empate por ter melhor campanha e em negrito as equipes vencedoras das partidas. Na final, não há vantagem de empate para nenhuma equipe.

  Semifinais Final
                     
 Madureira 1  
 Vasco da Gama 0  
   
   
 Botafogo 0
 Nova Iguaçu 0

Confrontos[editar | editar código-fonte]

Semifinais[editar | editar código-fonte]
Ida
1 de maio Madureira 1 – 0 Vasco da Gama Estádio Conselheiro Galvão, Rio de Janeiro
15:15
Sampaio Gol marcado aos 59 minutos de jogo 59' Público: Portões fechados
Árbitro: Rio de JaneiroRJ João Batista de Arruda

2 de maio Botafogo 0 – 0 Nova Iguaçu Estádio Nilton Santos, Rio de Janeiro
18:00
Público: Portões fechados
Árbitro: Rio de JaneiroRJ Rejane Caetano da Silva
Volta
8 de maio Vasco da Gama Madureira Estádio São Januário, Rio de Janeiro
16:00

9 de maio Nova Iguaçu Botafogo Estádio Nilton Santos, Rio de Janeiro
18:00
Finais[editar | editar código-fonte]
Ida
A definir Vencedor da 2ª semifinal Vencedor da 1ª semifinal A definir

Volta
A definir Vencedor da 1ª semifinal Vencedor da 2ª semifinal A definir

Premiação[editar | editar código-fonte]

Taça Rio de 2021
Bandeira do estado do Rio de Janeiro.svg
A DEFINIR
Campeão
(?.º título)

Fase final[editar | editar código-fonte]

Em itálico, as equipes que jogarão pelo empate por ter melhor campanha e em negrito as equipes vencedoras das partidas. Na final, não há vantagem de empate para nenhuma equipe.

  Semifinais Final
                     
 Flamengo 3  
 Volta Redonda 0  
   
   
 Fluminense 1
 Portuguesa-RJ 1
Semifinais[editar | editar código-fonte]
Ida
1 de maio Volta Redonda 0 – 3 Flamengo Estádio da Cidadania, Volta Redonda
21:05
Gol marcado aos 50 minutos de jogo 50', Gol marcado aos 53 minutos de jogo 53', Gol marcado aos 90+5 minutos de jogo 90+5' Pedro Público: Portões fechados
Árbitro: Rio de JaneiroRJ Rafael Martins de Sá

2 de maio Portuguesa-RJ 1 – 1 Fluminense Estádio Luso-Brasileiro, Rio de Janeiro
16:00
Chay Gol marcado aos 15 minutos de jogo 15' (pen) Gol marcado aos 56 minutos de jogo 56' (pen) Hernández Público: Portões fechados
Árbitro: Rio de JaneiroRJ Alexandre Vargas Tavares de Jesus
Volta
8 de maio Flamengo Volta Redonda Estádio do Maracanã, Rio de Janeiro
21:05

9 de maio Fluminense Portuguesa-RJ Estádio do Maracanã, Rio de Janeiro
16:00
Finais[editar | editar código-fonte]
Ida
15 de maio Vencedor da 2ª semifinal Vencedor da 1ª semifinal A definir
A definir
Volta
22 de maio Vencedor da 1ª semifinal Vencedor da 2ª semifinal A definir
A definir

Premiação[editar | editar código-fonte]

Campeonato Carioca de 2021
Bandeira do estado do Rio de Janeiro.svg
A DEFINIR
Campeão
(?.º título)

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Hat-tricks[editar | editar código-fonte]

Jogador Clube Adversário Placar Data Ref.
Brasil Tiago Reis Vasco da Gama Bangu 4–2 3 de abril [24]
Brasil Pedro Flamengo Volta Redonda 3–0 1 de maio [25]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c «Regulamento da fase principal do Campeonato Estadual da Série A de profissionais da temporada de 2021 e do Campeonato da temporada de 2022» (PDF). FERJ. 28 de dezembro de 2020. Consultado em 29 de dezembro de 2020 
  2. «Sorteada a tabela da Fase Preliminar do Campeonato Carioca de 2021». FERJ. 11 de novembro de 2020. Consultado em 21 de novembro de 2020 
  3. a b «Regulamento da Fase Preliminar» (PDF). FERJ. 11 de novembro de 2020. Consultado em 21 de novembro de 2020 
  4. a b c «Arbitral define fórmula do Carioca 2021 e 2022». FERJ. 28 de dezembro de 2020. Consultado em 29 de dezembro de 2020 
  5. Burlá, Leo (28 de dezembro de 2020). «Carioca-21 terá Taça Guanabara em pontos corridos e menos datas que em 2020». Universo Online. Consultado em 29 de dezembro de 2020 
  6. «Globo e SBT formalizam propostas e disputam direitos do Campeonato Carioca». www.uol.com.br. Consultado em 30 de janeiro de 2021 
  7. MAGATTI, RICARDO (27 de janeiro de 2021). «SBT avança sobre direitos do Carioca; ação judicial prejudica a Globo». Notícias da TV. Consultado em 30 de janeiro de 2021 
  8. «SBT supera Globo e encaminha acerto por transmissão do Campeonato Carioca 2021». Lance!. Consultado em 30 de janeiro de 2021 
  9. «Rodrigo Mattos - Carioca terá pay-per-view fatiado por clube; acordo com SBT tem pendências». www.uol.com.br. Consultado em 30 de janeiro de 2021 
  10. «Record entra na disputa pelos direitos do Campeonato Carioca». TV Pop. 9 de fevereiro de 2021. Consultado em 9 de fevereiro de 2021 
  11. «FERJ | Arbitral aprova proposta da TV Record para transmissão do Carioca». www.fferj.com.br. Consultado em 11 de fevereiro de 2021 
  12. «Globo aumenta proposta para R$ 50 milhões pelo Cariocão mas Ferj e clubes preferem novo modelo». Lance!. Consultado em 15 de fevereiro de 2021 
  13. «Record fecha transmissão do Campeonato Carioca de futebol». R7.com. 17 de fevereiro de 2021. Consultado em 17 de fevereiro de 2021 
  14. «Com Globo fora, Campeonato Carioca terá PPV com jornalistas ex-Fox Sports». iG. 9 de fevereiro de 2021. Consultado em 11 de fevereiro de 2021 
  15. «Botafogo lança plataforma para transmissão de jogos do Campeonato Carioca». UOL Esporte. 27 de fevereiro de 2021. Consultado em 28 de fevereiro de 2021 
  16. a b «Cadastro Nacional de Estádios de Futebol (CNEF) 2016» (PDF). Confederação Brasileira de Futebol (CBF). 18 de janeiro de 2016. Consultado em 21 de novembro de 2020 
  17. «Cartões» (PDF). FERJ. Consultado em 24 de fevereiro de 2021 
  18. «Classificação - Fase Preliminar» (PDF). FERJ. Consultado em 20 de fevereiro de 2021 
  19. «Fase Preliminar - Tabela» (PDF). FERJ. Consultado em 4 de fevereiro de 2021 
  20. «Cartões» (PDF). FERJ. Consultado em 14 de abril de 2021 
  21. «Classificação - Taça Guanabara» (PDF). FERJ. Consultado em 26 de abril de 2021 
  22. «Artilharia» (PDF). FERJ. Consultado em 5 de abril de 2021 
  23. «Campeonato Carioca 2021 - ESTATÍSTICAS - MAIS ASSISTÊNCIAS». oGol. Consultado em 5 de maio de 2021 
  24. «Com três gols de Tiago Reis, Vasco vence o Bangu no Raulino de Oliveira». GloboEsporte.com. 3 de abril de 2021. Consultado em 3 de abril de 2021 
  25. «Com três gols de Pedro, Flamengo vence o Volta Redonda e se aproxima da final do Carioca». GloboEsporte.com. 1 de maio de 2021. Consultado em 1 de maio de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]